Língua e linguagem 1

15,594 views

Published on

1 Comment
11 Likes
Statistics
Notes
No Downloads
Views
Total views
15,594
On SlideShare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
42
Actions
Shares
0
Downloads
599
Comments
1
Likes
11
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

Língua e linguagem 1

  1. 1. Língua e linguagem Unidade I Leitura e Produção Textual
  2. 2. Linguagem e diversidade linguística <ul><li>1.Nenhuma língua é um fato homogêneo. </li></ul><ul><li>2.Cada variedade de uma língua é resultado das peculiaridades das experiências históricas do grupo que a fala. </li></ul>
  3. 3. Linguagem e diversidade linguística <ul><li>3.Do ponto de vista exclusivamente linguístico, todas as variedades de uma língua se equivalem e não há como diferenciá-las em termos de melhor ou pior, de certa ou errada. A diferença de valoração das variedades é um fato exclusivamente social. </li></ul>
  4. 4. Linguagem e diversidade linguística <ul><li>4.As línguas mudam constantemente no tempo. </li></ul><ul><li>5.A língua varia conforme a região em que é falada. </li></ul><ul><li>6.A língua reflete as diferenças socioeconômicas e culturais. </li></ul>
  5. 5. Linguagem e diversidade linguística <ul><li>7.Nós, falantes, variamos nosso modo de falar conforme a situação em que estamos. </li></ul><ul><li>8.“Não há lei contra o preconceito linguístico, além disso, ele é estimulado diariamente na mídia e na prática pedagógica” (Marcos Bagno). </li></ul>
  6. 6. Linguagem e diversidade linguística <ul><li>9. “O julgamento artificial que separa línguas em melhores ou piores tem paridade nos códigos socioculturais que afirmam, por exemplo, ser a culinária francesa mais sofisticada que a brasileira” (Sírio Possenti). </li></ul>
  7. 7. Linguagem e diversidade linguística <ul><li>10. “A ‘skrita’ na internet. Estudos linguístico-discursivos procuram mostrar que ‘internetês’ não é mera reprodução da fala na escrita, mas, sim, uma forma de aproximação entre os falantes” (Fabiana Cristina Komesu). </li></ul>
  8. 8. Língua e linguagem <ul><li>Linguagem </li></ul><ul><li>Comunicação </li></ul><ul><li>Interação </li></ul>
  9. 9. Conceituando: <ul><li>A comunicação ocorre quando interagimos com outras pessoas, utilizando a linguagem, sendo esta verbal (as palavras), não verbal (gestos, movimentos, expressões corporais e faciais, sons, cores etc., mistas e digitais . </li></ul>
  10. 10. Conceituando: <ul><li>Interlocutores são as pessoas que participam do processo de interação por meio da linguagem. </li></ul><ul><li>Código é um conjunto de sinais convencionados socialmente para a construção e a transmissão de mensagens . </li></ul>
  11. 11. Conceituando: <ul><li>Língua:código linguístico social, formado por signos (palavras) e leis combinatórias, por meio do qual as pessoas se comunicam. </li></ul><ul><li>Obs.: Idioma são “normas” linguísticas coletivas, nacionais. </li></ul>
  12. 12. Conceituando: <ul><li>Dialeto:normas coletivas regionais, ou seja, originadas das diferenças de região ou território, de idade, de sexo, de classes ou grupos sociais e da própria evolução histórica da língua. </li></ul>
  13. 13. Conceituando: <ul><li>Registros: variações de acordo com o grau de formalismo na situação, modo de expressão (oral ou escrito), sintonia entre os interlocutores (cortesia, vocabulários específico) etc.. </li></ul>
  14. 14. Conceituando: <ul><li>Fala:normas linguísticas individuais. </li></ul><ul><li>-não planejada; </li></ul><ul><li>-fragmentária; </li></ul><ul><li>-incompleta; </li></ul><ul><li>-pouco elaborada; </li></ul><ul><li>-predominância de frases curtas, simples ou coordenadas; </li></ul><ul><li>-pouco uso de passivas. </li></ul>
  15. 15. Conceituando: <ul><li>Escrita: </li></ul><ul><li>-planejada; </li></ul><ul><li>-não fragmentária; </li></ul><ul><li>-completa; </li></ul><ul><li>-elaborada; </li></ul><ul><li>-predominância de frases complexas, com subordinação abundante; </li></ul><ul><li>-emprego frequente de passivas. </li></ul>
  16. 16. Níveis de língua <ul><li>As diferenças no uso da língua constituem as variedades linguísticas. São, portanto, as variações que uma língua apresenta, de acordo com as condições sociais, culturais, regionais e históricas em que é utilizada. </li></ul><ul><li>Entre as variedades de uma língua, existe a língua padrão ( culta ), a não padrão ( popular , coloquial), técnica, literária, gíria e jargão . </li></ul>
  17. 17. Vícios de linguagem <ul><li>Todo desvio das normas gramaticais provoca, segundo o padrão culto (e oficial) um vício de linguagem. </li></ul>
  18. 18. Vícios de linguagem <ul><li>Ambiguidade; </li></ul><ul><li>Pleonasmo; </li></ul><ul><li>Cacofonia; </li></ul><ul><li>Eco; </li></ul><ul><li>Hiato; </li></ul><ul><li>Colisão; </li></ul><ul><li>Barbarismo (cacoépia/silabada/cacografia); </li></ul><ul><li>Solecismo; </li></ul><ul><li>Estrangeirismo. </li></ul>
  19. 19. Funções da linguagem <ul><li>Referencial ou denotativa; </li></ul><ul><li>Conativa ou apelativa; </li></ul><ul><li>Emotiva ou expressiva; </li></ul><ul><li>Metalinguística; </li></ul><ul><li>Fática; </li></ul><ul><li>Poética. </li></ul>
  20. 20. Em debate: <ul><li>O certo e o errado no uso da língua; </li></ul><ul><li>Preconceito linguístico; </li></ul><ul><li>Gramática Descritiva e </li></ul><ul><li>Gramática Normativa. </li></ul>

×