Successfully reported this slideshow.
We use your LinkedIn profile and activity data to personalize ads and to show you more relevant ads. You can change your ad preferences anytime.
Os Hebreus eram pastores nómadas que viviam
na Mesopotâmia.
De acordo com a Bíblia, por volta de 1800 a.C, Abraão
recebeu uma sinal de Deus para abandonar a
Mesopotâmia e dirigir-se ...
No séc. XIX a.C., os Hebreus dirigiram-se para a
Palestina, conduzidos pelo profeta Abraão.
Desenho de Gustave Doré retratando a partida do patriarca hebreu
Abraão para Canaã.
A Palestina era uma região muito fértil,
banhada pelo rio Jordão. Localizada entre a
África e a Ásia constituía uma passag...
Isaac, filho de Abraão, tem um filho
chamado Jacob. Jacob teve doze filhos.
Os doze filhos de Jacob dão origem às doze
tribos que formaram o povo hebreu. Por volta
de 1700 a.C, o povo hebreu emigrou...
No Egito, os Hebreus foram escravizados
pelos faraós por aproximadamente 400 anos.
Por volta de 1300 a.C. Moisés comanda a
fuga do do povo hebreu para fora do Egito.
Nesta viagem, Moisés subiu ao Monte Sinai.
No Monte Sinai, Moisés recebeu as tábuas
dos Dez Mandamentos.
Os Dez Mandamentos são normas de
comportamento que os Hebreus
acreditam ser lei divina.
Os dez Mandamentos resumem-se em dois
princípios:
- Amar a Deus sobre todas as coisas.
- Amar o próximo como a si mesmo.
Durante 40
anos
peregrinaram
pelo deserto,
Êxodo, até
receberem um
sinal de Deus
para voltarem
para a terra
prometida,
Can...
• No segundo milénio a. C. a Faixa de Gaza foi
invadida por povos de origem creto-micénica,
os filisteus.
• Na mesma época...
• Os dois povos lutaram entre si na disputa
de território, porém ambos acabaram
suplantados por impérios mais poderosos.
Na Palestina,
formaram as 12
tribos de Israel.
Como reis de
Israel
distinguiram-se:
Saul; David e
sobretudo
Salomão (970-
...
Após a morte de
Salomão, o reino
Judaico dividiu-
se em dois
reinos : reino de
Israel com
capital em
Samaria e o
reino de ...
Com a perda da unidade, os hebreus foram
sucessivamente dominados por povos mais
poderosos como os Assírios, os Babilónios...
A história do povo hebraico, bem como os
fundamentos da sua religião, encontram-
se na Bíblia, o livro sagrado dos hebreus.
Os Hebreus consideravam-se o POVO
ELEITO, o que os levou a suportar
resignadamente a opressão estrangeira.
Confiavam que, ...
Muitos judeus, sobretudo os sacerdotes,
não viram em Jesus o seu salvador, por
isso foi preso e condenado à morte
Pintura ...
• Com a divisão do Império Romano em 395,
a região da Palestina passou a pertencer
ao Império romano do Oriente, que viria...
• Com o surgimento do islamismo na
Península Arábica no século VII, as tribos
árabes uniram-se e conquistaram vastas
regiõ...
• Mapa do reino de
Israel no século
XI a.C.
• Nos séculos XII e XIII, os reinos cristãos da
Europa Ocidental realizaram várias expedições
militares contra o Império Á...
• Na Palestina, foi criado o Reino de
Jerusalém.
• Porém tais reinos foram depressa
reconquistados pelos árabes.
• No século XVI, o Império Otomano tomou
a Palestina. Este domínio manteve-se até
a Primeira Guerra Mundial.
• Com a fundação do movimento sionista
em 1897, que propunha o retorno dos
judeus à Palestina, milhares emigraram
para lá.
• Sionismo (em hebraico: ‫ ציונות‬Tsiyonut) é
um movimento político e filosófico que
defende o direito à autodeterminação
...
• Com a derrota do Império Otomano na
Primeira Guerra Mundial, a Palestina ficou
sob administração britânica.
• Durante a 2ª Guerra Mundial os judeus
foram vítimas de um incontestado
holocausto provocado pelo racismo e
pangermanismo...
• Em 1947, como
compensação, do que o
povo judeutinha sofrido,
durante a 2ª Guerra, a
Organização das Nações
Unidas determ...
• Os países árabes contestaram a
existência e extensão de Israel e os
judeus não aceitavam a co-existência de
um estado ár...
• Começou, desta maneira, o conflito
israelo-palestiniano, com o novo estado
de Israel rechaçando as forças árabes e
ocupa...
• Dado poderem estar em causa interesses
económicos, como a livre comercialização
do petróleo, o conflito alarga-se às reg...
• O Egito consegue a região da Faixa de
Gaza e a Jordânia consegue as regiões
da Cisjordânia e Jerusalém oriental.
Os Pale...
• Como o povo palestiniano continuasse a
existir sem reconhecimento internacional,
enveredou pela luta armada, por um lado...
• Dentro da organização, a
maior fação era a do
Fatah, grupo político de
orientação socialista
liderado por Yasser Arafat.
• Em 1967, ocorreu
novo conflito entre
Israel e os países
árabes vizinhos: a
Guerra dos Seis 
Dias.
• Acabada a guerra,
Is...
• Grande parte da população dos territórios
ocupados por Israel na Guerra dos Seis
Dias refugiou-se na Jordânia. No entant...
• Em 1972, o grupo terrorista palestiniano
“Setembro Negro” sequestrou e matou
onze atletas israelitas nos Jogos
Olímpicos...
• Em 1973 começa a Guerra do Yom Kippur -
Dia do Perdão em hebraico. Egito e 
Síria atacaram simultaneamente Israel a fim
...
• Esta guerra deu
visibilidade internacional
à Questão Palestiniana
e ao problema dos
refugiados. Tal situação
fortaleceu ...
• Entre 1977 a 1979, Israel e Egito assinam
os acordos de paz de Camp David, e a
região de Sinai é entregue ao Egito.
Begi...
• Em 1982, Israel invade o Líbano com o
pretenso objetivo de fazer cessar os
ataques dos palestinianos da (OLP),
refugiado...
• Em 16 de setembro, com a permissão
israelita, milícias cristãs libanesas invadiram
os campos de refugiados palestinianos...
• A 9 de dezembro de 1987, explode a 1ª
Intifada ( revolta em árabe) manifestações na
Faixa de Gaza contra a invasão israe...
Cartaz usado no período da Primeira Intifada,
representando os territórios ocupados e Israel
• Nesta altura, foi criado, na cidade de
Gaza, o Hamas, grupo fundamentalista
islâmico palestiniano.
• Em 1988, a Organização pela Libertação
da Palestina passou a aceitar a existência
de dois estados no território palestin...
• Em 1993 com o Acordo de Paz de Oslo foi
criada a Autoridade Palestiniana sob o
comando de Yasser Arafat. O acordo
determ...
Acordo de Oslo: Bill Clinton, Yitzhak Rabin,
Yasser Arafat na Casa Branca 13-03-1993.
• Em 2000, ocorreu a Segunda Intifada,
desencadeada pela visita do político
israelita Ariel Sharon à esplanada das
Mesquit...
• Em 2001, o primeiro ministro Israelita Ariel
Sharon depois de ocupar territórios
Palestinianos, dá o início à construção...
• Em 2004, Yasser Arafat morre e deixa o
cargo da Autoridade Palestiniana ao
eleito Mahmud Abbas
• Israel destrói bases palestinianas na Faixa
de Gaza e Cisjordânia.
• Nas eleições parlamentares de 2006, o
Hamas conquistou a maioria no Conselho
Legislativo da Palestina o que desencadeou
...
• A vitória do Hamas provocou, ainda, o
estabelecimento de um bloqueio egípcio-
israelita à Faixa de Gaza. Os dois países
...
• Em 2010, um comboio enviando ajuda
humanitária à Faixa de Gaza foi atacado
por patrulhas israelitas, ocasionando nove
mo...
Será possível a paz?
• Apesar do Egito apelar a um cessar fogo, o
movimento islâmico Hamas, informou que
recusará qualquer...
• O primeiro-ministro israelita, Benjamin
Netanyahu, convocou uma reunião do
gabinete de segurança para "examinar
seriamen...
• Entretanto, o que é dramático, é que a
grande maioria das vítimas dos
bombardeamentos aéreos são mulheres e
as crianças.
• Outro entrave às negociações de paz é a
reivindicação de soberania com relação à
cidade de Jerusalém (cidade santa de ju...
Fontes
• http://www.bussolaescolar.com.br/historia
_geral/conflito_entre_judeus_e_palestinos
.htm
• http://geoconceicao.bl...
• http://www.caditaguai.com.br/conteudo/mapas/m
apas.htm
• www.historianet.com.br/conteudo/default.asp
x?... paginas.terra...
Maria de Fátima Isidro M.Gomes
Conflito israelo-árabe: subsídios para a sua compreensão
Conflito israelo-árabe: subsídios para a sua compreensão
Conflito israelo-árabe: subsídios para a sua compreensão
Upcoming SlideShare
Loading in …5
×

Conflito israelo-árabe: subsídios para a sua compreensão

1,093 views

Published on

Subsídios para a compreensão do conflito israelo-árabe

Conflito israelo-árabe: subsídios para a sua compreensão

  1. 1. Os Hebreus eram pastores nómadas que viviam na Mesopotâmia.
  2. 2. De acordo com a Bíblia, por volta de 1800 a.C, Abraão recebeu uma sinal de Deus para abandonar a Mesopotâmia e dirigir-se para Canaã ( atual Palestina).
  3. 3. No séc. XIX a.C., os Hebreus dirigiram-se para a Palestina, conduzidos pelo profeta Abraão.
  4. 4. Desenho de Gustave Doré retratando a partida do patriarca hebreu Abraão para Canaã.
  5. 5. A Palestina era uma região muito fértil, banhada pelo rio Jordão. Localizada entre a África e a Ásia constituía uma passagem obrigatória para o comércio entre o oriente e o ocidente.
  6. 6. Isaac, filho de Abraão, tem um filho chamado Jacob. Jacob teve doze filhos.
  7. 7. Os doze filhos de Jacob dão origem às doze tribos que formaram o povo hebreu. Por volta de 1700 a.C, o povo hebreu emigrou para o Egito, atraído pela riqueza desse país.
  8. 8. No Egito, os Hebreus foram escravizados pelos faraós por aproximadamente 400 anos.
  9. 9. Por volta de 1300 a.C. Moisés comanda a fuga do do povo hebreu para fora do Egito.
  10. 10. Nesta viagem, Moisés subiu ao Monte Sinai.
  11. 11. No Monte Sinai, Moisés recebeu as tábuas dos Dez Mandamentos.
  12. 12. Os Dez Mandamentos são normas de comportamento que os Hebreus acreditam ser lei divina.
  13. 13. Os dez Mandamentos resumem-se em dois princípios: - Amar a Deus sobre todas as coisas. - Amar o próximo como a si mesmo.
  14. 14. Durante 40 anos peregrinaram pelo deserto, Êxodo, até receberem um sinal de Deus para voltarem para a terra prometida, Canaã, Palestina.
  15. 15. • No segundo milénio a. C. a Faixa de Gaza foi invadida por povos de origem creto-micénica, os filisteus. • Na mesma época, a Cisjordânia foi invadida por povos de origem suméria, os hebreus.
  16. 16. • Os dois povos lutaram entre si na disputa de território, porém ambos acabaram suplantados por impérios mais poderosos.
  17. 17. Na Palestina, formaram as 12 tribos de Israel. Como reis de Israel distinguiram-se: Saul; David e sobretudo Salomão (970- 931 a.C.)
  18. 18. Após a morte de Salomão, o reino Judaico dividiu- se em dois reinos : reino de Israel com capital em Samaria e o reino de Judá com capital em Jerusalém.
  19. 19. Com a perda da unidade, os hebreus foram sucessivamente dominados por povos mais poderosos como os Assírios, os Babilónios, os Persas, os Gregos, e finalmente os Romanos no séc. I a.C. Muitos judeus fogem. Inicia-se a diáspora.
  20. 20. A história do povo hebraico, bem como os fundamentos da sua religião, encontram- se na Bíblia, o livro sagrado dos hebreus.
  21. 21. Os Hebreus consideravam-se o POVO ELEITO, o que os levou a suportar resignadamente a opressão estrangeira. Confiavam que, como anunciavam os profetas, como Isaías, Jeremias, Ezequiel, um enviado de Deus, o MESSIAS, ou SALVADOR os libertaria.
  22. 22. Muitos judeus, sobretudo os sacerdotes, não viram em Jesus o seu salvador, por isso foi preso e condenado à morte Pintura de Aert van den Bossche retratando o nascimento de Jesus Cristo
  23. 23. • Com a divisão do Império Romano em 395, a região da Palestina passou a pertencer ao Império romano do Oriente, que viria a ser conhecido como Império Bizantino.
  24. 24. • Com o surgimento do islamismo na Península Arábica no século VII, as tribos árabes uniram-se e conquistaram vastas regiões do Império Bizantino, incluindo a Palestina. Placa medieval de metal retratando soldados bizantinos de fronteira
  25. 25. • Mapa do reino de Israel no século XI a.C.
  26. 26. • Nos séculos XII e XIII, os reinos cristãos da Europa Ocidental realizaram várias expedições militares contra o Império Árabe visando a conquista da Palestina. Eram as chamadas Cruzadas que permitiram a criação de vários reinos cristãos no Oriente Médio.
  27. 27. • Na Palestina, foi criado o Reino de Jerusalém. • Porém tais reinos foram depressa reconquistados pelos árabes.
  28. 28. • No século XVI, o Império Otomano tomou a Palestina. Este domínio manteve-se até a Primeira Guerra Mundial.
  29. 29. • Com a fundação do movimento sionista em 1897, que propunha o retorno dos judeus à Palestina, milhares emigraram para lá.
  30. 30. • Sionismo (em hebraico: ‫ ציונות‬Tsiyonut) é um movimento político e filosófico que defende o direito à autodeterminação do povo judeu e à existência de um Estado nacional judaico independente e soberano no território onde historicamente existiu o antigo Reino de Israel.
  31. 31. • Com a derrota do Império Otomano na Primeira Guerra Mundial, a Palestina ficou sob administração britânica.
  32. 32. • Durante a 2ª Guerra Mundial os judeus foram vítimas de um incontestado holocausto provocado pelo racismo e pangermanismo hitleriano.
  33. 33. • Em 1947, como compensação, do que o povo judeutinha sofrido, durante a 2ª Guerra, a Organização das Nações Unidas determinou o regresso dos judeus à Palestina e a sua divisão em três estados: um território árabe (em amarelo); um judeu (em laranja) e um sob administração internacional (em branco).
  34. 34. • Os países árabes contestaram a existência e extensão de Israel e os judeus não aceitavam a co-existência de um estado árabe palestiniano.
  35. 35. • Começou, desta maneira, o conflito israelo-palestiniano, com o novo estado de Israel rechaçando as forças árabes e ocupando a Cisjordânia e a Faixa de Gaza, territórios do planeado estado árabe/palestiniano.
  36. 36. • Dado poderem estar em causa interesses económicos, como a livre comercialização do petróleo, o conflito alarga-se às regiões à volta: Israelo-árabes: Egito, Jordânia, Líbano, Síria e Iraque aproveitam-se da situação para conquistar espaço, atacando a região do Estado de Israel, protegida pelos E. U. A.
  37. 37. • O Egito consegue a região da Faixa de Gaza e a Jordânia consegue as regiões da Cisjordânia e Jerusalém oriental. Os Palestinianos acabam sem território.
  38. 38. • Como o povo palestiniano continuasse a existir sem reconhecimento internacional, enveredou pela luta armada, por um lado através de revoltas populares conhecidas como intifada, por outro, com a formação de grupos armados como a Organização  para a Libertação da Palestina, OLP, em 1964.
  39. 39. • Dentro da organização, a maior fação era a do Fatah, grupo político de orientação socialista liderado por Yasser Arafat.
  40. 40. • Em 1967, ocorreu novo conflito entre Israel e os países árabes vizinhos: a Guerra dos Seis  Dias. • Acabada a guerra, Israel anexa a Cisjordânia e a faixa de Gaza.
  41. 41. • Grande parte da população dos territórios ocupados por Israel na Guerra dos Seis Dias refugiou-se na Jordânia. No entanto,o rei Hussein ordenou o massacre dessa população, em 1970, no episódio conhecido como Setembro Negro. Os sobreviventes fugiram para o Líbano.
  42. 42. • Em 1972, o grupo terrorista palestiniano “Setembro Negro” sequestrou e matou onze atletas israelitas nos Jogos Olímpicos de Munique.
  43. 43. • Em 1973 começa a Guerra do Yom Kippur - Dia do Perdão em hebraico. Egito e  Síria atacaram simultaneamente Israel a fim de recuperarem os territórios do Sinai, uma parte do Canal de Suez, a Faixa de Gaza, a Cisjordânia e as Colinas de Golã.
  44. 44. • Esta guerra deu visibilidade internacional à Questão Palestiniana e ao problema dos refugiados. Tal situação fortaleceu ainda o papel político de Yasser Arafat e da Organização para  a Libertação da  Palestina (OLP), que foi reconhecida como membro observador na ONU.
  45. 45. • Entre 1977 a 1979, Israel e Egito assinam os acordos de paz de Camp David, e a região de Sinai é entregue ao Egito. Begin, Carter e Sadat em Camp David.
  46. 46. • Em 1982, Israel invade o Líbano com o pretenso objetivo de fazer cessar os ataques dos palestinianos da (OLP), refugiados no Líbano. No ano seguinte aquela organização retira-se do país.
  47. 47. • Em 16 de setembro, com a permissão israelita, milícias cristãs libanesas invadiram os campos de refugiados palestinianos de Sabra e Chatila, na parte oeste de Beirute, e massacraram a população civil.
  48. 48. • A 9 de dezembro de 1987, explode a 1ª Intifada ( revolta em árabe) manifestações na Faixa de Gaza contra a invasão israelita, no seguimento de um choque de um camião israelita contra uma camioneta de trabalhadores palestinianos do campo de refugiados de Jabalya, matando quatro pessoas e ferindo dez.
  49. 49. Cartaz usado no período da Primeira Intifada, representando os territórios ocupados e Israel
  50. 50. • Nesta altura, foi criado, na cidade de Gaza, o Hamas, grupo fundamentalista islâmico palestiniano.
  51. 51. • Em 1988, a Organização pela Libertação da Palestina passou a aceitar a existência de dois estados no território palestiniano. A organização declarou oficialmente a fundação do estado árabe da Palestina.
  52. 52. • Em 1993 com o Acordo de Paz de Oslo foi criada a Autoridade Palestiniana sob o comando de Yasser Arafat. O acordo determinou a retirada das tropas israelitas de Gaza e da cidade de Jericó e o estabelecimento de um governo palestiniano sobre grande parte da Cisjordânia.
  53. 53. Acordo de Oslo: Bill Clinton, Yitzhak Rabin, Yasser Arafat na Casa Branca 13-03-1993.
  54. 54. • Em 2000, ocorreu a Segunda Intifada, desencadeada pela visita do político israelita Ariel Sharon à esplanada das Mesquitas, em Jerusalém, ato considerado uma provocação. Em represália, Israel fechou o Aeroporto Internacional de Gaza e passou a bombardeá-lo repetidas vezes.
  55. 55. • Em 2001, o primeiro ministro Israelita Ariel Sharon depois de ocupar territórios Palestinianos, dá o início à construção do Muro da Cisjordânia.
  56. 56. • Em 2004, Yasser Arafat morre e deixa o cargo da Autoridade Palestiniana ao eleito Mahmud Abbas
  57. 57. • Israel destrói bases palestinianas na Faixa de Gaza e Cisjordânia.
  58. 58. • Nas eleições parlamentares de 2006, o Hamas conquistou a maioria no Conselho Legislativo da Palestina o que desencadeou protestos de várias nações contrárias à violência do Hamas e fez com que o Fatah destituísse os membros do Hamas dos cargos executivos na Cisjordânia. O Hamas manteve no entanto o controle sobre a Faixa de Gaza
  59. 59. • A vitória do Hamas provocou, ainda, o estabelecimento de um bloqueio egípcio- israelita à Faixa de Gaza. Os dois países passaram a controlar a entrada e a saída de pessoas na região, visando evitar a entrada de armas. Posto controle israelita em Erez, no norte da Faixa de Gaza, em 2007
  60. 60. • Em 2010, um comboio enviando ajuda humanitária à Faixa de Gaza foi atacado por patrulhas israelitas, ocasionando nove mortes. Protesto contra o ataque em Estocolmo. Manifestação em Belfast.
  61. 61. Será possível a paz? • Apesar do Egito apelar a um cessar fogo, o movimento islâmico Hamas, informou que recusará qualquer cessar-fogo que não inclua um acordo completo sobre o conflito. • O Hamas exige a suspensão dos bombardeamentos, o fim do embargo comercial vigente desde 2006, a abertura de um posto de fronteira entre Rafah e o Egito e a libertação de prisioneiros.
  62. 62. • O primeiro-ministro israelita, Benjamin Netanyahu, convocou uma reunião do gabinete de segurança para "examinar seriamente" a proposta do Egito. • O Egito propôs-se a receber, após a aceitação da trégua , delegações palestinianas e israelitas a fim de se conseguir um entendimento.
  63. 63. • Entretanto, o que é dramático, é que a grande maioria das vítimas dos bombardeamentos aéreos são mulheres e as crianças.
  64. 64. • Outro entrave às negociações de paz é a reivindicação de soberania com relação à cidade de Jerusalém (cidade santa de judeus, cristãos e muçulmanos) Devido ao seu valor histórico e religioso, tanto palestinianos como israelitas consideram-na capital dos seus países. • Um modelo de administração compartilhada da cidade seria uma solução, hoje inviável.
  65. 65. Fontes • http://www.bussolaescolar.com.br/historia _geral/conflito_entre_judeus_e_palestinos .htm • http://geoconceicao.blogspot.pt/2010/10/o -conflito-entre-israelenses-e.html • http://sionismo.net/historia/a-invencao-do- povo-judeu/
  66. 66. • http://www.caditaguai.com.br/conteudo/mapas/m apas.htm • www.historianet.com.br/conteudo/default.asp x?... paginas.terra.com.br/.../jezaga/O %20Exodo.htm • www.conhecerjesus.com.br/index.php? option=com... http://www.paroquias.org/biblia/? m=5&n=13http://pt. • wikibooks.org/wiki/Palestina/Hist%C3%B3ria • http://www.aleteia.org/pt/mundo/conteudo- agregado/misseis-destroem-casa-ao-lado-da- paroquia-catolica-de-gaza-5840845127286784
  67. 67. Maria de Fátima Isidro M.Gomes

×