Successfully reported this slideshow.
We use your LinkedIn profile and activity data to personalize ads and to show you more relevant ads. You can change your ad preferences anytime.

República velha

22,881 views

Published on

Slides sobre a República Velha

Published in: Education

República velha

  1. 1. REPÚBLICA NO BRASIL
  2. 2. Causas da Proclamação da República Brasileira Questão Abolicionista Questão Religiosa Questão Militar Questão Republicana A República Velha (1889-1930) e suas fases: Governo Provisório (1889-1891) República da Espada (1889-1894) República Oligárquica (1894-1930)
  3. 3. Questão Abolicionista Bill Aberdeen: Lei inglesa (1845) que permitiu prender navios negreiros,em qualquer parte do mundo e julgar, na Inglaterra, seus tripulantes. Lei Eusébio de Queirós (1850): Lei brasileira que proibiu o tráficointercontinental de escravos e puniu com rigor os que não a respeitavam. Lei do Ventre Livre (1871) Lei dos Sexagenários (1885) Campanha Abolicionista Lei Áurea (13 de maio de 1888): Lei que pôs fim à escravidão no Brasil. O que significou para o Império a luta abolicionista e a culminância com a Lei Áurea? Perda do apoio político da aristocracia rural escravista brasileira.
  4. 4. Questão Religiosa Características da Igreja no Brasil: Padroado: regime pelo qual a Igreja era submetida ao Estado. Beneplácito: autorização imperial para que ordens da Igreja fossemcumpridas no Brasil. Desentendimentos entre a Igreja Católica e o Império: Bula Syllabus: lei papal que afastava religiosos católicos que fossemmaçons. Esta bula não recebeu o beneplácito, mesmo assim, os bispos D.Vidal e D. Macedo, de Olinda e Belém, respectivamente, resolveram aplicá-la(1872). Reação do governo: manda prender, julgar e condenar os dois bispos atrabalhos forçados. Em 1875, os bispos receberam o perdão e a liberdade, contudo, o Impériofoi perdendo a simpatia da Igreja Católica.
  5. 5. Questão Militar A Guerra do Paraguai fortaleceu o Exército, que passou a defender aabolição da escravatura e o ideal republicano, difundido pelo coronel BenjamimConstant. Muitos membros do Exército passaram a criticar o governo, acusando-o depouca preocupação com os militares. Questão Militar: revolta de oficiais contra as punições ao tenente-coronelSena Madureira (favorável à abolição dos escravos) e ao coronel Cunha Matos(que denunciou corrupção política). Diante das crescentes pressões, o governo cedeu: cancelou as puniçõesimpostas aos oficiais e demonstrou a todos a sua fraqueza. Saíramfortalecidos os defensores da causa republicana.
  6. 6. Questão Republicana 1870: Manifesto Republicano: ("Somos da América e queremos seramericanos"). 1873: fundação do Partido Republicano Paulista (PRP) em Itu, São Paulo. Fundadores do PRP: cafeicultores paulistas que tinham como objetivo ofederalismo (maior autonomia dos estados em relação ao governo federal). Início efetivo da luta em busca da Proclamação da República.
  7. 7. Proclamação da República Data: 15 de novembro de 1889 Líder do evento: Marechal Deodoro da Fonseca.Base Social que apoiava a República:» cafeicultores» militares» setores da classe média urbana
  8. 8. Governo Provisório (1889-1891)Presidido por Deodoro da Fonseca: lhe coube organizar a nova forma degoverno. Governou por decretos-lei até que fosse promulgada a Constituição de 1891. Principais medidas: Instalação da República Federativa; Banimento da família imperial; Transformou as províncias em estados; Instituiu a bandeira nacional, cujo lema "Ordem e Progresso" é positivista; Ofereceu cidadania brasileira aos estrangeiros aqui residentes; Convocação de uma Assembleia Nacional Constituinte (para elaborar a primeiraConstituição Republicana do Brasil); Separação do Estado da Igreja
  9. 9. Família Imperial
  10. 10. O que a República ofereceu de novo?•Instituição do Casamento Civil • Bandeira: “Ordem e Progresso”
  11. 11. • Naturalização de Estrangeiros
  12. 12. Reforma FinanceiraO ministro Rui Barbosa (Fazenda) pretendia estimular a economia e permitiugrande emissão de dinheiro por alguns bancos. As emissões tinham comofinalidade aumentar a moeda circulante para facilitar o crédito naimplantação de indústrias, atender ao pagamento dos salários dos operários,etc.Isso acabou provocando a desvalorização da moeda e grande especulaçãona Bolsa de Valores em torno de empresas, muitas vezes fantasmas, queacabaram falindo, levando os aplicadores à ruína.Essa desorganização econômica ficou conhecida como Crise doEncilhamento, porque a agitação econômica da Bolsa de Valores do Rio deJaneiro, nesse período, lembrava o barulho do Jóquei Clube, onde seencilhavam os cavalos.
  13. 13. Constituição de 1891A primeira Constituição Republicana foi promulgada em 24 de fevereiro de1891, cujos dispositivos fundamentais consistiam:• forma de governo: República;• forma de Estado: adoção do federalismo, como queriam os cafeicultores doPartido Republicano Paulista;• sistema de governo: presidencialismo;• divisão dos poderes: que deveriam ter atuação harmônica e independente: » Executivo » Legislativo » Judiciário
  14. 14. Constituição de 1891• Voto: para maiores de 21 anos, alfabetizados (mulheres, soldados, padres emendigos não votavam); o voto era aberto, isto é, o eleitor revelavapublicamente o seu voto (possibilitou o "voto de cabresto" usado pelosgrandes fazendeiros).• Disposições transitórias: o primeiro presidente seria eleito pelo voto indireto;• Primeiro presidente: Marechal Deodoro da Fonseca;• Vice-presidente: Marechal Floriano Peixoto.
  15. 15. Constituição de 1891
  16. 16. A posse de Deodoro da Fonseca
  17. 17. Características da República Velha•Chamamos de República Velha o período que começou com a Proclamaçãoem 1889 e terminou com a Revolução de 1930. Com a República, o Brasilmudou a forma de governo, que agora passava a ser escolhido pelo povo.Uma nova Constituição foi promulgada, que entre outras coisas, separava aIgreja do Estado. No entanto, o Brasil da República Velha continuava sendo opaís do latifúndio e do café. A maioria dos brasileiros trabalhando no campo,era submetida aos fazendeiros, aos coronéis. Voto de cabresto, domínio dasoligarquias estaduais e a política do café com leite caracterizaram esteperíodo da história brasileira.A Primeira República, também conhecida como República Velha, teve doisperíodos distintos: a República da Espada (1889-1894), assim denominadapelo fato do poder estar durante o período nas mãos dos militares; e aRepública Oligárquica (1894-1930), onde o poder ficou centralizado e dirigidopelas oligarquias cafeeiras de São Paulo e pelas oligarquias mineiras.
  18. 18. O Urbano e o Rural Avenida Paulista (1892)Rio de Janeiro (1891)
  19. 19. Coronelismo• A denominação "coronel" refere-se aos coronéis da antiga Guarda Nacional,que eram em sua grande maioria proprietários rurais com grande base localde poder.• A economia do país era fundamentalmente agrícola e quase 70% dapopulação vivia no campo. Nesse tipo de sociedade os "coronéis"(latifundiários com prestígio político local) exerciam notável poder.• Na época das eleições, vislumbrava-se quais os "coronéis" queefetivamente mandavam e em que região mandavam. Havia milhares decoronéis espalhados pelos municípios brasileiros. Nem todos eram amigos enem todos tinham o mesmo poder de influência. A prática eleitoral erapermeada pelo chamado "voto de cabresto": o eleitor, tratado como gado,deveria votar no candidato do coronel que mandava na região, e o grupo deeleitores a ele vinculado constituía os "currais eleitorais".• Base de sustentação da Política dos Governadores.
  20. 20. Política dos Governadores- Surge no governo do presidente Campos Sales (1898);- Sistema de alianças entre as oligarquias estaduais e o governo federal econsistia basicamente em uma troca de interesses e favores;- O presidente comprometia-se a apoiar as decisões dos governosestaduais, conceder subsídios, dar posse somente aos aliados dos oligarcas;- As oligarquias ajudavam a eleger somente deputados e senadores dasituação;- A base de sustentação da Política dos Governadores era o Coronelismo.- Comissão Verificadora: comissão do legislativo, a serviço do executivo,destinada a julgar os resultados das eleições. Aprovava somente políticos dasituação. A eliminação dos adversários chamava-se degola.
  21. 21. Política do Café com Leite» Os principais estados que dominavam o conjunto da federação eram SãoPaulo, Minas Gerais e Rio Grande do Sul.» Em SP e em MG, as oligarquias estavam bem organizadas em torno dedois partidos políticos: o PRP (Partido Republicano Paulista) e o PRM(Partido Republicano Mineiro).» A partir das coligações com as lideranças oligárquicas dos demais estados,SP e MG mantiveram o controle político do país durante toda a RepúblicaVelha.» SP era o maior produtor de café e MG o maior produtor de leite. Daí adenominação "República do Café com Leite"» A eleição para Presidente de República era quase sempre uma farsa. Jogode cartas marcadas pelas oligarquias. Antes das eleições os líderes políticosdo PRP e do PRM se reuniam e depois chegavam a um acordo a respeito dequem seria o próximo presidente do Brasil.
  22. 22. Convênio de Taubaté» Firmado pelos cafeicultores de São Paulo, Minas Gerais e Rio de Janeiro,no governo do presidente Rodrigues Alves(1902).» Consistia numa política de valorização artificial do café.» Proposta: o governo compraria o café excedente e, assim, evitaria que opreço do mesmo caísse no mercado.» Para comprar o café o governo teria que contrair empréstimos. O que o Convênio de Taubaté representou? ________________________________________
  23. 23. A economia cafeeira Claudio Portinari, O Café, 1935

×