42

| Técnica

| Técnica

Reparação Automotiva | Agosto 2013

43

PASSO-A-PASSO DA TROCA DO FLUIDO DE FREIO
NO VEÍCULO PAL...
Upcoming SlideShare
Loading in …5
×

MÍDIA TROCA DE FLUIDOS FREIO HITECH

275 views

Published on

ÓLEO DE FREIO HITECH

Published in: Automotive
0 Comments
0 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

  • Be the first to like this

No Downloads
Views
Total views
275
On SlideShare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
1
Actions
Shares
0
Downloads
1
Comments
0
Likes
0
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

MÍDIA TROCA DE FLUIDOS FREIO HITECH

  1. 1. 42 | Técnica | Técnica Reparação Automotiva | Agosto 2013 43 PASSO-A-PASSO DA TROCA DO FLUIDO DE FREIO NO VEÍCULO PALIO FIRE 2010, 1.0 2 Fotos: Estúdio Prána 1 TROCA DO FLUIDO DE FREIO COM A HI TECH Fabricante destaca as atenções que o reparador deve ter na hora da substituição do produto Texto: Simone Kühl I tem de segurança, o fluido de freio merece grande atenção do consumidor em relação ao seu período de troca e a certificação de qualidade do produto, conforme os requisitos estabelecidos pelo Inmetro. Para isto, Celso Dionísio, supervisor de produtos, Rogério Fragata, diretor Industrial, e Joel Jordes Ventura Ferreira, técnico, ambos da Hi Tech Produtos Automotivos, demonstram passo-a-passo como deve ser o procedimento. ESTEJA ATENTO A troca do fluido de freio deve ser realizada com 10.000 km ou 6 meses, o que ocorrer primeiro. Para isto, a orientação é que o aplicador se atente ao prazo de Selo do Inmetro: importante verificar a qualidade e procedência do produto validade, que geralmente está exposto no selo de trocas que se encontra no vidro dianteiro do veículo, ou através de caneta teste existente no mercado para constatação da qualidade do fluido de freio. Esse prazo de validade se dá principalmente pelo fluido de freio ser um produto perecível e a sua composição química é alterada com o passar do tempo devido ao excesso de calor e mudanças bruscas em sua temperatura, além de que o fluido de freio é um produto hidroscópico, ou seja, possui a característica de absorver a umidade existente no ar, ocasionando a diminuição do ponto de ebulição do fluido. “Outra verificação importante é em relação ao reconhecimento do líquido de freio pelo Inmetro. Além das normas existentes no Brasil o Inmetro regulamentou a Portaria nº 78 – Líquidos de Freios Hidráulicos, que está vigorando desde início de 2012, a Hi Tech foi uma das primeiras empresas a se enquadrar na Portaria nº 78, garantindo assim a qualidade total do seu produto e a credibilidade perante os consumidores. O Inmetro disponibiliza no seu site as indústrias e marcas realmente aprovadas e certificadas para consulta do consumidor”, conclui Fragata. CARACTERÍSTICAS DO FLUIDO O fluido de freio possui diferentes tipos com variações do ponto de ebulição, conforme estipula a norma: O Dot3 (cor azul) deve ter o ponto de ebulição acima de 205°, o Dot4 (cor vermelha) acima de 230°. Existe também no mercado o Dot5.1 para veículos especiais e maquinários agrícolas. Outro detalhe que os técnicos apontam é em relação às cores, que servem para a melhor visualização mas não possuem nenhuma influência e são padronizadas no Brasil de acordo com a fabricante. RECOMENDAÇÕES Os técnicos também recomendam que o consumidor não complete o líquido com produtos de outras marcas, pois os princípios ativos se diferem. “Em casos de emergência complete o produto e após chegar ao destino, faça a limpeza e a troca”. O procedimento dura em média de 40 minutos a 1 hora, conforme o veículo. A máquina para fazer sangria também facilita e agiliza o processo, de forma a atingir o tempo de 30 minutos, este equipamento custa em média R$ 350,00. Verificar se existe a necessidade de troca do fluido de freio, analisando sua validade. Confira no selo de troca, geralmente colado no vidro dianteiro do veículo. Para iniciar, retire todas as rodas do automóvel. 3 Com uma bomba a vácuo, remover o líquido de freio velho. Adicione 2 frascos de fluido novo (DOT 4) na máquina de troca de líquidos de freios e retire após alguns instantes, através da sangria das rodas. Este procedimento ajuda a limpar o reservatório com o próprio fluido e diminuir possíveis focos de umidade existentes no sistema hidráulico. 4 Faça a sangria das 4 rodas, sempre começando pela traseira direita, depois a traseira esquerda, em seguida a dianteira direita e por último a dianteira esquerda (salvo exceções previstas no manual do proprietário do veículo). Solte o parafuso sangrador que fica localizado atrás dos pratos dos freios traseiros e atrás das pinças dos discos de freios dianteiros. Conectar a bomba de vácuo no sangrador usando uma mangueira transparente, aplicar uma depressão e abrir o sangrador. A troca do fluido estará finalizada quando sair apenas o fluido novo e sem bolhas de ar pelo sangrador. Repetir este processo em todas as rodas, na sequência especificada. Da Hi Tech: Rogério Fragata, Joel Jordes Ventura Ferreira e Celso Dionísio

×