Successfully reported this slideshow.
We use your LinkedIn profile and activity data to personalize ads and to show you more relevant ads. You can change your ad preferences anytime.

8ª SéRie - Novo Slide Sobre Orações Subordinadas Substantivas.

48,689 views

Published on

8ª SéRie - Novo Slide Sobre Orações Subordinadas Substantivas.

  1. 1. Período Composto por Subordinação Orações Subordinadas Substantivas. Prof.: Marcos Emídio
  2. 2. <ul><li>Atenção: Os conteúdos abordados nestes slides apresentam-se no Livro texto (Pág.: 79 a 82) e na Gramática Reflexiva (Pág.: 27 E 28). Além disso, há conteúdos complementares, retirados dos autores Celso Cunha, Evanildo Bechara, Napoleão Mendes de Almeida e Pasquale Cipro Neto. </li></ul><ul><li>Conceituando Orações Subordinadas Substantivas. </li></ul><ul><li>De acordo com os gramáticos citados anteriormente, as Orações Subordinadas Substantivas são aquelas que desempenham, na oração, o papel de SUBSTANTIVO. </li></ul><ul><li>Vamos analisar as orações a seguir para percebermos isso na prática. </li></ul><ul><li>a) Todos esperam que você volte. </li></ul><ul><li>Se desmembrarmos a oração em destaque perceberemos que ela está no lugar de um substantivo. Veja: </li></ul><ul><li>Todos esperam a volta. (volta: Substantivo). </li></ul><ul><li>Agora ficou mais fácil perceber de onde surge a função de substantivo. </li></ul><ul><li>Dessa forma, vamos tentar transformar a oração destacada a seguir em Oração Subordinada Substantiva. </li></ul><ul><li>Sinto a chegada da noite. </li></ul><ul><li>Teremos: Sinto que a noite está chegando. / Sinto que a noite chegará. </li></ul>
  3. 3. <ul><li>A gramática também facilita a nossa vida quando delimita quais os elementos que, dentro da sintaxe, podem exercer a função de substantivo. São eles: </li></ul><ul><li>1) SUJEITO; </li></ul><ul><li>2) OBJETO DIRETO; </li></ul><ul><li>3) OBJETO INDIRETO; </li></ul><ul><li>4) COMPLEMENTO NOMINAL; </li></ul><ul><li>5) PREDICATIVO; </li></ul><ul><li>6) APOSTO. </li></ul><ul><li>(Lembre-se de que são 6, ou seja, quase o número da perfeição). </li></ul><ul><li>Agora, vale ressaltar algumas dicas para saber como identificar uma Oração Subordinada substantiva. </li></ul><ul><li>Dica 1: </li></ul><ul><li>As Orações Subordinadas Substantivas quase sempre serão iniciadas pela conjunção “que” , pelos pronomes interrogativos ( Quem, que, qual etc.) e ainda por verbos acompanhados da partícula “se” (Partícula Apassivadora). </li></ul><ul><li>Vejamos alguns exemplos: </li></ul><ul><li>a) É importante que ele volte. </li></ul><ul><li> b) O certo é que todos prestam atenção. </li></ul><ul><li> c) Percebi que a aula estava interessante. </li></ul><ul><li> d) Insistimos em que vocês estudassem. </li></ul><ul><li> e) Perguntei-lhe se estava com saudades. </li></ul><ul><li> f) Sabe-se que chegaremos seguros. </li></ul>
  4. 4. <ul><li>Dica 2: </li></ul><ul><li>Se já sabemos quais são os elementos que exercem a função de Substantivo , podemos concluir que as Orações Subordinadas Substantivas serão classificadas em: </li></ul><ul><li>Subjetiva (Exerce a função de Sujeito); </li></ul><ul><li>Objetiva Direta (Exerce a função de Objeto Direto); </li></ul><ul><li>Objetiva Indireta (Exerce a função de Objeto Indireto); </li></ul><ul><li>Completiva Nominal (Exerce a função de Complemento Nominal); </li></ul><ul><li>Predicativa (Exerce a função de Predicativo); </li></ul><ul><li>Apositiva (Exerce a função de Aposto). </li></ul><ul><li>Obs.: Quando você for classificar as Subordinadas Substantivas , encontre, primeiramente, o SUJEITO da Oração Principal . A partir daí, é só prosseguir por eliminação. </li></ul>
  5. 5. <ul><li>Agora vamos estudar, detalhadamente cada uma. </li></ul><ul><li>Or. Subord. Substantiva Subjetiva: </li></ul><ul><li>As Orações Subordinadas Substantivas Subjetivas são as mais detalhadas e complexas. Por isso, necessitam de uma atenção especial. </li></ul><ul><li>O 1º passo é saber que elas exercem a função de sujeito do verbo da oração principal. Isso indica que, ao olhar para a oração principal, você não encontrará o SUJEITO nela. </li></ul><ul><li>Exemplo: “É estranho que os alunos não compreendam. ” </li></ul><ul><li>Dica prática do professor: </li></ul><ul><li>TENTE ENCONTRAR O SUJEITO NA ORAÇÃO PRINCIPAL. É POSSÍVEL??? </li></ul><ul><li>Então, meu amigo, se você não conseguir visualizar o sujeito na oração principal, já fique com um pé atrás, pois ele provavelmente estará na oração subordinada. </li></ul><ul><li>Para ter a certeza, substitua a oração subordinada pelo vocábulo “isso”. </li></ul><ul><li>Assim teremos: </li></ul><ul><li> “ É estranho isso .” </li></ul><ul><li>Melhorando a oração: “ Isso é estranho.” </li></ul><ul><li>Conseguiu perceber que “isso” virou o sujeito? Então, a oração “que os alunos não compreendam” é classificada como Or. Subord. Substantiva Subjetiva. </li></ul>
  6. 6. <ul><li>Existem três estruturas para a Oração Subordinada Substantiva Subjetiva: </li></ul><ul><li>1ª: Verbo de ligação + predicativo + oração subordinada substantiva subjetiva. </li></ul><ul><li>  Ex. É necessário que façamos nossos deveres . </li></ul><ul><li>2ª: Verbo unipessoal* + oração subordinada substantiva subjetiva. </li></ul><ul><li>Ex. Convém que façamos nossos deveres . </li></ul><ul><li>*O verbo recebe o nome de Unipessoal quando ele só pode ser usado na 3ª pessoa do singular. Os mais comuns são convir, constar, parecer, importar, interessar, suceder, acontecer . </li></ul><ul><li>  </li></ul><ul><li>3ª: Verbo na voz passiva + oração subordinada substantiva subjetiva. </li></ul><ul><li>  Ex. Foi afirmado que você subornou o guarda . </li></ul>
  7. 7. <ul><li>Mais exemplos de Or. Subord. Subst. Subjetiva </li></ul><ul><li>a) É bom que ignoremos o futuro. </li></ul><ul><li>b) É importante que vocês participem da aula. </li></ul><ul><li>c) Era conveniente que André e Paulo estudassem. </li></ul><ul><li>d) Interessa-me que você compareça às aulas. </li></ul><ul><li> </li></ul><ul><li>Otras dicas preciosas: </li></ul><ul><li>Se o verbo estiver na 3ª Pessoa do singular , acompanhado da partícula “-se” (Que indica VOZ PASSIVA), a oração também será subordinada substantiva subjetiva. </li></ul><ul><li>Exemplos: Sabe-se que ele não virá. ( Que ele não virá é sabido) </li></ul><ul><li> Percebe-se que as notas melhoraram. </li></ul><ul><li>( Que as notas melhoraram é perceptível) </li></ul><ul><li>Fiquem atentos para estes verbos: </li></ul><ul><li>ACONTECER, CONSTAR, CONVIR, IMPORTAR, PARECER, SUCEDER. </li></ul><ul><li>Eles são chamados de verbos unipessoais , pois apresentam sujeito apenas na 3ª pessoa do singular ou do plural. </li></ul><ul><li>Se um desses verbos aparecer na oração, provavelmente, o sujeito estará representado pela oração subordinada substantiva subjetiva. </li></ul><ul><li>Exemplos: Na lista CONSTA que ele faltou às aulas de gramática. </li></ul><ul><li> IMPORTA que vocês tirem boas notas. </li></ul>
  8. 8. <ul><li>Atenção!!! </li></ul><ul><li>Façam as seguintes atividades: </li></ul><ul><li>Gramática Reflexiva (Pág.: 25, 26 e 29). </li></ul><ul><li>Também na Gram. Reflexiva, façam a leitura das pág.: 26, 27, 28 e 29. </li></ul>
  9. 9. <ul><li>2) Or. Subord. Substantiva Objetiva Direta </li></ul><ul><li>Quando exerce a função de Objeto Direto do verbo da oração principal. </li></ul><ul><li>Vejamos um exemplo: </li></ul><ul><li>“ O professor disse que aprenderemos bastante.” </li></ul><ul><li>“ Ninguém imagina qual será o próprio destino. ” </li></ul><ul><li>3) Or. Subord. Subst. Objetiva Indireta </li></ul><ul><li>Quando exerce a função de Objeto Indireto do verbo da oração principal. </li></ul><ul><li>Exemplo: “Lembre-se de que amanhã é feriado .” </li></ul><ul><li>4) Or. Subord. Subst. Completiva Nominal </li></ul><ul><li>Exerce a função de complemento nominal de um termo da oração principal. Atenção: Ela não irá completar a ideia de um VERBO, e sim de um NOME. </li></ul><ul><li>Observem o exemplo: </li></ul><ul><li>“ Tinha certeza de que alguém o perseguia .” </li></ul><ul><li>5) Or. Subord. Subst. Predicativa </li></ul><ul><li>Exercem a função de Predicativo do Sujeito apresentado na oração principal. </li></ul><ul><li>Exemplo: “A verdade era que todos souberam o conteúdo. </li></ul><ul><li>Dica: Faça a substituição da oração subordinada predicativa pelo vocábulo “isso”. Você perceberá com mais facilidade. </li></ul><ul><li>“ A verdade era isso .” </li></ul><ul><li>Temos duas dicas: 1ª: Há verbo de ligação (era: verbo “ser”) </li></ul><ul><li> 2ª: O sujeito é “A verdade” e está sendo qualificado pelo predicativo, representado pelo vocábulo “isso”. </li></ul><ul><li>6) Or. Subord. Subst. Apositiva </li></ul><ul><li>Essa é a mais fácil de todas pelos seguintes motivos: </li></ul><ul><li>Expressa EXPLICAÇÃO sobre algo citado na oração principal; </li></ul><ul><li>Vem depois de dois pontos ou, raramente, entre vírgulas. </li></ul><ul><li>Exemplos: “A verdade é só uma: que seremos aprovados. ” </li></ul><ul><li>“ Tínhamos um plano: que a festa fosse surpresa. ” </li></ul>
  10. 10. <ul><li>Este material estará disponível no meu blog: (maestromarcos@blogspot.com) </li></ul><ul><li>Caso você não tenha acesso à Internet, poderá estudar pela Gramática Reflexiva (Pág.: 25, 26, 27, 28 e 29) e também pelo Livro Texto (Pág.: 77, 78, 79, 80, 81 e 82). </li></ul><ul><li>Dúvidas também poderão ser tiradas pelo e-mail: marcos.emidio1@gmail.com </li></ul>

×