Livreto Da Páscoa

2,928 views

Published on

Livreto da Páscoa

Published in: Travel, Technology
1 Comment
0 Likes
Statistics
Notes
  • DESEJO RECEBER ESSE MATERIAL EM FORMAT PDF OU WORD PARA MINHA MÃE. AGRADEÇO SE ALGUEM PODER ME AJUDAR.
       Reply 
    Are you sure you want to  Yes  No
    Your message goes here
  • Be the first to like this

No Downloads
Views
Total views
2,928
On SlideShare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
68
Actions
Shares
0
Downloads
57
Comments
1
Likes
0
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

Livreto Da Páscoa

  1. 1. CEBs - Comunidades Eclesiais de Base Palavra de Deus na vida do povo Diocese de São José dos Campos - SP
  2. 2. Palavra de Deus na vida do povo PROGRAMAÇÃO DOS LOCAIS, DIAS E HORÁRIOS Encontro nas casas Horário: 1º Encontro De 05 a 11 de abril Endereço: Horário: 2º Encontro De 12 a 18 de abril Endereço:t 3º Encontro De 19 a 25 de abril Horário: Endereço: Horário: 4º Encontro De 26 de abril a 02 de maio Endereço: Horário: 5º Encontro De 03 a 09 de maio Endereço: Horário: 6º Encontro De 10 a 16 de maio Endereço: 7º Encontro De 17 a 23 de maio Horário: Endereço: Horário: 8º Encontro De 24 a 30 de maio Endereço: 4
  3. 3. Horário: 9º Encontro De 31 de Maio a 06 de junho Endereço: Horário: 10º Encontro De 07 a 13 de junho Endereço:t 11 Encontro De 14 a 20 de junho Horário: Endereço: Horário: 12º Encontro De 21 a 27 de junho Endereço: Horário: 13º Encontro De 28 de junho a 04 de julho Endereço: Horário: 14º Encontro De 05 a 11 de julho Endereço: 15º Encontro De 12 a 18 de julho Horário: Endereço: Horário: 16º Encontro De 19 a 25 de julho Endereço: Horário: 17º Encontro De 26 de julho a 1º de agosto Endereço: 5
  4. 4. Índice Dicas para o(a) Animador(a) ................................................................................06 Apresentação .........................................................................................................08 Encontro nas Casas • 1º Encontro .....................................................................................................13 • 2º Encontro .....................................................................................................16 • 3º Encontro .....................................................................................................19 • 4º Encontro .....................................................................................................22 • 5º Encontro .....................................................................................................25 • 6º Encontro .....................................................................................................27 • 7º Encontro .....................................................................................................29 • 8º Encontro .....................................................................................................32 • 9º Encontro .....................................................................................................35 • 10º Encontro ...................................................................................................38 • 11º Encontro ...................................................................................................41 . • 12º Encontro ...................................................................................................44 • 13º Encontro ...................................................................................................47 • 14º Encontro ...................................................................................................50 • 15º Encontro ...................................................................................................52 • 16º Encontro ...................................................................................................55 • 17º Encontro ...................................................................................................57 Musicas ..................................................................................................................59 Anexos ...................................................................................................................63 6
  5. 5. Dicas para o(a) Animador(a) AMBIENTE: O ambiente poderá ser preparado com símbolos ou elemen- tos que auxiliem a rezar na meditação da Palavra; também poderá colocar no ambiente algo que leve a chamar à atenção sobre a reflexão temática, não sobrecarregando o espaço físico (poluição visual) nem sobrepondo ao tema do Evangelho. * Bíblia, vela, cruz, colcha e/ou toalha de retalhos – Pretendemos com este novo modo de encontro torná-lo mais acolhedor, simples, orante e comprometedor; – Para não confundir animador(a) de rua com animador do encontro, que pode, mas não precisa ser a mesma pessoa, trocamos de animador(a) para dirigente; ACOLHIDA: Ao chegarem, as pessoas já se acolhem mutuamente, tornan- do desnecessária acolhida no começo do encontro; Cuidar para que seja orante, sem ficar lendo títulos e subtítulos; 1. CHEGADA – Silêncio – oração pessoal Quem dirige deverá favorecer e promover o silêncio no início, motivando a todos para “entrarem no clima de oração”; escolher um mantra na página xx 2. ABERTURA (pode ser cantada ou rezada) – é tirada do Ofício Divino das Comunidades (ODC), livro que pode ser adquirido através das livrarias católicas. É uma invocação a Deus para vir ao encontro dos presentes, abrin- do-lhes os lábios e o coração para a realidade divina, numa atenção fraterna ao ser humano. Cada um traça o sinal da cruz sobre os lábios; 3. RECORDAÇÃO DA VIDA (o animador motiva para que algumas pes- soas presentes, espontaneamente e com objetividade, façam lembranças de fatos ocorridos na semana). A vida, os acontecimentos de cada dia, as pes- soas, suas angústias e esperanças,suas tristezas e alegrias, as conquistas e revezes da caminhada, as lembranças marcantes da história, da comunidade, das Igrejas e dos povos, os próprios fenômenos da natureza são sinal de Deus para quem tem olhos para ver e ouvidos para ouvir. Por aí começa a nossa escuta da Palavra de Deus. É importante que a partilha seja feita em clima de espontaneidade e meditação, evitando que se torne uma conversa enfadonha; 4. HINO (o critério de escolha será o evangelho ou a reflexão temática men- sal ou semanal). Pode ser rezado, se não for conhecido. 7
  6. 6. 5. SALMO (o critério de escolha é o salmo do domingo que vem, na versão popular que o ODC oferece. É essencialmente orante. A intenção é rezar/ cantar um salmo por semana, resgatando o modo de oração da história do povo de Deus. Salmo é Deus inspirando o ser humano para rezar para Deus); 6. EVANGELHO Este é o coração do encontro. Propõe-se uma CENTRALIDADE DA PALA- VRA. Na experiência da Leitura Orante da Bíblia, de modo simples, comu- nitário e comprometedor, poderá seguir os seguintes passos: a) Invoca-se a ação do Espírito Santo através de um canto, um refrão ou da oração ao Espírito Santo; b) Faz-se a leitura pausada do texto do Evangelho. Repete-se algumas vezes a leitura do mesmo texto para que todos conheçam bem os detalhes que o texto diz (atos, atitudes, palavras, gestos, reações... que os personagens bíblicos apresentam em si, no texto). c) Não tirar conclusões nesta hora nem fugir do texto. 7. MEDITAÇÃO DO EVANGELHO – silêncio – partilha – refrões pagina xx a) Aqui quem dirige precisa provocar um momento de silêncio, de fato, para interiorização, sem demorar muito; b) Cada pessoa poderá partilhar frases ou palavras que mais “tocaram a vida”, em espírito de fé na força criadora e criativa que a Palavra de Deus traz consigo mesma (porque é Deus); c) Dar atenção somente ao texto proclamado, sem fugir do assunto; d) Tirar proveito do texto para um encontro pessoal/comunitário com o Se- nhor e Mestre, na atitude de escuta atenta (como um discípulo); e) Trazer para os dias de hoje a mensagem do Evangelho proclamada no encontro, sem fugir do assunto, ou seja, ter sempre presente o texto em si, para não “vagar” por outros temas. Neste momento é hora de iluminar a realidade que vivemos com a Palavra de Deus. Cuidar para não fazer isso sem passar pelo processo todo do método orante. 8. REFLEXÃO TEMÁTICA - propõe-se um tema, como CF, Páscoa, Vo- cações... As CEBs trazem propósito de uma reflexão de temas da atualidade ou que a Igreja propõe para o momento. Sempre numa linguagem simples, direta e curta. Se alguém pretende aprofundar mais, deverá buscar nos li- vros, boletins, entre outros. 9. O EVANGELHO SE FAZ ORAÇÃO (PRECES) - Lembrar que o en- contro deverá trazer a dimensão orante da Bíblia, ou seja, as preces deverão ser fruto da meditação e da partilha vividas após a proclamação do Evan- gelho. 8
  7. 7. Apresentação Estimado(a) Animador(a) de Comunidade, olá! Quanto mais o tempo passa, mais nos vemos amadurecidos na caminha- da. Não que tenhamos soluções e saídas pra tudo e que todos os desafios estejam superados, mas temos segurança nos trabalhos de animação, saben- do que não é algo tão simples, pois exige empenho, perseverança, ousadia e criatividade. Não podemos viver nossa liderança com euforia nem com pessimismo. A missão não nos pertence, é de Jesus Cristo, é da Igreja. As pessoas do mundo esperam de nós uma atitude que favoreça a realização do Reino de Deus em suas estruturas pessoais e sociais... Assim sendo, este “livreto” está em suas mãos com propósito de ser instrumento de reunião, união e comunhão entre todos os moradores/vi- zinhos... Acreditemos na força do Crucificado-Ressuscitado, que é quem impulsiona cada batizado, cada pessoa de boa vontade a fazer de sua vida um testemunho da fraternidade e da justiça, próprios de Deus. Desejo que a força criadora e criativa de Deus o(a) acompanhe nesta missão, para a glória do Pai, pela ação do Espírito e unidos a Jesus Cristo, nossa “cabeça” e irmão... para a alegria plena de todos os seres humanos. Tenha ótimos encontros ao redor da Palavra de Deus e da vida! Um forte abraço! Pe. Ronildo Aparecido da Rosa Assessor Diocesano das CEBs 9
  8. 8. CEBs É MAIS QUE próprio(a) animador(a) de rua, se for preciso. UM ENCONTRO SEMANAL DE - Realizar uma Celebração Mensal no 1 HORA Setor, tendo como motivação a dimen- são celebrativa de todos os encontros Muitos se enganam em pensar e agir do mês. Escolher um local que, se como se CEBs fossem apenas aquele possível, acomode todos os participan- momento de 1 hora ou um pouco mais tes do setor. Se houver distribuição da de encontro, usando este subsídio. Na Eucaristia, convidar o Ministro próprio verdade, este momento é também mo- que, apenas, no momento certo, coloca- mento de CEBs, mas não único e ex- rá o Santíssimo Sacramento sobre uma clusivamente. CEBs é um modo natural mesa com toalha, vela e corporal, e este da Igreja ser junto com todos que con- convidará os presentes a rezarem o Pai vivem na mesma rua/estrada ou num Nosso e, logo em seguida, apresenta- mesmo condomínio. Às vezes reali- rá a Hóstia Consagrada com a fórmula zam-se encontros com grande número própria: “Felizes os convidados para a de pessoas, no nível do quarteirão ou Ceia do Senhor. Eis o Cordeiro de Deus, do setor, chegando até a eventos paro- que tira o pecado do mundo”, diante da quiais ou diocesanos. Mas, a identida- qual o povo responde como de costu- de das CEBs é viver uma experiência me. Neste momento, como em qualquer em grupos pequenos, diariamente e Celebração da Palavra, não se faz ado- ”24h por dia”. Em todo momento cada ração eucarística. Após a comunhão, o um é chamado a viver a acolhida e a ministro faz a oração conclusiva e dei- atenção para com todos - não só o(a) xa para que o dirigente do encontro o animador(a) da rua, mas todos os mo- conclua conforme está preparado. radores daquela rua. Vivendo assim, os vizinhos poderão perceber que eles - Convidar ou descobrir pessoas que são Igreja e a Igreja está junto deles em têm o dom de animar o canto, seja com toda e qualquer situação da vida. Todos instrumentos musicais seja com a voz os moradores são protagonistas na ani- (canto), para que possam colocar a ser- mação de seu grupo de vivência... viço de todos, na animação do encon- tro. Ver sempre as propostas de cantos DICAS E SUGESTÕES colocados neste subsídio. - O(a) animador(a) de rua escolha ou - Criar o hábito de levar a Bíblia em to- convide quem será o dirigente, que dos os encontros, pois será um “instru- poderá ser alguém da família que aco- mento” essencial para a Leitura Orante lhe, que está aniversariando, ..., ou o(a) da Palavra de Deus. É conveniente que 10
  9. 9. o(a) dirigente ou o(a) animado(a) domi- POR QUE CELEBRAR ne como encontrar o texto do Evangelho na Bíblia, para orientar com segurança O OFÍCIO DIVINO? os participantes. Isto poderá acontecer, (ver página 7 do ODC sempre, antes de começar, de fato, o 13ª edição - 2005) encontro. Aqui não se justifica levar a Bíblia para a celebração litúrgica, pois, “Desde o início as comunidades cristãs por exemplo, na missa há outro espírito se reúnem para cantar os salmos e pro- litúrgico: Palavra de Deus proclamada clamar o louvor de Deus, em nome de e ouvida – por isso não duplicar o livro, toda criação e da humanidade. Fazendo porque há uma única Palavra quem diz: isso, somos as testemunhas encarrega- Jesus Cristo, Palavra Encarnada do Pai. das de proclamar e cantar as maravilhas Em outras palavras: não levar a Bíblia daquele que nos libertou do poder das à Missa. trevas e nos introduziu no reino da luz (cf. 1 Pedro 2, 10). - O ODC possui CDs e Livros que po- derão ser adquiridos nas livrarias cató- Esta oração do povo de Deus é a pró- licas em nossa Diocese. Com certeza, pria oração de Jesus Cristo, que se pro- encontram-se no Apostolado Litúrgico longa na Igreja. Nela expressamos por (site: www.apostoladoliturgico.com.br) palavras e gestos, que as horas do dia, e com a Rede Celebra (ver site: www. o nosso viver, toda a criação e toda a redecelebra.com.br). história pertencem a Deus. - Mesmo com este novo método de en- O OFÍCIO DIVINO E A contro orante, continua expressivo pre- LITURGIA DAS HORAS parar o ambiente de forma que ajude a (ver página 8 do ODC rezar o mistério de Deus e a realidade humana. Velas, imagens (também cru- 13ª edição - 2005) cifixo), fotos, Bíblia, mesa no centro, Ofício Divino das Comunidades é uma flores, toalhas coloridas (de retalho), tentativa de inculturação da Liturgia entre outros modos de ambientação, das Horas, não apenas simplificada poderão ser usadas. É preciso preparar em uma versão mais breve, mas trans- antes, conforme o Evangelho que será formada num jeito de rezar que sirva rezado naquele dia. melhor às nossas comunidades. Ele possibilita que nos situemos na grande tradição litúrgica e, ao mesmo tempo, nos insere na realidade cultural e reli- giosa do povo. 11
  10. 10. O OFÍCIO DIVINO dos irmãos e irmãs, por meio da Palavra e dos gestos simbólicos. É importante, NAS COMUNIDADES então, que cuidemos do espaço, das co- (ver página 8 do ODC res, do visual, da gestualidade... para 13ª edição - 2005) que o ofício envolva toda a pessoa.” O Ofício Divino das Comunidades, ..., tem ajudado as comunidades no Brasil O QUE ASSUMIMOS a organizarem melhor a oração comuni- DO OFÍCIO DIVINO tária, oferecendo uma referência impor- DAS COMUNIDADES tante para a vida de oração. Cantando os salmos, escutando a Pa- Nós assumimos o método e os textos lavra de Deus e respondendo na prece, que o Ofício oferece. Escolhemos de as comunidades recebem força para dar modo que atenda nossa realidade e, so- testemunho do Cristo libertador... bretudo, nosso objetivo, que é celebrar semanalmente o Evangelho do domin- Por isso, convidamos você também go seguinte, juntamente com seu Salmo a dedicar algo do seu tempo diário (em versão popular). Por isso, não tra- para esta experiência de oração, junto zemos aqui todas as horas que o Ofí- com seus irmãos e irmãs, ou mesmo cio propõe. Quem desejar, adquire seu sozinho(a) para, em comunhão com ODC. todas as Igrejas cristãs e também com grupos religiosos que de outros modos buscam a Deus, escutar a Palavra de Deus nos acontecimentos da vida, ilu- minados pela Sagrada Escritura e res- ponder-lhe pelo louvor e pelas preces de todo o povo. RITOS, GESTOS E AÇÕES SIMBÓLICAS NO OFÍCIO (ver página 14 do ODC 13ª edição - 2005) O Ofício Divino pode ser rezado indi- vidualmente, sem nenhum rito. Entre- tanto, sendo uma ação litúrgica, tem um caráter comunitário e celebrativo. O louvor de Deus se realiza na comunhão 12
  11. 11. CEBs - Comunidades Eclesiais de Base Encontro nas Casas Diocese de São José dos Campos - SP 13
  12. 12. 1º Encontro “A misericórdia revela o Amor” 05 a 11 de abril 1- Cantai, cristãos, afinal: “Salve, ó vítima pascal!” Cordeiro inocente, o Cristo Abriu-nos do Pai o aprisco. 2- Por toda ovelha imolado, Do mundo lava o pecado. Duelam forte e mais for- te: É a vida que vence a morte. 3- O Rei da vida, cativo, Foi morto, mas reina vivo! Responde, pois, ó Ma- ria: No caminho o que havia? 4- “Vi Cristo ressuscitado, O túmulo abandonado, Os anjos da cor do sol, Dobrado ao chão o lençol. 5- O Cristo que leva aos céus, Cami- nha à frente dos seus!” Ressuscitou, de verdade Ó Cristo, rei, piedade! 1. CHEGADA: Silêncio – oração pessoal 5. SALMO 117 (118) (rezado ou cantado) 2. ABERTURA (quem dirige) Refrão - O Senhor ressuscitou, aleluia!(bis) Ele Celebrai ao Senhor, porque ele é bom vive com a gente, aleluia, aleluia! (bis) porque seu amor é para sempre! - Ó Senhor, fica conosco, aleluia! (bis) Pois é tarde a noite vem! (bis) A casa de Israel repita: o seu amor é para - O Senhor ressuscitou, aleluia! (bis) sempre! A casa de Aarão repita: o seu Pois, é tarde e a noite vem! (bis) amor é para sempre! Os que temem o Se- - O Senhor ressuscitou, aleluia!(bis) nhor, repitam: o seu amor é para sempre! Ele vive com a gente, aleluia, aleluia! (bis) - Glória ao Pai e ao Filho e ao santo Es- A pedra que os construtores rejeitaram pírito.(bis) tornou-se a pedra angular; isto vem do Glória à Trindade Santa, glória ao Deus Senhor, e é maravilha aos nossos olhos. bendito! (bis) Este é o dia que o Senhor fez, exultemos e alegremo-nos com ele. 3. RECORDAÇÃO DA VIDA Recordação da semana Ah! Senhor, dai-nos a salvação! Dai-nos a vitória, Senhor! Bendito o que vem em 4. HINO (rezado ou cantado) nome do Senhor. Da casa do Senhor nós Cantai, cristãos, afinal vos abençoamos. O Senhor é Deus: ele nos ilumina! 14
  13. 13. 6. EVANGELHO DE DOMINGO mos porque, assim como visitaste os Ler pausadamente João 20,19-31 discípulos que se encontravam ame- (Orientações ver página 06) drontados, hoje nos convida a nos ali- mentarmos da Sagrada Eucaristia e a 7. MEDITAÇÃO DO EVANGELHO visitá-lo nos sacrários de todo o mundo. (Orientações ver página 06) •Jesus, nós te louvamos e te bendize- mos porque, como deste a Tomé o si- 8. REFLEXÃO TEMÁTICA: nal visível para o fortalecimento da sua DOMINGO DA DIVINA MISERI- fé, hoje fortaleces-nos com tua palavra CÓRDIA! e renova-nos com a força do teu Santo Leitor 1 - “A Paz esteja convosco”! Es- Espírito. tas são palavras do próprio Jesus dirigi- • Jesus Misericordioso, fonte de mila- das aos seus discípulos e a nós que ce- gres e prodígios, que a luz da tua Res- lebramos com alegria sua ressurreição surreição ilumine todas as comunida- neste domingo da Divina Misericórdia. des cristãs e nos mantenha vigilantes na esperança do dia luminoso de tua vinda. Leitor 2 – “Portas fechadas são sinais de medo”. Coração fechado é sinal de Preces espontâneas... (que nasçam da egoísmo. Cada vez mais nos protege- Palavra de Deus meditada e partilhada) mos: trancamos portas, levantamos Pai nosso... muros, colocamos grades, instalamos Ave Maria... alarmes... É a triste realidade em que vivemos hoje. Tudo isso porque o ser 10. ORAÇÃO humano não dá espaço para a Paz pro- (quem dirige convida a todos para esta metida por Jesus, e está deixando de oração final) ouvir a Deus. Ó Deus de todos os nomes, Senhor da história! Jesus ressuscitado abriu Leitor 3 – No Domingo da Divina Mi- hoje para nós as portas do teu Rei- sericórdia, que celebraremos nesta se- no. Renova-nos pelo Espírito-Mãe. mana, somos levados a fitar os nossos Faze-nos caminhar na esperança de olhos para o Jesus Misericordioso e um mundo novo, sem violência e sem deixar-nos conduzir pelo seu amor, so- divisão. Pelo mesmo Jesus Cristo, bretudo no amor ao próximo. Nosso Senhor. Amém 9. O EVANGELHO SE FAZ ORA- 11. AVISOS / COMEMORAÇÕES ÇÃO (PRECES) (aniversário, nascimento, acolhida de Quem dirige - Queridos irmãos e ir- gente nova..) mãs, coloquemos diante de Jesus Mise- • Evangelho de domingo que vem: ricordioso nossas vidas e a vida de todo João 21, 1-9 o universo: Chagas abertas, ó coração • Próximo encontro será na casa de ferido, sangue de Cristo, está entre nós _____________________________ e o perigo. _____à Rua/Av, __________no dia: • Jesus, nós te louvamos e te bendize- _________ 15
  14. 14. • Não se esqueça: traga a Bíblia no pró- ximo encontro. Prepare-se, marcando o 12. BÊNÇÃO texto do Evangelho e lendo-o até o dia Quem dirige: O Deus que fez Jesus em que nos reuniremos; ressurgir da morte nos ressuscite para • 10ª Romaria Estadual das CEBs, uma vida nova, nos encha de esperança 25/04, Aparecida. Participe! Divulgue! e nos dê a sua paz agora e para sempre Informações com a coordenação paro- Amém! quial CEBs. Quem dirige: Louvado seja nosso Se- • De 14 a 21 de abril Semana da Cida- nhor Jesus Cristo! dania, informações com a coordenação Resp.: Para sempre seja louvado! paroquial das CEBs e da PJ. “Jesus, eu confio em Vós!” 16
  15. 15. 2º Encontro 12 a 18 de abril “Páscoa, caminho para libertação!” O Senhor ressurgiu, aleluia, aleluia! É o Cordeiro pascal, aleluia, aleluia! Imolado por nós, aleluia, aleluia! É o Cristo, Senhor, ele vive e venceu, aleluia!’ 1- O Cristo, Senhor, ressuscitou, a nossa esperança realizou: vencida a morte para sempre, triunfa a vida eternamente! 2- O Cristo remiu a seus irmãos, ao Pai re- conduziu por sua mão: No Espírito unida esteja, a família de Deus que é a Igreja1 3- O Cristo, nossa Páscoa, se imolou, incólumes o mar atravessamos, e à terra prometida caminhamos! 5. SALMO 29 (30) (rezado ou cantado) Refrão 1. CHEGADA: Eu vos exalto, Senhor, porque me li- Silêncio – oração pessoal bertastes 2. ABERTURA (quem dirige) Eu vos exalto, Senhor, porque me li- - Verdadeira mente ressurgiu Jesus, (bis) vrastes, não deixastes meus inimigos ri- Cantemos aleluia! Resplandece a luz! (bis) rem de mim. Senhor, meu Deus, eu gri- tei a vós e me curastes. Senhor, tirastes - Glória ao Pai e ao Filho e ao Santo do abismo a minha vida, vós me reavi- Espírito, (bis) Glória à Trindade Santa, vastes dentre os que baixam à cova. glória ao Deus bendito! (bis) - Aleluia irmãs, aleluia, irmãos (bis) Tocai para o Senhor, fiéis seus, celebrai Cristo nossa Páscoa, a Deus louvação! (bis) sua memória sagrada. Sua ira dura um - Ao cair da tarde, ele apareceu, (bis) A paz momento, seu favor a vida inteira; de e muita alegria trouxe para os seus. (bis) tarde vem o pranto, de manhã gritos de alegria. 3. RECORDAÇÃO DA VIDA Recordação da semana. Ouvi, Senhor, tende piedade de mim! Sede o meu socorro, Senhor! Transfor- 4. HINO (rezado ou cantado) mastes o meu luto em dança, Senhor, meu Deus, vou louvar-vos para sempre. O Senhor ressurgiu 17
  16. 16. 6. EVANGELHO DE DOMINGO mos ao Cristo, Senhor, que ressuscitou Ler pausadamente João 21,1-19 da morte e agora intercede por nós. (Orientações ver página 06) Resp.:Escuta-nos, Senhor da glória 7. MEDITAÇÃO DO EVANGELHO • Ó Cristo, na tua Páscoa, cantamos a (Orientações ver página 06) vitória de toda humanidade; por isso te entregamos toda luta, todo sangue, toda 8. REFLEXÃO TEMÁTICA: busca de uma terra nova. PÁSCOA, VIDA NOVA, JESUS • Ó Cristo, na memória da tua Páscoa, RESSUSCITOU entregamos os sonhos do teu povo que Leitor 1 – O Cristo ressuscitado conti- luta em busca de ressurreição para que nua caminhando conosco. Podemos nos a vida seja mais forte que a morte. esforçar muito e dedicar todas as horas • Ó Cristo, guarda-nos na comunhão do dia ao esforço de mudar o mundo, com os santos, com os mártires do Rei- mas, se Cristo não estiver presente, se no, com todas as pessoas que lutam não escutarmos sua voz, se não ouvir- pela paz. mos suas propostas, se não estivermos atentos à Palavra que ele continuamen- Preces espontâneas... (que nasçam da te nos dirige, os nossos esforços não Palavra de Deus meditada e partilhada) terão êxito. É preciso ter consciência Pai nosso ... nítida de que o êxito da missão cristã Ave Maria ... não depende somente do esforço huma- no, mas da presença do Senhor Jesus. 10. ORAÇÃO (quem dirige, convida todos para esta Leitor 2 – Muita vezes, sentimos a ten- oração final) tação do desânimo diante das situações Ó Deus, de todos os nomes, Senhor de violência e de exclusão que atin- da história! Jesus ressuscitado abriu gem os pobres do mundo inteiro. As hoje para nós as portas do teu Reino próprias Igrejas vivem num clima de pelo sopro do teu Espírito, faze-nos cansaço. Nós mesmos, não sabemos o caminhar na esperança de um mun- rumo de nosso caminho... Sentimos em do novo. nossa pele a experiência da noite escura Por Cristo, nosso Senhor. Amém e das redes vazias. 11. AVISOS / COMEMORAÇÕES Leitor 3 – A Palavra de Jesus nos dá a (aniversário, nascimento, acolhida de certeza de que, na praia deste mar sem gente nova...) pesca, há alguém de pé esperando por • Evangelho de domingo que vem: nós, nos dando certeza de uma “pesca João 10, 27-30 frutuosa”. • Próximo encontro será na casa de ______________________________ 9. O EVANGELHO SE FAZ ORA- na Rua/Av,_____________________ ÇÃO (PRECES) no dia ________ Quem dirige – Irmãos e irmãs reze- • Não se esqueça: traga a Bíblia no pró- 18
  17. 17. ximo encontro. Prepare-se, marcando o 12. BÊNÇÃO texto do Evangelho e lendo-o, até o dia Quem dirige: Senhor ressuscitado seja em que nos reuniremos; vossa Luz, ao cair desta noite e sempre. • 10ª Romaria Estadual das CEBs, Amém! 25/04, Aparecida. Participe! Divulgue! Quem dirige: Louvado seja nosso Informações com a coordenação paro- Senhor Jesus Cristo! quial CEBs. Resp.: Para sempre seja louvado! • De 14 a 21 de abril Semana da Cida- dania, informações com a coordenação paroquial das CEBs e da PJ. CEBs e PJ De 14 a 21 de abril Semana da Cidadania (nas paróquias) Tema: Trabalho para a Vida e Não para a Morte Data: 17 de abril às 8h30 - Concentração: às 9h (início) Local: Praça Afonso Pena - São José dos Campos Programação: Abertura, Caminhada, Celebração. X Romaria Estadual das CEBs 25 de Abril de 2010 Tema: Na casa de Maria com os nossos Mártires reafirmamos o nosso profetismo Local do encontro: Av . Itaguassu, entre o Porto Itagassu e a Basílica Início às 05h00 - Local da Tenda dos Mártires (Partilha, Oração) 06h15 - Caminhada dos Mártires 07h00 - Chegada na Basílica 08h00 - Missa Recomendações: * Levar Banners, Cartazes, Vestir Camiseta das CEBs, Etc. 19
  18. 18. 3º Encontro ‘‘Sabei que o Senhor, só ele, é Deus” 19 a 25 de abril O Senhor ressurgiu, aleluia, aleluia! É o cordeiro pascal, aleluia, aleluia! Imolado por nós, aleluia, aleluia! É o Cristo, Senhor, Ele vive e venceu, ale- luia! 1- O Cristo Senhor ressuscitou, a nos- sa esperança realizou; vencida a morte para sempre, triunfa a vida eternamen- te! 2- O Cristo remiu a seus irmãos, ao Pai os conduziu por sua mão; no Espírito Santo unida esteja a família de Deus, que é a Igreja! 3- O Cristo, nossa Páscoa, se imolou, seu sangue da morte nos livrou; incólu- mes o mar atravessamos, e à Terra Pro- metida caminhamos! 1. CHEGADA: 5. SALMO 99 (100) (rezado ou cantado) Silêncio – oração pessoal Refrão 2. ABERTURA (quem dirige) Nós somos o povo e o rebanho do Se- - Verdadeiramente ressurgiu Jesus! (bis) nhor. Cantemos aleluia! Resplandece a luz! (bis) - Glória ao Pai e ao Filho e ao Santo Espí- Aclamai ao Senhor, terra inteira, servi rito. (bis) Glória à Trindade Santa, gló- ao Senhor com alegria, ide a ele com ria ao Deus bendito! (bis) gritos jubilosos! - Aleluia, irmãs, aleluia, irmãos! (bis) Cristo é a nossa Páscoa, a Deus louvação! Sabei que só o Senhor é Deus, ele nos (bis) fez e a ele pertencemos, somos seu - Ao cair da tarde, ele apareceu, (bis) povo, o rebanho de seu pasto. A paz e muita alegria trouxe para os seus! (bis) Sim! Porque o Senhor é bom: o seu amor é para sempre, a sua verdade de 3. RECORDAÇÃO DA VIDA geração em geração. Recordação da semana. 6. EVANGELHO DE DOMINGO 4. HINO (rezado ou cantado) Ler pausadamente João 10, 27-30 O Senhor ressurgiu (Orientações ver página 06) 20
  19. 19. 7. MEDITAÇÃO DO EVANGELHO • Que os nossos ouvidos se abram para (Orientações ver página 06) ouvir a palavra de Deus, e assim co- locar em prática tudo o que o Ele nos 8 . REFLEXÃO TEMÁTICA ensina! PÁSCOA NA COMUNIDADE • Que possamos nos ajudar mutuamen- “DEUS CAMINHA COM O POVO” te, procurando viver de maneira frater- (AT 7,3) na com todos os irmãos em nossa co- Leitor 1 - Neste tempo pascal temos a munidade. oportunidade de construir a história em • Senhor ressuscitado, que sua face seja direção à liberdade e à Vida plena. È resplandecida ao realizarmos a promo- na comunidade que devemos realizar o ção humana do irmão na comunidade projeto de Deus, sendo testemunha fiel, cristã e na sociedade. com nossos gestos e ações lutando con- Preces espontâneas ... (que nasçam da tra uma sociedade injusta, com leis que palavra de Deus, meditada e partilha- oprimem, exploram e paralisam o povo. da). Deus esta presente na vida e na história, Pai nosso... caminhando com o povo (a Tenda). Ave Maria... Leitor 2 - Como batizados somos co- 10 . ORAÇÃO responsáveis uns pelos outros, então (quem dirige convida a todos para esta para a verdadeira Páscoa de Jesus acon- oração final). tecer vamos nos unir como irmãos e Ó Deus de todos os nomes, Senhor irmãs para buscar juntos soluções con- da Historia! Jesus ressuscitado abriu cretas para fazer com que nossas famí- hoje para nós as portas do teu Reino. lias celebrem a Páscoa com dignidade, Pelo sopro do teu Espírito, faze-nos todos os dias em suas casas. caminhar na esperança de um mun- do novo. Leitor 3 - O medo da morte não pode Por nosso Senhor Jesus Cristo, vosso nos impedir de acreditar na ressurrei- Filho, na unidade do Espírito Santo. ção, e o testemunho dos nossos gestos Amém! é que nos vai garantir a Vida Eterna. Deixemos que o amor supremo, seme- 11 . AVISOS / COMEMORAÇÕES lhante ao gesto concreto de Jesus, que (aniversário, nascimento, acolhida de se entregou por cada um de nós, nos gente nova..) impulsione a viver a vida em comuni- • Evangelho de domingo que vem: dade, no mesmo Jesus ressuscitado. João 13, 31-33ª. 34-35 • Próximo encontro será na casa de 9 . O EVANGELHO SE FAZ ORA- ______________________________ ÇÃO (PRECES) na Rua/Av, ________ no dia _________ Quem dirige - Irmãos e irmãs prestai • Não se esqueça: traga a Bíblia no pró- atenção: sabeis que o Senhor, só ele é ximo encontro. Prepare-se, marcando o Deus. Por isso, confiantes, façamos texto do Evangelho e lendo-o até o dia nossas preces: Que em nossas ações o em que nos reuniremos; Senhor seja revelado ao mundo! • 21.04 – Gaudino Jesus dos Santos, índio pataxó, morre em Brasília, assassinado. 21
  20. 20. • 25.04 às 8h – Acompanhe pela TV 12 . BÊNÇÃO Aparecida e TV Cultura, direto do Quem dirige: O Senhor ressuscitado Santuário Nacional de Aparecida, a seja nossa luz, ao cair desta noite e missa com os participantes da 10ª Ro- sempre. Amém! maria Estadual das CEBs. Divulgue na Quem dirige: Louvado seja Nosso Se- sua Comunidade. nhor Jesus Cristo! Resp.: Para sempre seja louvado, aleluia! 22
  21. 21. 4º Encontro “Amai-vos uns aos outros” 26 de abril a 2 de maio mento: “Amai-vos uns aos outros como eu vos tenho amado”. 2- Vós sereis os meus amigos se seguir- des meu preceito: “Amai-vos uns aos outros como eu vos tenho amado”. 3- Como o Pai sempre me ama assim também eu vos amei: “Amai-vos uns aos outros como eu vos tenho amado”. 4- Permanecei em meu amor e segui meu mandamento: “Amai-vos uns aos outros como eu vos tenho amado”. 5- E, chegando a minha Páscoa, vos amei até o fim: “Amai-vos uns aos ou- tros como eu vos tenho amado”. 6- Nisto todos saberão que vós sois os meus discípulos: “Amai-vos uns aos 1. CHEGADA: outros como eu vos tenho amado”. Silêncio – oração pessoal 5 . SALMO 144 (145) (rezado ou cantado) 2 . ABERTURA (quem dirige) - Verdadeiramente ressurgiu Jesus! (bis) Refrão Cantemos aleluia! Resplandece a luz! (bis) Quero bendizer o vosso nome para - Glória ao Pai e ao Filho e ao Santo sempre, Senhor! Espírito. (bis) Glória à Trindade Santa, glória ao Deus O Senhor é piedade e compaixão, lento bendito! (bis) para a cólera e cheio de amor; o Senhor - Ao cair da tarde, ele apareceu, (bis) A paz e muita alegria trouxe para os seus! (bis) é bom para todos, compassivo com to- - Aleluia, irmãs, aleluia, irmãos! (bis) das as suas obras. Cristo é a nossa Páscoa, a Deus louvação! (bis) Que vossas obras todas vos celebrem, 3 . RECORDAÇÃO DA VIDA Senhor, e vossos fiéis vos bendigam. Recordação da semana. Digam da glória do vosso reino e falem das vossas façanhas. 4 . HINO (rezado ou cantado) Prova de Amor Para anunciar as vossas façanhas aos fi- lhos de Adão, e a majestade gloriosa do Prova de amor maior não há que doar vosso reino. Vosso reino é reino para os a vida pelo irmão. séculos todos, e vosso governo para gera- 1- Eis que eu vos dou o meu novo manda- ções e gerações. 23
  22. 22. 6 . EVANGELHO DE DOMINGO mana: “Tudo o que o homem faz para Ler pausadamente João 13, 31-33 a 34-35 conseguir mais justiça, mais fraternida- (Orientações ver página 06) de e uma organização mais humana das relações sociais tem mais valor que os 7. MEDITAÇÃO DO EVANGELHO progressos técnicos. Porque estes podem (Orientações ver página 06) fornecer a base material para a promo- ção humana, mas são impotentes, só por 8 . REFLEXÃO TEMÁTICA si, para a realizar.” TRABALHO E DIGNIDADE Leitor 1 - Vejamos o entendimento a 9 . O EVANGELHO SE FAZ ORAÇÃO respeito do trabalho que é uma tarefa (PRECES) humana remunerada e que se tornou, Quem dirige: Adoremos o Cristo, Se- nos conceitos da sociedade atual, a nhor ressuscitado, e confiemos a ele nos- grande fornecedora de dignidade. Com sos pedidos e nosso louvor: Escuta-nos, trabalho o homem se sente útil e valo- Senhor da glória! rizado perante os demais. A sociedade encontra-se perfeitamente doutrinada • Deus de bondade, transforma nossos a respeito da importância do trabalho e corações, que sejamos capazes de amar do consumo. Para aumentar a produção, o próximo como a nós mesmos. ela inventa. E inventa tanto que acabou • Deus de bondade, dirige e dá força, construindo máquinas que dispensam do Senhor, à caminhada de nossa comuni- trabalho humano e só poderia ocorrer dade; faze nossa comunidade mais unida o óbvio, falta serviço para uma grande para ser sinal da tua presença no mundo, parcela da população. que ela seja conhecida por nos amarmos uns aos outros Leitor 2 - O desempregado se sente ex- • Deus de bondade, protege tuas teste- cluído como a abelha tirada fora da col- munhas em todos lugares do mundo e meia pelos operários. defende as pessoas que arriscam suas Não é reconhecido, não tendo recur- vidas a serviço do irmão. sos, sobrevive na angústia e depressão, presa fácil das doenças que induzem a Preces espontâneas... (que nasçam da inatividade e ao desencorajamento. Uma Palavra de Deus meditada e partilhada) espécie de morto vivo numa sociedade Pai nosso... do trabalho onde os valores brilham a Ave Maria... partir da participação ativa na produção. Descobre-se um estranho num mundo 10 - ORAÇÃO normal. O desemprego é um grande de- (quem dirige convida a todos para esta safio a ser vencido! oração final) Ó Deus, Criador do universo, pela Leitor 3 - O trabalho torna-nos tam- ressurreição de Jesus mostraste por bém colaboradores de Deus na obra da nós o teu amor materno. Faze-nos vi- redenção ao criar condições para uma ver de uma maneira nova como tes- melhor qualidade de vida, mais justa, temunhas do teu Reino. Por Cristo, mais fraterna, mais solidária, mais hu- nosso Senhor. Amém! 24
  23. 23. 11 . AVISOS/ COMEMORAÇÕES - Dia 1º de Maio - Dia do Trabalhador; (aniversário, nascimento, acolhida de 29° Aniversário da Diocese e 5ª Aniver- gente nova..) sário da Dedicação da Igreja Catedral Dirigente - Evangelho de domingo que vem: João 14, 23-29 12 . BÊNÇÃO - Próximo encontro será na casa de Quem dirige: O Deus da paciência e _______________________________ Mãe da Consolação nos faça viver uni- na Rua/Av_______________________, dos no mesmo pensar e no mesmo sen- no dia________ - Não se esqueça: traga tir, agora e para sempre. Amem! a Bíblia no próximo encontro. Prepare- Quem dirige: Louvado seja nosso se, marcando o texto do Evangelho e Senhor Jesus Cristo, aleluia! lendo-o até o dia em que nos reuniremos. Resp.: Para sempre seja louvado! 1º de Maio 29º Aniversário da Diocese de São José dos Campos 25
  24. 24. 5º Encontro3 a 9 de maio “O Espírito Santo virá e ensinará tudo” 1- Ninguém pára esse vento passando; Ninguém vê, e ele sopra onde quer; Sua força reúne as Igrejas numa nova maneira de ser. 2- De diversas culturas congrega, este povo o divino conduz; Como fogo que aquece e ilumina, nos confirma no Cristo Jesus. 3- Hoje o mundo recebe o Espírito, en- tre os povos há um coração; Como a mãe que acalenta e consola; Nos reúne, na paz, comunhão. 5 . SALMO 66 (67) (rezado ou Cantando) Refrão 1. CHEGADA: Que todos os povos vos louvem, Senhor! Silêncio – oração pessoal Deus tenha piedade de nós, e nos aben- 2 . ABERTURA (quem dirige) çoe, fazendo sua face brilhar sobre nós, - Verdadeiramente ressurgiu Jesus (bis) para que se conheça o vosso caminho Cantemos aleluia resplandece a luz (bis) sobre a terra, em todas as nações a vos- sa salvação. - Gloria ao Pai e ao Filho e ao Santo Espírito (bis) Que as nações se alegrem e exultem, Gloria a Trindade Santa, Gloria ao Deus porque julgais o mundo com justiça, bendito (bis) julgais os povos com retidão, e sobre a - Ao cair da tarde, ele apareceu, (bis) terra governais as nações. A paz e muita alegria trouxe para os A terra produziu o seu fruto: Deus, o seus! (bis) nosso Deus, nos abençoa. Que Deus nos abençoe, e todos os confins da terra o 3 . RECORDAÇÃO DA VIDA temerão! Lembrar fatos ocorridos na semana. 6 . EVANGELHO DE DOMINGO 4 . HINO (rezado ou cantado) Ler pausadamente João 14,23-29 (Orientações ver página 06) Nós estamos aqui reunidos como es- tavam em Jerusalém. Pois só quando 7. MEDITAÇÃO DO EVANGELHO vivemos unidos é que o Espírito Santo (Orientações ver página 06) nos vem. 26
  25. 25. 8 . REFLEXÃO TEMÁTICA vivas e daquelas já falecidas, que sejam “MÃE, FORÇA ATIVA NA FAMÍ- abençoadas por “Aquele” que lhes deu o LIA E NA SOCIEDADE” poder de gerar vida e amor. Leitor 1 – A maternidade nas suas dife- Preces espontâneas... (que nasçam da rentes formas é uma missão sagrada no palavra de Deus meditada e partilhada) coração da humanidade. Ser Mãe pres- Pai Nosso... cinde aprender a arte do autocuidado. Ave Maria... Ser cuidadora é tornar-se ativa possibi- litando-se interpretar variados papéis so- 10 . ORAÇÃO ciais, como ser mulher, filha, mãe, irmã, (quem dirige convida todos para esta amiga, esposa, profissional, administra- oração final) dora do lar... Olha, Senhor, tua família aqui reuni- da. Que o Espírito Santo nos ilumine e Leitor 2 – Ser mãe é muito mais que dar nos ensine a verdade completa da tua à luz. A missão é construir, por meio de revelação. Dá-nos a unidade de todos um amor intenso, seres humanos que os discípulos e discípulas de Jesus, Deus sempre sonhou e projetou, pessoas como ele desejou. Pedimos isso em plenamente felizes. nome de Jesus, nosso Senhor. Amém! Leitor 3 – A mulher, mãe amorosa trans- 11 . AVISOS / COMEMORAÇÕES missora de vida e de formação tem que (aniversário, nascimento, acolhida de buscar no ensinamento do evangelho a gente nova...) luz necessária para cumprir sua missão. • Evangelho de domingo que vem: Lucas 24, 46-53 9 . O EVANGELHO SE FAZ ORAÇÃO • Próximo encontro será na casa de (PRECES) _______________________________ Quem dirige - Louvemos ao Pai que na Rua/Av___________no dia________ ressuscitou o Senhor Jesus e derrama • Não se esqueça: traga a Bíblia no pró- sobre nós o seu Espírito de vida. Confie- ximo encontro. Prepare-se, marcando o mos-lhe os nossos pedidos e intenções: texto do Evangelho e lendo-o até o dia Envia teu Espírito, Senhor! em que nos reuniremos; • Maio, Formação CEBs nas Regiões • Ó Senhor nosso Deus, olha as igrejas Pastorais, com o Tema: Paróquia: Rede cristãs divididas, e dá-nos a unidade do de Comunidades. Informações com a teu Espírito. coordenação paroquial das CEBs • Derrama sobre todos os aflitos e de- sanimados a força do teu Espírito para 12 . BÊNÇÃO reanimá-los e confortá-los. Quem dirige: O Deus da paz, que pela • Ensina teus discípulos a não se con- força do seu Espírito ressuscitou Jesus formarem com nenhuma injustiça e a Cristo dos mortos, nos fortaleça e nos se comprometerem no trabalho por um ilumine, agora e para sempre. Amém! mundo mais fraternal. Quem dirige: Louvado seja nosso Senhor Neste dia dedicado às mães, nossa cari- Jesus Cristo! nhosa gratidão, lembrando-nos das mães Resp.: Para sempre seja louvado! 27
  26. 26. 6º Encontro 10 a 16 de maio “Vamos partir para a Missão’” 1- Louvando a Maria, o povo fiel, a voz repetia de São Gabriel. Ave, Ave, Ave, Maria! 2- O anjo, descendo num raio de luz, feliz Bernadete à fonte conduz. 3- A brisa que passa, aviso lhe deu que uma hora de graça soara no céu. 4- Vestida de branco, ela apareceu, trazendo na cinta as cores do céu. 5- Mostrando um rosário na cândida mão, ensina o caminho da santa oração. 5 . SALMO 46 (rezado ou cantado) Refrão Aclamai a Deus com alegria! Povos todos, batei palmas, aclamai a Deus com gritos alegres! Pois o Senhor Altíssimo é terrível, é o grande rei so- 1. CHEGADA: bre a terra inteira. Silêncio – oração pessoal Deus sobe por entre ovações, O Senhor 2 . ABERTURA (quem dirige) ao clamor da trombeta. Tocai para o - Verdadeiramente, ressurgiu Jesus,(bis) nosso Deus, tocai, tocai para o nosso Cantemos aleluia! Resplandece a luz! (bis) Rei, tocai! - Para ti, Senhor, toda noite é dia, (bis) Tua ressurreição, luz que recria! (bis) Pois o rei de toda a terra é Deus: tocai - Luz da alegria, Pai do esplendor, (bis) música para mostrá-lo! Deus é rei aci- A ti rendemos glória, nosso Salvador (bis) ma das nações, senta-se Deus em seu - Luz que não se apaga, és nosso clarão (bis) trono sagrado. Vence as nossas trevas, nossa escuridão.(bis) - Glória ao Pai e ao Filho e ao Santo 6 . EVANGELHO DE DOMINGO Espírito (bis) Ler pausadamente Lucas 24, 46-53 Glória a Trindade Santa, Glória ao Deus (Orientações ver página 06) bendito (bis) 7. MEDITAÇÃO DO EVANGELHO 3 . RECORDAÇÃO DA VIDA (Orientações ver página 06) Recordação da semana. 8 . REFLEXÃO TEMÁTICA 4 . HINO (rezado ou cantado) “MARIA MÃE DE DEUS E NOSSA” Louvando a Maria 28
  27. 27. Leitor 1: Maria mesmo estando na gló- Concedei-nos, Deus onipotente, exul- ria do Pai, se preocupa com os que estão tar de alegria e dar-vos graças, porque na terra, pois o seu coração de mãe é tão a ascensão de Jesus Cristo, vosso Fi- grande quanto o mundo e intercede sem lho, é nossa vitória, e a Ele, que nos cessar pelos povos junto a seu filho Jesus. precedeu, esperamos chegar também nós como membros de seu corpo. Por Leitor 2: Por intermédio de Maria rece- Jesus Cristo nosso Senhor. Amém. bemos o autor da vida; “Salve, Ó Santa Mãe de Deus, vós destes à luz o Rei que 11 . AVISOS / COMEMORAÇÕES governa o céu e a terra pelos séculos eter- (aniversário, nascimento, acolhida de nos”; da virgindade fecunda de Maria gente nova) destes à humanidade a salvação eterna. •Evangelho de domingo que vem: João 20,19-23 Leitor 3: Maria ensina a maternidade • Próximo encontro será na casa de como serviço, inspiração para a Igreja, ______________________________ que deseja ser servidora dos pobres, para na Rua/Av___________no dia________ quem a encarnação de Jesus em Maria • Não se esqueça: traga a Bíblia no pró- traz a boa nova da libertação. ximo encontro. Prepare-se, marcando o texto do Evangelho e lendo-o até o dia 9 . O EVANGELHO SE FAZ ORAÇÃO em que nos reuniremos; (PRECES) • Maio, Formação CEBs nas Regiões Quem dirige: Oremos a Cristo, que res- Pastorais, com o Tema: Paróquia: Rede suscitado subiu aos céus e agora inter- de Comunidades. Informações com a co- cede por nós. Escuta-nos, Senhor Jesus. ordenação paroquial das CEBs. • 10.05.1986 – Pe. Josimo Morais Tava- • Ó Cristo, exaltado no céu, reconciliaste res, assassinado por latifundiários. todo o universo em teu amor; dá firmeza • 16.05 - Dia das Comunicações Sociais, e perseverança a todos os que trabalham tendo como tema:”O sacerdote e as pas- pela preservação do planeta. torais no mundo digital: os novos meios a • Ó Cristo, elevado na cruz foste exalta- serviço da Palavra”. do na glória; escuta o gemido de quem se sente humilhado e desprezado. 12 . BÊNÇÃO • Ó Cristo, nosso bom pastor, tem com- Quem dirige: O Deus da vida que se paixão dos que sofrem a fome, o medo e revela na pessoa de Jesus nos encha do todo tipo de ameaça à vida, que sua luta seu Espírito e nos renove na alegria do por dignidade não seja em vão. seu amor materno, agora e para sempre. Amém. Preces espontâneas... (que nasçam da Quem dirige: Abençoe-nos o Deus Palavra de Deus meditada e partilhada) todo-poderoso, o Pai e o Filho e o Espí- Pai nosso... rito Santo. Amém. Louvado seja Nosso Ave Maria.. Senhor Jesus Cristo. Resp.: Para Sempre seja Louvado! 10 . ORAÇÃO (quem dirige convida a todos para esta oração final) 29
  28. 28. 7º Encontro “Pentecostes: Alicerce e Graça Essencial da 17 a 23 de maio Nossa Igreja” Do Pai vai enviar-nos o seu Espírito. (bis) 3 . RECORDAÇÃO DA VIDA Recordação da semana. 4 . HINO (rezado ou cantado) Vem, Espírito Santo Vem, Espírito Santo, Vem e não demores! Vem, e não demores! 1- Faze dos cristãos que aqui estão tuas testemunhas da ressurreição, da luta pela paz e o amor, da luta por um mun- do melhor! 2- Vem, Espírito Santo e não demores, vem renovar a face da terra, vem elimi- nar toda guerra, vem libertar o teu povo 1. CHEGADA: Silêncio – oração pessoal 5. SALMO 103 (104) (rezado ou can- tado) 2 . ABERTURA ( quem dirige) - Verdadeiramente ressurgiu Jesus (bis) Refrão Cantemos aleluia! Resplandece a luz! Enviai o vosso Espírito, Senhor, e re- (bis) novai a face da terra. - Ao entardecer desse mesmo dia, (bis) Sobre os amigos sopras paz e alegria! Bendize ao Senhor ó minha alma! Se- (bis) - Aos cristãos, Senhor, traz a uni- nhor, meu Deus, como sois grande! dade! (bis) Quão numerosas são as vossas obras, Para que o mundo creia em tua verdade. Senhor! A terra está repleta das vossas (bis) criaturas. - Glória ao Pai e ao Filho e ao Santo Espírito. (bis) Retirais sua respiração e elas expiram, Gloria à Trindade Santa, glória a Deus voltando ao seu pó. Enviais vosso sopro bendito. (bis) e elas são criadas, e assim renovais a - Aleluia, irmãs, aleluia, irmãos, (bis) face da terra. Ao Deus que nos consola, nossa louva- ção! (bis) Que a glória do Senhor seja para sem- - O Senhor Jesus lá no céu foi visto pre, que o Senhor se alegre com suas (bis) 30
  29. 29. obras! Que meu poema lhe seja agra- • Nós vos agradecemos por vosso Es- dável; quanto a mim, eu me alegro com pírito Santo que renova a terra e fazei o Senhor. novas todas as coisas. • Oh, Espírito Santo, nós vos louvamos 6 . EVANGELHO DE DOMINGO por nos dardes uma fonte riquíssima de Ler pausadamente João 20,19-23 luz que são os doze frutos; o fruto do (Orientações ver página 06) gozo, o fruto da paz, o fruto da paciên- cia, o fruto da benignidade, o fruto da 7. MEDITAÇÃO DO EVANGELHO bondade, o fruto da longanimidade, o (Orientações ver página 06) fruto da brandura, o fruto da fé, o fruto da modéstia, os frutos da continência e 8 . REFLEXÃO TEMÁTICA castidade. SOLENIDADE DE PENTECOSTES • Espírito Santo, Vos adoramos como Leitor 1 – No dia de Pentecostes, cin- princípio de nossa felicidade eterna, quenta dias após a ressurreição de Je- assim como fostes prometido e enviado sus, acontece a efusão do Espírito Santo aos discípulos em Pentecostes por Jesus na Terra, habitando perpetuamente no fostes a nós também. Louvado sejais seio da Igreja. Desde a criação, o mes- por nos guiardes e nos encorajardes. mo Espírito atua no mundo. A a Igreja reconhece seu envio durante as apari- Preces espontâneas... ções do Ressuscitado e, de modo parti- Pai nosso... cular, em Pentecostes. Ave Maria... Leitor 2 – Deus Pai semeia generosa- 10 . ORAÇÃO mente o amor nos corações humanos. (quem dirige convida a todos para esta Jesus Cristo reina como cabeça do seu oração final) corpo místico e o divino Espírito Santo Ó Deus, com a fecundidade do teu semeia a boa semente para que produza Espírito animaste a vida e a missão muitos frutos de justiça e fraternidade. dos primeiros discípulos e discípulas de Jesus. Ilumina com o mesmo Espí- Leitor 3 – A comunidade gerada do rito os nossos corações e acende neles sopro do Espírito do Ressuscitado se o fogo do teu amor, para que sejamos transforma numa comunidade reconci- testemunhas da tua Ressurreição. liadora e testemunha do amor gratuito e Pedimos isso em nome de Jesus, nos- generoso do Pai. so Senhor. Amém. 9 . O EVANGELHO SE FAZ ORA- 11. AVISOS / COMEMORAÇÕES ÇÃO (PRECES) (aniversário, nascimento, acolhida de Quem dirige – Queridos irmãos e ir- gente nova..,) mãs, coloquemo-nos diante do doce • Evangelho de domingo que vem: hóspede da alma para louvá-lo e adorá- João 16,12-15 (Santíssima Trindade) lo e digamos: • Próximo encontro será na casa de Resp.: Fonte sagrada de inocência e ______________________________ de candura, dai-nos de beber de vos- na Rua/Av_______________________ sa água divina. no dia________ 31
  30. 30. • Não se esqueça: traga a Bíblia no pró- 12 . BÊNÇÃO ximo encontro. Prepare-se, marcando o Quem dirige: O Deus que derramou texto do Evangelho e lendo-o até o dia em nossos corações o seu amor nos em que nos reuniremos; encha de alegria e consolação, agora e • Semana de Oração pela Unidade dos para sempre. Amém! Cristãos, com o tema “Vocês são tes- Quem dirige: Louvado seja Nosso Se- temunhas dessas coisas” (Lc 24,48) . É nhor Jesus Cristo. celebrada de 16 a 23 de maio, em todas Resp.: Para sempre seja louvado. as Igrejas Cristãs que fazem parte do Conselho Nacional de Igrejas Cristãs do Brasil, CONIC. 32
  31. 31. 8º Encontro 24 a 30 de maio “Santíssima Trindade, Comunidade de Amor” Ó Trindade, vos louvamos, vos lou- vamos pela vossa comunhão, Que esta mesa favoreça / favoreça nossa comunicação. 1- Contra toda a tentação / da ganância e do poder / nossas bocas gritem juntas /a Palavra do viver. 2- Na montanha com Jesus / no Encon- tro com o Pai / recebemos a mensagem / “Ide ao mundo e o transformai. 3- Deus nos fala na história / e nos cha- ma à conversão / vamos ser palavras vivas / proclamando a salvação. 5. SALMO 8 (rezado ou cantado) 1. CHEGADA: Refrão Silêncio – oração pessoal Senhor, nosso Deus, como sois grande! 2. ABERTURA (quem dirige) Quando vejo o céu, obra de vossos de- - Venham, ó nações, ao Senhor cantar (bis) dos, a lua e as estrelas que fixastes, que Ao Deus do universo, venham festejar. é um mortal, para dele vos lembrardes, (bis) e um filho de Adão, que venhais a vi- - Seu amor por nós, firme para sempre (bis) sitá-lo? Sua fidelidade dura eternamente.(bis) - Glória ao Pai, ao Filho e ao Santo Es- E o fizestes pouco menos do que um pírito (bis) Deus, coroando-o de glória e beleza. Glória à Trindade Santa, Glória ao Para que domine as obras de vossas Deus bendito (bis) mãos sob seus pés tudo colocastes. - Aleluia irmãs, aleluia irmãos (bis) Glória a Jesus Cristo, nossa Salvação! (bis) Ovelhas e bois, todos eles, e as feras do - Vem, ó Santo Espírito, vem iluminar (bis) campo também; a ave do céu e os pei- Este nosso encontro vem abençoar. (bis) xes do oceano que percorrem as sendas dos mares. 3. RECORDAÇÃO DA VIDA Recordação da semana 6 . EVANGELHO DE DOMINGO Ler pausadamente João 16,12-15 4 . HINO (rezado ou cantado) (Orientações ver página 06) 33
  32. 32. 7. MEDITAÇÃO DO EVANGELHO (união de duas palavras). (Orientações ver página 06) Em nossas comunidades e na vivência social Deus Uno e Trino é inspiração e 8 . REFLEXÃO TEMÁTICA: dinamismo para vivermos em fraterni- SANTÍSSIMA TRINDADE dade. Comunidade não é simplesmente Leitor 1 – O Mistério da Santíssima a junção (união de duas palavras (co- Trindade é o mistério central da fé e mum–unidade). Isto está errado. Co- da vida cristã. É o mistério de Deus em munidade vem de “múnus”, ou seja, si mesmo, é, portanto, a fonte de todos serviço, função a favor do outro, mi- os outros mistérios.. é luz que ilumina. nistério... Isso é viver em comunidade: (234): A Trindade é um mistério de fé dar-se ao outro, ser com o outro... no sentido estrito, um dos mistérios es- condidos em Deus, que não podem ser 9. O EVANGELHO SE FAZ ORA- conhecidos se não forem revelados do ÇÃO (PRECES) alto. Quem dirige - Irmãos e irmãs, que o amor do Pai, do Filho e do Espíri- Leitor 2 – Jesus revelou que Deus é to Santo, ilumine e conduza nossas “Pai” num sentido inaudito: não é so- comunidades na Verdade. Rezemos: mente enquanto criador, mas é eterna- Santíssima Trindade, iluminai nossa mente Pai em relação a seu Filho único caminhada. que reciprocamente só é Filho em rela- ção a seu Pai. Ninguém conhece o Filho • Irmãos e irmãs, que o Pai, o Filho e senão o Pai e ninguém conhece o Pai o Espírito Santo nos ajudem a viver o senão o Filho, e àquele a quem o Filho amor entre nós. o quiser revelar” (Mt 14,27) • Santíssima Trindade, perfeita comuni- dade, olhai pela unidade de nossa Igre- Leitor 3 – O Pai e o Filho revelados ja, nossos grupos, nossas famílias, para pelo Espírito – Antes de sua Páscoa, que sejamos resposta do Vosso amor no Jesus anuncia o envio de um outro “Pa- mundo. ráclito” (Defensor), o Espírito Santo. • Que nós cristãos e cristãs saibamos Em ação desde a criação depois de ter transmitir em nosso tempo o anuncio de outrora “falado pelos profetas” ele esta- vosso Reino respondendo aos desafios rá agora junto dos discípulos e neles, a da nossa época. fim de ensiná-los e conduzi-los à verda- de plena (Jo 16,13). O Espírito Santo é Preces espontâneas... (que nasçam da assim revelado como outra pessoa divi- Palavra de Deus meditada e partilhada) na em relação a Jesus e ao Pai (243). O Pai nosso... Envio da pessoa do Espírito, após a glo- Ave Maria... rificação de Jesus revela em plenitude o mistério da Santíssima Trindade (244). 10 . ORAÇÃO Fonte: Catecismo da Igreja Católica (quem dirige, convida todos para esta (Vozes/Loyola) oração final) O Senhor nos abençoe e nos guarde! Leitor 4 – A Trindade é uma dinâmi- O Senhor faça brilhar sobre nós a ca comunitária que devemos assumir sua face e nos seja favorável! O Se- 34
  33. 33. nhor dirija para nós o seu rosto e nos texto do Evangelho e lendo-o até o dia dê a paz! Amém! em que nos reuniremos; • Participar intensamente de tudo que 11. AVISOS / COMEMORAÇÕES foi programado na comunidade, na pa- (aniversário, nascimento, acolhida de róquia, durante a Semana Santa. gente nova..) •Evangelho de domingo que vem: 12. BÊNÇÃO Lucas 7, 11-17 Quem dirige: Abençoe-nos o Deus • Próximo encontro será na casa de todo poderoso, o Pai e o Filho e o Espí- ______________________________ rito Santo. Amém! na Rua/Av, ____________________ Quem dirige: Louvado seja nosso Se- no dia_______ nhor Jesus Cristo. • Não se esqueça: traga a Bíblia no pró- Resp.: Para sempre seja louvado! ximo encontro. Prepare-se, marcando o 35
  34. 34. 9º Encontro 31 de maio a 6 de junho “Jesus nos ensina a ser misericordiosos” 4. HINO (rezado ou cantado) Louvamos-te, ó Deus. 1- Louvamos-te, ó Deus, pelo dom de Jesus,/ Que por pecadores foi morto na cruz./ Aleluia, toda glória te rendemos, sem fim,/ Aleluia, tua graça implora- mos, amém. 2- Louvamos-te, ó Deus, e ao teu filho de amor / Que foi morto, mas vive, su- premo Senhor. 3- Louvamos-te, ó Deus , pelo Espírito, luz / Que nos tira das trevas e a Cristo conduz. 4- Ó vem nos encher de celeste fervor/ E fazer-nos fruir teu afável amor. 5. SALMO 29 (30) (rezado ou cantado) Refrão Eu vos exalto, Senhor, porque me liber- tastes! 1. CHEGADA: Senhor, meu Deus, eu gritei a vós, e me Silêncio – oração pessoal curastes. Senhor, tirastes do abismo a minha vida, vós me reavivastes dentre 2. ABERTURA (quem dirige) os que baixam á cova. - Venham, ó nações, ao Senhor cantar (bis) Ao Deus do universo, venham festejar.(bis) Tocai para o Senhor, fiéis seus, celebrai - Seu amor por nós, firme para sempre (bis) sua memória sagrada. Sua ira dura um Sua fidelidade dura eternamente.(bis) momento, seu favor a vida inteira; de - Para nós brilhou a luz da verdade, (bis) tarde vem o pranto, de manhã gritos de Vimos o esplendor de sua claridade! (bis) Alegria. - Para ti, Senhor, toda noite é dia, (bis) A escuridão mais densa logo se alumia (bis). Ouvi, Senhor, tende piedade de mim! - Gloria ao Pai e ao Filho e ao Santo Sede o meu socorro, Senhor! Transfor- Espírito (bis) mastes o meu luto em dança, Senhor, Glória à Trindade Santa, glória ao Deus meu Deus, eu vou louvar-vos para sem- bendito ! (bis) pre! - Aleluia, irmãs, aleluia, irmãos! (bis) Glória a Jesus Cristo, nossa salvação! (bis) 6. EVANGELHO DE DOMINGO Ler pausadamente Lucas 7,11-17 3. RECORDAÇÃO DA VIDA Recordação da semana (Orientações ver página 06) 36
  35. 35. para a humanidade. Fazer da vida uma 7. MEDITAÇÃO DO EVANGELHO Eucaristia, que se reparte em gestos eu- (Orientações ver página 06) carísticos, no dia-a-dia. 8. REFLEXÃO TEMÁTICA: 9. O EVANGELHO SE FAZ ORA- PARTILHA ÇÃO Leitor 1 – Os símbolos prediletos que (PRECES) Jesus usou para falar do Reino são a re- Quem dirige - Irmãos e irmãs, que feição e o banquete (Lc 14, 21s). Sen- o amor do Pai, do Filho e do Espíri- tar-se ao redor de uma mesa significa to Santo, ilumine e conduza nossas participar e partilhar, para que ninguém comunidades na Verdade. Rezemos: seja excluído. As palavras de Jesus são Santíssima Trindade, iluminai nossa claras: “Quando deres uma festa, cha- caminhada. ma os pobres, estropiados, coxos e ce- gos, feliz serás, então, porque eles não • Por todas as pessoas que estão sofren- têm com que te retribuir. Serás, porém, do nos hospitais, nas prisões, no cam- recompensado na ressurreição dos jus- po e na cidade, nos acampamentos dos tos” (Lc 14, 13-14). Muitas passagens sem terra e sem casas, os desabrigados, bíblicas nos mostram que quem retém nas ruas e nas favelas, que o Senhor para si morre e quem partilha vive. lhes dê alívio e força, e a nós atitudes concretos de solidariedade, peçamos ao Leitor 2 – Jesus nos mostra isto na sua Senhor... própria vida e ensina aos apóstolos a • Por todos nós aqui reunidos: que pos- partilhar. “Dai-lhes vós mesmos de co- samos crescer no conhecimento e no mer” (Lc 9, 13). Para isso serve-se de amor de Jesus, peçamos ao Senhor... um menino, alguém que não contava • Para que nós saibamos viver em nosso nada para a sociedade, para dizer que a dia a dia o milagre da partilha partilha é sempre possível (Jo 6, 9). Ele mesmo se diz: O pão do céu, o “pão que Preces espontâneas... (que nasçam da se dá por inteiro”; “Isto é o meu corpo, Palavra de Deus meditada e partilhada) isto é meu sangue” (Mt 26, 26). Pai nosso... Ave Maria... Leitor 3 – Da partilha vem a unidade. Ao comer de um mesmo pão e beber 10. ORAÇÃO de um mesmo vinho, os cristãos for- (quem dirige, convida todos para esta mam um só corpo (1Cor 10, 17). Assim oração final) como de muitos grãos se faz um só pão Senhor Jesus Cristo, no admirável e de muitas uvas um só vinho, assim a sacramento da Eucaristia tu nos des- comunidade cristã há de viver na uni- te o memorial da tua paixão, morte e dade pela graça do Espírito de Unidade ressurreição. Dá a todos nós, que ce- (Ef. 4, 1-3). Não pode haver Eucaristia lebramos tão grande mistério, colher se não houver unidade, partilha, soli- os frutos da redenção em nosso dia a dariedade, igualdade, justiça. As lições dia. Por Cristo, nosso Senhor.Amem! da Eucaristia devem nos levar a uma Pedimos isso em nome de Jesus, nos- maior conversão e compromisso. Parti- so Senhor. Amém! lhar é o grande desafio eucarístico. So- mos chamados a fazer o mesmo gesto 11. AVISOS / COMEMORAÇÕES que Jesus fez: Tornar-se pão repartido (aniversário, nascimento, acolhida de gente nova..) 37
  36. 36. •Evangelho de domingo que vem: para a semana ou o dia, em sua comuni- Lucas 7, 36-8,3 dade, em sua cidade, e participe • Próximo encontro será na casa de ______________________________ 12. BÊNÇÃO na Rua/Av, __________ no dia_______ Quem dirige: O Deus da vida que se • Não se esqueça: traga a Bíblia no pró- revela na pessoa de Jesus nos encha do ximo encontro. Prepare-se, marcando o seu Espírito e nos renove na alegria do texto do Evangelho e lendo-o até o dia seu amor materno, agora e para sempre. em que nos reuniremos; Amém!Quem dirige: Louvado seja • 05.06 - Dia Mundial do Meio Am- nosso Senhor Jesus Cristo. biente - procure saber da programação Resp.: Para sempre seja louvado! Corpus Christi: Tapete Ecológico 38
  37. 37. 10º Encontro 07 a 13 de junho “Do amor vem o perdão” 4. HINO (rezado ou cantado) Hino à família 1- Que nenhuma família comece em qualquer de repente/ Que nenhuma família termine por falta de amor/ Que o casal seja um para o outro de corpo e de mente/ E que nada no mundo separe um casal sonhador/ Que nenhuma família se abrigue debaixo da ponte/ Que ninguém interfira no lar e na vida dos dois/ Que ninguém os obrigue a viver sem nenhum horizonte/ Que eles vivam do ontem, no hoje e em função de um depois. Que a família comece termine sabendo aonde vai/ Que o homem carregue nos braços a graça de um pai/ 1. CHEGADA: Que a mulher seja um céu de ternura, Silêncio – oração pessoal aconchego e calor/ E que os filhos conheçam a força que brota do amor./ 2. ABERTURA (quem dirige) Abençoa, Senhor, as famílias, amém/ −Vem, ó Deus da vida, vem nos Abençoa a minha também! ajudar!(bis) 3- Que marido e mulher tenham força Vem, não demores mais, vem nos de amar sem medida/ Que ninguém libertar (bis) vá dormir sem pedir ou dar o perdão/ −Glória ao Pai e ao Filho e ao Santo Que as crianças aprendam no colo o Espírito. (bis) sentido da vida/ Que a família celebre Gloria à Trindade Santa, glória ao Deus a partilha do abraço e do pão/ bendito. (bis) Que marido e mulher não se traiam nem −Aleluia, irmãs, aleluia, irmãos! (bis) traiam seus filhos/ Que o ciúme não Do povo que trabalha a Deus louvação! mate a certeza do amor entre os dois/ (bis) Que no firmamento a estrela que tem −O Senhor te guarde, ele é teu vigia, maior brilho/ Seja a firme esperança de (bis) um céu aqui mesmo e depois. Quem te garante a noite e governa o dia! (bis) 5. SALMO 31 (32) (rezado ou cantado) 3. RECORDAÇÃO DA VIDA Refrão Recordação da semana confessei o meu pecado ao Senhor! 39

×