Ambientes de Aprendizagem        Tradicionalmente os ambientes de aprendizagem são espaços constituídos por salas,mesas, c...
Ambiente Virtual de Aprendizagem       O ambiente virtual de aprendizagem (AVA) é um sistema online que permite a interaçã...
- criar novos acessos a outros endereços da Internet, como forma de expansão e enriquecimentode conhecimentos.       A apr...
Nunes, C. (2012). Apoio a pais e docentes de alunos com multideficiência: Conceção e    desenvolvimento de um ambiente vir...
Upcoming SlideShare
Loading in …5
×

Ambientes de aprendizagem

344 views

Published on

AMBIENTES DE APRENDIZAGEM

Published in: Education
0 Comments
0 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

  • Be the first to like this

No Downloads
Views
Total views
344
On SlideShare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
1
Actions
Shares
0
Downloads
3
Comments
0
Likes
0
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

Ambientes de aprendizagem

  1. 1. Ambientes de Aprendizagem Tradicionalmente os ambientes de aprendizagem são espaços constituídos por salas,mesas, cadeiras, material didático, alunos e professores que interagem no processo de ensino eaprendizagem. O contexto desta interação obedece a leis de tempo e espaço, sendo que a aulaacontece durante um período de tempo estabelecido e num espaço determinado. Hoje, a aprendizagem transcende a sala de aula convencional e consubstancia-se cada vezmais nas experiências individuais vividas na diversidade de linguagens tecnológicas e dos grupossociais. Este tipo de Educação, feita através de ambientes tecnológicos, tem subjacentes relaçõesde tempo e espaço muito próprias, pois o ponto de articulação entre alunos e professores não éapenas a sala de aula e o tempo determinado para as aulas. Segundo Inácio “A evolução da Internet permitiu abrir as portas da escola, valorizandodiversificados processos de interação, de produção e de divulgação de conhecimento” ( 2009, p.155). A aprendizagem faz-se no ciberespaço que se configura como um espaço virtual para acomunicação através da tecnologia. Ele reúne, integra e redimensiona uma infinidade de médiase interfaces que permitem comunicações síncronas e assíncronas, que conectam redessociotécnicas do mundo inteiro, permitindo que grupos possam formar comunidades virtuaisfundadas para fins bem específicos (comunidades de interesse, de participação e deaprendizagem, Coll et al., 2008, p.309, citados por Nunes, 2012, p.119; e comunidades deprática, LAve e Wenger, 1991; Wenger, 1998).
  2. 2. Ambiente Virtual de Aprendizagem O ambiente virtual de aprendizagem (AVA) é um sistema online que permite a interaçãocolaborativa entre os diferentes agentes envolvidos. Segundo afirma Dillenbourg (2000, citadopor Inácio, 2009), as funcionalidades de um AVA passam por:- apoiar, ampliar e enriquecer espaços de convivência, privilegiando a atividade do sujeito naconstrução de conhecimento;- propiciar um espaço para a realização de experiências educacionais com uma propostapedagógica inovadora;- possibilitar a vivência de uma cultura de aprendizagem que implique ruturas paradigmáticas;- oferecer um espaço de desenvolvimento, de pesquisa e de ação de forma sistemática;- possibilitar a interdisciplinaridade num ambiente de cooperação entre sujeitos de diferentesáreas de conhecimento;- facilitar um espaço de interação entre os sujeitos;- favorecer o acesso às tecnologias educativas, aos variados agentes sociais, na perspetiva decontrução do conhecimento e de competências sociais. Um bom ambiente virtual de aprendizagem deve:- integrar ferramentas interativas e de comunicação;- proporcionar estratégias que favoreçam a participação ativa e significativa dos alunos;- abranger possibilidades didáticas de aprendizagem tanto individuais como coletivas;- oferecer possibilidades de escolha sobre quais os caminhos que podem levar à aquisição doconhecimento;-abrir novas possibilidades de exposição de opiniões e da produção intelectual dos seusutilizadores;
  3. 3. - criar novos acessos a outros endereços da Internet, como forma de expansão e enriquecimentode conhecimentos. A aprendizagem, nestes ambientes, tem implícita uma estratégia educativa que visa darsuporte para que os sujeitos construam o seu conhecimento através da discussão, da reflexão etomada de decisões e onde os recursos informáticos atuam como mediadores do processo deensino e aprendizagem. Reúnem diversas ferramentas (fórum, chat, e-mail, listas de discussão)podendo estar estruturados a partir de uma plataforma de interação. A interação é entendidacomo a base para a aprendizagem, sendo a interação do individuo com o mundo, com os outros ecom diferentes objetos de conhecimento. Dentro da definição de Ambientes Virtuais de Aprendizagem, podemos distinguir acategoria denominada de Sistemas de Gestão da Aprendizagem (LMS). Esta categoria defineum sistema que dispõe de um conjunto de funcionalidades projetadas para armazenar, distribuir egerir conteúdos de aprendizagem, de forma progressiva e interativa, podendo também registrar erelatar atividades do aluno, bem como do seu desempenho e efetuar a sua avaliação. ReferênciasInácio, R. (2009). Comunidades virtuais de aprendizagem: Um exemplo. In G. L. Miranda (Org). Ensino online e aprendizagem multimédia (pp. 154-163). Lisboa: Relógio de Água Editores.Lave, J. & Wenger, E. (1991). Situated learning. Legitimate peripheral participation. USA: Cambridge University Press.
  4. 4. Nunes, C. (2012). Apoio a pais e docentes de alunos com multideficiência: Conceção e desenvolvimento de um ambiente virtual de aprendizagem. Manuscrito não publicado, Tese de doutoramento. Instituto de Educação da Universidade de Lisboa.Disponível em: http://repositorio.ul.pt/bitstream/10451/7702/1/ulsd064599_td_tese.pdfWenger, E. (1998). Communities of practice: Learning, meaning, and identity. USA: Cambridge University Press

×