Successfully reported this slideshow.
We use your LinkedIn profile and activity data to personalize ads and to show you more relevant ads. You can change your ad preferences anytime.
UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE DO SUL<br />COLÉGIO DE APLICAÇÃO<br />Departamento de Humanidades - História<br /> <br ...
A Origem do Café<br />O café é originário da África e era consumido na forma de fruta por algumas tribos da atual Etiópia....
Somente no século XIV o processo de torrefação do café se tornou comum e a bebida ganhou a forma de preparo que hoje conhe...
Já na Turquia do século XV beber café era um hábito ligado à vida social. Muitos assuntos importantes e muitos negócios er...
O Cultivo de Café no Brasil<br />Até a conquista das colônias na América, a Europa importava todo o café que consumia. O C...
<ul><li>A produção de café no Brasil começou como tentativa de substituir a agricultura da cana, que se encontrava em decl...
Os cafeeiros se apoiaram no mesmo modelo produtivo dos engenhos de açúcar, utilizando-se amplamente do trabalho escravo.</...
Embarque de café no porto de Santos, início do século XX.<br />Cândido Portinari, Café. 1935. Óleo sobre tela.<br />
O Porto do Rio de Janeiro em 1808, em obra de Smyth.<br />Até 1808, a produção de café do Brasil destinava-se diretamente ...
<ul><li>Ainda que o hábito de beber café existisse no Brasil do século XIX, a maioria da produção era destinada aos luxuos...
Os Cafés<br />A Inglaterra foi o primeiro país europeu a cultivar o hábito de ter locais para beber café. As coffeehouses ...
RestaurationCoffeehouse. Londres, 1668. Autor desconhecido.<br />Além de servirem como local de apreciação do café, as cas...
Durante o Século XVIII, a França atingiu o patamar de país mais populoso da Europa. Além disso, era o país com maior conce...
O Café de Procope, fundado em 1688, foi o mais famoso dos cafés de Paris. Ele se tornou o ponto de encontro dos intelectua...
Café de Procope. Autoria desconhecida.<br />
Reinhold Volkel, Café Griensteidl, Viena. 1890. Óleo sobre tela.<br />
<ul><li>O hábito dos cafés difundiu-se da Europa para a América, sem perder sua característica de ponto de encontro da eli...
A Cultura dos Cafés no Brasil<br />No ano de 1792 a cidade do Rio de Janeiro tinha apenas 32 casas de café, ainda que a re...
Na década de 1930, com a crescente urbanização, os cafés se consolidaram enquanto pontos de encontro de pensadores e artis...
Upcoming SlideShare
Loading in …5
×

História do café

13,971 views

Published on

Published in: Education

História do café

  1. 1. UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE DO SUL<br />COLÉGIO DE APLICAÇÃO<br />Departamento de Humanidades - História<br /> <br />História do Café<br />Professores Vanderlei Machado e Marcelo Scarparo<br />
  2. 2. A Origem do Café<br />O café é originário da África e era consumido na forma de fruta por algumas tribos da atual Etiópia.<br />Os árabes foram os primeiros a introduzir um sistema de plantio e preparação do café, quando o fruto chegou à Península Arábica.<br />Autor desconhecido.<br />
  3. 3. Somente no século XIV o processo de torrefação do café se tornou comum e a bebida ganhou a forma de preparo que hoje conhecemos.<br />A difusão do hábito de tomar café pelo mundo árabe o tornou um produto de grande importância econômica. Foi o comércio que levou o hábito até a Europa.<br />Henri Matisse. Café Arabe. Óleo sobre Tela.<br />
  4. 4. Já na Turquia do século XV beber café era um hábito ligado à vida social. Muitos assuntos importantes e muitos negócios eram tratados em locais onde se degustava a bebida.<br />Autor desconhecido. Turquia, início do século XVIII. PeraMuseum.<br />
  5. 5. O Cultivo de Café no Brasil<br />Até a conquista das colônias na América, a Europa importava todo o café que consumia. O Café era considerado um produto de luxo, assim como as especiarias que vinham do oriente.<br />PaqueauGaston. Parisiennesau Café. 1886. Óleo sobre tela.<br />
  6. 6. <ul><li>A produção de café no Brasil começou como tentativa de substituir a agricultura da cana, que se encontrava em declínio.
  7. 7. Os cafeeiros se apoiaram no mesmo modelo produtivo dos engenhos de açúcar, utilizando-se amplamente do trabalho escravo.</li></ul>Jean BaptisteDebret. Carregamento de Café para a Cidade. 1826.<br />
  8. 8. Embarque de café no porto de Santos, início do século XX.<br />Cândido Portinari, Café. 1935. Óleo sobre tela.<br />
  9. 9. O Porto do Rio de Janeiro em 1808, em obra de Smyth.<br />Até 1808, a produção de café do Brasil destinava-se diretamente para Portugal e, de lá, era comercializada para outros países.<br />Com a Abertura dos Portos às Nações Amigas (1808), o porto do Rio de Janeiro passou a ser um local de forte comércio e dali o café brasileiro era transportado para o mercado de consumo europeu.<br />
  10. 10. <ul><li>Ainda que o hábito de beber café existisse no Brasil do século XIX, a maioria da produção era destinada aos luxuosos cafés do Velho Mundo. Podemos considerar, portanto, que a plantação de café no Brasil foi organizada na forma de monoculturas agroexportadoras.</li></ul>Fazenda de Café. Final do Século XIX.<br />
  11. 11. Os Cafés<br />A Inglaterra foi o primeiro país europeu a cultivar o hábito de ter locais para beber café. As coffeehouses eram pontos de encontro elegantes dentro das cidades.<br />Desenho da cafeteria de Edward Lloyd. Autor desconhecido. Londres, 1798.<br />
  12. 12. RestaurationCoffeehouse. Londres, 1668. Autor desconhecido.<br />Além de servirem como local de apreciação do café, as casas que serviam o produto eram ponto de encontro para intelectuais e pensadores políticos. <br />Ainda que as casas de café tenham surgido na Inglaterra, foi o chá – oriundo das colônias na Índia – que se tornou o produto mais comum para os ingleses. Foi a França, portanto, que tornou-se o modelo da cultura dos cafés.<br />
  13. 13. Durante o Século XVIII, a França atingiu o patamar de país mais populoso da Europa. Além disso, era o país com maior concentração de cafés.<br />Na cidade de Paris havia 900 cafés ao fim do século XVIII.<br />John James Chalon: Le Café, 1820. Óleo sobre tela.<br />
  14. 14. O Café de Procope, fundado em 1688, foi o mais famoso dos cafés de Paris. Ele se tornou o ponto de encontro dos intelectuais e da cidade. Entre os frequentadores do local podemos listar Voltaire, Diderot, La Fontaine, Napoleão e Victor Hugo, por exemplo.<br />Diderot e Voltaire no Café Procope. Autor desconhecido.<br />
  15. 15. Café de Procope. Autoria desconhecida.<br />
  16. 16. Reinhold Volkel, Café Griensteidl, Viena. 1890. Óleo sobre tela.<br />
  17. 17. <ul><li>O hábito dos cafés difundiu-se da Europa para a América, sem perder sua característica de ponto de encontro da elite urbana, tanto econômica quanto intelectual.</li></ul>1890-1900 Cafe New Year's Eve George Gratham Bain collection, Libary of Congress Prints and Photographs Division.<br />
  18. 18. A Cultura dos Cafés no Brasil<br />No ano de 1792 a cidade do Rio de Janeiro tinha apenas 32 casas de café, ainda que a região fosse uma das maiores produtoras de café do mundo.<br />O hábito de sair para tomar café no Brasil só se difundiu em maior escala durante o século XX. <br />A Confeitaria Colombo, no Rio de Janeiro, foi fundada em 1894.<br />
  19. 19. Na década de 1930, com a crescente urbanização, os cafés se consolidaram enquanto pontos de encontro de pensadores e artistas. É importante lembrar que a cultura das casas de café no Brasil tem inspiração nos hábitos franceses, sendo uma tentativa de aproximar a cultura nacional de um padrão de sociedade estabelecido na Europa.<br />Gravura antiga da Confeitaria Colombo.<br />
  20. 20. Referências Bibliográficas<br />MARTINS, Ana Luiza. História do Café. São Paulo: Contexto, 2008.<br />OLIVEIRA, José Teixeira de. História do Café no Brasil & no Mundo. Rio de Janeiro: Barléu Edições, 2004.<br />

×