Successfully reported this slideshow.
We use your LinkedIn profile and activity data to personalize ads and to show you more relevant ads. You can change your ad preferences anytime.
UNIVERSIDADE DE BRASÍLIA – UnB         UAB- Licenciatura em Artes Visuais         ATIVIDADE PLANO DE AULA –S -7          M...
Gostei muito desse plano de aula, porque ele oferece várias possibilidades para adescoberta do desenho e das texturas, e t...
2ª etapaConvide os alunos a desenhar a sola do tênis de cada um. Explique que não é preciso copiar -basta usar uma técnica...
Upcoming SlideShare
Loading in …5
×

Plano de aula

11,173 views

Published on

  • Be the first to comment

Plano de aula

  1. 1. UNIVERSIDADE DE BRASÍLIA – UnB UAB- Licenciatura em Artes Visuais ATIVIDADE PLANO DE AULA –S -7 Maria Antonia dos Santos Brigato Nome do professor supervisora: Maria Luiza Fragoso Nome do tutor á distância: Fernando AquinoNome do tutor presencial: Alda Emilia Machado Tondelli Barretos – 2011
  2. 2. Gostei muito desse plano de aula, porque ele oferece várias possibilidades para adescoberta do desenho e das texturas, e todas as crianças gostam muito de fazer essaatividade. Acho que podemos relacioná-la á gravura também. Quanto ao objetivo, esse é um excelente método de ensino, pois possibilita as criançasfazer várias descobertas usando texturas.O publico alvo: crianças de 3° e 4° séria Para Piaget, no 3° estágio, as crianças desenvolvem padrões lógicos e é o que tornasuas expressões artísticas mais submissas às expectativas. E para Vigotski, o ser humano setorna indivíduo imergindo-se na cultura já que o sujeito torna-se diferenciado do outro narelação com o outro; torna-se singular por meio de sua socialização. Também técnicas,materiais, e recursos audiovisuais são elementos mediadores da aprendizagem e podem abrirzonas de desenvolvimento proximal.O processo de contextualização acontece através dos desenhos feitos com materiais dos seuscotidianos.Ensino Fundamental 1 Arte Artes visuaisModalidadesProjetoExposição de desenhos feitos com lápis grafiteEnvie por email ImprimaObjetivos- Observar e produzir texturas.- Desenhar utilizando as diferentes tonalidades obtidas com o lápis 6B.- Ampliar o repertório gráfico.Conteúdo- Desenho.Anos3º e 4º.Tempo estimadoOito aulas.Material necessárioDesenhos feitos pelos alunos com lápis de cor (se não dispor de um acervo, proponha quefaçam). Objetos diversos com texturas, como tecidos, lixas, rendas, moedas, folhas etc. Papelsulfite, cartolina branca cortada no tamanho A4 e lápis 6B. Imagens de obras de MauritsCornelis Escher.IntroduçãoSelecione algumas produções dos alunos e peça que eles contem o que fizeram para obter avariedade de tons coloridos. Questione se usaram a mesma cor para obter tons diferentes,manipulando o lápis de maneiras variadas, por exemplo.1 ª etapa
  3. 3. 2ª etapaConvide os alunos a desenhar a sola do tênis de cada um. Explique que não é preciso copiar -basta usar uma técnica chamada frotagem. Em dupla, enquanto uma criança segura o própriocalçado com a sola virada para cima, o colega apoia a folha sobre ela e passa o lápis no papelpara imprimir a textura. Estimule-os a usar o lápis inclinado em ângulos diversos.3ª etapaReúna os estudantes e socialize as produções. Questione os resultados obtidos. A turmaprecisa concluir que, quanto mais inclinado o lápis, melhor a textura impressa. Exponha todasna sala para iniciar uma coleção de repertório gráfico.4ª etapaDesafie as crianças a copiar outras texturas. Disponibilize lixas, rendas etc. e distribua o sulfite.Depois, pergunte como elas poderiam desenhar essas texturas sem usar a frotagem. Comoobter os diferentes tons para reproduzi-las? O grupo precisa perceber que a intensidade daforça utilizada, a inclinação do lápis e o traçado de pontos e linhas são elementos que devemser considerados para isso. Para ajudar na busca por respostas, apresente imagens de Eschere pergunte como ele utilizou somente o lápis e conseguiu obter tantas tonalidades e texturas.5ª etapaComo lição de casa, peça que os alunos busquem objetos que apresentem texturas (como umacasquinha de sorvete) e desenhem-nos na cartolina com o lápis 6B. No dia seguinte, reúna-ospara debater o processo de obtenção das imagens e exponha os trabalhos no mural.6ª etapaCom um repertório gráfico amplo proponha ao grupo criar desenhos livremente na cartolina,preenchendo tanto as figuras como o fundo do papel com texturas, para depois organizar umaexposição na escola.Produto finalExposição de desenhos.AvaliaçãoObserve como as crianças exploram o lápis 6B. Elas devem variar a inclinação e empregarníveis de força diferentes para obter as texturas. Durante as socializações, ajude a turma aidentificar as texturas, as linhas utilizadas e as nuances obtidas com o grafite."Obesevação do professor Fernando Aquino.Bom plano de aula. Para enriquecê-lo, utilize exercícios de geometria. Seus alunos verão comoaté numa casquinha de sorvete a estruturação geométrica está presente."Consultoria: Karen Greif AmarProfessora da Escola da Vila, em São Paulo, SP.http://revistaescola.abril.com.br/arte/pratica-pedagogica/exposicao-desenhos-feitos-lapis-grafite-528871 .shtml Acesso em: 29/11 /2011PULINO, Lucia: A teoria Psicogenética de Jean Piaget (Texto 02)PULINO, Lucia: A teoria sócio-histórica de Vigotski (Texto 03)

×