Successfully reported this slideshow.
Your SlideShare is downloading. ×

Conjuntura #68 J S Gabrielli 06 dez 2021

Ad
Ad
Ad
Ad
Ad
Ad
Ad
Ad
Ad
Ad
Ad
Loading in …3
×

Check these out next

1 of 4 Ad

Conjuntura #68 J S Gabrielli 06 dez 2021

Download to read offline

Lula rompe a bolha de esquerda com entrevista no PodPah, enquanto a grande mídia incensa a candidatura de Moro, que se distancia de Ciro e Dória. Bolsonaro patina perdendo apoios. As disputas estaduais se tornam relevantes para a chapa nacional. Na economia, PIB em recessão técnica, ricos ficando mais ricos e pobreza aumentando.

Lula rompe a bolha de esquerda com entrevista no PodPah, enquanto a grande mídia incensa a candidatura de Moro, que se distancia de Ciro e Dória. Bolsonaro patina perdendo apoios. As disputas estaduais se tornam relevantes para a chapa nacional. Na economia, PIB em recessão técnica, ricos ficando mais ricos e pobreza aumentando.

Advertisement
Advertisement

More Related Content

Slideshows for you (19)

Similar to Conjuntura #68 J S Gabrielli 06 dez 2021 (20)

Advertisement

More from TRAMPO Comunicação e Eventos Soares (20)

Recently uploaded (20)

Advertisement

Conjuntura #68 J S Gabrielli 06 dez 2021

  1. 1. Conjuntura Semanal 29 de novembro de 2021 Jose Sergio Gabrielli de Azevedo. jsgazevedo@gmail.com R e n u n c i a d e pesquisadores na CAPES Cinquenta e dois pesquisadores de Matemática e Física, responsáveis pela avaliação de cursos de pós graduação, renunciaram coletivamente aos seus postos na CAPES denunciando a falta de politicas de estímulo à pesquisa da instituição e sua pressão para melhorar avaliação dos cursos à distância. Rodrigo Pacheco admite di fi culdades com Reformas Rodrigo Pacheco, presidente do Senado, admitiu que a Reforma Administrativa sofre resistências e di fi cilmente será aprovada nesse ano. Também fi cará para 2022 as reformas do IR e a reforma tributária, com todas as implicações de decisões em um ano eleitoral. Senado rejeita juiz lavajatista O Senado rejeitou a indicação de Paulo Marcos de Faria, juiz que atuou auxiliando Edson Fachin, do STF em processos da Lava Jato, para compor o Conselho Nacional do Ministério Publico (CNMP). PF exonera terceira delegada do caso Allan dos Santos Foi a terceira delegada ligada a extradição de Allan dos Santos, in fl uencer bolsonarista, que estava nos EUA. A delegada Dominique de Castro Oliveira foi exonerada de seu cargo na Interpol. Bolsonaro troca 20 delegados da PF Em número recorde histórico, o governo Bolsonaro já trocou 20 delegados de cargos de che fi a na PF. Muitos deles por divergência politica com a orientação do governo. Proxima indicação para o TCU Será na próxima quarta (14/12) a sabatina para a escolha do próximo ministro do TCU. A senadora Katia Abreu é a preferida, nesse momento, seguida de Antonio Anastasia e Fernando Bezerra. Orçamento secreto mantido aumenta força do Centrão O novo governo vai ter que negociar mais com o Centrão, depois da decisão do Congresso de manter as emendas secretas no Orçamento. A peça fi scal fi ca menos transparente e as barganhas aumentam. Guedes muda a Receita Federal, IBGE e IPEA O ministro Paulo Guedes pretende criar uma Secretaria Especial de Estudos Econômicos, juntando o IPEA, IBGE, outros setores de análise econômica e a própria Receita Federal para criar um grande think tank do governo em matérias econômicas. Governo apresenta Plano Logístico 2035 O Ministério de Infraestrutura apresentou o Plano Logístico para 2035, prevendo 789 bilhões de investimentos, com uma grande ampliação do transporte ferroviário, que deverá atingir 30% dos transportes brasileiros. Hoje o transporte ferroviário corresponde a 20% da matriz de transportes, com 60% no rodoviário. Norte Sul, FIOL, CO e Ferrogrão são as principais ferrovias a serem licitadas. Moraes, do STF, abre novo inquérito contra Bolsonaro Criticando a PGR por só iniciar “investigações internas” preliminares aos inquéritos, o ministro Alexandre de Morais do STF abriu o quinto inquérito para investigar Bolsonaro com base em denuncias da CPI da Covid em relação a fake news sobre a pandemia. Fonte:- https://tinyurl.com/2p9h8kmw Nº 68 Fonte: https://tinyurl.com/2p86fwrk
  2. 2. 01 Acompanhando Movimentações políticas • São intensi fi cadas as discussões sobre a formação de federações partidárias envolvendo o PT, PSB, PC do B, PSOL, PV e Rede. PT e PSB se reuniram essa semana, mas decisões só mais tarde. • Moro janta com lideranças do mercado fi nanceiro, tentando ampliar sua base empresarial. No jantar, basicamente com o setor fi nanceiro, estavam também dirigentes do Podemos. • Moro se reune com Eduardo Leite, derrotado por Doria nas previas do PSDB. • O novo governo, se Bolsonaro perder, vai encontrar o STF, PF, TCU, COAF e outros órgãos de controle sob crescente in fl uencia de bolsonaristas, que fi carão nos cargos depois do fi m do atual mandato do presidente. BACEN independente e bancada parlamentar oposicionista con fi guram mais di fi culdades para o próximo governo. • Aécio Neves, derrotado nas prévias do PSDB, mas ainda forte no partido, defende mudança de tática eleitoral, com o foco no crescimento da bancada de Congressistas, abandonando perspectivas de concorrer à presidência. Doria, que ganhou as previas, não concorda. • Pesquisa da FGV mostra a entrevista de Lula no Podpah como uma virada nas redes: a entrevista gerou 310 mil menções no Twitter, com 5,4 milhões de visualizações no You Tube. • As lives de Bolsonaro perdem efetividade nas redes. • Lula conversa com enviado de Alexandre Kalil, PSD-MG, potencial candidato a governador de MG. Senado aprova Andre Mendonça para o STF Precatórios e politicas sociais: pobreza deve aumentar Pesquisa revela movimentações no terceiro lugar Pes quisa da Atlas Politico, feita pelo telefone, com estrati fi cação a posteriori, revela signi fi cativas mudanças de posição no terceiro lugar da disputa eleitoral. Moro supera Ciro em 7,6 pontos percentuais, enquanto Lula amplia sua vantagem em relação aos outros candidatos. Lula está com 42,8% das preferencias, contra 31,5% de Bolsonaro. Os outros candidatos da chamada terceira via continuam patinando abaixo dos seis por cento. Depois de sete horas de sabatina, o Senado aprovou o nome de Andre Mendonça para o STF. Na audiência, o candidato “terrivelmente evangélico” moderou suas posições, defendeu um estado laico e procurou se distanciar de Bolsonaro. A derrota de Alcolumbre, que se opunha a indicação, foi interpretada como um sinal de moderação por parte dos Senadores, enquanto o Planalto dava sinais de diálogo. Se isso vai ocorrer ou não continuam como uma hipótese. Pouco antes da audiência foi divulgada uma entrevista em que ele destacou sua opinião de que os evangélicos serão a maioria da população brasileira em 10 anos, con fi rmando suas convicções religiosas que orientarão sua conduta no Supremo. No âmbito do lavajatismo, Andre Mendonça defendeu formalmente a não criminalização da politica, que as delações não podem ser tomadas como provas, que não se usurpem poderes do Congresso de decidir sobre a prisão em segunda instancia. Se cumprirá ou não fi ca a incógnita! A vitoria de Bolsonaro e dos evangélicos foi comemorada discretamente. Governo vê melhoria nos reservatórios O Comitê de Monitoramento do Setor Elétrico (CMSE) decidiu limitar o despacho das termoelétricas, pois tem uma avaliação mais positiva da curva de enchimento dos reservatórios das hidroelétricas, devido às chuvas dos últimos meses, acima do esperado. O CMSE espera que os reservatórios do S/SE atinjam 55,9% em maio de 2022. A geração das termoelétricas fi ca limitado O que pode dar um alívio nas tarifas de energia. O governo pressiona para a Câmara votar, antes do Natal a versão fi nal da PEC dos Precatórios, para possibilitar o pagamento do Auxilio Brasil. Artur Lira, presidente da Câmara, quer promulgar parcialmente a nova legislação, inicialmente separando a parte não modi fi cada pelo Senado para depois avaliar as mudanças. Se isso ocorrer, a judicialização do processo tende a ser mais provável. Os programas assistenciais do governo atingiram mais de 39 milhões de pessoas em 2021 e a previsão de cobertura do Auxilio Brasil é de 17 milhões, deixando sem proteção social 22 milhões. Por outro lado, a versão da PEC aprovada no Senado reduz os recursos para as transferencias de renda em 11 bilhões na comparação 2022 sobre 2021. A crise social, queda do PIB e aumento da in fl ação anunciam um ano eleitoral com um enorme agravamento da pobreza, desigualdade e desesperança. Estudo do IBGE, que coloca 1 em cada 4 brasileiros, abaixo da linha de pobreza destaca que o Auxilio Emergencial, que se extingue, foi fundamental para evitar uma crise ainda maior. O Auxilio Brasil reduz a cobertura e a pobreza deve aumentar.
  3. 3. 02 Detalhamentos Economia Criativa • Várias cidades já suspenderam as festas de Fim de Ano para evitar a ampliação da contaminação do Covid. Ainda há muita controvérsia sobre o Carnaval, que afeta a economia de cidades dedicadas à Festa, como Salvador, Recife, RJ e SP, mesmo que muitas cidades acabem se bene fi ciando do “turismo de fuga das multidões carnavalescas”. • Rihana, popstar da música, é caribenha nascida em Barbados. Mantem seu sotaque do pais e foi declarada heroína nacional na proclamação da Republica no pais que sai do jugo colonial britânico. • A FGV estima que a Bienal do Livro pode dar uma contribuição de 400 milhões para a economia do RJ com os gastos dos visitantes e movimentações dos exibidores, além da atração de turistas. • Adidas é outra grande marca que entra no mundo do Metaverso, lançando novos personagens em 3D no mercado de NFTs. • Dados do ex-ministro da Cultura Juca Ferreira: os autores recebem um real por cada 22124 ouvintes no Yoube, cada 16620 do Spotify e cada 862 do Apple Family. Quinto mes de queda da industria Continuam melhorando as contas públicas Pelo terceiro mês seguido, em outubro, o governo apresentou superávits primários, com o melhor resultado nominal mensal desde 2016. O acumulado de 12 meses continua de fi citário, mas vem diminuindo no 2S2021. As despesas obrigatórias caíram bastante, em especial as usadas no combate ao Covid. As receitas também cresceram, especialmente o IOF, sobre operações fi nanceiras. D i g i t e p a r a introduzir texto Variação da Produção Industrial. Out 21/Out 29 Fonte: PIM IBGE Pelo quinto mês consecutivo a p r o d u ç ã o i n d u s t r i a l brasileira vem caindo. Em três d a s q u a t r o c a t e g o r i a s econômicas as t a x a s f o r a m negativas assim como em 16 dos 1 9 r a m o s i n d u s t r i a i s p e s q u i s a d o s . E m t e r m o s a n u a i s , Equipamentos de informática, moveis e Manutenção industrial caíram mais de 20%, com ramos como a autobilistica, maquinas elétrica, alimentos e vestuário com taxas negativas entre -15% e —20%. Os setores que mais cresceram foram grá fi cas, produtos químicos e maquinas. Duas noticias desse fi m de semana chamam a atenção para o comportamento das classes dominantes brasileiras: a venda de imóveis de luxo dispararam em 2021 e a Bolsa brasileira tem um dos piores desempenhos do mundo, atrás da Índia, Turquia, México e China. Os lançamentos de imóveis de luxo e superluxo subiram 129% em 2021 comparativamente a 2020 re fl etindo uma tendencia de deslocamento dos investimentos para aplicações imobiliárias, ao mesmo tempo em que as aplicações em ações declinam. É um mercado apenas para o topo da distribuição de renda do pais, que vem aumentando sua participação na renda nacional. O indice BOVESPA, que re fl ete as movimentações de ações, acelerou sua queda nos últimos três meses, ao mesmo tempo em que a elevação das taxas de juros, para combater a difusão das pressões in fl acionárias de origem nos custos, aumentou a atratividade das aplicações de renda fi xa, tanto atreladas à in fl ação, como aos próprios juros. A rolagem da dívida publica legitima as aplicações que saem da renda variável. A taxa de câmbio, com uma das maiores apreciações de moeda nacional em relação ao dólar do mundo, não tem conseguido atrair os investidores estrangeiros e as expectativas se tornam mais pessimistas em relação ao crescimento do pais. Ajustes nas aplicações da alta renda
  4. 4. 03 Gráficos e Números Notícias do Agronegócio por Clovis Caribé T empestade perfeita no campo provoca queda recorde do PIB da agropecuária de 8% em relação ao 3T20. É a maior queda desde 2012 e acumula recuo  de 0,1% ao ano. A situação re fl ete combinação de fatores como a crise hídrica, geadas e produtividade menor do setor. A queda do PIB foi uma péssima notícia, primeiro para todos os brasileiros e depois para o presidente, ao menos do ponto de vista eleitoral. E, junto com ele os chamados "eleitores do agro", parte do tripé que sustenta o governo no patamar de 25% de aprovação.  S i t u a ç ã o c o n j u n t u r a l q u e l e v o u a s representações do setor, como a FAESP, a salientar a necessidade de adotar medidas capazes de evitar danos maiores, pois o Plano Safra 2021/2022, lançado em junho 2021, prevê aporte de apenas 6,3% a mais que o ano anterior e os recursos disponibilizado não atendem à demanda, o que obrigou muitos produtores a recorrerem a créditos bancários com juros livres em patamares elevados.  O avanço da área e da produção da agropecuária brasileira vem exigindo uma evolução das importações de insumos. O desarranjo mundial na produção e no fornecimento dessa cadeia de insumos tem provocado forte aceleração nos preços  e uma aproximação do Brasil com Belarus, ditadura do leste europeu, que responde por 18% da produção global de potássio e pelo fornecimento de 20,9% das importações dos fertilizantes para a agricultura brasileira. A ex- república soviética usa essa relação comercial para romper isolamento com a UE e os EUA. V entos contrários de preços e custos de frete apontam a redução de importações de soja americana pela China, o que abre espaços para ampliação das exportações brasileira, que oferecem melhores margens de esmagamento e preços menores. Movimentações no “andar de cima” PIB continua Vendas da Braskem na Bolsa EXXON e redução de emissões de CO2 China avança na “delistagem” em NY A EXXON decidiu investir 15 bilhões de dólares até 2027 para reduzir suas próprias emissões de CO2. A meta anterior era de reduzir 15-20% das emissões até 2030 e agora a meta aumenta para 20-30% re fl etindo a pressão dos acionistas militantes pelo baixo carbono. Menos lucro no curto prazo. D e s s a v e z a agropecuária puxou o PIB para baixo. Com o fi m da safra d e s o j a , a agropecuária teve taxa de crescimento n e g a t i v o p e l o segundo trimestre seguido, da mesma f o r m a q u e a s exportações sofreram também queda. O PIB industrial não cresceu e os serviços tiveram um crescimento p í fi o d e 1 , 0 % . N a demanda, os investimentos continuaram parados com o comercio exterior caindo as exportações e também a s i m p o r t a ç õ e s . O consumo do governo e das famílias cresceu em torno de 0,8% no trimestre em A DIDI, gigante chinesa de aplicativos como o 99, vai tirar suas ações da Bolsa de Nova York, lançando-as na Bolsa de Hong Kong. O governo chinês está pressionando várias das empresas chinesas que operam na Bolsa America a sair de lá, mesmo que isso afete o valor das ações. O anuncio da “delistagem” aumentou o valor das ações no curto prazo. A Novonor, antiga Odebrecht, anunciou que pretende vender na Bolsa todas, ou parte, de suas ações preferenciais na Braskem, dando lugar para que a Petrobras, também sócia da Novonor na petroquímica, adote o mesmo modelo da privatização da BR Distribuidora. A operação ainda não tem data marcada, mas já provocou aumento do valor das ações da Braskem. O destino das ONs ainda é incerto. Crescem as tensões entre Ucrânia e a Rússia: EUA se envolvem Fontes dos serviços de inteligência das Forças Armadas americanas insu fl aram as tensões entre a Rússia e a Ucrânia, denunciando a preparação de invasão russa com 175 mil soldados no inicio de 2022. As tensões históricas entre os dois países se referem a disputas sobre o transporte do gás natural russo que alimenta a Europa Ocidental e que passa pelo território da Ucrânia. Além disso há tensões étnicas e nacionais entre os dois países que também envolvem a migração de Belarus e o controle da Crimeia. relação ao 2T21. Di fi cilmente o 4T21 superará signi fi cativamente esses níveis.

×