Successfully reported this slideshow.
We use your LinkedIn profile and activity data to personalize ads and to show you more relevant ads. You can change your ad preferences anytime.

Crença na imortalidade

1,856 views

Published on

A crença egípcia na imortalidade

Published in: Education
  • Be the first to comment

Crença na imortalidade

  1. 1. O ba ou Ka , no momento da morte viajava até ao reino de Osíris para ser julgado.
  2. 2. • Um barco levaria o sarcófago negro, que continha a múmia do defunto, e os canopos; Ísis seguia à frente e Néftis aos pés da múmia, ambas vestidas de vermelho. Após Anúbis receber o sarcófago, a alma ergue-se e começa a adorar os quatro génios do Oriente, as aves sagradas de Amon.
  3. 3. Vasos Canopos Intestino Estômago Pulmões Fígado
  4. 4. O morto deve ser conservado, embalsamado e mumificado, para chegar aos reinos dos mortos ou reino de Osirís intacto.
  5. 5. O morto deve ser conservado, embalsamado e mumificado, para, depois de ser julgado , poder reencarnar no corpo que o tinha animado em vida.
  6. 6. • Para ajudar a alma a reencarnar no corpo certo, os sarcófagos e estátuas reproduziam a figura do morto. A câmara funerária era decorada com cenas da sua vida.
  7. 7. Grande parte da pintura egípcia encontra-se nas paredes dos túmulos. Representam aspectos da vida quotidiana ou cenas religiosas Obedece a regras fixas: a cabeça , as pernas e os pés aparecem de perfil; o olho e o tronco de frente – é a lei da frontalidade.
  8. 8. A crença na imortalidade levou os egípcios a construírem imponentes túmulos.
  9. 9. Túmulos Os primeiros foram escavados no solo e protegidos por uma construção de tijolos de terra seca :a mastaba. Esta elevava-se por cima da câmara funerária, decorada com cenas da vida do defunto, na qual ficava a urna do faraó ou de um grande senhor.
  10. 10. O arquitecto Imotep , em 2650 a.C construiu uma pirâmide em pedra para o Faraó de Djoser. Era uma sobreposição de mastabas, ou pirâmide de degraus.
  11. 11. As pirâmides mais célebres ficam, no planalto de Guiza : Khufu (Quéops), a do seu filho Khafré (Quéfren) e a do seu neto Menkaur (Miquerinos). Junto desta pirâmide localiza- se a grande esfinge, talhada na rocha.
  12. 12. HIPOGEUS – Túmulos escavados na rocha
  13. 13. Templo mortuário da rainha Hatshepsut, em Deir el-Bahari.
  14. 14. • A arte mortuária egípcia está ao serviço da imortalidade da alma.

×