Successfully reported this slideshow.
We use your LinkedIn profile and activity data to personalize ads and to show you more relevant ads. You can change your ad preferences anytime.
DISFAGIA Avaliação e Tratamento na Doença de Alzheimer Fga. Talita Gonçalves de Moura CRFa. MG 4114
Introdução <ul><li>Deglutição :  seqüência motora complexa que envolve a coordenação de músculos da boca, faringe, laringe...
Mecanismo da deglutição lábios língua esôfago dentes faringe laringe traquéia FIGURA  1
Fases da deglutição FIGURA  2
Disfagia <ul><li>Distúrbio que dificulta ou impossibilita a ingestão segura, eficiente e confortável de alimento e/ou da s...
Principais razões de disfagia em idosos <ul><li>O próprio processo biofisiológico de envelhecimento; </li></ul><ul><li>mai...
<ul><li>Alterações biofisiológicas do envelhecimento nas fases da deglutição:  </li></ul><ul><li>redução da massa muscular...
Causas de disfagia <ul><li>DISFAGIAS MECÂNICAS </li></ul><ul><li>Causas secundárias a problemas de cabeça e pescoço (CA, l...
Disfagias neurogênicas <ul><li>Os comprometimentos alimentares estão relacionados ao declínio do estado cognitivo, como po...
Disfagia em indivíduos com doença de Alzheimer <ul><li>Doença de Alzheimer : </li></ul><ul><li>demência cortical (temporop...
Sintomas mais freqüentes   <ul><li>Hesitação para engolir; </li></ul><ul><li>sensação de “bolo” ou dor na região de hipofa...
<ul><li>perda de peso; </li></ul><ul><li>quadros de pneumonia de repetição; </li></ul><ul><li>intolerância a alimentos sól...
Conseqüências da disfagia  em idosos <ul><li>Deficiência nutricional; </li></ul><ul><li>desidratação; </li></ul><ul><li>ri...
Atuação fonoaudiológica nos quadros de disfagia <ul><li>Deve estar em harmonia com a assistência de uma equipe interdiscip...
Avaliação fonoaudiológica da disfagia <ul><li>Anamnese :  informações referentes aos dados pessoais e à </li></ul><ul><li>...
<ul><li>Avaliação estrutural : </li></ul><ul><li>nível cognitivo e capacidade comunicativa; </li></ul><ul><li>postura (con...
<ul><li>Avaliação funcional : </li></ul><ul><li>identificação de dificuldades no processo deglutitório; </li></ul><ul><li>...
Intervenção fonoterapêutica  na disfagia <ul><li>Deve-se considerar as abordagens de tratamento comportamental, devido ao ...
SONDA  NASOGÁSTRICA FIGURA  3
Intervenção interdisciplinar Fonoaudiólogo Nutricionista Médico Psicólogo Fisioterapeuta Família Enfermeiro Terapeuta  ocu...
<ul><li>“ Nunca permita que um problema a ser resolvido se torne  mais importante do que uma pessoa a ser amada.” </li></u...
Obrigada! [email_address]
Figuras <ul><li>Figura 1: </li></ul><ul><li>http://www.zeltialogopedia.com/patologias.html </li></ul><ul><li>Figura 2: </l...
Bibliografia <ul><li>JACOBI , Juliana da Silva.  LEVY , Deborah Salle.  SILVA , Luciano Muller Correa da.  Disfagia : aval...
Upcoming SlideShare
Loading in …5
×

DISFAGIA: AVALIAÇÃO E TRATAMENTO NA DOENÇA DE ALZHEIMER

47,612 views

Published on

Published in: Education
  • Be the first to comment

DISFAGIA: AVALIAÇÃO E TRATAMENTO NA DOENÇA DE ALZHEIMER

  1. 1. DISFAGIA Avaliação e Tratamento na Doença de Alzheimer Fga. Talita Gonçalves de Moura CRFa. MG 4114
  2. 2. Introdução <ul><li>Deglutição : seqüência motora complexa que envolve a coordenação de músculos da boca, faringe, laringe e esôfago, os quais interagem com nervos específicos (Trigêmeo, Facial, Vago, Acessório, Hipoglosso e Glossofaríngeo) </li></ul><ul><li>Sua função é transportar material da cavidade oral ao estômago, não permitindo a passagem de substâncias para a via aérea. </li></ul>
  3. 3. Mecanismo da deglutição lábios língua esôfago dentes faringe laringe traquéia FIGURA 1
  4. 4. Fases da deglutição FIGURA 2
  5. 5. Disfagia <ul><li>Distúrbio que dificulta ou impossibilita a ingestão segura, eficiente e confortável de alimento e/ou da saliva. </li></ul><ul><li>Não é doença, e sim um sintoma de uma doença de base congênita ou adquirida, permanente ou transitória, de causas diversas. </li></ul><ul><li>Complicações : desidratação, desnutrição, emagrecimento, pneumonia por aspiração e mesmo o óbito. </li></ul>
  6. 6. Principais razões de disfagia em idosos <ul><li>O próprio processo biofisiológico de envelhecimento; </li></ul><ul><li>maior prevalência de doenças associadas; </li></ul><ul><li>maior uso de medicamentos: </li></ul><ul><li>xerostomia desencadeada por antidepressivos, antiespasmódicos, anti-hipertensivos, broncodilatadores, anticolinérgicos, anti-histamínicos, sedativos e hipnóticos. </li></ul>
  7. 7. <ul><li>Alterações biofisiológicas do envelhecimento nas fases da deglutição: </li></ul><ul><li>redução da massa muscular e diminuição das unidades motoras funcionais; </li></ul><ul><li>comprometimento sensorial na região laringofaríngea; </li></ul><ul><li>declínio da força e da tensão muscular; </li></ul><ul><li>aumento do tempo de contração dos músculos; </li></ul><ul><li>coordenação motora fina e global lentificadas; </li></ul><ul><li>perda da dentição natural, combinada com perda da força mastigatória; </li></ul><ul><li>próteses dentárias mal adaptadas; </li></ul><ul><li>redução da saliva. </li></ul>
  8. 8. Causas de disfagia <ul><li>DISFAGIAS MECÂNICAS </li></ul><ul><li>Causas secundárias a problemas de cabeça e pescoço (CA, lesões cirúrgicas, falta de dentes ou dentes cariados e/ou quebrados, traqueostomia, doenças da Tireóide, radiação ou lesão pós-cirúrgica, infecções virais etc.) </li></ul><ul><li>Causas esofágicas (esofagites, divertículos, carcinomas, espasmo esofágico etc.) </li></ul><ul><li>DISFAGIAS NEUROGÊNICAS </li></ul><ul><li>Causas neurológicas (AVE, síndromes demenciais, doença de Parkinson, tumores do tronco encefálico etc.) </li></ul>
  9. 9. Disfagias neurogênicas <ul><li>Os comprometimentos alimentares estão relacionados ao declínio do estado cognitivo, como pode-se observar nos quadros de indivíduos com demência: </li></ul><ul><li>incapacidade de reconhecer e interpretar sinais biofisiológicos de fome, sede e saciedade; </li></ul><ul><li>incapacidade de reconhecer os alimentos e os utensílios; </li></ul><ul><li>a atenção encontra-se diminuída durante o ato da alimentação; </li></ul><ul><li>incapacidade de preparar a comida, colocá-la no prato e levá-la à boca. </li></ul>
  10. 10. Disfagia em indivíduos com doença de Alzheimer <ul><li>Doença de Alzheimer : </li></ul><ul><li>demência cortical (temporoparietal) </li></ul><ul><li>deterioração progressiva </li></ul><ul><li>perda da memória recente </li></ul><ul><li>desorientação temporal e espacial </li></ul><ul><li>diminuição do rendimento intelectual </li></ul><ul><li>afasia </li></ul><ul><li>agnosia </li></ul><ul><li>apraxia </li></ul><ul><li>disfagia </li></ul>
  11. 11. Sintomas mais freqüentes <ul><li>Hesitação para engolir; </li></ul><ul><li>sensação de “bolo” ou dor na região de hipofaringe (odinofagia); </li></ul><ul><li>tosse após ingestão de alimento; </li></ul><ul><li>regurgitação nasal; </li></ul><ul><li>pigarro freqüente; </li></ul><ul><li>desconforto torácico; </li></ul>
  12. 12. <ul><li>perda de peso; </li></ul><ul><li>quadros de pneumonia de repetição; </li></ul><ul><li>intolerância a alimentos sólidos e/ou líquidos; </li></ul><ul><li>constante perda de saliva pela boca; </li></ul><ul><li>alterações da voz após a alimentação; </li></ul><ul><li>necessidade de ingerir líquidos após alimentos sólidos. </li></ul>
  13. 13. Conseqüências da disfagia em idosos <ul><li>Deficiência nutricional; </li></ul><ul><li>desidratação; </li></ul><ul><li>risco de broncoaspiração levando a pneumonias de repetição; </li></ul><ul><li>perda do prazer para alimentar-se; </li></ul><ul><li>depressão e ansiedade; </li></ul><ul><li>isolamento social. </li></ul>
  14. 14. Atuação fonoaudiológica nos quadros de disfagia <ul><li>Deve estar em harmonia com a assistência de uma equipe interdisciplinar. </li></ul><ul><li>Objetivo principal : ampliar o tempo de alimentação por </li></ul><ul><li>via oral e manter, o máximo possível, a qualidade </li></ul><ul><li>alimentar do idoso. </li></ul><ul><li>Terapia fonoaudiológica através de exercícios passivos e ativos; </li></ul><ul><li>alimentação alternativa (sondas nasoenterais e gastrostomia); </li></ul><ul><li>orientações à família e ao(s) cuidador(es) do idoso. </li></ul>
  15. 15. Avaliação fonoaudiológica da disfagia <ul><li>Anamnese : informações referentes aos dados pessoais e à </li></ul><ul><li>queixa da dificuldade para deglutir </li></ul><ul><li>início e evolução da disfagia; </li></ul><ul><li>história fisiológica e patológica pregressas; </li></ul><ul><li>história familiar e social; </li></ul><ul><li>história de complicações clínicas (doenças de base); </li></ul><ul><li>presença de outros distúrbios anteriores à disfagia (cognitivos, motores e funcionais); </li></ul><ul><li>alterações alimentares; </li></ul><ul><li>presença de sinais e sintomas (xerostomia, estase de alimentos, escape oral, regurgitação nasal, refluxo gastresofágico, tosse, engasgo, desconforto respiratório, perda de peso e manobras posturais); </li></ul><ul><li>medicamentos utilizados. </li></ul>
  16. 16. <ul><li>Avaliação estrutural : </li></ul><ul><li>nível cognitivo e capacidade comunicativa; </li></ul><ul><li>postura (controle cervical e de tronco); </li></ul><ul><li>estruturas envolvidas na deglutição (forma, tonicidade e mobilidade); </li></ul><ul><li>coordenação, velocidade, reflexos, qualidade vocal, sensibilidade e gustação. </li></ul><ul><li>utilização de sonda ou de cânula traqueal (tipos) para a alimentação; </li></ul>
  17. 17. <ul><li>Avaliação funcional : </li></ul><ul><li>identificação de dificuldades no processo deglutitório; </li></ul><ul><li>presença ou risco de penetração e/ou broncoaspiração (ausculta cervical com estetoscópio); </li></ul><ul><li>investigação das causas das dificuldades; </li></ul><ul><li>mecanismos de segurança (manutenção ou modificação da via alimentar e/ou da consistência do alimento). </li></ul><ul><li>Obs .: É necessária a indicação de exames instrumentais </li></ul><ul><li>complementares, tais como a VIDEOFLUOROSCOPIA e </li></ul><ul><li>a ENDOSCOPIA, prescritas e realizadas pelo médico </li></ul><ul><li>otorrinolaringologista ou gastroenterologista. </li></ul>
  18. 18. Intervenção fonoterapêutica na disfagia <ul><li>Deve-se considerar as abordagens de tratamento comportamental, devido ao comprometimento das habilidades cognitivas do idoso. </li></ul><ul><li>Procedimentos : higiene oral; otimização do nível cognitivo; ausculta cervical com estetoscópio, estimulação sensório-motora oral; manobras posturais e alongamentos; mobilidade do sistema estomatognático; estímulo à deglutição através de exercícios passivos e ativos, observando-se o grau de segurança e a necessidade do uso de vias alternativas de alimentação (sondas – veja figura 3 e gastrostomia). </li></ul><ul><li>Gerenciamento da disfagia : </li></ul><ul><li>Etapas : sem oferta de alimento, oferta com fonoaudiólogo, com cuidador, sozinho com supervisão e livre. </li></ul>
  19. 19. SONDA NASOGÁSTRICA FIGURA 3
  20. 20. Intervenção interdisciplinar Fonoaudiólogo Nutricionista Médico Psicólogo Fisioterapeuta Família Enfermeiro Terapeuta ocupacional
  21. 21. <ul><li>“ Nunca permita que um problema a ser resolvido se torne mais importante do que uma pessoa a ser amada.” </li></ul><ul><li>(Bárbara Johnson) </li></ul>
  22. 22. Obrigada! [email_address]
  23. 23. Figuras <ul><li>Figura 1: </li></ul><ul><li>http://www.zeltialogopedia.com/patologias.html </li></ul><ul><li>Figura 2: </li></ul><ul><li>http://www.efisioterapia.net/articulos/leer.php?id_texto=266 </li></ul><ul><li>Figura 3: </li></ul><ul><li>http://enfermesalud.blogspot.com/2008/02/sondas-nasointestinales.html </li></ul>
  24. 24. Bibliografia <ul><li>JACOBI , Juliana da Silva. LEVY , Deborah Salle. SILVA , Luciano Muller Correa da. Disfagia : avaliação e tratamento. Rio de Janeiro: Revinter, 2004. </li></ul><ul><li>JUNQUEIRA , Patrícia (Org.). DAUDEN , Ana Tereza Brant de C. (Org.). Aspectos atuais em terapia fonoaudiológica : deglutição, articulação, leitura / escrita, voz, linguagem. 3 ed. São Paulo: Pancast, 2002. </li></ul><ul><li>MARCHESAN , Irene Queiroz. Fundamentos em fonoaudiologia : aspectos clínicos da motricidade oral. Rio de Janeiro: Guanabara, 1998. </li></ul>

×