Successfully reported this slideshow.
We use your LinkedIn profile and activity data to personalize ads and to show you more relevant ads. You can change your ad preferences anytime.

Sociedade medieval14

1,970 views

Published on

  • Be the first to comment

  • Be the first to like this

Sociedade medieval14

  1. 1. Os que oram Os que defendem Os que trabalham
  2. 2. A sociedade segundo um bispo medieval Aos membros do Clero, Deus manda ensinar a manter a verdadeira fé e ministrar a sagrada água do baptismo. (…). Devem, sem cessar, rezar pelo povo. Os nobres são guerreiros, os protectores das igrejas. Defendem todos os homens, grandes e pequenos (…). A outra classe é a dos não-livres. Esta raça de infelizes nada possui sem sofrimento. São eles quem fornece a todos provisões e vestuário; por isso nenhum homem livre poderia viver sem eles. A casa de Deus, que parece uma única, está pois dividida em três: uns rezam, outros combatem e outros trabalham. Todos vivem em conjunto e não podem, por isso, separar-se. Adalbéron, Cântico ao Rei Roberto. Séc. X
  3. 3. Uma sociedade tripartida Clero Organizava o culto religioso. Nobreza Combatia para assegurar a defesa da sociedade. Povo Trabalha para o sustento de todos.
  4. 4. Página de um livro com iluminuras Monge copista Um monge a ensinar numa escola
  5. 5. A importância do Clero na Idade Média
  6. 6. Organização do Clero na Idade Média
  7. 7. • CLERO – grupo privilegiado, rico, culto, exercia influência religiosa sobre a população
  8. 8. . NOBREZA - grupo privilegiado, rico, dedicava-se à guerra e à defesa das populações
  9. 9. • POVO – Grupo não privilegiado. Trabalhava para os outros grupos sociais nos campos, no artesanato e no comércio.
  10. 10. O Clero  Constituía o grupo social mais culto, pois os seus membros dirigiam as escolas, copiavam manuscritos, escreviam livros.  Possuía terras, donde retirava grandes riquezas;  Gozava de grandes privilégios e isenções de ordem judicial e fiscal (por exemplo, tinha tribunais próprios e não pagava certos tributos);  Exercia importantes cargos na administração, junto dos reis ou localmente (dioceses, paróquias);
  11. 11. Sumário: O Domínio Senhorial. A sociedade senhorial.
  12. 12. A Nobreza  Possuía terras, donde retirava grandes riquezas;  Dispunha de força militar (possuíam exércitos próprios);  Aplicava a justiça;  Cobrava impostos aos habitantes dos seus domínios.  Os nobre estão ligados entre si (e com o rei) através das relações de vassalagem.
  13. 13. O Povo  Trabalhava;  Pagava impostos que sustentavam os restantes grupos sociais;  Era composto maioritariamente por camponeses que trabalhavam nos domínios senhoriais. Iluminura “As mais belas horas do Duque de Berry”
  14. 14. Uma sociedade hierarquizada Clero Nobreza Povo Rei Nãoprivilegiados Privilegiados
  15. 15. “A casa de Deus, que parece uma única, está pois dividida em três: uns rezam, outros combatem e outros trabalham. Todos vivem em conjunto e não podem, por isso, separar-se.” Adalbéron, Cântico ao Rei Roberto. Séc. X
  16. 16. Cerimónia de Juramento de fidelidade: Homenagem; juramento de fidelidade e investidura
  17. 17. • O conde perguntou ao futuro vassalo se ele queria ser seu verdadeiro homem, e este respondeu: “Eu quero”. Depois, colocando as mãos entre as do conde, aliaram-se. Em segundo lugar, o que havia prestado homenagem, prestou juramento : – “Prometo, por minha honra, ser, a partir deste instante, fiel ao conde Guilherme, guardar-lhe, contra todos e inteiramente, a minha homenagem, de boa fé e sem mentira”. E, em terceiro lugar, fez este juramento sobre as relíquias dos santos. Em seguida, com a vara que tinha na mão, o conde deu-lhe a investidura, a ele e a todos os que acabavam de lhe prestar homenagem, de lhe prestar fidelidade e também de lhe prestar juramento». • Galberto de Bruges - Hist. du meurtre de Charles le Bon, ed. Pirenne.

×