Successfully reported this slideshow.

Os MalefíCios Do AçúCar

12,100 views

Published on

Published in: Health & Medicine, Technology
  • Be the first to comment

  • Be the first to like this

Os MalefíCios Do AçúCar

  1. 1. Os Malefícios do Açúcar<br />
  2. 2. Todos os seres humanos precisam de algum tipo de açúcar para viver. Mas é preciso saber que todo o açúcar de que precisam pode ser conseguido directamente de uma alimentação equilibrada, baseada em cereais integrais, frutas, sucos, legumes e verduras. <br />No processo metabólico do corpo humano, estes tipos de alimentos, que contêm carbonatos em maior ou menor quantidade, após a digestão se transformam em um tipo de açúcar chamado glicose, que é a principal fonte de energia necessária ao perfeito funcionamento do corpo humano. Podemos chamá-la de "açúcar estrutural", pois essa energia gerada pela glicose é utilizada para o crescimento, a regeneração celular, a actividade física, o pensamento e a manutenção do corpo em geral.<br />Introdução:<br />
  3. 3. Ingerido em exagero…<br />Quando ingerimos açúcar em excesso - seja através dos cereais ou frutas, ou directamente através do açúcar refinado, balas e doces - o pâncreas, glândula responsável pela produção da insulina, fica sobrecarregado, já que a insulina é um harmónio que transforma o açúcar (sacarose) em glicose. A glicose em excesso, essa energia não consumida, vira gordura e se acumula no organismo, causando doenças cardiovasculares, obesidade, diabetes e hipertensão arterial, dentre outras. <br />Historicamente o consumo de açúcar se acentuou a partir da sua produção industrial, e passou a fazer parte dos mais diversos tipos de alimentos; desde refrigerantes, sorvetes e biscoitos a balas, doces em conserva, bolos, pães e diversos outros. Existem pesquisas que comprovam que até o século XVI não havia cadáveres com dentes cariados e isto comprova que as necessidades de "açúcar estrutural" das pessoas até aquela época eram satisfeitas com os açúcares naturais dos alimentos.<br />O sabor doce, que para os primitivos era sinónimo de algo comestível, ou seja, não-venenoso, se transformou num dos maiores venenos que a humanidade (des)conhece.O PRINCIPAL VILÃO dessa história é o açúcar refinado, aquele branquinho - "gostoso e com cara de inocente", como disse uma vez a escritora e pesquisadora de alimentação natural Sónia Hirsch - , obtido por meio de processos físico-químicos de transformação da garapa da cana ou extractos da beterraba, por exemplo, onde se usa e abusa de aditivos químicos para clarear e tirar a humidade do produto. A indústria ainda chama esse processo de "beneficiamente"!O açúcar refinado pode ser consumido em estado "puro" nos cafezinhos ou no café da manhã, nos refrescos, nos sucos ( que já têm o açúcar natural das frutas !), mas também na forma "invisível", oculto nas guloseimas, refrigerantes, bolos, etc.<br />
  4. 4. O corpo não é preparado para o açúcar!!!<br />O corpo humano não é preparado para ingerir essa quantidade de açúcar, principalmente porque a sacarose não faz parte da cadeia alimentar - diz o Dr. Ihsan Yossef Simaan - e o principal malefício, no último século, é a modificação morfológica do corpo humano, com os indivíduos tornando-se obesos.O mesmo Dr. Ihsan atesta que o açúcar vicia mais que a cocaína:- A cocaína leva à morte, por uso directo (overdose) a cerca de 6% a 8% dos usuários. No caso do açúcar, esse percentual é de 42%, por meio da hipertensão, diabetes e a famosa obesidade.<br />
  5. 5. A diabetes é uma doença crónica que se caracteriza pelo aumento dos níveis de açúcar (glicose) no sangue e pela incapacidade do organismo em transformar toda a glicose proveniente dos alimentos. À quantidade de glicose no sangue chama-se glicemia e quando esta aumenta diz-se que o doente está com hiperglicemia.<br />Transformamos grande parte dos alimentos que ingerimos em glicose. Essa glicose é transportada no sangue até as células, onde será usada como fonte de energia. Para facilitar esse transporte, nosso corpo produz uma substância chamada insulina. Quando se tem diabetes, o corpo não produz insulina ou não produz o suficiente, ou ainda a insulina produzida não funciona adequadamente. Daí o aumento da quantidade de glicose no sangue.Outras complicações associadas à diabetes<br />Retinopatia - lesão da retina; <br />Nefropatia - lesão renal; <br />Neuropatia - lesão nos nervos do organismo; <br />Macroangiopatia - doença coronária, cerebral e dos membros inferiores; <br />Hipertensão arterial; <br />Hipoglicemia - baixa do açúcar no sangue; <br />Hiperglicemia - nível elevado de açúcar no sangue; <br />Lípidos no sangue - gorduras no sangue; <br />Pé diabético - arteriopatia, neuropatia; <br />Doenças cardiovasculares - angina de peito, ataques cardíacos e acidentes vasculares cerebrais; <br />Obstrução arterial periférica - perturbação da circulação, por exemplo nas pernas e nos pés; <br />Disfunção e impotência sexual - a primeira manifesta-se de diferentes formas em ambos os sexos; <br />Infecções diversas e persistentes - boca e gengivas, infecções urinárias, infecções das cicatrizes depois das cirurgias.<br />A Diabetes<br />
  6. 6. São sem duvida os BOLOS… aqueles doces com ar apetitoso huuummm… <br />Depois de tudo ainda comes?<br />Os que mais contêm…<br />
  7. 7. FIM<br />

×