Successfully reported this slideshow.
We use your LinkedIn profile and activity data to personalize ads and to show you more relevant ads. You can change your ad preferences anytime.

Africa

4,208 views

Published on

A origem do subdesenvolvimento do continente africano.

Published in: Education
  • Be the first to comment

Africa

  1. 1. ÁFRICA
  2. 2. A REGIONALIZAÇÃO DA ÁFRICA • África Islâmica Compreende a parte norte do continente, com países de população predominantemente de religião islâmica e língua árabe. Maior contato com a Europa em virtude de invasões de romanos, gregos, fenícios, árabes e turcos. • África Subsaariana Corresponde ao sul do Saara, reunindo cerca de 84% da população africana. A maioria de seus habitantes é negra, havendo numerosos grupos étnicos distintos. As religiões animistas predominam, ainda que o islamismo venha crescendo nos países situados ao norte dessa região.
  3. 3. AS RAÍZES DO SUBDESENVOLVIMENTO AFRICANO  Até o século XIX o maior contato da África com a Europa eram as feitorias (entrepostos comerciais) portuguesas.  A partir do século XIX, iniciou-se uma nova fase do colonialismo europeu, marcada pela ocupação exploração da África e Ásia. Motivo: os países europeus, como Inglaterra, França, Bélgica, Holanda e Alemanha, estavam em plena Revolução Industrial e precisavam de matérias-primas, como ferro, chumbo, algodão, e borracha, a baixos custos, para abastecer as fábricas.
  4. 4. AS RAÍZES DO SUBDESENVOLVIMENTO AFRICANO  O continente africano foi divido entre os países europeus pela Partilha selada na Conferência de Berlin, em 1885, entre Inglaterra, França, Bélgica, Alemanha e Itália, além de Portugal e Espanha, que já possuíam domínios nesse continente.
  5. 5. A PARTILHA E A DESESTRUTURAÇÃO DAS SOCIEDADES AFRICANAS Motivos da desestruturação da sociedade africana:  Fronteiras artificiais – as fronteiras traçadas pelos europeus levaram em consideração apenas seus interesses econômicos, não respeitando limites territoriais que já existiam entre reinos. Então juntaram tribos inimigas e separaram tribos amigas. Está aí a origem dos conflitos que perduram até hoje.
  6. 6. A PARTILHA E A DESESTRUTURAÇÃO DAS SOCIEDADES AFRICANAS  A introdução da plantation e da mineração desestruturou a agricultura de subsistência, caça e coleta. Os piores solos foram destinados à produção de alimentos gerando a fome.
  7. 7. A PARTILHA E A DESESTRUTURAÇÃO DAS SOCIEDADES AFRICANAS  As plantations e a mineração provocaram o deslocamentos de grandes contingentes populacionais e a redução da população em seus locais de origem.
  8. 8. OS MOVIMENTOS DE RESISTÊNCIA E A DOMINAÇÃO CULTURAL  Diversas nações africanas resistiram à invasão dos europeus por meio de guerras e confrontos, mas estes foram esmagados pelo poderio militar do invasor.  Após reprimir os movimentos de resistência, os colonizadores passaram a impor sua cultura: idioma, vestimentas, alimentos, religião e quase todo o cotidiano.  Isso durou até a metade do século XX com o processo de descolonização.
  9. 9. A DESCOLONIZAÇÃO DA ÁFRICA  Ao final da Segunda Guerra Mundial, 1945, os países europeus encontravam-se política, econômica e militarmente enfraquecidos. Assim, muitas colônias conseguiram tornar-se independente, algumas de forma pacífica e outras por guerras.
  10. 10. A DIFÍCIL RECONSTRUÇÃO DA ÁFRICA A pergunta crucial é esta: o que é que nos separa desse futuro que todos queremos? Alguns acreditam que o que falta são mais quadros, mais escolas, mais hospitais. Outros acreditam que precisamos de mais investidores, mais projetos econômicos. Tudo isso é necessário, tudo isso é imprescindível. Mas para mim, há uma outra coisa que é ainda mais importante. Essa coisa tem um nome: é uma nova atitude. Se não mudarmos de atitude não conquistaremos uma condição melhor. Poderemos ter mais técnicos, mais hospitais, mais escolas, mas não seremos construtores de futuro. (Mia Couto)

×