Sala de leitura-OT

5,329 views

Published on

Orientações para a implementação do Projeto Sala de Leitura - SEE

Published in: Education, Technology, Business
0 Comments
0 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

  • Be the first to like this

No Downloads
Views
Total views
5,329
On SlideShare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
2
Actions
Shares
0
Downloads
55
Comments
0
Likes
0
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

Sala de leitura-OT

  1. 1. ORIENTAÇÃO TÉCNICA <br />DIRETORIA DE ENSINO DA REGIÃO DE MAUÁ <br />
  2. 2. Mudança de paradigma<br /> SALA DE LEITURA<br /> Extensão da sala de Aula <br />
  3. 3. SALA DE LEITURA = LIVRE ACESSO <br /> Cultura do ...<br />...“Aqui sim; <br /> pode pegar; <br /> pode ler e <br /> pode levar”!<br />
  4. 4. SALA DE LEITURA = LIVRE ACESSO<br /><ul><li>ACERVO DA ESCOLA PASSA A PERTENCER À SALA DE LEITURA.
  5. 5. NÃO EXISTE MAIS A ANTIGA BIBLIOTECA.
  6. 6. PROJETOS PRÓPRIOS DA SALA DE LEITURA.</li></li></ul><li>FOCOS DAS ORIENTAÇÕES <br />1° MOMENTO <br />MOBILIÁRIO E ORGANIZAÇÃO <br />2° MOMENTO<br />SERVIÇO<br />
  7. 7. VISÃO DA SALA DE LEITURA <br /><ul><li>FAZ PARTE DO COTIDIANO ESCOLAR.
  8. 8. DEVE ATENDER TODAS AS PESSOAS DA ESCOLA.
  9. 9. ATIVIDADES/ TRABALHOS COM FOCO PEDAGÓGICO.</li></li></ul><li>PROJETOS da sala de leitura<br />
  10. 10. Organização do espaço e programação <br />Facilitar o acesso e o interesse pelos livros<br />Prever ações com EJA, com os pais dos alunos .<br />Elaborar projetos que atinja o professor como leitor,´pois é o referencial leitor do nosso aluno.<br />Programar as atividades e divulgar pela escola.<br />Contar com o professor de Artes<br />Formamos alunos leitores, independente dos pais serem leitores, para inclui-los socialmente.<br />Explorar o lúdico, a sensibilidade e o prazer de ler.<br />
  11. 11. Ler, partilhar a leitura e sensibilizar o leitor.<br />Propor soluções criativas para os problemas encontrados.<br />Ações que envolvam os alunos inclusos e com dificuldades na aprendizagem.<br />Utilizar o Acessa escola como parceiro.<br />Há a necessidade de articulação entre professores , gestão, espaços <br />
  12. 12. Visão diferente do Livro <br />Ebook<br />Audiobook<br />Mercado de Trocas <br />
  13. 13. BOM ANDAMENTO DO PROJETO<br /><ul><li>PARTICIPAÇÃO E INTERAÇÃO DOS GESTORES E DOS PROFESSORES DA SALA DE LEITURA.
  14. 14. ACESSO E PARTICIPAÇÃO DIÁRIA NO SITE DO PROJETO.
  15. 15. LANÇANDO NO SITE AS POSSÍVEIS DÚVIDAS.</li></li></ul><li>INFOPRISMA<br />
  16. 16. INFOPRISMA<br />Será utilizado na Sala de Leitura<br />Software <br />desenvolvido <br />pela SEE : <br />Equipe do <br />CRE Mário Covas<br />
  17. 17. infoprisma<br />Organizador de todo o acervo da sala de leitura.<br />
  18. 18. Por que utilizar o INFOPRISMA?<br />SABER O QUE A ESCOLA RECEBE<br />FORNECERÁ DADOS DAS ESCOLAS<br />PERMITIRÁ A PESQUISA NO ACERVO: <br /> AUTOR, TÍTULO,ASSUNTO<br />PERMITIRÁ O ACESSO A OBRAS NA ÍNTEGRA <br />CONTROLA EMPRÉSTIMO E RESERVA<br />
  19. 19. Por que utilizar O INFOPRISMA?<br />NOTÍCIA EM COLABORAÇÃO<br />FÓRUM EM COLABORAÇÃO <br />ENQUETE<br />ACERVO DIGITAL<br />EMPRÉSTIMO ENTRE ESCOLAS<br />
  20. 20. SERVIÇOS ADMINISTRATIVOS DO INFOPRISMA<br />Produzir etiquetas das lombadas<br />Produzir relatórios de Patrimônio<br />Geração de relatórios Estatísticos por livro ou por aluno.<br />Dados sobre as escolas<br />Estatísticas<br />
  21. 21. SERVIÇOS ADMINISTRATIVOS DO INFOPRISMA<br />Relatórios sobre o que os alunos lêem.<br />Comparações entre diretorias.<br />
  22. 22. ACERVO<br />ALTERNATIVA 1 <br />O acervo chegará carregado no sistema – PNLD 2004, 2005 , Leia Mais e PROMED<br />ALTERNATIVA 2 <br />Escola insere dados básicos e o CRE dá baixa<br />
  23. 23. acervo<br />Os livros cadastrados podem ou não ser aprovados pelo CRE.<br />
  24. 24. Como Funciona o infoprisma<br />1. Modo Pesquisa<br />2.Modo Circulação<br />3. Módulo Cadastramento<br />
  25. 25. PRINCÍPIOS BÁSICOS DO INFOPRISMA<br /><ul><li>FOCAR A LOCALIZAÇÃO ORGANIZADA </li></ul>( POR GÊNERO, POR FAIXA ETÁRIA)<br /><ul><li>ORGANIZAR A LEITURA.
  26. 26. PRIVILEGIA O COMUM E O PARTICULAR</li></li></ul><li>Acervo histórico<br />Equipe do CRE em conjunto com o acervo histórico da USP para cuidar disso!!!<br /> Entrar em contato com<br />Sueli, Fabiana ou Diógenes<br />Pelo Telefone 3334 – 03 11<br />

×