Successfully reported this slideshow.
We use your LinkedIn profile and activity data to personalize ads and to show you more relevant ads. You can change your ad preferences anytime.

Informativo Shalom - Novembro - 2017

420 views

Published on

Boletim Informativo Mensal da IGREJA CATÓLICA -
Paróquia Nossa Senhora do Monte Claro - NOVEMBRO de 2017 - Nº 44

Published in: Spiritual
  • Be the first to comment

  • Be the first to like this

Informativo Shalom - Novembro - 2017

  1. 1. Boletim Informativo Mensal da IGREJA CATÓLICA - Paróquia Nossa Senhora do Monte Claro - NOVEMBRO de 2017 - Nº 44 ESQUINA DOS RETALHOS Retalhos de Tecidos Decoração * Toalhas * Malhas 3382-2117 3058-1729 Rua Tavares de Lyra, 2.052 Rua General Catão M. B. Monclaro, 116 Pr mium ESTOPAS e ESTAS EMPRESAS SÃO NOSSOS COLABORADORES: FESTAS e SANTOS do MÊS de NOVEMBRO: - 01: SOLENIDADE DE TODOS OS SANTOS - 02: SOLENIDADE DOS FIÉIS DEFUNTOS (FINADOS) - 09: CONSAGRAÇÃO DE S. JOÃO DE LATRÃO, CATEDRAL DO PAPA - 26 - 30: ANDRÉ, - 21: APRESENTAÇÃO DE N. SRA. NO TEMPLO - 22: CECÍLIA, VIRGEM E MÁRTIR : SOLENIDADE DE N. SR. JESUS CRISTO, REI DO UNIVERSO APÓSTOLO EDITORIAL “ ”VEM, SENHOR JESUS! (JO 20,21) rosa rosa Boa leitura! Outubro Rosa Tempo do Advento ALEGRIA Domingos de Júbilo Jesus Salvador, Deus Conosco O Shalom deste mês não está por conta do que recém passou, apesar de ser uma causa muito nobre que apoia- mos: cuidar das mulheres de nossas vidas com todo o carinho que elas merecem. Jesus sabia bem o seu valor e cercou-se delas, recupe- rando sua dignidade: elas foram as primeiras a vê-lo Ressuscitado! Ele está assim pois estamos quase no , início do Ano Novo Litúrgico que antecede o Natal. E a exemplo do Domingo (= rejubila-te - o 4º da Quaresma), no Domingo (= alegra- te - o 3º doAdvento), sai o roxo (penitência) e entra o , “ quebrando o clima” de : são os !: Começa o Advento e, com ele, renova-se a expectativa da nova chegada de ! Embora o Advento inicie só em dezembro, queremos já nos prepar para (Mt 5,55). Convidamos você a este percurso de conversão, saborerando conosco a rica edição deste mês.Alegre-se no Senhor! rosa (intermediário dele e do branco do Natal - Páscoa) Laetere Gaudete “endireitar os caminhos do Senhor” sobriedade e austeridade e representando a que se aproxima Com alegria convidamos você, sua família e amigos para a Início com , e após delicioso e tradicional ! Venha participar conosco!!! Dia: , a partir das Santa Missa Almoço Bingo End.: - R. Constância Ruteliones,124- S. Judas Tadeu GRANDE FESTA em honra a 12/11/2017 10h Capela S. Judas Tadeu S JUDAS TADEUÃO “O AMOR DE CRISTO NOS IMPULSIONA (2cor 5,14) O CORA O SE ENDURECE QUANDO N O AMA. CONCEDEI-NOS, SENHOR, UM CORA O QUE SAIBA AMAR. ” “ ” ÇÃ Ã ÇÃ (PAPA FRANCISCO)
  2. 2. COMUNIDADE PAROQUIAL EM MOVIMENTO MAIS IMAGENS: https://pt-br.facebook.com/pascomnossasenhoradomonteclaro E https://www.facebook/pg/paroquia.nossa.senhora.do.monte.claro.oficial * Curta nossa fan page no Facebook e fique sempre por dentro do que acontece na nossa Paróquia! PALAVRA DO PADRE CELEBRAÇÃO 28 ANOS M.I. MONTE CLARO, E ENCONTRO DE NOIVOS A MEMÓRIA DOS SANTOS Em Pe. Nikolaus Gafeor, SVD 1º de ovembro, celebramos T e oramos para que também possamos nos sentir felizes com eles no céu, enquanto olhamos o rosto de Deus Pai. No dia seguinte, recordamos nos- sos entes queridos mortos, que ainda estão no Pur- gatório. Lembrando a importância e a ligação das duas celebrações, a Igreja celebra ambas em se- quência.Após a celebração de Todos os Santos, pe- dimos a Deus que nossos entes queridos possam e trar em comunhão com todos os santos no Céu. Na fé em Cristo acreditamos no que chamamos de , abrangendo a nós que vivemos e também s que morreram. Juntos formamos e construimos a Igreja, Corpo Místico de Cristo. É importante conhecer o sentido da mo te, conforme o ensinamento de nossa fé. Para nós, cristãos, a morte é mesmo o melhor momento da vi- da: ela não é eliminada, mas transformada: mor- remos para o mundo e vivemos em Cristo. Acredita- mos que, concluída nossa peregrinação neste mun- do, estará disponível para nós a moradia eterna no Céu (Jo 14,2). A morte é para nós um momento em que nos confiamos inteiramente a Cristo! Ele é a nossa esperança, que nos conduz à casa do Pai. Com base nessa fé, pedimos que nos- sos entes queridos sejam purificados de seus peca- dos, libertos de todos os obstáculos, e que desfru- tem da felicidade eterna junto de Deus Pai, estando com os santos no céu e vendo o rosto de Deus que desejavam. Este dia de memória nos dá consolo es- piritual de que nos encontraremos com os irmãos que nos precederam. Nós também deixaremos este mundo um dia, e retornaremos ao Pai celestial. Porque a Igreja celebra essas comemo- rações neste mês? Pelo Calendário Litúrgico, perce- bemos que Novembro é o final doAno.AIgreja entra- rá no Ano Novo, no Tempo do Advento antes do Na- tal de N. Sr. Jesus. Antes de celebrar seu nascimen- to, somos convidados a refletir sobre a vida tempo rária neste mundo, seu fim e o sentido da comunhão com os santos no Céu. E também sobre o sentido da morte, orando por nossos irmãos falecidos. As leituras da Missa falam sobre o fim dos tempos, nos lembram do fim de nossa vida e nos preparam para a comunhão com Cristo. Com essas reflexões, esperamos valorizar mais o , que nos possibilita- entrar na comunhão com os Santos no Céu. odos os Santos Co- munhão dos Santos Mistério da Encarnação do Filho de Deus n r n o MISSA DO NASCITURO 08/10 E MISSA DE N. SRA. APARECIDA 12/10 CAPELA N.SRA. LUZ - CELEBR. N.SRA. APª, E ENCONTRO IVC- INIC. VIDA CRISTÃ CELEBR. MENSAGEIRAS CAPELINHAS, E MISSÕES CAPELA SAGRADA FAMÍLIA FORMAÇÃO PAROQUIAL - PASTORAL PESSOA IDOSA E COROINHAS VER FOTOS É BOM, NÃO? MAS NÃO DEMAIS, TODO EXCESSO FAZ MAL...
  3. 3. VOCE SABIA QUE... A Paróquia N. Sra. do Monte Claro executa uma série de ações práticas na Comunidade para, ao anunciar o Evangelho, lutar para que as pessoas tenham “vida em abundância” (Jo 10,10). Como o Papa pe- de, uma “Igreja em saída”, não contente em fechar-se, mas em perma- nente estado de Missão.Ações de solidariedade, assistência, conscienti- zação e missão, dentre tantas... Conheça um pouco algumas das iniciati- vas e venha se juntar à nós, testemunhando Jesus por palavras e atos: (Mt 25, 35-36.40) “Tive fome e me destes de comer; sede e me destes de beber, era peregrino e me acolhestes, nu e me vestistes, enfermo e na prisão e me visitastes... todas as vezes que fizestes isso a um dos meus irmãos mais pequeninos, foi a mim que o fizestes.” 1. Missões no Jardim Independência: 2. Coleta de óleo de fritura, pilhas, baterias e carregadores de celular us dos e celulares velhos: 3. Centro deAmparo N. Sra. do Monte Claro: 4. Entrega de Cestas Básicas e Natal Solidário: 5. Jantar de Natal eAção Social aos moradores de rua: a Você sabia Você sabia Você sabia Você sabia Você sabia doação de Notas Fiscais sem CPF. Você sabia você sabia 6/12, sábado, a partir das 11h você sabia 23/12 à noite que há 1 ano temos Mi sões nessa comunidade, para levar a Igreja próxima a ela? Há famílias que vivem ali com dignidade e há os mais pobres do pobres, os pre- feridos de Deus. Rezamos para nascer ali uma Igreja Viva, como a que já presenciamos em tantas ocasiões: visitas às casas, procissões, missas campais, campanhas... que todo 3º sábado do mês a visita- mos e que todo 4º sábado há uma missa na casa de uma família dife- rente, com crescente participação? Participe, seja um missionário! que, atentos à Criação e como nossos filhos e netos herdarão, desde a CF 2016 (“Casa Comum, Nossa Respo sabilidade”), como gesto prático há a coleta destes produtos, para dá-los o descarte adequado, nem sempre acessível? que este “Eco- ponto” está disponível, num quiosque no estacionamento da Matriz? que há 25 anos, a Paróquia junto às Irmãs Mensageiras doAmor Divino, desenvolvem e te belíssimo trabalho de apoio a famílias e crianças carentes da comuni- dade? E que vem passando por grande dificuldade para honrar seus co promissos e que, com isso, dezenas de crianças correm o riso de deixa- rem de ser atendidas? Já pensou em tornar-se um benfeitor? Uma ação possível é a da capa desta edição: a que todo o mês 60 famílias carentes cadastradas pela Pastoral Social da Paróquia recebem, em caráter provisório, roupas e cestas básicas de doações da comunidade nas missas do quilo (3º fim de semana do mês)? E que vo- luntários ajudam na distribuição e dão um lanche à essas famílias? E por falar nisso, que todo o ano é dado umAlmoço de Natal a elas, com distribuição de brinquedos? Será dia 1 .Aceitamos doações para a compras. Informe-se e p E que este ano teremos também um Jantar de Natal especialmente aos mora- dores de rua da comunidade? Uma Ceia digna, com a quem não tem nada nem ninguém... Se- rá dia . Está interessado em ajudar? Informe-se e colabore! s n s m articipe! ações concretas (tomar banho, fazer a barba...) aOS 7 SACRAMENTOS: UN O dos ENFERMOSÇÃ JESUS, MÉDICO DO HOMEM: CORPO E ALMA - nos curas A une intimamente o doente a Cristo.Aen fermidade e o sofrimento sempre estiveram entre os problemas graves da vida. Na doença, o homem experimenta impotência, limites e finitude. Ela faz-nos entrever a morte, leva-nos à angustia, a fechar- em nós mesmos e, às vezes, ao desespero e à revolta contra Deus. Mas também pode tornar a pessoa mais mad ra, discernindo na vida o essencial, e assim . A doença provoca uma busca, um retorno a Ele.A para com os doentes e suas numerosas Unção dos Enfermos voltar-se para Deus compaixão de Cristo u são sinal evidente de que e de que seu Reino está próximo. Jesus não só tem o poder de curar, mas também de perdoar os pecados. Sua compaixão para com os que sofrem é tão grande que Ele : (Mt 25,36). Seu amor pelos enfermos não cessou, despertando atenção dos cristãos pelos que sofrem no corpo e na alma. Jesus amiúde pede aos doentes que creiam. Eles procuravam o tocar, (Lc 6,19). Nos sacramentos, Cristo conti nua a Entre os 7, há um especialmente destinado a reconfortar os doentes: a Unção dos Enfermos instituído por Cristo co- mo sacramento, insinuado por Marcos e promulgado por Tiago. Há antigos de unções com óleo bento. Foi cada vez mais conferida aos agonizantes; como a 'Extrema Unção'. Todavia, a Igreja sempre orou para o enfermo recobrar a saúde, se convier à sua . Ela não é sacramento só de moribundos: é para quando se corre perigo: do- enças graves, , debilitação física ou velhice onde a fragil dade se acentua. Muitos temem o sacramento como sentença de morte. Só os sacerdotes são ministros da Unção. Ela é conferida un gindo-se o fiel na fronte e mãos com óleo consagrado, dizendo: , que remiu os pecados do paralítico e restituiu-lhe a saúde, quis que a igreja continuasse, no Espírito, sua obra de cura e salvação. É es ta a finalidade dos sacramentos de cura: conceder graça, alívio espiri- tual, conforto corporal, paz e coragem para vencer as dificuldades da en- fermidade e da fragilidade. Pela graça o enfermo recebe também o per- dão dos pecados, se não o puder pela Penitência. Ela dá forças para , unindo-se à sua obra redentora. Vemos que nada mais é importante que a confiança incondicional em quem superou a morte e é ele mesmo a Vida: N. Sr. Jesus Cristo! Deus visitou seu povo se identifica com eles nos 'tocar' para curar. salvação Jesus, médico da alma e do corpo - tes- temunhar Jesus no sofrimento “Estive doente e me visitastes” “porque d'Ele saía uma força que a todos curava” - : - “Por esta santa unção e sua infinita misericórdia, o Senhor venha em teu auxílio com a graça do Espírito Santo, para que, liberto de teus pecados, Ele te salve e, com bondade, alivie teus sofrimentos.” teste munhos cirurgia de risco i daptado do site:nossasagradafamilia.com.brFonte: a O BOM SA- MARITANO ( Lc 10, 30-37 )
  4. 4. PASTORAL DA COMUNICAÇÃO N.SRA. DO MONTE CLARO “COMUNICAR TAMBÉM É UMA FORMA DE EVANGELIZAR” Rua Tavares de Lyra, 1684 - Afonso Pena - São José dos Pinhais - PR +55 41 3382-3130 www.paroquiamonteclaro.com.br Secretaria: Colaboradores: Ter.-sex.: 8h-11h30 e 13h30-17h30 (Sáb.16h30) Ademir Silva, Anderson e Daniele Ribaski, Adilson e Elisângela, Gouvea, Diác. Diomedes Pozzobom, José Wanderley, Juliano Weronka, Lourdes Cos- ta, Costa e Marcos Svieck. Cristiane e Paulo Marcelo TIRAGEM MÍNIMA: 2.500 EXEMPLARES PASTORAIS E MOVIMENTOS - PASCOMTESTEMUNHOS: DIA DO NASCITURO 2.306 É a pastoral do ser e estar em comunhão com a comunidade; acolhida, participação, inter-relações humanas, organização solidária e planejamento do uso de recursos e instrumentos de comunicação. Dos documentos da Igreja sobre o tema, destaca-se o: “Igreja e Comu- nicação rumo ao Novo Milênio”, que viu a necessidade da criar e organ zar a nas dioceses e paróquias. Na Paróquia Monte Claro, surgiu há 3 anos e cresce gradativamente.APastoral da Comunicação utiliza os meios de Comunicação e coloca-os a serviço da divulgação da (Mt 10, 27/ Lc 12,3). S. João Paulo II confirma este anseio da Igreja: Consolidar a missão da Igreja pela comunicação; ser instrumento eficaz de ajuda às paróquias e diocese, cumprindo a missão de de modo planejado; fortalecer o diálogo que enaltece qualidades da comunidade (acolhida, amor fraterno...); compreeder as relações pessoais e superar desafios de valorizar dife- renças e assumiro projeto evangélico do entre nós. Ajuda a Igreja a cumprir o mandado de Cristo, de (1Jo 3,11). Para isso, aproximar as pessoas, criar ambiente de diálogo e respeito mútuo e aproveitar a d versidade de dons para edificação da comunidade; ajudar a integrar a comunidade e sua ação na sociedade, para a construção do Reino. APASCOM não é uma Pastoral a mais na Paróquia ou comu- nidade, mas um veículo que proporciona a interação das Pastorais e Movimentos, o oxigênio da comunicação efetiva e um instrumento de ajuda, apoio e consolidação dos serviços realizados por todos. Caso tenha vocação em participar conosco, nos reunimos na . i i PASCOM mensagem de Cristo nos Evangelhos OBJETIVO: anunciar a Cristo Reino de Deus PRINCÍPIOS: primeira 4ª feira do mês, às 20h, no salão da Paróquia Monte Claro “não é suficiente usar os meios de comunicação para difundir a mensagem cristã e o Magistério da Igr ja. É necessário integrá-la na nova cultura criada pelas modernas com nicações, com novas linguagens, técnicas e atitudes psicológicas”. “que amemo-nos uns aos outros.” e u r Em 08/10 celebramos o (do Latim : aquele que há de nascer). A data celebra o . O objetivo é suscitar nas consciências, nas famílias e na sociedade o reconheci- mento do em todos os seus momentos. Na missa das 19h na Paróquia N. Sra. do Monte Claro, presidida pelos padres Sgarabotto, Nikos e Mateus, tivemos o testemunho de duas mães da Capela Sagrada Família, que há 1 ano participaram da Missa do Nascituro aqui. Elas vieram partilhar conosco a alegria de ser mãe: Meu nome é , esposa do , tenho 36 anos e participo na Capela Sagrada Família. Somos casados há 11,5 anos e há 9 tentávamos ter um bebez nho. Porém, devido a uma endometriose que impedia a completa ovul ção, não engravidávamos. Neste tempo buscamos os tratamentos re- comendados pela igreja, oramos muito em prol deste pedido, mas na- da. Orávamos por outras pessoas que engravidavam e nós não, cheg vamos a ter a fé enfraquecida, achando que Deus não nos amava. Mas vinham pessoas contando de sonhos conosco com um bebê (sempre sonhos muito reais); outros, com profecia, respostas de orações confir- mando que seríamos pais, o que nos fortalecia a fé de novo, mas nada de chegar o dia. Então decidimos que 2016 seria o último ano para en- gravidarmos e, caso não fosse possível, desistiríamos do sonho... Em 08/10/2016 teve a Missa do Nascituro, a qual nunca tínha mos conseguido participar, pois sempre havia um compromisso que nos impedia. Neste dia tínhamos um casamento; decidimos ir mas dar uma fugidinha para participarmos da missa, onde recebemos uma ben- ção especial do bispo D. Francisco Bach, tendo os corações inflama- dos pela alegria da vida. Naquele mesmo mês engravidamos, a missa foi no dia 08/10 e a data provável de concepção, 22/10. na ceu em 27/06/2017, saudável e linda. Graças e bençãos advindas das orações da Santa Missa do Nascituro. Hoje louvamos e bendizemos ao Deus da vida pela graça maravilhosa: família plano de Deus, completa! Estive presente na missa do ascituro em 08/10 para agradecer uma graça muito especial. Sou , casada com o há 7 anos e participamos da Comunidade Sagrada Família. Em setembro de 2015 decidimos que estava na hora de aumentar a família. Os meses foram passando e nada... Os exames mostravam que eu não ovulava; uma das médicas já sugerira iniciar tr tamento para infertilidade. Comecei a ficar angustiada, a expectativa e a ansiedade aumentavam. Então ouvi falar da missa do Nascituro, onde as mulheres recebiam uma benção especial. Desde que ouvi falar da missa senti um desejo muito grande de participar, mas no dia estava em retiro fechado e lá também haveria Missa. Mas, em meu coração o desejo de estar presente na Missa do Nascituro. Então dei uma “fugidinha” do retiro fui participar da missa. Foi muito especial e emocionante. Daquele dia em diante mudei minha oração e, ao invés de pedir a Deus que nos desse a graça de sermos pais, comecei a louvar e agradecer pelo tempo de es- pera. Deus foi tão maravilhoso que esse tempo de espera foi bem curto e no outro mês já estávamos grávidos. Ele nos presenteou com a prin- cesinha nossa pequeno anjo, que já completou 2 meses! Nasciturudia do Nascituro direito à proteção da vida e saúde, à alimentação, ao respeito e a um nascimento sadio sentido e valor da vida humana VANESSA ALFREDO ISABELLA M RIANA FABIO ANGELINA, i a á s a A Testemunho: VANESSA COAN - Testemunho: MARIANA REIS - N INFANTO JUVENIl- V i v a: Ore, leia, sirva, celebre!

×