Successfully reported this slideshow.
We use your LinkedIn profile and activity data to personalize ads and to show you more relevant ads. You can change your ad preferences anytime.

Revolução liberal portuguesa de1820

83,334 views

Published on

A Revolução liberal em Portugal

Published in: Education

Revolução liberal portuguesa de1820

  1. 1. AREVOLUÇÃOLIBERAL DE 1820 SESSÃO DAS CORTES DE LISBOA, POR OSCAR PEREIRA DA SILVA
  2. 2. FUGA DA FAMÍLIA REAL PARA O BRASILEMBARQUE PARA O BRASIL DO PRÍNCIPE REGENTE D. JOÃO VI EM 27 DENOVEMBRO 1807, POR NICOLAS DELERIVE
  3. 3. O DESEMBARQUE...
  4. 4. TRÊS INVASÕES FRANCESAS,UMA MONARQUIA “BRASILEIRA”E UM GOVERNO “INGLÊS”Da guerra e da desilusão surge a Revolução. Como?
  5. 5. 1. QUE CONDIÇÕES FAVORECERAM A REVOLUÇÃO LIBERAL DE 1820?
  6. 6. As hesitações de Portugal em cumprir o Bloqueio Continentaloriginam as Invasões Francesas e aFuga da família real para o Brasil.
  7. 7. AS INVASÕESFRANCESAS
  8. 8. JUNOT E A PRIMEIRA INVASÃO FRANCESA
  9. 9. SOULT E A SEGUNDA INVASÃO FRANCESA
  10. 10. MASSENA E A TERCEIRA INVASÃO FRANCESAAVURA DA BATALHA DO BUÇACO, POR MAJOR T. ST. CLAIR GRAVURA DO EXÉRCITO FRANCÊS DE MASSENA DEFRONTE DAS LINHAS DE TORRES VEDRAS, POR G. W. TERRY .
  11. 11. “Ali vi casas completamente saqueadas, os móveis destruídos, as igrejas convertidas, umas em cavalariças, outras em teatro e outras em matadouros de gado, donde saiam emanações insuportáveis; as oliveiras, laranjeiras e outras árvores dos numerosos pomares suburbanos haviam sido cortadas (...); [só restavam] raros habitantes, no estado mais deplorável, resultado das privações e mau tratamento.” Jorge Custódio, “A vila de Santarém ao tempo da invasão de Massena”
  12. 12. TRÊS INVASÕESFRANCESAS, UM GOVERNO“INGLÊS” E UMA MONARQUIA“BRASILEIRA” PROVOCA WILLIAM CARR BERESFORD, POR SIRDESCONTENTAM WILLIAM BEECHEY
  13. 13. CHEGADA DA FAMÍLIA REAL DE PORTUGAL AO RIO DE JANEIRO EM 7 DE MARÇO DE 1808, POR GEOFF HUNTDIA DE BEIJA-MÃO NO RIODE JANEIRO, PORDAUMIER
  14. 14. Em 1815, o prínciperegente deu ao Brasil otítulo de reino e redefiniua monarquia como “reino unido de Portugal, doBrasil e do Algarve”, com novas armas.
  15. 15. GOMES FREIRE DE ANDRADE E A PRIMEIRA REVOLTA Um Estado arruinado, LIBERAL, 1917uma monarquia abaladapela opção brasileira do rei, e uma nova disponibilidade para odebate público e para a indignação patrióticaformaram um solo fácil para revoltas.
  16. 16. O SINÉDRIO, UMA SOCIEDADE SECRETA FUNDADA NO PORTO EM 1818MANUEL FERNANDES TOMÁS JOSÉ DA SILVA CARVALHO JOSÉ FERREIRA BORGES
  17. 17. A REVOLUÇÃO LIBERAL DE 182024 de Agosto de 1820, Campo de Santo Ovídeo, Porto
  18. 18. GRAVURA DA ENTRADA SOLENE DA JUNTA PROVISÓRIA NO ROSSIO, EM LISBOA (1 DEOUTUBRO DE 1820)
  19. 19. Em dezembro de 1820 realizaram-se as primeiras eleições e os Portugueses escolheram os seus representantes para as chamadas Cortes Constituintes.CORTES CONSTITUINTES DE 1821, POR VELOSO SALGADO
  20. 20. O REGRESSO DO REI
  21. 21. Medidas das Cortes Constituintes :- Exigência do regresso de D. João VI e da corte a Portugal;- Extinção da Inquisição;- Abolição dos direitos senhoriais;- Transformação dos bens da Coroa em bens nacionais;- Liberdade de Imprensa;- Aprovação da Constituição
  22. 22. 2. QUAIS SÃO OS PRINCÍPIOSDEFENDIDOS PELACONSTITUIÇÃO DE 1822?
  23. 23. Em conclusão, a Constituição de1822 pôs termos à sociedade deAntigo Regime e instaurou entre nósuma monarquia constitucional.
  24. 24. MONARQUIA ABSOLUTA VSMONARQUIA CONSTITUCIONAL
  25. 25. “Juro guardar e fazer guardar aConstituição política da monarquiaportuguesa que acabam de decretaras Cortes Constituintes da mesmanação.” Juramento da Constituição
  26. 26. 3. QUAIS FORAM AS CAUSAS DA INDEPENDÊNCIA DO BRASIL?
  27. 27. “Pedro, se o Brasil se separar, antesseja para ti, que me hás-derespeitar, do que para algum dessesaventureiros”. D. João VI
  28. 28. “Se é para o bem de todos efelicidade geral da nação estoupronto: diga ao povo que fico”. D. Pedro
  29. 29. “Amigos! As Cortes de Lisboanos oprimem e querem nosescravizar... Deste dia emdiante, as nossas relaçõesestão rompidas. Por meusangue e por minha honra epor Deus, farei do Brasil umpaís livre. Brasileiros, de hoje INDEPENDÊNCIA OU MORTE (TAMBÉM CONHECIDO COMO O GRITO DO IPIRANGA), PORem diante o nosso lema será: PEDRO AMÉRICOIndependência ou morte!”. Proclamação de D. Pedro em 7 de setembro de 1822
  30. 30. RevoluçãoLiberal de 1820
  31. 31. Invasões FrancesasAusência do Crise Domínio Princípios rei económica Inglês Liberais Descontentamento da população Revolução Liberal de 1820 Cortes Constituintes Regresso de D. Constituição Pedro Portuguesa de 1822 Independência Monarquia do Brasil Constitucional
  32. 32. Fim
  33. 33. Antecedentes Um país em criseEm 1807 as tropas Napoleónicas invadiram pelaprimeira vez Portugal.A família real e muitos elementos do clero e da nobreza refugiam-se no Brasil.As tropas francesas roubaram, saquearam e queimaram.Os Ingleses dominam os cargos mais importantes do país.
  34. 34. O Movimento Revolucionário• Razões que levaram à Revolução de 1820:c) A Família Real e a Corte Portuguesa continuavam a viver no Brasil e parecia não desejarem regressar. As invasões tinham acabado em 1810.e) O reino tinha ficado mais pobre e desorganizado com as Invasões Francesas.g) Os Ingleses não saíram de Portugal e controlavam quase todo o comércio com o Brasil, o que prejudicava muito os comerciantes portugueses.
  35. 35. Objectivos do Movimento Revolucionário Liberal 1Obrigar o Rei a regressar do Brasil 2 Expulsar os Ingleses de Portugal
  36. 36. Finalmente!• Os Ingleses foram afastados de Portugal.• Os Revolucionários criaram um Governo Provisório – a Junta Provisional de Governo do Reino.
  37. 37. Resumo• Os portugueses estavam descontentes com o estado da nação após as invasões francesas e com a presença dos Ingleses em Portugal. Queriam ainda que o Rei viesse do Brasil para Portugal.• Um conjunto de revolucionários prepararam uma revolução para mudar as coisas e implementar um regime liberal em Portugal. Esses revolucionários formaram uma sociedade secreta – o Sinédrio – para preparar a revolução.• No dia 24 de Agosto de 1820 tinha lugar, no Porto, a Revolução Liberal que rapidamente se alastrou a todo o país com apoio popular.• Foi criado um governo provisório para governar Portugal e foram afastados os Ingleses.• Foram preparadas e realizadas eleições para as Cortes Constituintes cujos seus deputados elaboraram a Constituição de 1822.• A Constituição de 1822 baseava-se nos princípios liberais da “Igualdade” e “Liberdade”.• O rei D. João VI regressou do Brasil e aceitou a Constituição de 1822. Portugal passava a ser uma Monarquia Constitucional ou Liberal.
  38. 38. FORMATAÇÃO:• Carla Carvalho

×