Jo 2008 Dia A Dia

L
08.08.08 – Sublime Li Ning  – O antigo ginasta chinês (triplo Campeão Olímpico em Los Angeles, em 1984)  voou  sobre o estádio “Ninho de pássaro” para acender a chama na pira olímpica . Cerimónia de abertura – Um espectáculo sublime, preparado minuciosamente durante anos, interligando a história milenar da China com a capacidade de organização, modernidade e futuro de uma potência emergente, presenciado por líderes mundiais como Bush, Putin ou Sarkozy, alheio aos protestos que se fizeram sentir em várias latitudes. ( foto ) ( foto )
09.08.08 – Prelúdio Michael Phelps  – No primeiro dia de provas, o primeiro  record  olímpico, para o que se antecipa como principal candidato a figura maior desta Olimpíada. Ataque a familiares de treinador da selecção de voleibol dos EUA, em área turística de Pequim, fatal para atacado e atacante, lança sombra sobre o início dos Jogos. ( foto )
10.08.08 – Decepção Telma Monteiro  – Repetindo o 9º lugar alcançado em Atenas em 2004, Telma é o rosto das decepcionantes prestações dos portugueses nesta jornada, do judo à esgrima, passando pela natação, muito aquém das expectativas, com as medalhas a não passarem de uma longínqua miragem. E, das duas uma: na base dos protestos da judoca terá estado o “mau perder” decorrente das ambições frustradas; ou terão as suas acusações de “caseirismo” da arbitragem constituído uma denúncia a que deverá ser dada atenção? À conquista da primeira das várias medalhas de ouro  reservadas  para o estado-unidense Michael Phelps ficou associado o “inevitável”  record  mundial... com o contributo dos modernos fatos especiais de natação, fabricados em Paços de Ferreira.  Na cerimónia protocolar de entrega de medalhas da prova de tiro, o abraço da russa Natalia Paderina e da georgiana Nino Salukvadze (medalhas de prata e bronze, respectivamente), num gesto simbólico contra o conflito que opõe a Rússia e a Geórgia. ( foto )
11.08.08 – Lágrimas João Pina  – O choro compulsivo do judoca, na mais forte imagem da impotência até agora demonstrada pelos atletas portugueses face ao elevado nível da concorrência, também potenciada pelas excessivas (irrealistas?) expectativas criadas e amplificadas pela comunicação social. A final da estafeta de 4x100m livres em natação, com cinco (!) quartetos a superar a marca que constituía  record  mundial, com a vitória “ao milímetro” dos EUA, após uma fantástica recuperação final. ( foto )
12.08.08 –  Record Michael Phelps  – Com a obtenção da terceira medalha de ouro, o estado-unidense igualou o registo do também nadador dos EUA, Mark Spitz, com 9 títulos olímpicos. Ao vencer a Sérvia (2-0) a selecção da Argentina soma 9 vitórias consecutivas no Futebol (incluindo as provas de 2004 e 2008), um novo  record  olímpico (ultrapassando as marcas anteriormente estabelecidas pelo Uruguai e pela Hungria). ( foto )
13.08.08 – Garimpeiros Para além do inevitável Michael Phelps, os atletas chineses que garantiram já a conquista de 17 medalhas de ouro, praticamente o triplo das alcançadas pelos países que se seguem de imediato na tabela. As duas medalhas de ouro hoje obtidas por Michael Phelps, elevando o seu pecúlio para cinco, passando a acumular um total de 11 títulos olímpicos, o que o torna no maior campeão de toda a história das Olimpíadas, superando Mark Spitz (EUA), Carl Lewis (EUA), Larysa Latynina (URSS) e Paavo Nurmi (Finlândia), todos com 9 vitórias nos Jogos Olímpicos. ( foto )
14.08.08 – Transição Roger Federer  – O suíço, ainda nº 1 do  ranking  mundial (a poucos dias de ser oficialmente destronado da posição que ocupou consecutivamente ao longo de mais de 4 anos e meio), foi eliminado do torneio de Ténis pelo estado-unidense James Blake, nos ¼ Final da prova. Pela primeira vez desde os Jogos Olímpicos de 1980, o título olímpico da prova individual feminina de tiro com arco foi ganho por uma atiradora não sul-coreana, a chinesa Juan Juan Zhang. ( foto )
15.08.08 – Competitividade Nastia Liukin  – Nascida em Moscovo, filha do também ginasta da ex-URSS, Valeri Liukin (que alcançara a medalha de prata nos Jogos Olímpicos de 1988, em Seoul), a agora estado-unidense (de 18 anos) conseguiu obter a medalha de ouro no concurso individual de ginástica feminina, intensamente disputado, com a também representante dos EUA, a jovem prodígio Shawn Johnson (16 anos) a garantir o 2º lugar, superando ambas a melhor chinesa, Yilin Yang, assim colocando termo ao domínio das ginastas chinesas (vencedoras colectivamente), que tanta controvérsia gerara, com acusações de que algumas delas não teriam a idade mínima requerida para participar nesta competição (16 anos). As ½ Finais do Torneio de Ténis sublinharam também a elevada competitividade destas Olimpíadas, com o chileno Fernando Gonzalez a vencer o estado-unidense James Blake (que afastara o suíço Roger Federer) por 2-1, com os parciais de 4-6, 7-5 e 11-9 (!), ao fim de quase três horas, enquanto que o novo líder mundial (Rafael Nadal) teve de se bater arduamente para eliminar o sérvio Novak Djokovic, também por 2-1 (6-4, 1-6 e 6-4). ( foto ) ( foto )
16.08.08 – Vertigem Usain Bolt  – Uma  vertiginosa  aceleração na segunda metade da prova permitiu ao jamaicano sagrar-se campeão olímpico dos 100 metros com uma inusitada vantagem, estabelecendo um novo  record  mundial, com a marca de 9.69 segundos. Para além da “estratosférica” prova de Usain Bolt, que lhe possibilitou começar a comemorar a vitória ainda antes de cruzar a linha de meta, também Michael Phelps entrou hoje na lenda, com a sétima medalha de ouro (vencendo a prova dos 100 metros mariposa… com um centésimo de segundo de vantagem face ao sérvio Milorad Cavic), igualando a proeza de Mark Spitz em 1972, a qual promete aliás superar já amanhã.... ( foto )
17.08.08 – Pleno Michael Phelps  – Cumprindo a promessa, o estado-unidense consumou hoje o pleno, somando 8 medalhas de ouro às 6 que alcançara em Atenas, revalidando o estatuto de figura maior dos Jogos Olímpicos (passando a somar um total de 16 medalhas, apenas duas menos que a ginasta soviética Larysa Latynina), no dia em que Shelly-Ann Fraser (replicando a vitória de Usain Bolt) garantiu para a Jamaica ambos os títulos dos mais velozes atletas do planeta, quer no sector masculino, quer no feminino, e em que Rafael Nadal coroou a sua ascensão a nº 1 mundial com a obtenção do título de campeão olímpico de ténis. O  record  olímpico do etíope Kenenisa Bekele, praticamente em cima dos 27 minutos, conquistando a medalha de ouro na prova dos 10 000 metros. ( foto ) ( foto )
18.08.08 – Prata Vanessa Fernandes  – A triatleta confirmou-se como um dos valores mais seguros da delegação portuguesa, garantindo a primeira medalha para Portugal nestes Jogos, não obstante ter ficado longe do ouro, conquistado pela australiana Emma Snowsill, com mais de um minuto de vantagem. A desistência, por lesão, já nos blocos de partida, do campeão olímpico e mundial em título dos 110 metros barreiras, o chinês Liu Xiang, perante o seu público, uma decepção do tamanho do estádio “Ninho de pássaro”. ( foto )
19.08.08 – Deriva Comitiva portuguesa  – Primeiro as decepcionantes prestações no judo e na natação; depois a eliminação de Francis Obikwelu, a par de diversas outras classificações sofríveis no atletismo; hoje a desilusão do 4º lugar de Gustavo Lima na vela, a infeliz eliminação de Naide Gomes e as declarações da medalhada Vanessa Fernandes sobre a falta de seriedade com que alguns atletas encararam a competição, culminando no anúncio da demissão do presidente do Comité Olímpico de Portugal, Vicente de Moura, dão bem a imagem do estado de espírito dos portugueses em Pequim. A inesperada eliminação da Campeã europeia e mundial (pista coberta) Naide Gomes da prova de salto em comprimento, com dois nulos nas primeiras tentativas e um salto... “comprometido” na derradeira oportunidade, a 6,29 metros, demasiado curto para atingir a qualificação. ( foto )
20.08.08 – Jamaica Usain Bolt  – O jamaicano confirma-se como principal candidato a “rei do estádio” nestes Jogos Olímpicos, com mais uma estrondosa vitória, repetindo na prova de 200 metros o feito da corrida do hectómetro, estabelecendo também novo  record  mundial (19.30 segundos), no dia em que foi igualmente para a Jamaica o título olímpico dos 400 metros barreiras femininos (Melanie Walker), o quarto no atletismo em provas de velocidade, assim relegando os EUA para uma invulgar posição de subalternidade nesta especialidade. A fantástica prova dos 200 metros, também assinalada por inusitadas desclassificações de dois atletas (Churandy Martina e Wallace Spearmon – que haviam finalizado a corrida na 2ª e 3ª posições), por terem pisado a linha delimitadora dos respectivos corredores na pista. ( foto )
21.08.08 – Ouro Nélson Évora  – Seguro, confiante nas suas capacidades, confirmando o seu estatuto de Campeão do mundo, revelou-se imune à envolvente até ao momento da vitória, em que, finalmente, não resistindo à emoção, foi incapaz de suster as lágrimas. Conquistando a medalha de ouro no triplo-salto, torna-se no quarto Campeão Olímpico de Portugal, assim entrando na história, ao lado de Carlos Lopes (1984), Rosa Mota (1988) e Fernanda Ribeiro (1996). Para além da fantástica vitória de Nélson Évora, a conquista pelos EUA das 3 medalhas na prova dos 400 metros masculinos, com a particularidade de o 3º lugar ter sido alcançado mercê de um lançamento em “mergulho” sobre a linha de meta. ( foto )
22.08.08 – Reis Tirunesh Dibaba  – A etíope tornou-se hoje na primeira atleta a sagrar-se Campeã Olímpica dos 5 000 e dos 10 000 metros (com um fantástico  record  olímpico, abaixo dos 30 minutos). A vitória da Jamaica na estafeta de 4x100 metros, com o tempo de 37.10 segundos, consagrando definitivamente Usain Bolt como rei do Estádio nestas Olimpíadas, com 3 medalhas de ouro... e 3  records  mundiais! ( foto )
23.08.08 – Classe Kenenisa Bekele  – À semelhança da sua compatriota Tirunesh Dibaba, o atleta etíope sagrou-se também, e de forma categórica, Campeão Olímpico dos 10 000 e dos 5 000 metros (igualando a proeza do também etíope Mirus Yifter em 1980), estabelecendo nesta prova um novo  record  olímpico, pela primeira vez abaixo dos 13 minutos, reafirmando a sua inequívoca classe mundial, perfilando-se assim como “lugar-tenente” de Usain Bolt como reis da pista em  Pequim; se a Jamaica dominou a velocidade, a Etiópia impôs-se nas provas de fundo (quando falta apenas disputar a maratona). A Argentina – acumulando 12 vitórias consecutivas – revalidou o título olímpico em futebol (que conquistara já em 2004 em Atenas), batendo na final a Nigéria com um golo do benfiquista Di María, num “chapéu” de belo efeito. Javier Mascherano é o primeiro jogador a bisar este título. ( foto )
24.08.08 – Memória Samuel Wanjiru  – No termo de uma sensacional corrida, isolando-se cerca dos 37 km, o queniano venceu categoricamente a maratona, com o magnífico tempo de 2:06:32, subtraindo quase três minutos ao  record  olímpico, que pertencia, há já 24 anos, ao português Carlos Lopes. Cerimónia de encerramento – Um novo hino à organização, coordenação e sincronismo por parte de centenas de figurantes, tendo por base a “Torre da Memória”, no final de uma Olimpíada que perdurará na nossa... memória. Recuperando uma fórmula clássica: os Jogos Olímpicos de Pequim 2008 acabaram; vivam os Jogos Olímpicos de 2012 em Londres! ( foto )
Tabela de Medalhas 1. China  – 51 Ouro / 21 Prata / 28 Bronze = 100 2. EUA  – 36 Ouro / 38 Prata / 36 Bronze = 110 3. Rússia  – 23 Ouro / 21 Prata / 28 Bronze = 72 4. Grã-Bretanha  – 19 Ouro / 13 Prata / 15 Bronze = 47 5. Alemanha  – 16 Ouro / 10 Prata / 15 Bronze = 41 16. Bielorússia  – 4 / 5 / 10 = 19 17. Roménia  – 4 / 1 / 3 = 8 18. Etiópia  – 4 / 1 / 2 = 7 19. Canadá  – 3 / 9 / 6 = 18 20. Polónia  – 3 / 6 / 1 = 10 21. Hungria  – 3 / 5 / 2 = 10 21. Noruega  – 3 / 5 / 2 = 10 23. Brasil  – 3 / 4 / 8 = 15 24. R. Checa  – 3 / 3 / 0 = 6 25. Eslováquia  – 3 / 2 / 1 = 6 … 46. Portugal  – 1 / 1 / 0 = 2  6. Austrália  – 14 / 15 / 17 = 46 7. Coreia Sul  – 13 / 10 / 8 = 31 8. Japão  – 9 / 6 / 10 = 25 9. Itália  – 8 / 10 / 10 = 28 10. França  – 7 / 16 / 17 = 40 11. Ucrânia  – 7 / 5 / 15 = 27 12. Holanda  – 7 / 5 / 4 = 16 13. Jamaica –  6 / 3 / 2 = 11 14. Espanha  – 5 / 10 / 3 = 18 15. Quénia  – 5 / 5 / 4 = 14
1 of 18

Recommended

Maiores atletas olimpicos livro by
Maiores atletas olimpicos livroMaiores atletas olimpicos livro
Maiores atletas olimpicos livroAdriana Almeida Braz
451 views23 slides
Juntos by
JuntosJuntos
JuntosCassiano Santana
170 views27 slides
Destaques olímpicos da semana by
Destaques olímpicos da semanaDestaques olímpicos da semana
Destaques olímpicos da semanaErich07
237 views8 slides
Edna em ação contra ataca by
Edna em ação   contra atacaEdna em ação   contra ataca
Edna em ação contra atacaCláudia Burihan
218 views36 slides
Juntos by
Juntos Juntos
Juntos Cassiano Santana
121 views22 slides
15.08.15 japão mostra sua força no estilo livre feminino com quatro medalhas ... by
15.08.15 japão mostra sua força no estilo livre feminino com quatro medalhas ...15.08.15 japão mostra sua força no estilo livre feminino com quatro medalhas ...
15.08.15 japão mostra sua força no estilo livre feminino com quatro medalhas ...Roberto Rabat Chame
1.5K views2 slides

More Related Content

What's hot

Diário olímpico 6 by
Diário olímpico 6Diário olímpico 6
Diário olímpico 6APEB
1.1K views2 slides
O olhar do público sobre as olimpíadas de Pequim 2008 by
O olhar do público sobre as olimpíadas de Pequim 2008O olhar do público sobre as olimpíadas de Pequim 2008
O olhar do público sobre as olimpíadas de Pequim 2008Ricardo Gouvêa
364 views8 slides
Paraolímpiadas by
ParaolímpiadasParaolímpiadas
ParaolímpiadasJefferson Barroso
2.7K views7 slides
Atletismo by
AtletismoAtletismo
AtletismoMarinho Mota
374 views25 slides
Rio 2016 - Olimpíadas by
Rio 2016 - OlimpíadasRio 2016 - Olimpíadas
Rio 2016 - OlimpíadasACIDADE ON
372 views60 slides
Jogos paralimpicos by
Jogos paralimpicosJogos paralimpicos
Jogos paralimpicosProfessora Fabiana Castro
4.4K views17 slides

Similar to Jo 2008 Dia A Dia

Os melhores momentos da natação nas olimpíadas de Pequim 2008 Por Vânia Macul by
Os melhores momentos da natação nas olimpíadas de Pequim 2008 Por Vânia MaculOs melhores momentos da natação nas olimpíadas de Pequim 2008 Por Vânia Macul
Os melhores momentos da natação nas olimpíadas de Pequim 2008 Por Vânia Maculvmacul
506 views8 slides
A Primeira Semana Brasileira em Pequim by
A Primeira Semana Brasileira em PequimA Primeira Semana Brasileira em Pequim
A Primeira Semana Brasileira em Pequimpedro0880
170 views8 slides
Atletismo by
AtletismoAtletismo
Atletismocrishmuler
26K views71 slides
Apresentação de educaçao ficica by
Apresentação de educaçao ficicaApresentação de educaçao ficica
Apresentação de educaçao ficicacrishmuler
3.1K views61 slides
Olimpiadas 2008 by
Olimpiadas 2008Olimpiadas 2008
Olimpiadas 2008Luisa87
567 views7 slides
Jovens da ujio by
Jovens da ujioJovens da ujio
Jovens da ujioCláudia Burihan
239 views43 slides

Similar to Jo 2008 Dia A Dia(17)

Os melhores momentos da natação nas olimpíadas de Pequim 2008 Por Vânia Macul by vmacul
Os melhores momentos da natação nas olimpíadas de Pequim 2008 Por Vânia MaculOs melhores momentos da natação nas olimpíadas de Pequim 2008 Por Vânia Macul
Os melhores momentos da natação nas olimpíadas de Pequim 2008 Por Vânia Macul
vmacul506 views
A Primeira Semana Brasileira em Pequim by pedro0880
A Primeira Semana Brasileira em PequimA Primeira Semana Brasileira em Pequim
A Primeira Semana Brasileira em Pequim
pedro0880170 views
Apresentação de educaçao ficica by crishmuler
Apresentação de educaçao ficicaApresentação de educaçao ficica
Apresentação de educaçao ficica
crishmuler3.1K views
Olimpiadas 2008 by Luisa87
Olimpiadas 2008Olimpiadas 2008
Olimpiadas 2008
Luisa87567 views
Diário olimpico 2 by Caia Évora
Diário olimpico 2Diário olimpico 2
Diário olimpico 2
Caia Évora797 views
Hegemonia no voleibol mundial masculino by Idel Halfen
Hegemonia no voleibol mundial masculinoHegemonia no voleibol mundial masculino
Hegemonia no voleibol mundial masculino
Idel Halfen1K views
Hegemonia no voleibol mundial masculino - versão 2018 by Idel Halfen
Hegemonia no voleibol mundial masculino - versão 2018Hegemonia no voleibol mundial masculino - versão 2018
Hegemonia no voleibol mundial masculino - versão 2018
Idel Halfen220 views
Apostila ed fisica 7 ano by andria4shared
Apostila ed fisica 7 anoApostila ed fisica 7 ano
Apostila ed fisica 7 ano
andria4shared25.1K views
Diário olímpico 7 by APEB
Diário olímpico 7Diário olímpico 7
Diário olímpico 7
APEB1.3K views

Jo 2008 Dia A Dia

  • 1. 08.08.08 – Sublime Li Ning – O antigo ginasta chinês (triplo Campeão Olímpico em Los Angeles, em 1984) voou sobre o estádio “Ninho de pássaro” para acender a chama na pira olímpica . Cerimónia de abertura – Um espectáculo sublime, preparado minuciosamente durante anos, interligando a história milenar da China com a capacidade de organização, modernidade e futuro de uma potência emergente, presenciado por líderes mundiais como Bush, Putin ou Sarkozy, alheio aos protestos que se fizeram sentir em várias latitudes. ( foto ) ( foto )
  • 2. 09.08.08 – Prelúdio Michael Phelps – No primeiro dia de provas, o primeiro record olímpico, para o que se antecipa como principal candidato a figura maior desta Olimpíada. Ataque a familiares de treinador da selecção de voleibol dos EUA, em área turística de Pequim, fatal para atacado e atacante, lança sombra sobre o início dos Jogos. ( foto )
  • 3. 10.08.08 – Decepção Telma Monteiro – Repetindo o 9º lugar alcançado em Atenas em 2004, Telma é o rosto das decepcionantes prestações dos portugueses nesta jornada, do judo à esgrima, passando pela natação, muito aquém das expectativas, com as medalhas a não passarem de uma longínqua miragem. E, das duas uma: na base dos protestos da judoca terá estado o “mau perder” decorrente das ambições frustradas; ou terão as suas acusações de “caseirismo” da arbitragem constituído uma denúncia a que deverá ser dada atenção? À conquista da primeira das várias medalhas de ouro reservadas para o estado-unidense Michael Phelps ficou associado o “inevitável” record mundial... com o contributo dos modernos fatos especiais de natação, fabricados em Paços de Ferreira. Na cerimónia protocolar de entrega de medalhas da prova de tiro, o abraço da russa Natalia Paderina e da georgiana Nino Salukvadze (medalhas de prata e bronze, respectivamente), num gesto simbólico contra o conflito que opõe a Rússia e a Geórgia. ( foto )
  • 4. 11.08.08 – Lágrimas João Pina – O choro compulsivo do judoca, na mais forte imagem da impotência até agora demonstrada pelos atletas portugueses face ao elevado nível da concorrência, também potenciada pelas excessivas (irrealistas?) expectativas criadas e amplificadas pela comunicação social. A final da estafeta de 4x100m livres em natação, com cinco (!) quartetos a superar a marca que constituía record mundial, com a vitória “ao milímetro” dos EUA, após uma fantástica recuperação final. ( foto )
  • 5. 12.08.08 – Record Michael Phelps – Com a obtenção da terceira medalha de ouro, o estado-unidense igualou o registo do também nadador dos EUA, Mark Spitz, com 9 títulos olímpicos. Ao vencer a Sérvia (2-0) a selecção da Argentina soma 9 vitórias consecutivas no Futebol (incluindo as provas de 2004 e 2008), um novo record olímpico (ultrapassando as marcas anteriormente estabelecidas pelo Uruguai e pela Hungria). ( foto )
  • 6. 13.08.08 – Garimpeiros Para além do inevitável Michael Phelps, os atletas chineses que garantiram já a conquista de 17 medalhas de ouro, praticamente o triplo das alcançadas pelos países que se seguem de imediato na tabela. As duas medalhas de ouro hoje obtidas por Michael Phelps, elevando o seu pecúlio para cinco, passando a acumular um total de 11 títulos olímpicos, o que o torna no maior campeão de toda a história das Olimpíadas, superando Mark Spitz (EUA), Carl Lewis (EUA), Larysa Latynina (URSS) e Paavo Nurmi (Finlândia), todos com 9 vitórias nos Jogos Olímpicos. ( foto )
  • 7. 14.08.08 – Transição Roger Federer – O suíço, ainda nº 1 do ranking mundial (a poucos dias de ser oficialmente destronado da posição que ocupou consecutivamente ao longo de mais de 4 anos e meio), foi eliminado do torneio de Ténis pelo estado-unidense James Blake, nos ¼ Final da prova. Pela primeira vez desde os Jogos Olímpicos de 1980, o título olímpico da prova individual feminina de tiro com arco foi ganho por uma atiradora não sul-coreana, a chinesa Juan Juan Zhang. ( foto )
  • 8. 15.08.08 – Competitividade Nastia Liukin – Nascida em Moscovo, filha do também ginasta da ex-URSS, Valeri Liukin (que alcançara a medalha de prata nos Jogos Olímpicos de 1988, em Seoul), a agora estado-unidense (de 18 anos) conseguiu obter a medalha de ouro no concurso individual de ginástica feminina, intensamente disputado, com a também representante dos EUA, a jovem prodígio Shawn Johnson (16 anos) a garantir o 2º lugar, superando ambas a melhor chinesa, Yilin Yang, assim colocando termo ao domínio das ginastas chinesas (vencedoras colectivamente), que tanta controvérsia gerara, com acusações de que algumas delas não teriam a idade mínima requerida para participar nesta competição (16 anos). As ½ Finais do Torneio de Ténis sublinharam também a elevada competitividade destas Olimpíadas, com o chileno Fernando Gonzalez a vencer o estado-unidense James Blake (que afastara o suíço Roger Federer) por 2-1, com os parciais de 4-6, 7-5 e 11-9 (!), ao fim de quase três horas, enquanto que o novo líder mundial (Rafael Nadal) teve de se bater arduamente para eliminar o sérvio Novak Djokovic, também por 2-1 (6-4, 1-6 e 6-4). ( foto ) ( foto )
  • 9. 16.08.08 – Vertigem Usain Bolt – Uma vertiginosa aceleração na segunda metade da prova permitiu ao jamaicano sagrar-se campeão olímpico dos 100 metros com uma inusitada vantagem, estabelecendo um novo record mundial, com a marca de 9.69 segundos. Para além da “estratosférica” prova de Usain Bolt, que lhe possibilitou começar a comemorar a vitória ainda antes de cruzar a linha de meta, também Michael Phelps entrou hoje na lenda, com a sétima medalha de ouro (vencendo a prova dos 100 metros mariposa… com um centésimo de segundo de vantagem face ao sérvio Milorad Cavic), igualando a proeza de Mark Spitz em 1972, a qual promete aliás superar já amanhã.... ( foto )
  • 10. 17.08.08 – Pleno Michael Phelps – Cumprindo a promessa, o estado-unidense consumou hoje o pleno, somando 8 medalhas de ouro às 6 que alcançara em Atenas, revalidando o estatuto de figura maior dos Jogos Olímpicos (passando a somar um total de 16 medalhas, apenas duas menos que a ginasta soviética Larysa Latynina), no dia em que Shelly-Ann Fraser (replicando a vitória de Usain Bolt) garantiu para a Jamaica ambos os títulos dos mais velozes atletas do planeta, quer no sector masculino, quer no feminino, e em que Rafael Nadal coroou a sua ascensão a nº 1 mundial com a obtenção do título de campeão olímpico de ténis. O record olímpico do etíope Kenenisa Bekele, praticamente em cima dos 27 minutos, conquistando a medalha de ouro na prova dos 10 000 metros. ( foto ) ( foto )
  • 11. 18.08.08 – Prata Vanessa Fernandes – A triatleta confirmou-se como um dos valores mais seguros da delegação portuguesa, garantindo a primeira medalha para Portugal nestes Jogos, não obstante ter ficado longe do ouro, conquistado pela australiana Emma Snowsill, com mais de um minuto de vantagem. A desistência, por lesão, já nos blocos de partida, do campeão olímpico e mundial em título dos 110 metros barreiras, o chinês Liu Xiang, perante o seu público, uma decepção do tamanho do estádio “Ninho de pássaro”. ( foto )
  • 12. 19.08.08 – Deriva Comitiva portuguesa – Primeiro as decepcionantes prestações no judo e na natação; depois a eliminação de Francis Obikwelu, a par de diversas outras classificações sofríveis no atletismo; hoje a desilusão do 4º lugar de Gustavo Lima na vela, a infeliz eliminação de Naide Gomes e as declarações da medalhada Vanessa Fernandes sobre a falta de seriedade com que alguns atletas encararam a competição, culminando no anúncio da demissão do presidente do Comité Olímpico de Portugal, Vicente de Moura, dão bem a imagem do estado de espírito dos portugueses em Pequim. A inesperada eliminação da Campeã europeia e mundial (pista coberta) Naide Gomes da prova de salto em comprimento, com dois nulos nas primeiras tentativas e um salto... “comprometido” na derradeira oportunidade, a 6,29 metros, demasiado curto para atingir a qualificação. ( foto )
  • 13. 20.08.08 – Jamaica Usain Bolt – O jamaicano confirma-se como principal candidato a “rei do estádio” nestes Jogos Olímpicos, com mais uma estrondosa vitória, repetindo na prova de 200 metros o feito da corrida do hectómetro, estabelecendo também novo record mundial (19.30 segundos), no dia em que foi igualmente para a Jamaica o título olímpico dos 400 metros barreiras femininos (Melanie Walker), o quarto no atletismo em provas de velocidade, assim relegando os EUA para uma invulgar posição de subalternidade nesta especialidade. A fantástica prova dos 200 metros, também assinalada por inusitadas desclassificações de dois atletas (Churandy Martina e Wallace Spearmon – que haviam finalizado a corrida na 2ª e 3ª posições), por terem pisado a linha delimitadora dos respectivos corredores na pista. ( foto )
  • 14. 21.08.08 – Ouro Nélson Évora – Seguro, confiante nas suas capacidades, confirmando o seu estatuto de Campeão do mundo, revelou-se imune à envolvente até ao momento da vitória, em que, finalmente, não resistindo à emoção, foi incapaz de suster as lágrimas. Conquistando a medalha de ouro no triplo-salto, torna-se no quarto Campeão Olímpico de Portugal, assim entrando na história, ao lado de Carlos Lopes (1984), Rosa Mota (1988) e Fernanda Ribeiro (1996). Para além da fantástica vitória de Nélson Évora, a conquista pelos EUA das 3 medalhas na prova dos 400 metros masculinos, com a particularidade de o 3º lugar ter sido alcançado mercê de um lançamento em “mergulho” sobre a linha de meta. ( foto )
  • 15. 22.08.08 – Reis Tirunesh Dibaba – A etíope tornou-se hoje na primeira atleta a sagrar-se Campeã Olímpica dos 5 000 e dos 10 000 metros (com um fantástico record olímpico, abaixo dos 30 minutos). A vitória da Jamaica na estafeta de 4x100 metros, com o tempo de 37.10 segundos, consagrando definitivamente Usain Bolt como rei do Estádio nestas Olimpíadas, com 3 medalhas de ouro... e 3 records mundiais! ( foto )
  • 16. 23.08.08 – Classe Kenenisa Bekele – À semelhança da sua compatriota Tirunesh Dibaba, o atleta etíope sagrou-se também, e de forma categórica, Campeão Olímpico dos 10 000 e dos 5 000 metros (igualando a proeza do também etíope Mirus Yifter em 1980), estabelecendo nesta prova um novo record olímpico, pela primeira vez abaixo dos 13 minutos, reafirmando a sua inequívoca classe mundial, perfilando-se assim como “lugar-tenente” de Usain Bolt como reis da pista em Pequim; se a Jamaica dominou a velocidade, a Etiópia impôs-se nas provas de fundo (quando falta apenas disputar a maratona). A Argentina – acumulando 12 vitórias consecutivas – revalidou o título olímpico em futebol (que conquistara já em 2004 em Atenas), batendo na final a Nigéria com um golo do benfiquista Di María, num “chapéu” de belo efeito. Javier Mascherano é o primeiro jogador a bisar este título. ( foto )
  • 17. 24.08.08 – Memória Samuel Wanjiru – No termo de uma sensacional corrida, isolando-se cerca dos 37 km, o queniano venceu categoricamente a maratona, com o magnífico tempo de 2:06:32, subtraindo quase três minutos ao record olímpico, que pertencia, há já 24 anos, ao português Carlos Lopes. Cerimónia de encerramento – Um novo hino à organização, coordenação e sincronismo por parte de centenas de figurantes, tendo por base a “Torre da Memória”, no final de uma Olimpíada que perdurará na nossa... memória. Recuperando uma fórmula clássica: os Jogos Olímpicos de Pequim 2008 acabaram; vivam os Jogos Olímpicos de 2012 em Londres! ( foto )
  • 18. Tabela de Medalhas 1. China – 51 Ouro / 21 Prata / 28 Bronze = 100 2. EUA – 36 Ouro / 38 Prata / 36 Bronze = 110 3. Rússia – 23 Ouro / 21 Prata / 28 Bronze = 72 4. Grã-Bretanha – 19 Ouro / 13 Prata / 15 Bronze = 47 5. Alemanha – 16 Ouro / 10 Prata / 15 Bronze = 41 16. Bielorússia – 4 / 5 / 10 = 19 17. Roménia – 4 / 1 / 3 = 8 18. Etiópia – 4 / 1 / 2 = 7 19. Canadá – 3 / 9 / 6 = 18 20. Polónia – 3 / 6 / 1 = 10 21. Hungria – 3 / 5 / 2 = 10 21. Noruega – 3 / 5 / 2 = 10 23. Brasil – 3 / 4 / 8 = 15 24. R. Checa – 3 / 3 / 0 = 6 25. Eslováquia – 3 / 2 / 1 = 6 … 46. Portugal – 1 / 1 / 0 = 2 6. Austrália – 14 / 15 / 17 = 46 7. Coreia Sul – 13 / 10 / 8 = 31 8. Japão – 9 / 6 / 10 = 25 9. Itália – 8 / 10 / 10 = 28 10. França – 7 / 16 / 17 = 40 11. Ucrânia – 7 / 5 / 15 = 27 12. Holanda – 7 / 5 / 4 = 16 13. Jamaica – 6 / 3 / 2 = 11 14. Espanha – 5 / 10 / 3 = 18 15. Quénia – 5 / 5 / 4 = 14