Successfully reported this slideshow.

Tipo de apresentações em público

18,980 views

Published on

Material do curso: Apresentações em público utilizando editor de slides.

Published in: Education, Technology, Business
  • Be the first to comment

Tipo de apresentações em público

  1. 1. TIPOS DE APRESENTAÇÕES<br />Orientações para organizar apresentações específicas.<br />
  2. 2. TRABALHO ACADÊMICO<br />Antes de realizar o trabalho escolher:<br />Um tema pelo qual tenha interesse;<br />Um tema que interesse à audiência;<br />Um tema que você domine, pela sua experiência acadêmica.<br />
  3. 3. TRABALHO ACADÊMICO<br />Para se obter sobriedade necessária à apresentação de um trabalho acadêmico, recomenda-se utilizar:<br />Cores sóbrias;<br />Tipos de letra comuns<br />Layouts tradicionais<br />Não utilizar :<br />Imagens do clipart<br />Animações<br />Som<br />vídeo<br />
  4. 4. TESE ou MONOGRAFIA<br />É uma apresentação que difere das outras apresentações acadêmicas, pois seu caráter formal e sua organização é muito acentuada.<br />Organização: <br />Reflete a tese pronta e acabada;<br />Utiliza-se do índice da própria tese;<br />Obedece a uma etapa de apresentação a seguir:<br />
  5. 5. TESE ou MONOGRAFIA<br />Enquadramento teórico:<br />Descrição do problema<br />Interesse do problema<br />Objetivos do estudo<br />Descrição das hipóteses<br />
  6. 6. TESE ou MONOGRAFIA<br />Metodologia:<br />Técnica de coleta de dados utilizada<br />Decisão de escolha da amostra<br />Construção do questionário/entrevista<br />Procedimento de recolha dos dados<br />Procedimentos de análise dos dados<br />
  7. 7. TESE ou MONOGRAFIA<br />Resultados, com os subtópicos:<br />Caracterização demográfica da amostra<br />Verificação das hipóteses<br />Conclusões<br />Limitações do estudo<br />Recomendações para pesquisa futura<br />
  8. 8. AULAS ou FORMAÇÃO<br />Vantagens:<br />Aspecto arrumado e organizado, o que é apreciado pelos formandos;<br />Evita o registro no quadro, poupando tempo;<br />Evita problemas de caligrafia do formador;<br />É mais econômico e saudável do que a utilização de giz ou pincéis;<br />
  9. 9. AULAS ou FORMAÇÃO<br />Vantagens:<br />Permite a integração de elementos multimédia;<br />Permite a integração com outros conteúdos;<br />Os slides são reutilizáveis para cada sessão de formação.<br />
  10. 10. AULAS ou FORMAÇÃO<br />Desvantagens:<br />Não permite apontamentos ou a liberdade de um quadro;<br />Não suporta tanta informação (volume de texto) como um quadro;<br />Não é adequado para escrever no momento;<br />Não é adequado para edição do texto (emendar, reescrever) no momento.<br />
  11. 11. AULAS ou FORMAÇÃO<br />Para desenvolver a formação, deve-se estabelecer o fio condutor de acordo com os objetivos da formação, necessidades dos formandos e o tipo de formação corrente. <br />Formas alternativas:<br />Enriquecendo a apresentação com elementos multimédias;<br />Promovendo a discussão de atividades;<br />Oferecendo um resumo das conclusões.<br />
  12. 12. CONGRESSOS ou SEMINÁRIOS<br />As reuniões acadêmicas para apresentação de novos estudos ou descobertas podem ter uma diversidade de formatos, tomando diferentes designações como congresso, seminário ou conferência e, eventualmente, encontro, colóquio ou mesa-redonda. Num primeiro momento, apresentam-se os temas e as idéias que serão discutidas posteriormente, em maior ou menor extensão, com a audiência.<br />
  13. 13. CONGRESSOS ou SEMINÁRIOS<br />Exposição de idéias:<br /> Procurar se apoiar num conjunto de notas em papel, para consulta na apresentação de imagens, tabelas e gráficos.<br />Notas em tamanho legível (maior que o normal – 16pts) e espaçamento maior, para não confundir o apresentador na consulta rápida.<br />
  14. 14. CONGRESSOS ou SEMINÁRIOS<br /> Debate de idéias<br /> No período reservado ao debate, o orador deve ter a preocupação de:<br /> Responder à questão que, efetivamente, lhe foi colocada;<br />Reformular questões confusas, de modo a torná-las mais claras;<br /> Reformular questões hostis, de forma a torná-las mais neutras;<br />Repetir a questão que lhe foi colocada, de modo a que todos a ouçam, em caso de necessidade.<br />
  15. 15. APRESENTAÇÕES EMPRESARIAIS<br /> As apresentações de um relatório ou produto comercial têm características muito particulares, pois derivam do tipo de conteúdo e audiência. As orientações se assemelham aos trabalham acadêmicos, evitando clip-arts, vídeos e animações, que podem conferir um grau de infantilidade. Vídeo e som só devem ser utilizados se servirem aos propósitos da sua apresentação.<br />
  16. 16. APRESENTAÇÕES EMPRESARIAIS<br />Comunicação interna:<br />Dirigida aos funcionários da empresa<br />Descendente: dirigida aos subordinados<br />Ascendente: dirigida às chefias<br />Horizontal: dirigida aos seus pares.<br />Auxilia nas seguintes situações:<br />Reuniões para solução de problemas<br />Reuniões de departamento<br />Reuniões de projeto<br />Reuniões de brainstorming(tempestade de idéias)<br />
  17. 17. APRESENTAÇÕES EMPRESARIAIS<br />Serve para influenciar o comportamento organizacional, no que diz respeito:<br />Comprometimento com os objetivos organizacionais<br />Clarificação de tarefas<br />Fixação de prazos<br />Delimitações de autoridade e responsabilidade<br />Melhoria da aceitação dos papéis organizacionais.<br />É útil reunir as conclusões num documento e distribuí-los aos interessados.<br />
  18. 18. APRESENTAÇÕES EMPRESARIAIS<br />Comunicação externa:<br />Dirigida a um público externo  conhecer previamente os objetivos, motivações, formação e experiência profissional da platéia.<br />A utilização do editor de slides deve ser reservada aos casos em que contribui efetivamente para uma melhoria da comunicação.<br />
  19. 19. APRESENTAÇÕES EMPRESARIAIS<br />Comunicação externa:<br />Apresentação de produtos ou serviços a clientes: geralmente complementadas com catálogos e impressos<br />Apresentação institucional: analisar previamente as forças e fraquezas da empresa que se apresenta: Análise SWOT (forças, fraquezas, oportunidades e ameaças) – serve de apoio prévio à organização da apresentação.<br />
  20. 20. APRESENTAÇÕES EMPRESARIAIS<br />Cuidados:<br />É necessário captar a atenção do cliente – AIDA  atenção, interesse, desejo e aquisição.<br />Evite saltar fases do processo, apresentando elementos conforme as necessidades do cliente e vantagens para ele.<br />Evite pormenores excessivos e apresentações longas.<br />
  21. 21. APRESENTAÇÕES EMPRESARIAIS<br />Outras apresentações empresarias:<br />Uma empresa que se apresenta a um potencial investidor ou acionista;<br />Uma universidade que se candidata a um subsídio ou programa governamental;<br />Uma empresa que se justifica à Comunicação Social após um acidente ambiental;<br />O porta-voz de um salvamento que justifica operações militares numa conferência de imprensa recorrendo a meios multimédia (exemplo da queda do avião da Air France).<br />
  22. 22. APRESENTAÇÕES COLETIVAS<br />São aquelas em que participam os diversos elementos de uma equipe de uma forma coordenada. Ocorrem nos seguintes contextos:<br />Trabalhos acadêmicos desenvolvidos em grupo<br />Projetos desenvolvidos por uma equipe<br />Encontro de vendas<br />
  23. 23. APRESENTAÇÕES COLETIVAS<br />Numa apresentação coletiva deve-se ter os seguintes cuidados:<br />As tarefas devem ser distribuídas igualitariamente para toda a equipe.<br />Qualquer orador deve estar bem preparado para substituir um membro da equipe que, por algum motivo, não possa assegurar sua intervenção.<br />Cada orador da equipe deve respeitar o limite de tempo atribuído a sua interveção.<br />
  24. 24. APRESENTAÇÕES COLETIVAS<br />A transição entre duas intervenções deve ser rápida, de forma a não criar descontinuidades na apresentação que podem ter como consequência a dispersão da atenção da audiência.<br />Quando o orador estiver falando, os demais componentes da equipe devem estar atento a sua oratória, contribuindo para que o público foque também no orador.<br />A postura dos componentes da equipe deve ser semelhante.<br />Definir o tempo de responder as perguntas, dividindo esse papel de forma igual para todos.<br />
  25. 25. Profa. Márcia Castilho de Salesmarciacsales@gmail.com<br />Escola Técnica da Ceilândia<br />Distrito Federal<br />BRASIL<br />

×