Successfully reported this slideshow.
We use your LinkedIn profile and activity data to personalize ads and to show you more relevant ads. You can change your ad preferences anytime.
omínio Senhorial Uma unidade autosuficiente
 
<ul><li>Motivação/Contextualização:  </li></ul><ul><li>Viagem Medieval </li></ul>
Indicadores de Aprendizagem <ul><li>Explica a razão do aparecimento do domínio senhorial </li></ul><ul><li>Descreve a form...
 
   Entre os séculos VIII e X, a Europa sofreu a invasão dos Muçulmanos, Vikings e Húngaros.
   As invasões criaram graves perturbações na vida da Europa e deram origem a um novo regime económico, social e político...
As populações fogem para os campos ondeprocuram  proteção  junto dos  senhores
A agricultura apenas produzia produtos para  consumo próprio RURALIZAÇÃO da economia  ECONOMIA DE SUBSISTÊNCIA
 
 
Há em Tillenay (região da Borgonha, em França), junto do rio Saône, um domínio com celeiros, hortas e casa senhorial. Tem ...
RESERVA MANSOS
 
 
 
&quot;Très Riches Heures,&quot; livro profusamente ilustrado pelos irmãos Limbourg para Jean, Duc de Berry, Séc XV
 
 
Os camponeses deviam    Entregar de parte das colheitas    Trabalhar na reserva.    Utilizar o moinho, forno e lagar me...
   Os camponeses estavam, ainda, sujeitos à justiça dos Senhores
TOMADA DO CASTELO 1. Banalidades eram administrar e proteger o domínio o Senhor o trabalho feito na reserva um imposto pag...
TOMADA DO CASTELO 2. Além da agricultura, os camponeses, também, se dedicavam administrar e proteger o domínio o Senhor o ...
TOMADA DO CASTELO 3. Além dos camponeses livres havia  administrar e proteger o domínio o Senhor o trabalho feito na reser...
TOMADA DO CASTELO 4. A corveia era  administrar e proteger o domínio o Senhor o trabalho feito na reserva um imposto pago ...
TOMADA DO CASTELO 5. Casal era o nome dado em Portugal a  administrar e proteger o domínio o Senhor o trabalho feito na re...
TOMADA DO CASTELO 6. As aldeias localizavam-se na zona do domínio senhorial chamada administrar e proteger o domínio o Sen...
TOMADA DO CASTELO 7. Domínio senhorial era  administrar e proteger o domínio o Senhor o trabalho feito na reserva os impos...
TOMADA DO CASTELO 8. O dono do Castelo era administrar e proteger o domínio o Senhor o trabalho feito na reserva os impost...
TOMADA DO CASTELO 9. Competia-lhe  administrar e proteger o domínio o Senhor o trabalho feito na reserva os impostos pagos...
TOMADA DO CASTELO 10. Vivia na parte do domínio senhorial chamada  administrar e proteger o domínio o Senhor o trabalho fe...
TOMADA DO CASTELO
 
PARABÉNS!
Conclusão    A propriedade dominante entre os séculos IX-XII, era o DOMÍNIO SENHORIAL – uma unidade autosuficiente. Os ca...
<ul><li>Os que oram </li></ul><ul><li>Os que defendem </li></ul><ul><li>Os que trabalham </li></ul>Sociedade Medieval
A sociedade segundo um bispo medieval Aos membros do Clero, Deus manda ensinar a manter a verdadeira fé e ministrar a sagr...
Uma sociedade tripartida Clero Organizava o culto religioso. Nobreza Combatia para assegurar a defesa da sociedade. Povo T...
Página de um livro com iluminuras Monge copista  Um monge a ensinar numa escola
A importância do Clero na Idade Média
Organização do Clero na Idade Média
<ul><li>CLERO – grupo privilegiado, rico, culto, exercia influência religiosa sobre a população </li></ul>
. NOBREZA - grupo privilegiado, rico, dedicava-se à guerra e à defesa das populações
 
<ul><li>POVO – Não tinha privilégios. Trabalhava para os outros grupos sociais nos campos, no artesanato e no comércio. </...
Junho, estação das colheitas, iluminura inserida nas  &quot;Les très riches heures du Duc de Berry&quot; , ou o Livro de H...
Iluminura “As mais belas horas do Duque de Berry”
Uma sociedade hierarquizada Não privilegiados  Privilegiados Clero Nobreza Povo Rei
 
 
 
<ul><li>A sociedade medieval era constituída por três grupos: </li></ul>
<ul><li>Rezamos e aconselhamos; </li></ul><ul><li>Todos nos ouvem a voz </li></ul><ul><li>Em igrejas e mosteiros vivemos, ...
<ul><li>Nós lutamos e guerreamos </li></ul><ul><li>Com muita arte e destreza, </li></ul><ul><li>O que seria dos reinos, </...
<ul><li>Tributos, rendas e protecção, </li></ul><ul><li>Aos senhores temos de pagar </li></ul><ul><li>Levam-nos os animais...
Sumário: O Domínio Senhorial.  A sociedade senhorial.
Upcoming SlideShare
Loading in …5
×

Domínio senhorial

19,598 views

Published on

Razões da ormação de uma sociedade senhorial ou feudal.

Published in: Education
  • good>!!!
       Reply 
    Are you sure you want to  Yes  No
    Your message goes here
  • tu es portuguesa??
       Reply 
    Are you sure you want to  Yes  No
    Your message goes here
  • muito bom
    ajudou-me imenso
    estou a fazer um trabalho de historia sobre exatamente isto
       Reply 
    Are you sure you want to  Yes  No
    Your message goes here

Domínio senhorial

  1. 1. omínio Senhorial Uma unidade autosuficiente
  2. 3. <ul><li>Motivação/Contextualização: </li></ul><ul><li>Viagem Medieval </li></ul>
  3. 4. Indicadores de Aprendizagem <ul><li>Explica a razão do aparecimento do domínio senhorial </li></ul><ul><li>Descreve a forma de exploração do domínio senhorial. </li></ul><ul><li>Enuncia direitos e deveres dos camponeses </li></ul>
  4. 6.  Entre os séculos VIII e X, a Europa sofreu a invasão dos Muçulmanos, Vikings e Húngaros.
  5. 7.  As invasões criaram graves perturbações na vida da Europa e deram origem a um novo regime económico, social e político – o Feudalismo .
  6. 8. As populações fogem para os campos ondeprocuram proteção junto dos senhores
  7. 9. A agricultura apenas produzia produtos para consumo próprio RURALIZAÇÃO da economia ECONOMIA DE SUBSISTÊNCIA
  8. 12. Há em Tillenay (região da Borgonha, em França), junto do rio Saône, um domínio com celeiros, hortas e casa senhorial. Tem uma igreja dedicada a S. Dinis (…). O senhor dispõe de um prado onde pode recolher sessenta carros de feno; três terras de cultivo onde podem semear trinta moios de trigo e três outras terras onde podem engordar dois mil porcos, sem contar com o bosque comum. O porto do rio dá igualmente rendimentos ao senhor (…) Há neste domínio catorze mansos. Documento francês do séc. X. Moio – 600 litros
  9. 13. RESERVA MANSOS
  10. 17. &quot;Très Riches Heures,&quot; livro profusamente ilustrado pelos irmãos Limbourg para Jean, Duc de Berry, Séc XV
  11. 20. Os camponeses deviam  Entregar de parte das colheitas  Trabalhar na reserva.  Utilizar o moinho, forno e lagar mediante a entrega de um imposto em géneros.
  12. 21.  Os camponeses estavam, ainda, sujeitos à justiça dos Senhores
  13. 22. TOMADA DO CASTELO 1. Banalidades eram administrar e proteger o domínio o Senhor o trabalho feito na reserva um imposto pago pelo o uso do moinho do lagar e do forno uma unidade administrativa na reserva reserva à criação de gado e ao artesanato mansos servos da gleba manso
  14. 23. TOMADA DO CASTELO 2. Além da agricultura, os camponeses, também, se dedicavam administrar e proteger o domínio o Senhor o trabalho feito na reserva um imposto pago pelo o uso do moinho do lagar e do forno era uma unidade administrativa na reserva reserva mansos servos da gleba manso à criação de gado e ao artesanato
  15. 24. TOMADA DO CASTELO 3. Além dos camponeses livres havia administrar e proteger o domínio o Senhor o trabalho feito na reserva um imposto pago pelo o uso do moinho do lagar e do forno era uma unidade administrativa na reserva reserva à criação de gado e ao artesanato mansos servos da gleba manso
  16. 25. TOMADA DO CASTELO 4. A corveia era administrar e proteger o domínio o Senhor o trabalho feito na reserva um imposto pago pelo o uso do moinho do lagar e do forno uma unidade administrativa na reserva reserva à criação de gado e ao artesanato mansos servos da gleba manso
  17. 26. TOMADA DO CASTELO 5. Casal era o nome dado em Portugal a administrar e proteger o domínio o Senhor o trabalho feito na reserva um imposto pago pelo o uso do moinho do lagar e do forno era uma unidade administrativa na reserva reserva à criação de gado e ao artesanato mansos servos da gleba manso
  18. 27. TOMADA DO CASTELO 6. As aldeias localizavam-se na zona do domínio senhorial chamada administrar e proteger o domínio o Senhor o trabalho feito na reserva os impostos pagos uso do moinho do lagar e do forno era uma unidade administrativa na reserva reserva à criação de gado e ao artesanato mansos servos da gleba manso
  19. 28. TOMADA DO CASTELO 7. Domínio senhorial era administrar e proteger o domínio o Senhor o trabalho feito na reserva os impostos pagos uso do moinho do lagar e do forno era uma unidade administrativa na reserva reserva à criação de gado e ao artesanato mansos servos da gleba manso
  20. 29. TOMADA DO CASTELO 8. O dono do Castelo era administrar e proteger o domínio o Senhor o trabalho feito na reserva os impostos pagos uso do moinho do lagar e do forno uma unidade administrativa na reserva reserva à criação de gado e ao artesanato mansos servos da gleba manso
  21. 30. TOMADA DO CASTELO 9. Competia-lhe administrar e proteger o domínio o Senhor o trabalho feito na reserva os impostos pagos uso do moinho do lagar e do forno uma unidade administrativa na reserva reserva à criação de gado e ao artesanato mansos servos da gleba manso
  22. 31. TOMADA DO CASTELO 10. Vivia na parte do domínio senhorial chamada administrar e proteger o domínio o Senhor o trabalho feito na reserva os impostos pagos uso do moinho do lagar e do forno uma unidade administrativa na reserva reserva à criação de gado e ao artesanato mansos servos da gleba manso
  23. 32. TOMADA DO CASTELO
  24. 34. PARABÉNS!
  25. 35. Conclusão  A propriedade dominante entre os séculos IX-XII, era o DOMÍNIO SENHORIAL – uma unidade autosuficiente. Os camponeses produziam tudo o que era necessário no domínio senhorial, através da agricultura, da criação de gado e do artesanato.  O senhor ficava com a RESERVA e arrendava os MANSOS aos camponeses que por isso ficavam sujeitos a muitas obrigações para com ele: <ul><li> Entrega de parte das colheitas </li></ul><ul><li> Trabalho na reserva. </li></ul><ul><li>Utilização do moinho, forno e lagar mediante a entrega de um imposto em géneros. </li></ul><ul><li> Deviam lutar a seu lado em caso de guerra. </li></ul>
  26. 36. <ul><li>Os que oram </li></ul><ul><li>Os que defendem </li></ul><ul><li>Os que trabalham </li></ul>Sociedade Medieval
  27. 37. A sociedade segundo um bispo medieval Aos membros do Clero, Deus manda ensinar a manter a verdadeira fé e ministrar a sagrada água do baptismo. (…). Devem, sem cessar, rezar pelo povo. Os nobres são guerreiros, os protectores das igrejas. Defendem todos os homens, grandes e pequenos (…). A outra classe é a dos não-livres. Esta raça de infelizes nada possui sem sofrimento. São eles quem fornece a todos provisões e vestuário; por isso nenhum homem livre poderia viver sem eles. A casa de Deus, que parece uma única, está pois dividida em três: uns rezam, outros combatem e outros trabalham. Todos vivem em conjunto e não podem, por isso, separar-se. Adalbéron, Cântico ao Rei Roberto. Séc. X
  28. 38. Uma sociedade tripartida Clero Organizava o culto religioso. Nobreza Combatia para assegurar a defesa da sociedade. Povo Trabalha para o sustento de todos.
  29. 39. Página de um livro com iluminuras Monge copista Um monge a ensinar numa escola
  30. 40. A importância do Clero na Idade Média
  31. 41. Organização do Clero na Idade Média
  32. 42. <ul><li>CLERO – grupo privilegiado, rico, culto, exercia influência religiosa sobre a população </li></ul>
  33. 43. . NOBREZA - grupo privilegiado, rico, dedicava-se à guerra e à defesa das populações
  34. 45. <ul><li>POVO – Não tinha privilégios. Trabalhava para os outros grupos sociais nos campos, no artesanato e no comércio. </li></ul>
  35. 46. Junho, estação das colheitas, iluminura inserida nas &quot;Les très riches heures du Duc de Berry&quot; , ou o Livro de Horas do Duque de Berry, século XV.
  36. 47. Iluminura “As mais belas horas do Duque de Berry”
  37. 48. Uma sociedade hierarquizada Não privilegiados Privilegiados Clero Nobreza Povo Rei
  38. 52. <ul><li>A sociedade medieval era constituída por três grupos: </li></ul>
  39. 53. <ul><li>Rezamos e aconselhamos; </li></ul><ul><li>Todos nos ouvem a voz </li></ul><ul><li>Em igrejas e mosteiros vivemos, </li></ul><ul><li>Adivinha quem somos nós? </li></ul>
  40. 54. <ul><li>Nós lutamos e guerreamos </li></ul><ul><li>Com muita arte e destreza, </li></ul><ul><li>O que seria dos reinos, </li></ul><ul><li>Se não fosse a __________ </li></ul>
  41. 55. <ul><li>Tributos, rendas e protecção, </li></ul><ul><li>Aos senhores temos de pagar </li></ul><ul><li>Levam-nos os animais, a fruta e o pão. </li></ul><ul><li>Quem somos? Queres adivinhar? </li></ul>
  42. 56. Sumário: O Domínio Senhorial. A sociedade senhorial.

×