Successfully reported this slideshow.
We use your LinkedIn profile and activity data to personalize ads and to show you more relevant ads. You can change your ad preferences anytime.

Situação de aprendizagem Lucilene

175 views

Published on

  • Be the first to comment

  • Be the first to like this

Situação de aprendizagem Lucilene

  1. 1. Situação deAprendizagemLeitura e análise de textoTexto: Pausa, de Moacyr ScliarSérie: 3º série Ensino MédioTempo previsto: 4 aulasConteúdos: inteiração entre os elementos linguísticos,tema, conflito, contexto e estilo; metáfora e semântica.
  2. 2. Competências e habilidades: localizarinformações relevantes para solucionarproblemas apresentados; inferir o sentidodas palavras ou expressões no contexto emque elas se apresentam; reconhecer osdiferentes elementos internos e externosque estruturam o texto literário.Recursos materiais: Dicionário; lousa;texto; retroprojetor e computador.Avaliação: Observação do interesse e aparticipação do aluno; leitura dinâmica;reescrita do texto mudando o final dahistória.
  3. 3. 1º momento:Sondagem: levantamento dosconhecimentos prévios dos alunos atravésde imagens e questões, como:O que você imagina encontrar em um textocom esse título?Quando você pensa em pausa, vocêimagina o quê?O que você já sabe sobre esse texto, vocêconhece esse texto, já ouviu falar sobreele?
  4. 4. 2º momento: Arguições orais.Em seguida serão apresentadas algumasimagens para aguçar o interesse do aluno eeles deverão responder: “O que vocêsimaginam ao olhar estas imagens?’
  5. 5. 3º momento:Inicia-se então a leitura do primeiro e dosegundo parágrafo.Ás sete horas o despertador tocou.Samuel saltou da cama, correu para obanheiro, fez a barba e lavou-se. Vestiu-see sem ruído. Estava na cozinha, preparandosanduíches, quando a mulher apareceubocejando:- Vais sair de novo, Samuel?Pausa: E agora? Vocês ainda pensam asmesmas coisas ou mudaram de ideia?
  6. 6. Faz-se alguns questionamentos para aguçarmais ainda a discussão.Após, retoma-se a leitura do texto. Agoracom uma leitura dramatizada, o narrador eas personagens interagindo.Fez que sim com a cabeça. Emborajovem tinha a fonte calva; mas assombrancelhas eram espessas, a barba,embora recém-feita, deixava ainda no rostouma sombra azulada. O conjunto era umamáscara escura.- Todos os domingos tu sais cedo -observou a mulher com azedume na voz.
  7. 7. - Temos muito trabalho no escritório –disse o marido, secamente.Ela olhou os sanduíches:- por que não vens almoçar?- Já te disse; muito trabalho. Não hátempo, levo um lanche.A mulher coçava a axila esquerda.Antes que voltasse à carga. Samuel pegouo chapéu:- Volto de noite.
  8. 8. As ruas ainda estavam úmidas decerração. Samuel tirou o carro da garagem.Guiava vagarosamente; ao longo do cais,olhando os guindastes, as barcaçasatracadas.Estacionou o carro numa travessaquieta. Com o pacote de sanduíche debaixodo braço, caminhou apressadamente duasquadras. Deteve-se ao chegar a um hotelpequeno e sujo. Olhou para os lados eentrou furtivamente. Bateu com as chavesdo carro no balcão, acordando umhomenzinho que dormia sentado numapoltrona rasgada. Era o gerente.
  9. 9. Esfregando os olhos pôs-se de pé:- Ah! Seu Isidoro! Chegou mais cedohoje? Friozinho bom este, não é? A gente...- Estou com pressa, seu Raul – atalhouSamuel.- Está bem, não vou atrapalhar. O desempre. Estendeu a chave.Samuel subiu quatro lanços de umaescada vacilante.Ao chegar ao último andar, duasmulheres gordas, de chambrefloreado, olharam-no com curiosidade:
  10. 10. - Aqui, meu bem! – uma gritou e riu;um cacarejo curto.Ofegante, Samuel entrou no quarto efechou a porta à chave. Era um aposentopequeno: uma cama de casal, um guarda-roupa de pinho; a um canto, uma baciacheia d’água, sobre um tripé. Samuelcorreu as cortinas esfarrapadas, tirou dobolso um despertador de viagem, deu cordae colocou-o na mesinha de cabeceira.
  11. 11. Puxou a colcha e examinou os lençoiscom o cenho franzido; com um suspiro,tirou o casaco e os sapatos, afrouxou agravata. Sentado na cama, comeuvorazmente quatro sanduíches. Limpou osdedos no papel de embrulho, deitou-se efechou os olhos.DormirEm pouco dormia. Lá embaixo, acidade começava a mover-se: osautomóveis buzinando, os jornaleirosgritando, os sons longínquos.
  12. 12. Um raio de sol filtrou-se pela cortina,estampou um círculo luminoso na chãocarcomido.Samuel dormia; sonhava. Nu, corriapor uma planície imensa. Perseguido porum índio montado a cavalo. No quartoabafado ressoava o galope. No planalto datesta, nas colinas do ventre, no vale entreas pernas, corriam.Samuel mexia-se e resmungava. Àsduas e meia da tarde sentiu uma dorlancinante nas costas. Sentou-se na cama,os olhos esbugalhados; índio acabara detrespassá-lo com a lança.
  13. 13. Esvaindo-se em sangue, molhado de suor.Samuel tombou lentamente; ouviu o apitosoturno de um vapor. Depois silêncio.Às sete horas o despertador tocou.Samuel saltou da cama, correu para abacia, lavou-se. Vestiu-se rapidamente esaiu. Sentado numa poltrona, o gerente liauma revista.- Já vai, seu Isidoro?- Já – disse Samuel, entregando achave, pagou, conferiu o troco em silêncio.- Até domingo que vem, seu Isidoro –disse o gerente.
  14. 14. - Não sei se virei – disseSamuel, olhando pela porta; a noite caía.- O senhor diz isto, mas volta sempre– observou o homem, rindo.Samuel saiu.Ao longo do cais, guiava lentamente.Parou um instante, ficou olhando osguindastes recortados contra o céuavermelhado. Depois, seguiu. Para casa.SCLIAR, Moacyr. In. BOSI, Alfredo. O contobrasileiro contemporâneo. São Paulo:Cultrix, 1997
  15. 15. Atividades em grupo:Grupo 1Fazer levantamento do vocabulárioGrupo 2Encontrar as metáforas e explicar o sentidode cada uma dentro do processo decomunicação em que estão inseridas.Grupo 3Identificar o conflito central e os conflitosperiféricos.
  16. 16. Grupo 4Explicar o tema e o tipo de narrativaGrupo 5Reconhecer e identificar todas asexpressões de tempo e lugar notexto, explicando-as.4º momento:Escrever um final para a história com umSamuel moderno.5º momento:Socialização das atividades. leitura dasproduções textuais.
  17. 17. Componentes do grupo:Aparecida Tatiana Lopes – E.E. Prof. Cid de Oliveira LeiteAntonio Sérgio Pereira – E.E. Dr. Geraldo Correia de CarvalhoJoanira Necas Soares – E.E. Prof. Alpheu DominiguettiAna Paula Giordano – E.E. Dr. João Palma GuiãoNatalia Juri Barbosa – E.E. Prof. João Augusto de MelloNeandra Lopes de Faria – E.E. Prof. Vicente Teodoro de SouzaLucilene Ivan da Silva Antoline – E.E. Parque dos Servidores

×