Successfully reported this slideshow.
We use your LinkedIn profile and activity data to personalize ads and to show you more relevant ads. You can change your ad preferences anytime.

Lutche Engenharia, Lda - Apresentação

1,024 views

Published on

LUTCHE - Engenharia Lda tem uma equipa técnica para prestar vários serviços em consultoria de Gestão de Energia, colaborando com as atividadesdo cliente que não fazem parte do seu core business.

Published in: Business
  • Be the first to comment

  • Be the first to like this

Lutche Engenharia, Lda - Apresentação

  1. 1. Praça do Município, 5 – R/C – Loja E3750-111 ÁguedaTel. +351234601430Fax +351234601430Tel. +351966911144 / 966494072Email geral@lutche.com.pt“INTEGRATED AND SUSTAINABLE ENERGY SOLUTIONS”
  2. 2. Somos uma empresa jovem mas com R H experientes nas áreas de negocio em queactuamos.O cliente é a razão da nossa existência, é com ele e para ele que desenvolvemos assoluções mais eficientes para concretização do objectivo pretendido.É nossa Política de que o negocio só estará bem realizado se as duas partes ficaremplenamente satisfeitas.QUEM SOMOS
  3. 3. A Energia detém um papel chave na competitividade das organizações => reduçãourgente do consumo.LUTCHE - Engenharia Lda tem uma equipa técnica para prestar vários serviços emconsultoria de Gestão de Energia, colaborando com as atividades do cliente que nãofazem parte do seu core business.Competências e Saber fazer- Projeto de Edifícios e Indústrias, Consultoria, Gestão e Auditorias em Energia;- Simulação Energética de Edifícios, Estudos de Eficiência Energética;- Concepção de Sistemas de Iluminação e Luminotecnia;- Concepção de Sistemas de Energia Fotovoltaica e Solar Térmica.Vantagem competitiva & Principais Características- Ouvir e aconselhar o cliente, considerando sempre as suas necessidades;- Permanente contacto com o cliente;- Competência técnica, prazos de entrega e preços competitivos.Proposta de ValorPara cada edifício e cada cliente, desenvolver projetos utilizando equipamentos esistemas eficientes, tornando a exploração dos edifícios economicamentesustentável.O QUE FAZEMOS
  4. 4. AREAS DE NEGOCIOCERTIFICAÇÃO SCE AUDITORIAS SGCIEPROJECTOS AVAC ENERGIA GESTÃO DE ENERGIAGESTÃO TÉCNICA EDIFÍCIOS ENERGIAS RENOVÁVEISLUMINOTECNIAGESTÃO DE ILUMINAÇÃO
  5. 5. CERTIFICAÇÃO SCEO SGCIE – SISTEMA DE GESTÃO DE CONSUMOS INTENSIVOS DE ENERGIA éaplicável a todas as industrias cujos consumos, sejam superiores a 500 tep/ano.O SGCIE prevê:Auditorias Energéticas periódicas que promovam a eficiência energética;A elaboração e execução de Planos de Racionalização de Consumo de Energia,que contemplem objectivos mínimos de eficiência energética;A LUTCHE dispõe de Técnicos reconhecidos pela DGEG com competências paraa Auditoria Energética, Planos de Racionalização de Energia e relatórios deExecução e Progresso.O SCE - CERTIFICAÇÃO ENERGÉTICA de EDIFICIOS é aplicável a todos os Edifícios de Serviços com área superior a 1000 m2.A lei obriga a auditorias periódicas que visam:- identificar e reduzir os consumos energéticos;- analisar e melhorar a Qualidade do Ar Interior.AUDITORIAS SGCIESCE - CERTIFICAÇÃO ENERGÉTICA de EDIFICIOSDL 78 / 2006 ; DL 79 / 2006 ; DL 80 / 2006SGCIE – SISTEMA DE GESTÃO DE CONSUMOS INTENSIVOS DE ENERGIAA Auditoria Energética irá permitir:Avaliar o desempenho energético do Edifício;Avaliar a qualidade do ar que se respira no interior do mesmo;Propor melhorias que permitam poupança energética;Propor medidas que permitam proporcionar mais bem-estar a quem trabalha no Edifício.A LUTCHE dispõe de Peritos Qualificados com competências para e execução destas Auditorias e realizar Propostas de melhorias paraproporcionar maior Eficiência Energética e melhor Qualidade do Ar Interior no Edifício.
  6. 6. A LUTCHE já contribuiu muito para a Eficiência Energética em Portugal, para que os novos Edifícios possam:Incorporar equipamentos eficientes;Ser concebidos de forma a serem Energeticamente Eficientes.Concebemos os seguintes tipos de Projectos:Projecto e Verificação do DL- 79 / 2006 - RSECE – E e QAI;Consultoria em Simulação Energética de Edifícios;Projectos AVAC; Projectos Ventilação; Projectos Climatização;Projectos Electricidade; Projectos Iluminação; ITED;Projectos de Energia Fotovoltaica e Solar Térmica (AQS Unifamiliar – Multifamiliar - Outros Edifícios);Projectos de Produção de Água Quente, por Biomassa.A LUTCHE – Engenharia, Lda dispõe de quadros técnicos que podem assegurar diversos serviços na área da Gestão de Energia:PROJECTOS AVAC ENERGIAGESTÃO DE ENERGIARealização de estudos, projectos e análises técnico-económicas de investimentos emsistemas de energia:– Planeamento e Gestão de projectos;– Implementação de Sistemas de Gestão e Utilização Racional da Energia e de Sistemas queutilizam Energias Renováveis;Assessoria e colaboração directa com o cliente, em actividades tais como:– Assessoria na negociação e gestão de contratos de fornecimento de energia;– Elaboração e Acompanhamento de Planos de Manutenção (PMP) de acordo com o RSECE;– Desempenho da Função de Técnico Responsável pelo Funcionamento (TRF) de acordo com o RSECE;– Desempenho da Função de Técnico Responsável pela Exploração de Instalações Eléctricas (TRE);– Desempenho da Função de Gestor de Energia;
  7. 7. Linha BUSLinha BUSSinais de aquisiSinais de aquisiçção e comandoão e comandoPC e/ou Touch ScreenPC e/ou Touch ScreenGSMGSMRS232, RS485 ou LANESQUEMA TIPOMONUMENTOSControlo:- Iluminação;- Climatização;- Equipamentos.Sinalização:- Alarmes;- Estado de Funcionamento.MCPMCPAlimentadorAlimentadorEste Sistema permite realizar a regulação, controlo e gestão de energia, de acordo com oprevisto nos Art.ºs 15.º e 16.º do novo RSECE.LARES 3.ª IDADEGESTÃO TÉCNICA DE EDIFÍCIOS• HOTEIS• RESTAURANTES• LAR 3.ª IDADE / CLINICAS• SUPERMERCADOS• SHOWROOMS• GINASIO / SPA / TERMAS• EDIFÍCIOS ADMINIISTRATIVOS• EDIFÍCIOS COMERCIAIS• MONUMENTOS• INDUSTRIAS
  8. 8. Dec. Lei 80/2006 – RCCTE (Regulamento das Características de ComportamentoTérmico dos Edifícios):“ A partir do 2.º Semestre 2006 é obrigatório a Instalação de Paineis SolaresTérmicos em novos Projectos de Edifícios de Habitação “Sistemas Ligados à Rede Eléctrica ou Autónomos;Microgeração e Minigeração;Venda de Energia à Rede e Auto-Suficiência;Poupanças de Consumo de Iluminação e Climatização em SistemasDimensionados Propositadamente para esse efeito;Projecto de Sistemas Fotovoltaicos com Integração Arquitectónica.INTEGRAÇÃO ARQUITECTÓNICAProjecto e Instalação de Sistemas de Painéis Solares Homologados pelo INETI.Integração das Energias Renováveis com os Sistemas de Climatização deacordo com o RSECE.ENERGIA SOLAR FOTOVOLTAICADec. Lei 79/2006 – RSECE (Regulamento dos Sistemas Energéticos de Climatizaçãoem Edifícios):“ …são de consideração prioritária obrigatória nos edifícios novos e nas grandesreabilitações, … os seguintes sistemas de energias alternativas:a) Sistemas de colectores solares planos para produção de água quente sanitária(AQS);b) Sistemas de aproveitamento de biomassa ou resíduos, quando disponíveis;c) Sistemas de aproveitamento de energia geotérmica, sempre que disponível;d) Sistemas autónomos, combinando solar térmico, solar fotovoltaico, eólico, etc.,em locais distantes da rede eléctrica pública.“Experiência no desenvolvimento de soluções utilizandoCaldeiras de Biomassa em diversos tipos de Edifícios:Estabelecimentos de Ensino;Estabelecimentos Hoteleiros.ENERGIAS RENOVÁVEISENERGIA SOLAR TÉRMICA e BIOMASSA
  9. 9. O sensor de luz é instalado o mais próximo possível da entrada de luzsolar. Isto permite uma leitura precisa da luz real.Na ZONA1 o factor Luz Solar é elevado. A Luz Solar na maior parte dassituações fornece a iluminação necessária, evitando assim a utilizaçãode iluminação artificial durante o dia. O sistema LUXSTAT desliga obalastro, de modo a maximizar a poupança de energia;Na ZONA 2 o factor Luz Solar é mais baixo. A medição do sensorde luz é corrigida pelo factor de Luz Solar e o sistema LUXSTATajusta o Fluxo Luminoso de acordo com o nível de Iluminaçãodesejado;Na ZONA 3 o factor Luz Solar é ainda mais baixo e o nível deIluminação artificial que lhe corresponde é mais elevado.APLICAÇÕES:Escolas;Escritórios;Hospitais;Hotéis;Habitação.LUXSTAT Stand-alone On/OffContém quatro aplicações pré-programadas e é utilizado onde o utilizador pretende quea luz tenha um controlo On/Off em relação ao nível de Luz Solar.LUXSTAT Stand-alone DimContém cinco aplicações pré-programadas e sinais de saída para dimming. É utilizadoquando o utilizador pretende regular o Fluxo Luminoso em relação ao nível de Luz Solar epermite obter um conforto optimizado bem como uma poupança de energia adicional.ESQUEMAS TIPOGESTÃO DE ILUMINAÇÃOREGULAÇÃO LUZ INTERIOR DE ACORDO COM A LUZ SOLAR
  10. 10. LUMINOTECNIA
  11. 11. ENERGIA - CHAVE DE COMPETITIVIDADEEVOLUÇÃO PREÇO MÉDIO DA ELECTRICIDADE - ERSE
  12. 12. AUDITORIA ENERGÉTICA INDÚSTRIA – CASO PRÁTICOPME (Fundição)SITUAÇÃO INICIAL: Consumo Anual de Energia de 943,8 TepA AUDITORIA ENERGÉTICA, IDENTIFICOU AS MEDIDAS DE RACIONALIZAÇÃO ENERGÉTICA SEGUINTES:1) Alteração da forma de alimentação de Lingotes e Gito aos Fornos de Fusão:Poupança Energética: 25,1 % Poupança Anual: 34.281,22 Euros2) Instalação de VEV nas Prensas de Corte de Gito :Poupança Energética: 56,2 % Poupança Anual : 1.857,99 Euros3) Instalação de Sistema de Gestão de Iluminação, em função da Luz Natural, no Pavilhão Fabril:Poupança Energética: 27 % Poupança Anual : 481,64 Euros4) Reparação de Fugas (Média de 50%) e Corte Automático de Ar Comprimido nos Equipamentos quando estes nãose encontram em funcionamento:Poupança Energética: 9,3 % Poupança Anual : 2.529,10 Euros5) Desactivação de Bomba de água e optimização do restante sistema de bombagem de água industrial:Poupança Energética: 100,0 % Poupança Anual : 1.492,17 EurosAPÓS A AUDITORIA ENERGÉTICA, OBTEVE-SE:Poupança Energética Global: 7,6 % Poupança Anual Global : 40.642,10 Euros
  13. 13. TRABALHOS REALIZADOSHOSPITAL ROVISCO PAISC E CASTRO DAIREHOTEL MEMMO BALEEIRAQUINTA DOS BISPOS – HOTEL RURALPROLEITE – E6INDELAGUE
  14. 14. CLIENTESARQUITETOSENGENHEIROS CIVISPROMOTORES IMOBILIARIOSDIRETORES DE MANUTENÇÃOEMPRESAS (SERVIÇOS E INDÚSTRIA)EMPRESAS EXPORTADORASCENTROS SOCIAIS E LARESCLINICASEDIFICIOS PUBLICOSMUNICIPIOS

×