Successfully reported this slideshow.
We use your LinkedIn profile and activity data to personalize ads and to show you more relevant ads. You can change your ad preferences anytime.
Diálogo como ferramenta.A publicidade na era dos Prosumers.<br />Marcela Nunes Hippe<br />8º semestre de Publicidade & Pro...
Objetivo<br />Entender como a publicidade está<br />inserida no novo contexto digital. <br />
Metodologia<br />Pesquisas Documental e Bibliográfica.<br />
Foram consultados diversos autores de diferentes épocas.<br />De Marshall McLuhan e Nicholas Negroponte até Henry Jenkins....
Dados<br />importantes<br />
68<br />milhões<br />de pessoas com Internet, no Brasil.<br />(Fontes: IBOPE, NetRating e Acision)<br />
47<br />milhões<br />utilizam redes socias.<br />(Fontes: IBOPE, NetRating e Acision)<br />
R$1<br />bilhão<br />investido no meio online, em 2009.<br />(Fontes: IBOPE, NetRating e Acision)<br />
75<br />%<br />“Depois de interagir com empresas ou marcas através nas novas mídias, eu tenho uma impressão mais positiva ...
Quem consome?<br />Baby Boomer   Geração X       Geração Y    Geração Z<br />
Baby Boomer<br />1946 - 1964<br />Geração X<br />1965 - 1979<br />Geração Y<br />1980 - 1989<br />Geração Z<br />1990 - 20...
Geração Y<br />
Geração Y<br />De maneira geral, a Geração Y entrou há pouco tempo no mercado de trabalho e tem exigido mudanças radicais ...
Geração Y<br />Desde pequenos, estas pessoas convivem com tecnologia pessoal avançada e ainda crianças enviaram seus prime...
Geração Z<br />
Geração Z<br />Mais ainda do que a Geração Y, as crianças e jovens da Geração Zsão os naturalmente digitais: acompanharam ...
Geração Z<br />Pra eles, email é coisa de gente velha, uma tecnologia ultrapassada que eles substituem por mensagens insta...
Todas essas pessoas são consumidoras, cada uma com suas peculiaridades, mas todas exigentes em relação à qualidade de prod...
Inconstância e mobilidade são características marcantes de um novo perfil de consumidor. Se antes o principal objetivo da ...
Estamos presenciando uma grande revoluçãona forma como o conteúdo é produzido, transmitido e consumido.<br />
Hoje, a informação está em todo lugar. Não é mais o jornal ou o rádio que divulgam as notícias mais atualizadas. A Interne...
Mas tanto a Internet quanto a TV e o rádio disputam a atenção do consumidor com filmes, jogos, programas de bate-papo, SMS...
Sendo relevante para o seu público-alvo,<br />entregandosoluções,<br />compilando informações ou entretenimento.<br />
Inovar<br />é preciso.<br />
Se antes a publicidade se resumia em:<br />
Hoje o que vemos é diferente.<br />
Conquistar um espaço na<br />mente<br />do consumidor é mais fácil do que<br />conquistar um espaço em seu <br />coração<b...
Ser lembrado de uma forma negativa é mais fácil ainda.<br />
É preciso<br />reiventar<br />a maneira de dialogar com o consumidor, para se tornar relevante e ganhar ShareofHeart.<br />
Cultura do Diálogo<br />
O ambiente digital deu voz e amplitude às mensagens transmitidas pelos<br />prosumers<br />
Prosumers não aceitam apenas receber conteúdo.<br />Eles consomem e produzem, ao mesmo tempo.<br />Querem ser ouvidos e fa...
Diálogo com transparência é a chave<br />para uma empresa ser bem sucedida.<br />O mesmo vale para a publicidade da marca....
Ações que respeitam os valores da marca e o seu DNA, respeitam a relação com estes novos consumidores. <br />
Branded Content<br />
Branded Contenté a prática de vincular uma marca a um conteúdo, que pode ser um evento, um programa de televisão ou qualqu...
Ouça em:<br />bit.ly/VideoKodak<br />
Assista em:<br />bit.ly/VideoTNT<br />
Assista em:<br />bit.ly/VideoNike<br />
Música não é a única maneira<br />de criar conteúdo relevante<br />para o consumidor.<br />
100<br />milhões<br />de blogs em todo o mundo.<br />Fonte: StateofBlogosphere (Wikipedia, 2010)<br />
www.assimumabrastemp.com.br<br />
A marca deve ser <br />desejada e procurada<br />pelo consumidor.<br />
Shareof Hardware<br />
Shareof Hardware<br />Shareof Hardware, assim como o ShareofHeart, é um importante medidor da presença da marca na vida do...
Shareof Hardware<br />Quando o consumidor instala um aplicativo de determinada marca em seu celular, a marca conquista uma...
78<br />%<br />dos profissionais representantes de empresas relatam que o Branded Contenté mais eficaz do que a própria pu...
Quem gosta de ser incomodado?<br />
É hora de<br />ouvir, interagir e dialogar.<br />
O diálogo é fundamental porque é através dele que se inicia o processo que culmina em relacionamento duradouro e de confia...
Conteúdo adaptado aos novos tempos:<br />mobilidade, flexibilidade e inconstância<br />
O relacionamento entre marcas e consumidores deve ser construído sobre alicerces de honestidade e empatia. Assim como laço...
Obrigada.<br />
Upcoming SlideShare
Loading in …5
×

Diálogo como ferramenta. A publicidade na era dos Prosumers. (TCC - Marcela Hippe)

2,282 views

Published on

Slides complementares à monografia Diálogo como ferramenta. A publicidade na era dos Prosumers, utilizados na apresentação do TCC.

Conclusão do curso de Publicidade e Propaganda na Universidade Metodista de São Paulo. Dezembro de 2010.

Published in: Education, Technology, Business
  • Be the first to comment

Diálogo como ferramenta. A publicidade na era dos Prosumers. (TCC - Marcela Hippe)

  1. 1. Diálogo como ferramenta.A publicidade na era dos Prosumers.<br />Marcela Nunes Hippe<br />8º semestre de Publicidade & Propaganda<br />Universidade Metodista de São Paulo<br />2010<br />
  2. 2. Objetivo<br />Entender como a publicidade está<br />inserida no novo contexto digital. <br />
  3. 3. Metodologia<br />Pesquisas Documental e Bibliográfica.<br />
  4. 4. Foram consultados diversos autores de diferentes épocas.<br />De Marshall McLuhan e Nicholas Negroponte até Henry Jenkins.<br />
  5. 5. Dados<br />importantes<br />
  6. 6. 68<br />milhões<br />de pessoas com Internet, no Brasil.<br />(Fontes: IBOPE, NetRating e Acision)<br />
  7. 7. 47<br />milhões<br />utilizam redes socias.<br />(Fontes: IBOPE, NetRating e Acision)<br />
  8. 8. R$1<br />bilhão<br />investido no meio online, em 2009.<br />(Fontes: IBOPE, NetRating e Acision)<br />
  9. 9. 75<br />%<br />“Depois de interagir com empresas ou marcas através nas novas mídias, eu tenho uma impressão mais positiva sobre elas.” <br />(Fonte:e-Marketer)<br />
  10. 10. Quem consome?<br />Baby Boomer Geração X  Geração Y  Geração Z<br />
  11. 11. Baby Boomer<br />1946 - 1964<br />Geração X<br />1965 - 1979<br />Geração Y<br />1980 - 1989<br />Geração Z<br />1990 - 2000<br />
  12. 12. Geração Y<br />
  13. 13. Geração Y<br />De maneira geral, a Geração Y entrou há pouco tempo no mercado de trabalho e tem exigido mudanças radicais no relacionamento entre empresas e funcionários. <br />
  14. 14. Geração Y<br />Desde pequenos, estas pessoas convivem com tecnologia pessoal avançada e ainda crianças enviaram seus primeiros emails e se habituaram cedo à rápida evolução de tecnologias e ferramentas proporcionada pela internet. <br />
  15. 15. Geração Z<br />
  16. 16. Geração Z<br />Mais ainda do que a Geração Y, as crianças e jovens da Geração Zsão os naturalmente digitais: acompanharam antes da infância a evolução do celular com câmera fotográfica ao boom das interfaces sensíveis ao toque.<br />
  17. 17. Geração Z<br />Pra eles, email é coisa de gente velha, uma tecnologia ultrapassada que eles substituem por mensagens instantâneas, tweets e SMS.<br />E fazem tudo isso com a expertise de quem nunca precisou de ajuda para usar o iPhone.<br />
  18. 18. Todas essas pessoas são consumidoras, cada uma com suas peculiaridades, mas todas exigentes em relação à qualidade de produtos, honestidade em campanhas publicitárias e eficiência no atendimento ao consumidor. <br />
  19. 19. Inconstância e mobilidade são características marcantes de um novo perfil de consumidor. Se antes o principal objetivo da publicidade e da propaganda era gerar fidelidade à marca, hoje é preciso conquistar a atenção e a preferência do consumidor todos os dias.<br />
  20. 20. Estamos presenciando uma grande revoluçãona forma como o conteúdo é produzido, transmitido e consumido.<br />
  21. 21. Hoje, a informação está em todo lugar. Não é mais o jornal ou o rádio que divulgam as notícias mais atualizadas. A Internet, com uma cobertura segundo a segundo (através do Twitter, por exemplo) se mostra muito mais eficiente.<br />Ilustração descaradamente copiada (e editada) daapresentação da agência Grudaemmim.<br />
  22. 22. Mas tanto a Internet quanto a TV e o rádio disputam a atenção do consumidor com filmes, jogos, programas de bate-papo, SMS...<br />Então como é possível criar um conteúdo<br />que faça parte da vida do consumidor? <br />Ilustração descaradamente copiada (e editada) daapresentação da agência Grudaemmim.<br />
  23. 23. Sendo relevante para o seu público-alvo,<br />entregandosoluções,<br />compilando informações ou entretenimento.<br />
  24. 24. Inovar<br />é preciso.<br />
  25. 25. Se antes a publicidade se resumia em:<br />
  26. 26. Hoje o que vemos é diferente.<br />
  27. 27. Conquistar um espaço na<br />mente<br />do consumidor é mais fácil do que<br />conquistar um espaço em seu <br />coração<br />
  28. 28. Ser lembrado de uma forma negativa é mais fácil ainda.<br />
  29. 29. É preciso<br />reiventar<br />a maneira de dialogar com o consumidor, para se tornar relevante e ganhar ShareofHeart.<br />
  30. 30.
  31. 31. Cultura do Diálogo<br />
  32. 32. O ambiente digital deu voz e amplitude às mensagens transmitidas pelos<br />prosumers<br />
  33. 33.
  34. 34. Prosumers não aceitam apenas receber conteúdo.<br />Eles consomem e produzem, ao mesmo tempo.<br />Querem ser ouvidos e fazer valer os seus direitos. <br />
  35. 35. Diálogo com transparência é a chave<br />para uma empresa ser bem sucedida.<br />O mesmo vale para a publicidade da marca.<br />
  36. 36. Ações que respeitam os valores da marca e o seu DNA, respeitam a relação com estes novos consumidores. <br />
  37. 37. Branded Content<br />
  38. 38. Branded Contenté a prática de vincular uma marca a um conteúdo, que pode ser um evento, um programa de televisão ou qualquer outra ação. Entretanto, quanto mais sutil for a inserção da marca, maiores são as chances de se obter um bom resultado.<br />
  39. 39. Ouça em:<br />bit.ly/VideoKodak<br />
  40. 40. Assista em:<br />bit.ly/VideoTNT<br />
  41. 41. Assista em:<br />bit.ly/VideoNike<br />
  42. 42. Música não é a única maneira<br />de criar conteúdo relevante<br />para o consumidor.<br />
  43. 43. 100<br />milhões<br />de blogs em todo o mundo.<br />Fonte: StateofBlogosphere (Wikipedia, 2010)<br />
  44. 44. www.assimumabrastemp.com.br<br />
  45. 45. A marca deve ser <br />desejada e procurada<br />pelo consumidor.<br />
  46. 46. Shareof Hardware<br />
  47. 47. Shareof Hardware<br />Shareof Hardware, assim como o ShareofHeart, é um importante medidor da presença da marca na vida do consumidor<br />
  48. 48.
  49. 49. Shareof Hardware<br />Quando o consumidor instala um aplicativo de determinada marca em seu celular, a marca conquista uma parte deste aparelho – o hardware.<br />É o consumidor interagindo com a marca de maneira espontânea. <br />
  50. 50. 78<br />%<br />dos profissionais representantes de empresas relatam que o Branded Contenté mais eficaz do que a própria publicidade.<br />(Fonte: Relatório de 2009 da CustomPublishingCouncil)<br />
  51. 51. Quem gosta de ser incomodado?<br />
  52. 52. É hora de<br />ouvir, interagir e dialogar.<br />
  53. 53. O diálogo é fundamental porque é através dele que se inicia o processo que culmina em relacionamento duradouro e de confiança entre marca e consumidores. <br />
  54. 54. Conteúdo adaptado aos novos tempos:<br />mobilidade, flexibilidade e inconstância<br />
  55. 55. O relacionamento entre marcas e consumidores deve ser construído sobre alicerces de honestidade e empatia. Assim como laços criados entre pessoas.<br />
  56. 56. Obrigada.<br />

×