Successfully reported this slideshow.
We use your LinkedIn profile and activity data to personalize ads and to show you more relevant ads. You can change your ad preferences anytime.
Língua Portuguesa 
SAEPE 2014 
9º ANO
A MENTIRA 
João chegou em casa cansado e disse para a mulher, Maria, que queria tomar um 
banho, jantar e ir direto para a...
Meia hora depois, tocou o telefone, acordando João. Maria atendeu. Era Luísa 
querendo saber o que tinha acontecido. 
- Po...
1. No trecho “ - Nós estivemos aí há pouco, batemos, batemos e 
ninguém atendeu.”, a palavra destacada retoma 
A) Casa B) ...
4. No trecho “João chegou em casa cansado e disse para a mulher, Maria, 
que queria tomar um banho ...”, a vírgula foi emp...
06. Qual é o trecho que apresenta uma opinião? 
A) “... o almoço, que sempre era especial.” 
B) ”... voltávamos todos para...
08. Nesse texto, a menina 
A) Gosta de praticar esportes. 
B) Sonha em ser atleta. 
C) Faz exercícios variados. 
D) Brinca...
Leia o aviso: 
FIQUE ATENTO! 
Todo botijão de gás deve traze lacre 
sobre a válvula. Recuse botijões sem 
lacre, com lacre...
10. Segundo autora, “um dos piores 
crimes que se pode cometer “ é 
A) A falsificação dos remédio. 
B) A venda de narcótic...
11. A expressão “população desprevenida” significa POPULAÇÃO 
A) despreparada 
B) desamparada 
C) desesperada 
D) despreoc...
13. O chefe da redação pediu ao repórter para retirar do texto o que 
representa uma OPINIÃO, mantendo apenas o que é FATO...
GABARITO 
01 A B C D 
02 A B C D 
03 A B C D 
04 A B C D 
05 A B C D 
06 A B C D 
07 A B C D 
08 A B C D 
09 A B C D 
10 A...
Saepe 9º ano
Saepe 9º ano
Upcoming SlideShare
Loading in …5
×

Saepe 9º ano

EXERCÍCIO PREPARATÓRIO PARA O SAEPE 2014

Saepe 9º ano

  1. 1. Língua Portuguesa SAEPE 2014 9º ANO
  2. 2. A MENTIRA João chegou em casa cansado e disse para a mulher, Maria, que queria tomar um banho, jantar e ir direto para a cama. Maria lembrou a João que naquela noite eles tinham ficado de jantar na casa de Pedro e Luísa. João deu um tapa na testa, disse um palavrão e declarou que de maneira nenhuma, não iria jantar na casa de ninguém. Maria disse que o jantar estava marcado há uma semana e seria uma falta de consideração com Pedro e Luísa, que afinal eram seus amigos, deixar de ir. João reafirmou que não ia. Encarregou Maria de telefonar para Luísa e dar uma desculpa qualquer. Que marcassem o jantar para a noite seguinte. Maria telefonou para Luísa e disse que João chegara em casa muito abatido, até com um pouco de febre, e que ela achava melhor não tirá-lo de casa naquela noite. Luísa disse que era uma pena, que tinha preparado uma Blanquette de Veau que era uma beleza, mas que tudo bem. Importante é a saúde e é bom não facilitar. Marcaram o jantar para a noite seguinte, se João estivesse melhor. João tomou banho, jantou e foi deitar. Maria ficou na sala vendo televisão. Ali pelas nove bateram na porta. Do quarto, João, que ainda não dormira, deu um gemido. Maria, que já estava de camisola, entrou no quarto para pegar seu robe-de-chambre. João sugeriu que ela não abrisse a porta. Naquela hora só podia ser um chato. Ele teria que sair da cama. Que deixasse bater. Maria concordou. Não abriu a porta.
  3. 3. Meia hora depois, tocou o telefone, acordando João. Maria atendeu. Era Luísa querendo saber o que tinha acontecido. - Por quê ? - perguntou Maria. - Nós estivemos aí há pouco, batemos, batemos e ninguém atendeu. - Vocês estiveram aqui? - Para saber como estava o João. O Pedro disse que andou sentindo a mesma coisa há alguns dias e queria dar umas dicas. O que houve? - Nem te conto - contou Maria, pensando rapidamente. - O João deu uma piorada. Tentei chamar um médico e não consegui. Tivemos que ir a um hospital. - O quê ? Então é grave. A febre aumentou. Ele começou a sentir dores no corpo. - Apareceram pintas vermelhas no rosto - sugeriu João, que agora estava ao lado do telefone, apreensivo. - Estava com o rosto coberto de pintas vermelhas. - Meu Deus! Ele já teve sarampo, catapora, essas coisas? - Já. O médico deu uns remédios. Ele está na cama. - Vamos já para aí. [...] (Luís Fernando Veríssimo)
  4. 4. 1. No trecho “ - Nós estivemos aí há pouco, batemos, batemos e ninguém atendeu.”, a palavra destacada retoma A) Casa B) Hospital C) Quarto D) Sala 2. Qual é o gênero desse texto? A) notícia B) reportagem C) conto D) crônica 3. O que deu origem aos fatos narrados? A) O jantar entre os casais amigos. B) A doença misteriosa de João. C) A indisposição de João em sair de casa naquela noite. D) Pedro e Luísa terem ido visitar o amigo doente.
  5. 5. 4. No trecho “João chegou em casa cansado e disse para a mulher, Maria, que queria tomar um banho ...”, a vírgula foi empregada antes e depois da palavra MARIA para A) Separar o vocativo. B) indicar o aposto. C) Separar o sujeito do predicado. D) Omitir o verbo. 5. No trecho “... tinha preparado uma Blanquette de Veau que era uma beleza, mas que tudo bem.” A palavra destacada sugere uma relação de A) condição B) comparação C) explicação D) oposição
  6. 6. 06. Qual é o trecho que apresenta uma opinião? A) “... o almoço, que sempre era especial.” B) ”... voltávamos todos para casa...” C) “... quando meu pai tinha três anos...” D) “ Depois de [...] cantarmos muito,...”
  7. 7. 08. Nesse texto, a menina A) Gosta de praticar esportes. B) Sonha em ser atleta. C) Faz exercícios variados. D) Brinca de ser atleta.
  8. 8. Leia o aviso: FIQUE ATENTO! Todo botijão de gás deve traze lacre sobre a válvula. Recuse botijões sem lacre, com lacre sem marca ou com lacre violado. Recuse botijões avariados ou enferrujados. 09. O significado da palavra “avariados” é A) De largura maior. B) Com material pesado. C) Apresentados com danificações. D) De tamanho maior.
  9. 9. 10. Segundo autora, “um dos piores crimes que se pode cometer “ é A) A falsificação dos remédio. B) A venda de narcóticos. C) A receita de remédios falsos. D) A venda abusiva de remédios.
  10. 10. 11. A expressão “população desprevenida” significa POPULAÇÃO A) despreparada B) desamparada C) desesperada D) despreocupada
  11. 11. 13. O chefe da redação pediu ao repórter para retirar do texto o que representa uma OPINIÃO, mantendo apenas o que é FATO . Atendendo à recomendação do chefe, o repórter cortou de seu texto, acertadamente, a seguinte frase: A) Desde a madrugada, milhares de trabalhadores aguardavam nos pontos os ônibus que os grevistas não permitiram que saíssem das garagens. B) Houve casos de depredação de veículos e de instalações das empresas. C) Os motoristas argumentaram que o movimento se deve à defasagem salarial. D) O fato é que iniciativas radicais como essa merecem uma dura resposta das autoridades.
  12. 12. GABARITO 01 A B C D 02 A B C D 03 A B C D 04 A B C D 05 A B C D 06 A B C D 07 A B C D 08 A B C D 09 A B C D 10 A B C D 11 A B C D 12 A B C D 13 A B C D

×