Successfully reported this slideshow.
We use your LinkedIn profile and activity data to personalize ads and to show you more relevant ads. You can change your ad preferences anytime.

Orações subordinadas adverbiais

75,638 views

Published on

Orações subordinadas adverbiais

  1. 1. Orações Subordinadas Adverbiais
  2. 2. Conceito <ul><li>Uma oração subordinada adverbial é aquela que exerce a função de adjunto adverbial do verbo da oração principal. </li></ul><ul><li>São introduzidas pelas conjunções subordinativas e classificadas de acordo com as circunstâncias que exprimem. Podem ser: causais, comparativas, concessivas, condicionais, conformativas, consecutivas, finais, proporcionais e temporais. </li></ul>
  3. 3. Classificação <ul><li>Oração subordinada adverbial causal  -Indicam uma circunstância de causa. </li></ul><ul><li>Ex:“ Fui aprovado, porque estudei.” </li></ul><ul><li>Principais conjunções e Locuções </li></ul><ul><li>que, pois, porque, como, visto que, uma vez que , já que....  </li></ul>Oração principal
  4. 4. <ul><li>Oração subordinada adverbial condicional - Constituem um obstáculo, uma condição. É iniciada por uma conjunção subordinativa condicional ou por uma locução </li></ul><ul><li>Ex: Contanto que se esforce, você terá um futuro brilhante. </li></ul>Oração principal
  5. 5. <ul><li>Principais conjunções e Locuções: se, a menos que, desde que, caso, contanto que. </li></ul><ul><li>Principal conjunção subordinativa condicional: SE </li></ul><ul><li>Outro exemplo: </li></ul><ul><li>Caso você se case, convide-me para a festa. </li></ul>
  6. 6. <ul><li>Oração Subordinada Adverbial Comparativa:     funciona como adjunto adverbial de comparação. </li></ul><ul><li>É iniciada por uma conjunção subordinativa comparativa. São elas: (mais) ... que, (menos)... que, (tão)... quanto, como. </li></ul><ul><li>Ex: Diocresildo era mais esforçado que o irmão. </li></ul>Geralmente o verbo fica subentendido
  7. 7. <ul><li>Oração Subordinada Adverbial Concessiva:  funciona como adjunto adverbial de concessão. </li></ul><ul><li>É iniciada por uma conjunção subordinativa concessiva ou por uma locução. São elas: embora, conquanto, não obstante, apesar de que, se bem que, mesmo que, posto que, ainda que, em que pese. </li></ul><ul><li>Ex: Todos se retiraram, apesar de não terem terminado a prova. </li></ul>
  8. 8. <ul><li>Oração Subordinada Adverbial Conformativa:   funciona como adjunto adverbial de conformidade. </li></ul><ul><li>É iniciada por uma conjunção subordinativa conformativa ou por uma locução. São elas: como, conforme, segundo. </li></ul><ul><li>EX: Construímos nossa casa, conforme as especificações dadas pela Prefeitura. </li></ul>
  9. 9. <ul><li>Oração Subordinada Adverbial Consecutiva:     funciona como adjunto adverbial de consequência. </li></ul><ul><li>É iniciada pela conjunção subordinativa consecutiva que . </li></ul><ul><li>Na oração principal normalmente surge um advérbio de intensidade tal, tanto, tamanho(a). </li></ul><ul><li>Conjunções: (tão)... que, (tanto)... que, (tamanho)... que. Ex: Ele fala tão alto, que não precisa do microfone. </li></ul>
  10. 10. <ul><li>Oração Subordinada Adverbial Temporal: funciona como adjunto adverbial de tempo. </li></ul><ul><li>É iniciada por uma conjunção subordinativa temporal ou por uma locução. São elas: quando, enquanto, sempre que, assim que, desde que, logo que, mal. </li></ul><ul><li>Ex: Fico triste, sempre que vou à casa de Juvenildo. </li></ul>
  11. 11. <ul><li>Oração Subordinada Adverbial Final: funciona como adjunto adverbial de finalidade. </li></ul><ul><li>É iniciada por uma conjunção subordinativa final ou por uma locução. São elas: a fim de que, para que, porque. </li></ul><ul><li>Ex: Ele não precisa do microfone, para que todos o ouçam </li></ul>
  12. 12. <ul><li>Oração Subordinada Adverbial Proporcional:  funciona como adjunto adverbial de proporção. </li></ul><ul><li>É iniciada por uma locução conjuntiva subordinativa proporcional. São elas: à proporção que, à medida que, tanto mais. </li></ul><ul><li>Ex: À medida que o tempo passa, mais experientes ficamos. </li></ul>
  13. 13. <ul><li>Classifique a oração destacada: Não és mais prudente que eu : </li></ul><ul><li>a) subordinada adverbial final. </li></ul><ul><li>b) subordinada adverbial concessiva. </li></ul><ul><li>c) subordinada adverbial consecutiva. </li></ul><ul><li>d) subordinada adverbial comparativa. </li></ul><ul><li>e) subordinada substantiva subjetiva. </li></ul>
  14. 14. <ul><li>2. Fiz lhe sinal que se calasse . A oração destacada classifica-se como: </li></ul><ul><li>a) subordinada adverbial final. </li></ul><ul><li>b) subordinada adverbial concessiva. </li></ul><ul><li>c) subordinada adverbial consecutiva. </li></ul><ul><li>d) subordinada adverbial comparativa. </li></ul><ul><li>e) subordinada substantiva subjetiva . </li></ul>
  15. 15. <ul><li>3. Em qual dos períodos abaixo há uma oração adverbial que expressa idéia de concessão? </li></ul><ul><li>a) Diz-se que a obra de arte é aberta; possibilita, portanto, várias leituras. </li></ul><ul><li>b) Pode criticar, desde que fundamente sua crítica em argumentos. </li></ul><ul><li>c) Tamanhas são as exigências da pesquisa científica, que muitos desistem de realiza-la. </li></ul><ul><li>d) Não obstante haja concluído dois cursos superiores, é incapaz de redigir uma carta. </li></ul>
  16. 16. <ul><li>4. Em: &quot;O moço ficou tão emocionado que chorou&quot;, a segunda oração é subordinada adverbial: </li></ul><ul><li>a) comparativa; </li></ul><ul><li>b) proporcional; </li></ul><ul><li>c) consecutiva; </li></ul><ul><li>d) causal; </li></ul><ul><li>e) temporal. </li></ul>
  17. 17. <ul><li>5. Classifique as orações abaixo: </li></ul><ul><li>&quot;Embora lhe desaprovassem a forma, justificavam-lhe a essência.“ </li></ul><ul><li>b) &quot;A estrela que nasce tinha tanta beleza que voluntariamente a elegeu minha sorte.“ </li></ul><ul><li>c) &quot;Naquela noite, ele disse a todos que desejava que fosses feliz.&quot; </li></ul>

×