Successfully reported this slideshow.
We use your LinkedIn profile and activity data to personalize ads and to show you more relevant ads. You can change your ad preferences anytime.
Minha FichaNome: Débora.Idade: quinze anos.Profissão: nenhuma. Quer dizer, eu estudo, né?Família: meus pais são separados,...
motivos financeiros (leia- se: a mãe dela mandou epronto).Sonho: conhecer a Disney. Meu pai disse que eu iriaquando fizess...
Bem, primeira decepção da noite: eles não foram. Claro,deviam ter algo mais interessante para fazer do queconhecer a encal...
Voltei. O telefone estava tocando, era ela! E elesficaram, olha que bom!!! Ela disse que está apaixonadae vai ver se pode ...
contas de quantos meninos chegam em mim com ocabelo normal e com ele de escova. Aí resolvo se vivobem com ele cacheado ou ...
"só estou te chamando como amigo, tá?", mas acheimelhor não, porque iria parecer que eu estavamentindo. Afinal, quem avisa...
das minhas revistas! Joguei a revista no chão; eu estavavendo tevê. Mas, depois que ela foi embora, eu li. Tudobem, tudo b...
até que criei coragem e perguntei. Ele riu... Na verdade,ele riu durante metade da conversa, perguntando se euera maluca c...
14Desenho de Débora com uma cara muito zangada aolado do telefone como quem espera uma ligação, e aolado do telefone tem u...
DéboraP.S.: Não fique esperando que eu telefone. Eu não voutelefonar!13/01 Sexta-feira, não sei que horas da tardeAntes qu...
fazer uma reforma no apartamento. Está uma bagunça,cheio de pedreiros passando, com muito barulho... Paraa gente não ficar...
- Ah, ficou diferente, né?Ela não gostou nada do meu comentário e passou aconversar mais com a Bia, que simplesmente amou ...
telefone. Mas aí minha mãe me17chamou, dizendo que meu pai estava me esperando nasala para a gente sair. Achei um saco, ju...
- Que bom que você me reconheceu... Eu estavapensando em você, você disse que ia telefonar.Não é lindo? Mas você reparou n...
20/01 Sexta-feira à noiteO meu cabelo ficou tão lindo com escova! Lisinho,lisinho. E parece que ficou tão mais hidratado e...
falar com ele...Beijo! Débora22/01 Domingo +- 18hEEEiii!!! Nossa, o clube foi ótimo, mas acontecerammuitas coisas estranha...
com a canga que eu tinha amarrado na cintura e atétentou tirar... Um saco! Eu quase bati nele.Aí a gente foi nadar. A Lu s...
Sabe o que eu queria, de verdade? Viajar para a Disney.Ontem, eu vi um documentário sobre a Disney na tevê efiquei morrend...
elas estão com raiva de mim? Não é justo. Eu sei quenão fiz nada. Só estou aqui deitada na minha cama, merecuperando da gr...
pouco o saco, mas vou dormir na casa da Lu.Estou um tanto mal-humorada, pois existem doisproblemas nessa saída. Primeiro: ...
o que estava acontecendo.Olha só: tanta confusão para me falarem que a Luestava com vontade de perder a virgindade com ona...
usar, com certeza.24Dormi na casa dela. A gente saiu para comer pizza comos pais dela no almoço e depois eles me deixaram ...
FEVEREIRODesenho de Débora com cara de triste sentada e em suafrente um livro de matemática, outro de Literatura e umcader...
desse telefonema... tá, eu gostei. Mas foi só umtelefonema, uma brincadeirinha. Não quero nada comele, MESMO. Quero até ve...
acordar. Agora, aquele despertador irritante vai voltar aencher o saco... Nem acredito. Aliás, nem quero pensarnisso. Quer...
Depois de terem ido a um barzinho, ela foi para a casados tais tios, que ficava lá perto. Isso sem os pais delasaberem. Co...
Já vi que esse final de semana de despedida das fériasvai ser horrível. Nada acontece. Mas sabe o que euestou pensando? Vo...
luz, mas nós não acendemos). Começamos a jogar. Aí oGui veio com esta:- Vamos fazer assim: quem perder paga uma prenda.Eu ...
o Gui para ir com a gente, mas ele disse que ia jogarfutebol com um amigo dele que tinha aparecido lá, umtal de Astroldo. ...
irrita) e, claro, uma aluna novata, que é superbonita eparece ser muito simpática (mas que logo, logo serevelará uma metid...
quando ela me contou. Ela acha que está GRÁVIDA.Disse que a menstruação está muito, muito atrasada eque isso nunca havia a...
sem poder sair por um bom tempo. A boa notícia é queela não está grávida. (que ótimo, não é? Tomara que elacrie juízo agor...
aula, mas está cada vez mais claro que não vai rolarmais nada entre a gente. Em compensação, estamosmais amigos. Parece qu...
sugeriu que ele dissesse para o A, sutilmente, que eutambém estou meio a fim. Ele vai falar com o garotohoje mesmo e me dá...
uma revista que todo mundo lê, vai ganhar trezentosreais.Tudo bem, eu estou com inveja. E tudo bem, ela é maisbonita do qu...
Conversei, insisti, expliquei, e ela rasgou o bilhete. Eusó fiz isso porque fiquei muito desesperada quandosoube que ia te...
Mas não estou apaixonada porque prometi para mimmesma que não me apaixonarei até julho.Débora3818/02 Sábado de manhãOntem ...
família, e, então, eu tento acalmá-lo e fico conversandocom ele.Beijo, DéboraP.S.: Hoje à noite vai ser ótimo. Logo depois...
Eu:- É.O Lucas:- Pois é, gente.E o Paulo:- Pois é.Eu entrei no clima:- Sabia que você é muito bonita?- Pois é.- Pois é, né...
Já é quase meio-dia e eu acabei de acordar. Isso é que éferiado! Ainda não inventaram nada melhor do quedormir até tarde!O...
- Pode... é bom, assim você não precisa ficar dizendo omeu nome feio.- Que é isso!!! Seu nome não é feio. Mas A é tão fofi...
querendo marcar outro encontro. Sei lá. Eu sei que iadar uma segunda chance, mas desanimei, sabe? Étriste sair com alguém ...
amigos MESMO. Eu sei disso, ele sabe disso. Querdizer, ficamos fazendo brincadeiras carinhosas, comopassar a mão no cabelo...
Bom, aí a gente foi dançar. Tinha muita gente na nossamesa (eu só conhecia a Bia, o A e uma prima da Lu). OA estava meio d...
ficou todo triste. Bem-feito. Ele me irrita!Mudando de assunto, acredita que o professor de físicadeu outro dever gigante?...
quero nem ver amanhã. Só não vou espremê-la por doismotivos básicos:1) Se eu espremer, minha mãe vai encher minhapaciência...
46-Ah, machuquei, Guilherme. Tchau.- Machucou a ponta do nariz? Ah, Débora, você pensaque eu sou idiota, menina? Debaixo d...
depois que elas foram embora, fui tentar resolver osexercícios sozinha e não consegui. Fiquei com tantaraiva da espinha, d...
rolos. Preciso estudar mais também, não quero ir malna prova de física. Ah! Chega de confusão! Quero casa etranqüilidade. ...
mais, só um cineminha. Mas aí nos lembramos de umaboate que - olha que coincidência - nem eu nem eleíamos há um tempão. Co...
Lá pelas três horas a gente foi embora. Pegamos umtáxi e ele me deixou aqui, antes de ir para a casa dele.Bom, acho que es...
ficar na internet. Dormi a tarde inteira mesmo. Tem52um tempão que não fico na internet, porque não gostode dormir tarde e...
Disse que eu devia marcar um encontro. Mas eu vouesperar mais, sabe? Tá uma delícia conhecer ele assim,aos pouquinhos. Mai...
credo. Nenhuma menina sai por aí falando que aBritney Spears é lésbica, que a Sandy é sapatão. Agora,praticamente todos os...
sábado, ela colocou uma blusa que tinha um decote tãogrande que eu me assustava cada vez que via. Como éque alguém pode te...
O Mateus já não me empolga tanto, mas vou ver se hojedá para a gente conversar. Acho que eu queria marcarum encontro logo,...
- Não é ótimo, Débora? Lembra quando eu disse quegostava muito dela?- É, mas eu pensei que você já tivesse esquecido...- A...
problema é que agora ela está completamenteconvencida, se achando a57tal. E o pior é que ela está se achando superior a mi...
isso antes? Não consigo parar de pensar nele, queroestar com ele o tempo todo... até agora não estouacreditando que ele es...
só falo dele. Ele é o menino mais lindo, mais meigo,mais tudo de bom que existe.Hoje, conversamos muito na aula. A Carol n...
disse que me achou superlinda. O problema é que elenão tem câmera digital nem scanner.Desenho de Débora com cara de assust...
Todo mundo sumiu neste fim de semana. Ninguém meligou, nem nada. Só o Mateus está me dando atenção.Ele conversa comigo, di...
ser meu amigo, de conversar comigo. Eu sei que nãosou qualquer menina para ele. Mas a Bia não entendeisso.Bem, mas até que...
qualquer coisa, você telefona aqui para casa, ouviu?Pensando bem, eu vou ficar no carro. Quando vocêencontrar com ele, lig...
Liliane prata   o diario de debora
Liliane prata   o diario de debora
Liliane prata   o diario de debora
Liliane prata   o diario de debora
Liliane prata   o diario de debora
Liliane prata   o diario de debora
Liliane prata   o diario de debora
Liliane prata   o diario de debora
Liliane prata   o diario de debora
Liliane prata   o diario de debora
Liliane prata   o diario de debora
Liliane prata   o diario de debora
Liliane prata   o diario de debora
Liliane prata   o diario de debora
Liliane prata   o diario de debora
Liliane prata   o diario de debora
Liliane prata   o diario de debora
Liliane prata   o diario de debora
Liliane prata   o diario de debora
Liliane prata   o diario de debora
Liliane prata   o diario de debora
Liliane prata   o diario de debora
Liliane prata   o diario de debora
Liliane prata   o diario de debora
Liliane prata   o diario de debora
Liliane prata   o diario de debora
Liliane prata   o diario de debora
Liliane prata   o diario de debora
Liliane prata   o diario de debora
Liliane prata   o diario de debora
Liliane prata   o diario de debora
Liliane prata   o diario de debora
Liliane prata   o diario de debora
Liliane prata   o diario de debora
Liliane prata   o diario de debora
Liliane prata   o diario de debora
Liliane prata   o diario de debora
Liliane prata   o diario de debora
Liliane prata   o diario de debora
Liliane prata   o diario de debora
Liliane prata   o diario de debora
Liliane prata   o diario de debora
Liliane prata   o diario de debora
Liliane prata   o diario de debora
Liliane prata   o diario de debora
Liliane prata   o diario de debora
Liliane prata   o diario de debora
Liliane prata   o diario de debora
Liliane prata   o diario de debora
Liliane prata   o diario de debora
Liliane prata   o diario de debora
Liliane prata   o diario de debora
Liliane prata   o diario de debora
Liliane prata   o diario de debora
Liliane prata   o diario de debora
Liliane prata   o diario de debora
Liliane prata   o diario de debora
Liliane prata   o diario de debora
Liliane prata   o diario de debora
Liliane prata   o diario de debora
Liliane prata   o diario de debora
Liliane prata   o diario de debora
Liliane prata   o diario de debora
Liliane prata   o diario de debora
Liliane prata   o diario de debora
Liliane prata   o diario de debora
Liliane prata   o diario de debora
Liliane prata   o diario de debora
Liliane prata   o diario de debora
Liliane prata   o diario de debora
Liliane prata   o diario de debora
Liliane prata   o diario de debora
Liliane prata   o diario de debora
Liliane prata   o diario de debora
Liliane prata   o diario de debora
Liliane prata   o diario de debora
Liliane prata   o diario de debora
Liliane prata   o diario de debora
Liliane prata   o diario de debora
Liliane prata   o diario de debora
Liliane prata   o diario de debora
Liliane prata   o diario de debora
Liliane prata   o diario de debora
Liliane prata   o diario de debora
Liliane prata   o diario de debora
Liliane prata   o diario de debora
Liliane prata   o diario de debora
Liliane prata   o diario de debora
Liliane prata   o diario de debora
Liliane prata   o diario de debora
Liliane prata   o diario de debora
Liliane prata   o diario de debora
Liliane prata   o diario de debora
Liliane prata   o diario de debora
Liliane prata   o diario de debora
Liliane prata   o diario de debora
Liliane prata   o diario de debora
Liliane prata   o diario de debora
Liliane prata   o diario de debora
Liliane prata   o diario de debora
Liliane prata   o diario de debora
Liliane prata   o diario de debora
Liliane prata   o diario de debora
Liliane prata   o diario de debora
Liliane prata   o diario de debora
Liliane prata   o diario de debora
Liliane prata   o diario de debora
Liliane prata   o diario de debora
Liliane prata   o diario de debora
Liliane prata   o diario de debora
Liliane prata   o diario de debora
Liliane prata   o diario de debora
Liliane prata   o diario de debora
Liliane prata   o diario de debora
Liliane prata   o diario de debora
Liliane prata   o diario de debora
Liliane prata   o diario de debora
Liliane prata   o diario de debora
Liliane prata   o diario de debora
Liliane prata   o diario de debora
Liliane prata   o diario de debora
Liliane prata   o diario de debora
Liliane prata   o diario de debora
Liliane prata   o diario de debora
Liliane prata   o diario de debora
Liliane prata   o diario de debora
Liliane prata   o diario de debora
Liliane prata   o diario de debora
Liliane prata   o diario de debora
Liliane prata   o diario de debora
Liliane prata   o diario de debora
Liliane prata   o diario de debora
Liliane prata   o diario de debora
Liliane prata   o diario de debora
Liliane prata   o diario de debora
Liliane prata   o diario de debora
Liliane prata   o diario de debora
Liliane prata   o diario de debora
Liliane prata   o diario de debora
Liliane prata   o diario de debora
Liliane prata   o diario de debora
Liliane prata   o diario de debora
Liliane prata   o diario de debora
Liliane prata   o diario de debora
Liliane prata   o diario de debora
Liliane prata   o diario de debora
Liliane prata   o diario de debora
Liliane prata   o diario de debora
Liliane prata   o diario de debora
Liliane prata   o diario de debora
Liliane prata   o diario de debora
Liliane prata   o diario de debora
Liliane prata   o diario de debora
Liliane prata   o diario de debora
Liliane prata   o diario de debora
Liliane prata   o diario de debora
Liliane prata   o diario de debora
Liliane prata   o diario de debora
Liliane prata   o diario de debora
Liliane prata   o diario de debora
Liliane prata   o diario de debora
Liliane prata   o diario de debora
Liliane prata   o diario de debora
Liliane prata   o diario de debora
Liliane prata   o diario de debora
Liliane prata   o diario de debora
Liliane prata   o diario de debora
Liliane prata   o diario de debora
Liliane prata   o diario de debora
Liliane prata   o diario de debora
Liliane prata   o diario de debora
Liliane prata   o diario de debora
Liliane prata   o diario de debora
Liliane prata   o diario de debora
Liliane prata   o diario de debora
Liliane prata   o diario de debora
Liliane prata   o diario de debora
Liliane prata   o diario de debora
Liliane prata   o diario de debora
Liliane prata   o diario de debora
Liliane prata   o diario de debora
Liliane prata   o diario de debora
Liliane prata   o diario de debora
Liliane prata   o diario de debora
Liliane prata   o diario de debora
Liliane prata   o diario de debora
Liliane prata   o diario de debora
Liliane prata   o diario de debora
Liliane prata   o diario de debora
Liliane prata   o diario de debora
Liliane prata   o diario de debora
Liliane prata   o diario de debora
Liliane prata   o diario de debora
Liliane prata   o diario de debora
Liliane prata   o diario de debora
Liliane prata   o diario de debora
Liliane prata   o diario de debora
Liliane prata   o diario de debora
Liliane prata   o diario de debora
Liliane prata   o diario de debora
Liliane prata   o diario de debora
Liliane prata   o diario de debora
Liliane prata   o diario de debora
Liliane prata   o diario de debora
Liliane prata   o diario de debora
Liliane prata   o diario de debora
Liliane prata   o diario de debora
Liliane prata   o diario de debora
Liliane prata   o diario de debora
Liliane prata   o diario de debora
Liliane prata   o diario de debora
Liliane prata   o diario de debora
Liliane prata   o diario de debora
Upcoming SlideShare
Loading in …5
×

Liliane prata o diario de debora

12,938 views

Published on

Published in: Education
  • Be the first to comment

Liliane prata o diario de debora

  1. 1. Minha FichaNome: Débora.Idade: quinze anos.Profissão: nenhuma. Quer dizer, eu estudo, né?Família: meus pais são separados, mas me dou bemcom os dois (na medida do possível). Tenho uma irmãde dez anos, a Bárbara, que é até legal, coitada. Nãovou me estender mais no assunto, porque este é o meudiário, e não o deles.Altura: 1,61 m (espero crescer no mínimo novecentímetros. Quem sabe posso ser modelo?).Peso: segredo de estado.Personalidade: sou agitada, um pouco histérica, amosair com as amigas, gosto de dançar, não adoro, mastambém não odeio estudar, adoro ouvir música, falar aotelefone, sou uma pessoa sincera, amiga e leal.O que eu amo: sinceridade.O que eu odeio: falsidade.Beleza: é claro que eu poderia ser bem mais bonita, masprefiro pensar que eu poderia ser muito mais feia. Meucabelo é cacheado e depende muito do dia. Prefeririaque fosse liso. Também queria não ter celulite nemespinhas.7Melhores amigas: a Bia, que é do meu colégio, e a Lu,que mudou de escola porque a família dela alegou
  2. 2. motivos financeiros (leia- se: a mãe dela mandou epronto).Sonho: conhecer a Disney. Meu pai disse que eu iriaquando fizesse quinze anos, mas até agora nada.Primeira menstruação: dois anos atrás.Primeiro beijo: dois anos atrás, também.Estado civil: solteiríssima. Nunca namorei sério, e nãovejo a hora.Com quantos meninos já fiquei: dez. Não importa se émuito ou pouco, o que importa é que eu sou seletiva.Virgindade: sim, sou virgem. Por enquanto.Ídolo: toda hora muda.8JANEIRODesenho de uma moça vendo os fogos estourarem comuma taça na mão e do lado uma garrafa com a anotaçãoGuaraná.02/01 Segunda-feira, +- 21hPor motivos óbvios, não escrevi ontem. Certo, não sãotão óbvios assim - mas a verdade é que ninguém, em sãconsciência, escreve no primeiro dia do ano. Ainda maisquando o reveillon foi desastroso como o meu. Nãogosto nem de lembrar, mas vamos lá...Foi no sítio da família da Bia. Até aí, tudo bem, poderiater sido divertido. Principalmente porque a Bia tem unsprimos lindos, lindos mesmo, e, se eu passei horas mearrumando e tentando domar meu cabelo foi por eles.
  3. 3. Bem, primeira decepção da noite: eles não foram. Claro,deviam ter algo mais interessante para fazer do queconhecer a encalhada aqui - hoje faz exatamente duassemanas que eu não fico com ninguém! Talvez dê paraperceber só de olhar, sei lá.Mas, tudo bem, a festa tinha outros atrativos. A piscina,por exemplo. Combinei com a Bia que à meia-noite nóspularíamos, e o que acontece? Quinze para meia-noite,minha mãe liga para lá, pedindo aos pais da Bia que mevigiassem PARA EU NÃO PULAR NA PISCINA. É incrível,faz duas semanas que eu já sarei da garganta inflamadae minha mãe ainda se lembra. Não estou falando comela até agora.No domingo de manhã deu o maior sol e nadamosmuito. Almoçamos lá mesmo e voltamos à tardinha. Opai da Bia me deixou aqui. Eu queria ter dormido nacasa dela, mas minha mãe falou que eu já estava longede casa há tempo demais. Ela realmente não se esforçapara fazermos as pazes! Bem, ela provavelmente seesqueceu do episódio da piscina, mas eu não.Desenho de duas moças sentadas à mesa com aanotação Eu e Bia, no centro da mesa um refrigeranteLight, fogos estourando no céu - Ano Novo -, umapiscina com um x em cima - sem piscina.10Estou pensando na Luciana. Ela falou que ia metelefonar hoje, mas nada. Aposto como o reveillon delafoi perfeito. Ela tem uns parentes que moram em Recifee sempre vai para lá no fim de ano. E é cheia de amigoslá, até um tal de Marcos, que é muito fofo. Não oconheço, mas já vi a foto. Estou supercuriosa parasaber se eles ficaram, a Lu está a fim dele há umtempão... Tomara que tenham ficado e...
  4. 4. Voltei. O telefone estava tocando, era ela! E elesficaram, olha que bom!!! Ela disse que está apaixonadae vai ver se pode ficar mais uma semana lá. Estou comsaudades dela, mas tudo bem... Nós conversamospouco porque ela não tinha mais dinheiro para compraroutro cartão, e ligar do celular ficaria uma fortuna. Nãovejo a hora de ela voltar para me contar os detalhes.Bem, hoje é só. Estou morrendo de sono; também, nãodormi nada no sítio. Ainda bem que a Bárbara está nacasa da minha tia e vou ficar com o quarto só paramim. Pensando melhor, não vou dormir, não. Vouaproveitar que ela não está aqui para ficar até tarde nocomputador. Quem sabe hoje eu não conheço alguémbem interessante em um chat?Débora04/01 Quarta-feira, 15h15A Bia acabou de me ligar, ou melhor, acabou de meacordar, chamando para ir a uma festa do clube dela,na sexta. Fiquei superempolgada! Ela é sócia de umclube horrível, mas que dá essa festa uma vez por mês,chamada "Sexta Super", e a gente sempre combina deir, mas nunca vai. Ah, quem sabe eu conheço algummenino bem perfeito? As chances são consideráveis, jáque no clube dela dá muito garoto bonito. E,infelizmente, garotas também... Mas, tudo bem,ninguém vai ganhar de mim.Acho que vou com a calça nova que meu pai me deu,alguma blusa bem justinha e salto alto. Talvez eu façaescova no cabelo, eu morro de vontade e nunca fiz...Minha mãe fica me enchendo, dizendo que meu cabelo élindo, é ótimo e blá-blá-blá, mas eu tenho certeza deque mais caras chegam na Bia porque o cabelo dela émuitíssimo mais bonito do que o meu. Vou fazer as
  5. 5. contas de quantos meninos chegam em mim com ocabelo normal e com ele de escova. Aí resolvo se vivobem com ele cacheado ou não.Falando em menino, segunda-feira na internet não deuem nada, para11variar. Se bem que encontrei o Guilherme no ICQ. Ele éda minha sala no colégio e também é sócio do mesmoclube que eu. A gente conversou por um bom tempo, eleaté me chamou para sair neste fim de semana... O.k.,estou exagerando, ele só fez um convite bem vago, dotipo "vamos ver se a gente sai algum fim de semana,Débora...". Será que ele está dando em cima de mim?Espero que não. O Gui é bem legal, mas não me sintonem um pouco atraída por ele. Só como amigo, mesmo.Ele até que é bonitinho, mas é muito galinha e metido,sabe... nada a ver comigo, não dá. Bom, mas tambémpode ser só imaginação da minha parte, e ele pode estarquerendo sair só como amigo.Ah, quer saber? Vou convidar o Guilherme para ir aocinema comigo hoje (só como amigo, claro!). A mamãeficou de me levar ao shopping com a Bárbara maistarde, mas vai ser meio sem graça ir só com ela, e a Biavai ao aniversário de um tio... Vou chamá-lo e pronto.Acho que tenho o telefone dele em algum lugar.Amanhã eu conto como foi!05/01 Quinta-feira antes do almoçoNossa, ontem foi um desastre completo! O Guilhermenão só não quis ir ao cinema, como também ficou todometido no telefone. Acho que ele pensou que eu estavadando em cima dele. Coitado! Até parece. Nunca maistelefono para ele, e estou pensando seriamente em tirá-lo da minha lista do ICQ. Eu quase disse, ao telefone,
  6. 6. "só estou te chamando como amigo, tá?", mas acheimelhor não, porque iria parecer que eu estavamentindo. Afinal, quem avisa uma coisa dessas?Tudo bem, fui só com a Bárbara mesmo e até que foidivertido. Compramos um sundae enorme, repleto decalorias. Ainda bem que a raiva que senti da minha mãeno réveillon me fez esquecer a promessa de emagrecereste ano... Em todo caso, acho melhor eu controlarmeus ímpetos gulosos, senão viro uma baleia e, aí sim,não fico com ninguém. Se a situação continuar assim,vou esquecer como é beijar na boca! Não vou almoçarnada hoje, nem comer nada até amanhã para ver se euperco um quilo até a festa. Quem sabe, né?Débora1205/01 Ainda quinta-feira, 22hMinha mãe brigou muito por eu ter ficado tanto temposem comer. Ela descobriu meu plano de perder umquilo depois de eu ter recusado a torta que ela tinhaacabado de comprar. Tentei mentir, mas estava mesentindo muito fraca e achei até bom ela me obrigar acomer. O jantar estava ótimo, tinha lasanha... Comonão tinha almoçado, repeti duas vezes, ou seja, voltei àestaca zero.Anotações - Calorias: 455 + 545 = 1.000 -1.000 = Zero(estaca)Ela ainda disse que eu não preciso emagrecer nem umgrama, que meu corpo está ótimo e blá-blá-blá. E disseque, em vez de comer menos, eu deveria era mepreocupar em tomar mais água. Ignorei o comentário,mas minutos depois ela veio com uma revista na mão,com um olhar de vitória. O artigo se chamava "Por quevocê deve tomar mais água” e, incrível, estava em uma
  7. 7. das minhas revistas! Joguei a revista no chão; eu estavavendo tevê. Mas, depois que ela foi embora, eu li. Tudobem, tudo bem, talvez eu passe a tomar mais água. Maslonge dela, senão ela vai ver e vai ficar toda metida.Débora07/01 Sábado, +- 17hMY FIRST PORRETá bom, tá bom, eu sei que eu não devia... Mas tenteentender... Espere, antes de me julgar, me deixe contartudo. Mesmo porque, se eu não contar tudo, você nãovai saber quem é o Pedro...Eu cheguei à casa da Bia às nove da noite, ontem. O paida Daniela (amiga dela) nos buscou às dez e fomos parao salão do clube. No carro íamos eu, a Bia, a Daniela eoutra amiga da Bia, a Cecília, que eu ainda nãoconhecia. Ela é bem legal. Aí a gente chegou, dançou etal.Então, a Bia, a Dani e eu fomos comprar refrigerantes,mas mudamos de idéia no meio do caminho.Escolhemos um gelado de limão com vodca.13A mulher que estava no balcão disse que era fraco,então compramos. Fraco? Devia ter meio litro de vodcanaquele troço!Desenho de uma moça com um copo na mão dentro deuma garrafa fechada com rolha.Bom, enquanto a Bia e as meninas estavamliteralmente pulando e cantando o hino da França (aCecília é francesa e tentava ensiná-lo para a gente),uma gracinha de menino chegou em mim. Nessa horaeu não estava passando muito bem, e não escuteiquando ele disse que se chamava Pedro. Ficamosconversando meia hora, e eu sem saber o nome dele...
  8. 8. até que criei coragem e perguntei. Ele riu... Na verdade,ele riu durante metade da conversa, perguntando se euera maluca como minhas amigas estavam parecendo(eu tentei dizer que não as conhecia, mas nessa hora aBia me deu um tchauzinho de longe).Eu senti alguma coisa diferente... Gosto de meninosiguais ao Pedro, que chegam devagarzinho, de um jeitocarinhoso. Odeio aqueles que já vão passando a mão noseu cabelo, pegando na cintura... Não acredito em amorà primeira vista, mas paixão, quem sabe... Bem, o casoé que nos beijamos muito. Aliás, o jeitinho fofo dele medeixou benevolente e eu até deixei ele fazer mais coisasalém de beijar... Transar não, claro!!! Aí já é demais.Tem que ser com um namorado de quem eu gostemuito. Então talvez demore, porque eu nunca namorei.Mas quem sabe ele acabe sendo meu primeironamorado...Chegamos às quatro da manhã na casa da Bia. Asoutras meninas foram embora e eu dormi lá, comotínhamos combinado. Fui dormir pensando no Pedro...Nós trocamos telefone, mas ele não me ligou até agora,claro. Eu é que não vou ligar para ele.Débora11/01 Quarta à tardeEEEEiiiii!!!!! Adivinha quem não me ligou até hoje?Quem não deu nem um mísero sinal de vida? Acertou, oPedro, lógico (além de todos os meninos da face daTerra).Fiquei realmente com ódio. Pensei que já tivessepassado da fase de ficar com alguém, me apaixonar eme iludir, mas vejo que não. Mas achei que ele tambémtinha gostado! Se ele realmente gostou, por que nãotelefona? Que droga!
  9. 9. 14Desenho de Débora com uma cara muito zangada aolado do telefone como quem espera uma ligação, e aolado do telefone tem um papel onde está anotado Pedroe o número do telefone dele.Bem, acho que já deu para perceber que eu andeichorando. Chorei ontem à noite e hoje de manhã, masagora chega. Cansei! O problema é que sempre bateaquela mesma dúvida: e se ele perdeu meu telefone? Ese ele está na casa dele agora, morrendo de tantochorar, com a certeza de que nunca mais vamos podernos falar por culpa dele? Nesse caso, eu deveriatelefonar. Afinal, eu não perdi o número dele. Para falara verdade, até decorei. Então, por que eu não ligo?Porque sou uma idiota!A Bia disse para eu parar de fazer drama e ligar de umavez. Estou com raiva dela. Eu não estou fazendo drama,só estou desesperada porque o menino com quem eumais gostei de ficar no último mês desapareceu. Eleparecia tão perfeito. Na verdade, acho que não estoucom raiva da Bia, estou é com raiva dele. Mas ele que sedane. Se perdeu meu telefone, bem feito, é bom que elesofra para aprender a deixar de ser distraído.Não fiz nada desde sábado até agora. Só fiquei em casa,ao lado do telefone, esperando ele ligar. Simplesmentepatético. Eu me lembro bem do dia em que fiqueiexatamente desse jeito, mas por causa de outromenino.. que eu conheci em um churrasco (não melembro do nome dele agora, mas eu devo ter anotadoem algum lugar). Ele ligou? Não. O que eu ganheiesperando ele ligar? Nada. Eu estou repetindo a mesmaburrada? Estou. Então o que eu sou? Burra!Ai, que ódio!!!!
  10. 10. DéboraP.S.: Não fique esperando que eu telefone. Eu não voutelefonar!13/01 Sexta-feira, não sei que horas da tardeAntes que me perguntem: não, ele não me ligou. Masdeixa pra lá, estou mais calma. Nossa, eu estava muitohistérica na quarta. Mas nada como um dia depois dooutro, não é mesmo?15Depois de muita enrolação, a Lu finalmente chegaamanhã. Ainda não sabemos direito o que fazer, masacho que vamos dar uma pequena reunião na casadela. Só eu, ela e a Bia.Nossa, estou morrendo de saudades dela! Era ótimoquando ela estudava no meu colégio. Fiquei tããão tristequando ela saiu de lá! Mas tudo certo, continuamosamigas. Ela e a Bia se conheceram há pouco tempo,mas estão se dando bem.Ela é um ano mais velha do que a gente, o que dá umadiferença enorme em sua experiência de vida. Olha só:enquanto eu já fiquei com 10 meninos até hoje, e a Biaficou com 11, a Lu já ficou com mais de 20 (acho que22, ou 23). E ela já tinha tomado bebida alcoólica muitoantes da gente (que tomamos na "Sexta Super",lembra?). Foi a primeira de nós a menstruar, também(depois fui eu e depois a Bia). Mas eu ganhei um celularprimeiro!Estou doida para contar para ela da ficada com o Pedro,e também quero ouvir a ficada dela com o Marcos. Euqueria que a gente se encontrasse no apartamento domeu pai, que é superespaçoso e tem um quarto só paramim, mas ele acabou de ligar dizendo que começou a
  11. 11. fazer uma reforma no apartamento. Está uma bagunça,cheio de pedreiros passando, com muito barulho... Paraa gente não ficar sem se ver, ele propôs irmos ao cinemahoje, mas eu não estou muito a fim, sabe? Querodormir à tarde. Ontem fiquei na internet até três damanhã, a Bárbara estava boazinha e não ficoureclamando que queria dormir. Eu queria terencontrado com o Guilherme, para perguntar por queos homens são todos iguais... Pensando bem, não iaadiantar nada conversar com ele.DéboraP.S.: Nossa, acabei de perceber que hoje é sexta-feira13!!! Talvez o Pedro fosse me telefonar hoje, mas ficoucom medo de dar azar e resolveu esperar até amanhã.Vou acordar mais cedo!!!15/01 Domingo, uma hora da tardeNossa, acabei de acordar. Ontem foi ótimo, muito legalmesmo. A Bia passou aqui e a gente foi de ônibus paraa casa da Lu, logo depois do almoço. A Lu nem tinhadesfeito as malas ainda, mas estava superanimada, enós16ficamos na internet, alugamos um filmehiperengraçado, jogamos Banco Imobiliário (nossa, faziaANOS que eu não jogava) e, principalmente, papeamosmuito.Nem acreditei quando vi a Lu: ela tingiu o cabelo deloiro!!! Ela não tinha me contado por telefone, queriafazer surpresa. Nossa, eu estranhei muito. Fiquei todasem graça, porque ela ficava perguntando o que eutinha achado e nem eu sabia o que eu tinha achado...Aí, claro, dei a clássica resposta:
  12. 12. - Ah, ficou diferente, né?Ela não gostou nada do meu comentário e passou aconversar mais com a Bia, que simplesmente amou onovo visual. Eu achei um saco, então eu não podia nãogostar da mudança? Mas, para o bem de todas, depoisde algum tempo eu acabei me acostumando. Aliás,talvez eu até tinja o meu também. O problema é quecomo a Lu tem os olhos claros, ficou supernatural, maseu não tenho. Então talvez eu passe a usar lentescoloridas também.Ah, e olha que legal: ela está namorando aquele Marcos.Não sei como vai ser, porque eles moram em cidadesdiferentes, mas a Lu disse que também não sabe emesmo assim está adorando. Aí eu contei do Pedro, e...elas me encorajaram a ligar para ele. Mas é o tipo dacoisa: e se eu telefonar e ele sair comigo só por causadisso? Pior ainda, e se ele ficar todo convencido, seachando o máximo? (o.k., o.k., ele é o máximo, mas nãoprecisa saber disso). Vou ter que pensar muito. Ah,quer saber? Vou telefonar. Eu não vou morrer se fizerisso, não é? E, além disso, a mamãe e a Bárbara nãoagüentam mais eu ficar regulando o telefone, com medode ele ligar justamente na hora em que elas estãoconversando. É isso mesmo, decidi. Vou telefonar hoje!Beijos, Débora17/01 Terça-feira, 17h30AAAAAAAAhhhhh, ele ligou!!!!! Que felicidade, quefelicidade, que felicidade!!! Acabamos de desligar nesteexato momento, ficamos uns vinte minutos notelefone... Ah, como eu sou uma pessoa feliz!...Calma, eu explico.No domingo, depois de almoçar, eu me deitei na minhacama e fiquei pensando no que eu ia falar com ele ao
  13. 13. telefone. Mas aí minha mãe me17chamou, dizendo que meu pai estava me esperando nasala para a gente sair. Achei um saco, justo naquelahora... Mas tudo bem, acabou sendo divertido. Agentefoi ao shopping, tomou sorvete, ele me deu umarevista...Só que, quando ele me trouxe de volta, já passava dasnove da noite e eu fiquei com vergonha de telefonar. Tá,nove horas não é tão tarde assim, mas era a minhaprimeira ligação... e vai que o menino é de dormircedo... Achei melhor esperar segunda-feira.Eis que segunda-feira chega e o que acontece com aminha coragem? Some!!! Ah, pode dizer que é frescura,mas eu não consegui. E se ele não estivesse mais a fim?Com que cara eu ia ficar? Desisti mesmo. Fiquei o diatodo assistindo à tevê e falando com minha primaSamantha no telefone. Ela acabou de voltar dos EstadosUnidos. Como eu não ficava com sono de jeito nenhum,à meia-noite fui para a cozinha e fiz um bolo. Elemurchou e eu fui dormir, desiludida da vida.Bem, mas vamos ao que interessa! Hoje eu acordei àsonze e meia, almocei e fui dormir de novo. Não tinhanada para fazer, mamãe tinha levado a Bárbara aodentista, eu havia desistido de telefonar... e então,quando minhas esperanças já não existiam, uma lindavoz masculina me surpreende do outro lado da linha(nossa, essa foi péssima).- Alô. (Com cara de quem acabou de acordar.)- Por favor, eu gostaria de falar com a Débora.- Por dentro eu estava explodindo, mas me controlei. Foibom ter tomado suco de maracujá no almoço.- Sou eu mesma... É o Pedro?
  14. 14. - Que bom que você me reconheceu... Eu estavapensando em você, você disse que ia telefonar.Não é lindo? Mas você reparou no detalhe? EU disseque ia telefonar. Que coisa, não? Pena que eu não possagarantir que ele ficou angustiado todos esses dias, meesperando, como eu fiquei. Afinal, ele é um menino.Só sei que estou completamente apaixonada... Ele é tãolindo, tão perfeito. Combinamos de ir ao cinema depoisde amanhã, quando vai estrear um filme ótimo. Mas,mesmo se fosse péssimo, eu iria... Ah, eu queroconversar com ele, ficar com ele de novo, namorar comele, casar com ele, ter filhos com ele e morrer com ele.Eu tenho absoluta certeza de que ele é o homem daminha vida. Não faço idéia de como vou sobreviver atédepois de amanhã, de tão ansiosa que estou...Vou fazer escova antes de ir. Aposto que ele preferecabelo liso. Eu sou louca para fazer escova, mas semprefico enrolando, enrolando. Acho que eu18tenho medo de viciar e aí me tornar escrava de salão debeleza. Não que seja ruim ir ao salão, mas issodetonaria a minha mesada, que, por sinal, já é umamixaria.Desenho de uma nuvem onde Débora está deitada debruço falando ao telefone, com uns corações sobre acabeça e anotado Ele Ligou!!É simplesmente a primeira vez que eu saio com ummenino com quem eu já fiquei - com todos os outros, eusó fiquei uma vez e tchau. Mas, com o Pedro, édiferente... Tenho certeza de que a gente vai namorar.Ah, como eu estou feliz! Eu amo o Pedro!!!Milhões de beijos, Débora!!!!!
  15. 15. 20/01 Sexta-feira à noiteO meu cabelo ficou tão lindo com escova! Lisinho,lisinho. E parece que ficou tão mais hidratado ebrilhante! Sem contar que ficou bem mais comprido.Está batendo um dedo abaixo do final do sutiã. Quandoestá cacheado, nem encosta lá. Realmente, ficou lindo.Acho que vou deixar assim para sempre (quer dizer, umdia eu vou lavar, mas aí eu faço escova de novo, né? Oproblema é que vou ficar sem dinheiro nenhum).Ah, a saída com o Pedro? Foi legalzinha. Ah.. sei lá. Nãosenti aquela coisa que senti na festa, sabe? A gente seencontrou, ele não viu diferença nenhuma no meucabelo, vimos o filme e tal. Rolaram uns beijos nocinema, e depois a gente até saiu de mão dada, mas eunão senti nada demais. Ele é mais bonito à noite. E émeio sem assunto. Sabe, eu estava toda empolgada,19comentando o filme, falando das minhas amigas, e elesó respondia "é...”, "pois é...". Ah, ele é muito quietinho.Agente pode até ficar de novo, mas não quero namorarde jeito nenhum.O Guilherme me ligou um pouco antes de eu começar aescrever. Eu contei a ele sobre o Pedro, e acho que eleficou com ciúmes... Eu começava a falar, e ele mudavade assunto toda hora. Foi engraçado. Ele perguntou porque eu não tenho ido ao clube, mas nem eu sei! Achoque é porque ultimamente eu tenho ficado acordada atétarde, e aí dá preguiça de acordar cedo. Eu disse quevou ver se domingo consigo ir. Vou perguntar para omeu pai se existe um jeito de eu arranjar convite, assimeu levo a Bia e a Lu, e fica tudo bem mais divertido.Acho que vou ouvir um pouco de música, agora.Tomara que o Pedro não me ligue, eu não sei o que iria
  16. 16. falar com ele...Beijo! Débora22/01 Domingo +- 18hEEEiii!!! Nossa, o clube foi ótimo, mas acontecerammuitas coisas estranhas... Coisas que eu estoutentando entender até agora...Foi assim: meu pai me pegou às nove da manhã. Eleconseguiu dois convites, mas só a Lu pôde ir, porque aBia pegou uma supergripe e está de cama, tadinha.Então passamos na casa da Lu e fomos.Chegamos no clube e fomos para o vestiário trocar deroupa. Na hora de pôr o biquíni, levei o maior sustão:minha celulite aumentou! Tenho certeza de que a culpaé das férias. Estou ficando mais em casa, tomandorefrigerante toda hora... Um horror. Falando nisso,fiquei chateada com a Lu. Ela fica reclamando decelulite, mas ela não tem nada! Me mostrou a bundadela e apertou a coxa, dizendo "aqui, ó. Tá vendo?". Masnão dá para ver absolutamente nada. Aí eu apelei emostrei meu bumbum para ela, e disse: "olha, Lu,celulite é isto aqui!", mas ela riu e disse que eu sou umagarota muito feliz, porque não tenho celulite nenhuma.Tudo bem, ela com a celulite imaginária dela, e eu coma minha de verdade (é real mesmo, juro!).Mas chega de falar sobre problemas. Fomos para apiscina e demos de cara com quem? Guilherme, claro. Oclube é grande, estava cheio e eu não esperava meencontrar com ele tão cedo. Queria ficar um pouco sócom a Lu,20conversando coisas de menina, mas não dava paradispensar o Gui né? Se bem que, no início, ele estavamuito chato e merecia ser dispensado. Ficou implicando
  17. 17. com a canga que eu tinha amarrado na cintura e atétentou tirar... Um saco! Eu quase bati nele.Aí a gente foi nadar. A Lu só ficou um pouco na piscina,porque estava com medo de que o cabelo ficasse verde.Meu cabelo já estava sujo, precisando ser lavado, entãoeu nem me importei de desistir da escova e cair naágua. Resultado: só eu e o Gui fomos nadar, enquanto aLu foi jogar vôlei.Nós dois apostamos corrida de mergulho, ficamosconversando na beira da piscina e eu até subi no ombrodele, de brincadeira. Foi muito divertido. Mas eu fiqueiconfusa, será que tá rolando um clima ou é impressãominha? Eu achava que ele era chato, mas agora mudeide idéia e até estou achando o Gui bonito. Mas nãotenho a menor idéia se ele está a fim de mim! Quando agente estava nadando, ele disse que eu fico linda decabelo molhado e com o nariz meio vermelho por causado sol. Mas ele diz tudo meio brincando, fica rindo todahora, e aí eu rio também.O.k., o.k., eu confesso que, por um momento, sentivontade de beijá-lo. Foi quando nós dois estávamos comos braços apoiados fora da piscina, bem pertinho um dooutro, conversando. Nessa hora, eu estava até torcendopara a Lu não voltar logo. Mas depois a gente voltou anadar, e o clima passou. Aliás, nem sei se teve clima.Afinal, a gente só estava conversando, e ele nem tentoume beijar, nem nada. Ah, sei lá!Bom, depois a Lu voltou e nós saímos da piscina.Almoçamos no restaurante do clube e o papai deixoucada um em sua casa (inclusive eu, pois o apartamentodele ainda está em reforma) e agora eu estou aqui, coma cabeça toda confusa. A Bárbara pegou um jogo muitolegal na internet, mas agora eu não estou a fim. Achoque vou ficar ouvindo música.
  18. 18. Sabe o que eu queria, de verdade? Viajar para a Disney.Ontem, eu vi um documentário sobre a Disney na tevê efiquei morrendo de vontade. Mas toda vez que vou falarcom meu pai, ele só me enrola. Acho que vou acabarindo com trinta anos. Aí, nem vou querer mais. Vou épara a Europa, conhecer aqueles museus com quadrosmalucos, que eu não entendo nadinha. Bom, esperoque, com trinta anos, eu entenda, né?Beijinho, Débora2124/01 Terça-feira antes do almoçoAi, estou muito mal... Estou completamente gripada...Mal posso escrever, estou realmente um lixo. Se eu nãofosse uma amiga tão legal, poderia dizer que a culpa éda Bia, pois foi ela quem me passou a gripe. Também,eu não tinha nada que visitá-la ontem. Mas é que eunão tinha nada para fazer e, além disso, fiquei com dópor ela estar de cama... e agora estou aqui, deitada,espirrando, com o nariz entupido, enfim, toda nojenta.Logo hoje, que é aniversário da minha madrinha e euqueria ir, para ver a Samantha. Ela disse que trouxeuma blusinha linda para mim, da viagem, e tambémquer me mostrar as fotos. Eu disse para a minha mãeque, se eu repousar até a noite, consigo ir, mas eladisse que eu não vou sair da cama de jeito nenhum.Que saco!Melhoras para mim,Débora26/01 Quinta-feira, 14h17Estou muito chateada. Acabei de telefonar para a Bia ea mãe dela me disse que ela saiu com a Luciana. Porque elas não me chamaram? Estou tentando resolveresse enigma até agora. O que eu fiz de errado? Será que
  19. 19. elas estão com raiva de mim? Não é justo. Eu sei quenão fiz nada. Só estou aqui deitada na minha cama, merecuperando da gripe. Que droga! O que aconteceu?Será que...Pronto, voltei. Era a Bia no telefone. Ela disse que tinhasaído com a Lu para tomar sorvete, e não me chamouporque eu estava gripada. Aí eu perguntei:- Ué, Bia, e a sua gripe?- Ah, eu sarei. De qualquer forma, eu só tomei milk-shake, que é menos gelado.Desenhos de Débora enrolada numa manta, umtermômetro com a anotação 38º de febre, um milkshake e Lu e Bia dando tchauNão gostei, não gostei e não gostei. E não sei de onde22ela tirou essa idéia maluca de que milk-shake é menosgelado. Mas tudo bem. Eu posso estar tendo uma crisede ciúme, embora eu ache que elas estão escondendoalguma coisa de mim. Se elas realmente estiveremfazendo isso, nossa, eu vou ficar muito chateada. Elassão as pessoas em quem eu mais confio no mundo! Aíeu não vou contar mais nada para elas. Elas vão ver.Nossa, como eu estou vingativa! É melhor parar. Talvezisso piore minha gripe, e eu já estou quase sarando.Aquele chá que minha mãe tem feito é bom mesmo.Acho que vou pedir mais.Débora28/01 Sábado, 19h34Estou me arrumando. Daqui a pouco vou sair com aBia e a Lu (dessa vez, elas me chamaram). A gente vai aum bar bem legal, onde eu já fui uma vez. Lá é cheio demenino bonito, quase todos mais velhos, e tem muitacoisa gostosa para se comer. Minha mãe encheu um
  20. 20. pouco o saco, mas vou dormir na casa da Lu.Estou um tanto mal-humorada, pois existem doisproblemas nessa saída. Primeiro: tenho de ir bemagasalhada, para não ter uma recaída da gripe, e porisso não posso usar minha blusinha nova (que é bemdecotada nas costas, supersexy). Segundo e maisimportante: tenho quase certeza de que aquelas duasestão escondendo alguma coisa de mim. Vou perguntaro que está acontecendo e só vou sair daquele barquando elas responderem!Tenho que ir, ainda preciso me maquiar. Quando eu fuiao shopping com meu pai, ele me deu um gloss lindo,da marca que eu queria. Ficou muito bom, realçouminha boca sem aparecer muito. E aquele rímelmarrom que eu comprei no final do ano passado aindanão acabou, ele fica superbonito. Modéstia à parte,acho que hoje vou arrasar. Estou até gostando do meucabelo, ele ficou tão hidratado com o condicionadorleave-in que eu passei! Mas o melhor é que os cachosficaram mais definidos. Pena que custa tão caro. Tudocusta caro nesta vida!Débora2329/01 Domingo à noiteAh, tudo esclarecido! Na hora eu fiquei com raiva, masagora estou mais calma. No final das contas, acho atéque a nossa amizade ficou fortalecida.Minha mãe me levou até o bar, e as duas já estavam lá.Nossa, estava lotado, e infelizmente tinha mais mulherdo que homem. Que triste! Mas tudo bem. Sentamosnuma mesinha que ficava do lado de fora, pedimos umaporção de frios e refrigerantes e, antes que eucomeçasse com as minhas reclamações, elas explicaram
  21. 21. o que estava acontecendo.Olha só: tanta confusão para me falarem que a Luestava com vontade de perder a virgindade com onamorado dela. Fiquei com ódio por ela não confiar emmim! E a primeira coisa que me passou pela cabeça foi:por que a Bia podia saber e eu não? Afinal, ela é virgemcomo eu! Ah, eu me senti tão mal naquela hora. Atépensei em ligar para minha mãe e dizer que eu não iamais dormir na casa da Lu. Mas resolvi esperar aexplicação delas que, aliás, foi péssima.O argumento da Lu foi que ela ficou com medo de eunão entender a vontade dela, já que eu nunca namorei.A Bia já namorou (um mês, grande coisa) e por issoentenderia melhor. Achei horrível. Mesmo que eu nãoconcordasse com a decisão dela, eu nunca a julgaria! Eeu não acho que só porque eu nunca namorei eu nãorespeitaria a vontade dela. Por isso mesmo, eu disse:- Lu, eu não acho que só porque eu nunca namorei eunão respeitaria sua vontade.- Ai, Débora, você tem razão. Desculpa, desculpa!E ficou me pedindo desculpas um tempão, até euaceitar. Mas com uma condição, lógico: que ela jurasseque me contaria tudo quando acontecesse. Ela jurou, eaí ficou tudo bem.Estou feliz por ela. Deve ser a melhor coisa do mundotransar quando se está apaixonada (o que nunca vaiacontecer comigo, que estou destinada a ficarencalhada eternamente, mas continuemos). Eu, nolugar dela, esperaria um pouco mais, para conhecermelhor o menino. Mas ela já conhecia o Marcos bemantes de eles ficarem, já estava a fim dele há umtempão, por isso, eu nem falei nada. Mas uma coisa eufiz: disse para não dispensar a camisinha, de jeitonenhum. Ela disse que vai falar com ele e pedir para ele
  22. 22. usar, com certeza.24Dormi na casa dela. A gente saiu para comer pizza comos pais dela no almoço e depois eles me deixaram aqui.Foi bem divertido, só que teve uma coisa: a gentepassou a noite toda falando sobre sexo, antes dedormir, e eu fiquei morrendo de curiosidade (e devontade). Parece que é tão bom! Eu até pensei emdesistir da minha idéia de transar só com uma pessoade quem eu goste de verdade. Mas não tem jeito: euquero que a minha primeira vez seja especial, e, paraisso, tem que ser com alguém especial. Se eudesencalhar, claro. Quero que seja super-romântico,sabe? Com alguém que me ame, e não que só medeseje. Com alguém com quem eu não sinta vergonhade tirar a roupa... Com alguém que diga "eu te amo"quando tudo acabar e que durma abraçadinho comigo.Ah, deve ser uma delícia!Mas fiquei empolgada por ela, mesmo sabendo que aminha primeira vez talvez demore um pouco. O Marcosmora em Recife, mas tem tios aqui e disse que, logo,logo, vem especialmente para visitar a Lu. Eles aindanão conversaram sobre sexo e ela disse que ele não estáforçando nem um pouco. Ela quer conversar com eleantes de eles transarem, para falar sobre camisinha,sobre o que ele sente por ela, essas coisas. Eles estãoconversando dia sim, dia não por telefone, mas eusugeri que eles falassem sobre isso pessoalmente. Émelhor. Viu? Eu sei dar conselhos sobre sexo!Eu prometo, diário, que, quando eu transar, você vaiser o primeiro a saber!Mil beijos, Débora25
  23. 23. FEVEREIRODesenho de Débora com cara de triste sentada e em suafrente um livro de matemática, outro de Literatura e umcaderno e uma campainha zoando: Triiiiiiiiiimmm01/02 Quarta-feira, depois de uma coisa estranhaAcabou de acontecer uma coisa superestranha agora.Eu atendi o telefone e...- Oi, meu amor.- Hã? Quem é?- Nossa, que desprezo, Débora...- É você, Pedro?- Não, sua desnaturada, aqui é o Guilherme. Quem éesse Pedro aí, hein?Como o Guilherme é atirado, não é? O pior é que euquase gostei do que ele fez. Ah, sei lá, foi engraçadinho,parece que tem alguma coisa entre a gente (mas nãotem nada, que fique bem claro). Acabou que nósconversamos por uns vinte minutos e o papo foi assim,digamos, meio meloso. Mas tudo bem.Depois que a gente desligou, fiquei pensando um pouconele. O Gui é da minha sala e, apesar de eu só teradmitido agora, é bem bonito (basicamente, moreno,alto e malhado na medida certa). Mas eu tenho umpouco de antipatia por ele porque ele é simplesmente ocara mais galinha que eu conheço. Já ficou com metadedas meninas no colégio e faz questão de dar em cima daoutra metade. Tudo bem, talvez eu esteja exagerandoum pouco... mas ele realmente já ficou com umaporção, assim como tem uma porção de meninasapaixonadas por ele.Mas fique tranqüilo, eu não serei uma a mais na listadele. Mesmo porque o que eu quero é um cara sensível,amigo, companheiro, sabe? Eu não vou dizer que gostei
  24. 24. desse telefonema... tá, eu gostei. Mas foi só umtelefonema, uma brincadeirinha. Não quero nada comele, MESMO. Quero até ver na escola, quandocomeçarem as aulas. Se ele vier cheio de gracinhas,achando que nós temos alguma coisa, eu sinto muito,mas vou ter que ser grossa.Gente, semana que vem é aniversário da Lu. Acabei deme lembrar, que bom. Ah, não, esquece, é na outrasemana. De qualquer forma, preciso comprar uma coisabem legal para ela. O problema é dinheiro. Pedi minhamesada para o meu pai hoje, mas ele me enrolou comosempre. Espero profundamente que ele pare de enrolarna semana que vem, senão vou ter que pegar dinheiroemprestado com minha mãe (e ela não gosta de meemprestar, porque eu nunca devolvo).Beijo, Débora2802/02 Quinta-feira à noiteEngraçado, de uma hora para outra, fiqueisupernervosa com a volta às aulas. Estou com medo deagora ser muito difícil, afinal, passei para o primeiroano do ensino médio. A oitava série foi tranqüila, apesardo maldito desenho geométrico, que é a matéria quemais odeio no mundo. Mas agora tudo pode serdiferente... Talvez eu tenha que estudar bastante e nãodê tempo para nada, já pensou? As férias estavam tãoboas, mas na próxima segunda-feira acaba tudo. Comopode acabar rápido assim? Que saco. Amanhã mesmotenho que ir ao centro com minha mãe comprar livros,cadernos, etc., além de um par de tênis novo, porque euestou precisando.Mas o pior de tudo é ter que voltar a acordar cedo. Setem uma coisa que eu AMO é dormir sem hora para
  25. 25. acordar. Agora, aquele despertador irritante vai voltar aencher o saco... Nem acredito. Aliás, nem quero pensarnisso. Quer saber? Vou é aproveitar esses últimos diasque me restam e programar um final de semana bemlegal. É isso aí, vou telefonar agora para a Bia ecombinar alguma coisa ótima para sábado. E vou ficarcom um menino bem lindo, para compensar o fim dasférias!Mil beijos, Débora03/02 Sexta-feira, depois de a Lu ligarAAAhhh, não posso escrever agora! A Lu acabou de metelefonar, e adivinha: ela e o Marcos transaram (naverdade ela não disse isso, e sim que tinha umasupernovidade para me contar, mas é claro que é isso).Estou indo para a casa dela agora. Eu tinha combinadoir ao shopping com a Samantha, mas ela que medesculpe. Nada é mais importante do que uma de suasmelhores amigas ter perdido a virgindade! (Ou melhor,só tem uma coisa mais importante: quando essa pessoaque perdeu a virgindade for euzinha!!!)Fui! Fui! Fui! Débora29P. S. 1: Não sei se isso vai agradar à Lu, mas depois euconto tudo, diário! P.S.2: Pensando bem, ela não vaisaber que eu contei!03/02 Ainda sexta-feira à noiteOi! Passei a tarde toda na Lu e voltei agora. Ela mecontou tudo: eles realmente transaram.Ela disse que era para o Marcos vir para cá, ficar nacasa dos tios dele, só na semana que vem, mas eleresolveu fazer uma surpresa. Apareceu ontem à noite,na casa dela, com um buquê de flores (não é lindo?).
  26. 26. Depois de terem ido a um barzinho, ela foi para a casados tais tios, que ficava lá perto. Isso sem os pais delasaberem. Como estava todo mundo dormindo, já viu...ela disse que rolou supernaturalmente, sem os doisconversarem a respeito, nem nada. Quando viu, jáestava indo.Ela ficou um pouco convencida e às vezes fez com queeu me sentisse meio pentelha, mas eu não vou medeixar influenciar por isso. Além disso, eu me lembrodireitinho de quando eu menstruei pela primeira vez:fiquei tratando meio diferente todas as meninas queainda não tinham menstruado. Acho que é normal.Eu também perguntei se o Marcos usou camisinha, eela respondeu:- Êêê... claro que sim, né, Débora...Apesar da grosseria, fiquei feliz. Eu estava preocupadacom ela! Hoje os dois vão sair outra vez, mas a Lu medisse que não sabe se vai querer transar de novo. Disseque não sabe se está pronta. Confesso que essa eu nãoentendi. Como ela está pronta para a primeira e nãoestá para a segunda? Mas eu fingi que entendi essaparte, para ela não ficar mais convencida ainda.Um beijo! Débora04/02 Sábado, 24h15Ai, estou me sentindo tão sozinha. Posso confessar umacoisa? Estou doida para esse tal de Marcos ir embora.Graças a ele, a Lu mais uma vez não30está disponível para sair comigo. Como se não bastasse,a Bia foi para o sítio da tia dela e só volta amanhã ànoite. A Samantha sumiu (ligo para a casa dela eninguém atende). Até cogitei telefonar para oGuilherme, mas achei melhor não. Sei lá, sabe? Então.
  27. 27. Já vi que esse final de semana de despedida das fériasvai ser horrível. Nada acontece. Mas sabe o que euestou pensando? Vou ao clube amanhã com meu pai. Aíeu encontro o Guilherme, me animo um pouco. É issomesmo. Vou ligar para o celular do Gui agora, paracombinar tudo.Débora05/02 Domingo à noiteNossa, muito estranho!!! Fiquei com o Guilherme hoje.Não é bizarro? Bem, na verdade, foram só dois beijos,mas dois beijos bem demorados, e meio escondidos(para o meu pai não ver). Foi boooom...Foi assim: eu cheguei no clube às nove da manhã e fuipara o vestiário. Constatei que minha celuliteaumentou, mas não fiquei me olhando no espelho pormuito tempo. Na verdade, estava mais preocupada commeu cabelo: estava um lixo! Então o molhei nochuveiro, para melhorar, e fui para a piscina. Compreium refrigerante (vai ver que é por isso que minhacelulite só piora), sentei em um banquinho e fiqueiesperando que ele chegasse.Não demorou muito e ele apareceu. Estava todosimpático e sorridente, como sempre, e foi logo fazendoum tanto de piadinhas, para variar. O que me irritou foique ele perguntou:- Cadê aquela sua amiga, a Luciana?- Ah, a Lu? Não sei. Deve estar com o namorado dela.Mas tudo bem. Nadamos muito, tomamos sorvete efomos jogar sinuca. Foi nessa hora que tudoaconteceu...A sinuca fica em uma parte isolada do clube, e nãotinha ninguém lá, além de nós dois. Além disso, é umlugar coberto, sem sol, ou seja, um pouco escuro... (tem
  28. 28. luz, mas nós não acendemos). Começamos a jogar. Aí oGui veio com esta:- Vamos fazer assim: quem perder paga uma prenda.Eu morri de rir, não levei a sério. Jogamos, e eu perdi.Adivinha o que ele quis de prenda? Um beijo, lógico!- Mas como assim, Gui? Beijo mesmo?31- Claro, ué. Beijo de verdade.Aí ele foi chegando pertinho de mim, passou a mão nomeu rosto e foi se aproximando. Nessa hora, é claro, eujá estava completamente arrepiada. Meu coração estavabatendo tão rápido que eu pensei que ia ter um troço.Compreensível, né? Tudo muito inusitado. Sorri umpouquinho e nos beijamos, um beijo muito bom,nossa... será que eu estaria exagerando se dissesse que,dos meninos que eu já fiquei, ele é o que beija melhor?Apesar de ele ser galinha e convencido, tem um beijomeigo e ao mesmo tempo muito sexy. Amei.Eu fiquei meio sem graça de continuar a jogar, mas eleestava supernormal. Levou completamente nabrincadeira, sabe? Então eu desencanei e voltamos parao jogo. Dessa vez, eu ganhei. E adivinha o que eu pedi?Acertou. Mas o chato ficou fazendo joguinho, dizendoque aquilo já estava ficando sério, então eu ri (masmorrendo de ódio) e disse para deixar para lá. Mas eleacabou vindo, exatamente como na primeira vez, e nosbeijamos de novo. Um beijo demorado, de uns dezminutos. Muuuuito bom. Tesão total, misturado comnervosismo, estranhamento, tudo.Aí adivinha o que aconteceu nessa hora? Meu paichegou dizendo que estava me procurando... morri devergonha, mas tenho quase certeza de que ele não viunada. Fomos almoçar no restaurante do clube. Chamei
  29. 29. o Gui para ir com a gente, mas ele disse que ia jogarfutebol com um amigo dele que tinha aparecido lá, umtal de Astroldo. Apesar do nome, o menino é muitolindo.Depois do clube, vim para a casa da minha mãe. Eagora estou superconfusa... como será que vai seramanhã, na aula? Eu não sei como eu queria que fosse.É estranho ter ficado com o Gui, e mais estranho aindaeu ter gostado. Não esperava ficar com ele, sério... e,agora, não tenho a mínima idéia de como vai ser. Voutentar não pensar nisso. Uma coisa é certa: não vou meapaixonar. Quem estuda naquele colégio sabe muitobem quantos corações aquele garoto já partiu (é brega,mas é verdade) e eu vou pôr na minha cabeça que foi sóuma ficada, nada mais do que isso. Aliás, uma ficada debrincadeira. E só.Acho melhor ir dormir, pois amanhã a rotina de acordarcedo volta...Beijinho, Débora3206/02 Segunda-feira depois do almoçoCredo, como estou cansada! Estou morrendo de sono e,por isso, vou escrever apenas durante o tempo em que opudim que minha mãe está fazendo não fica pronto.Depois de comer uns três pedaços e me arrepender denão ter comido menos, vou dormir a tarde inteira.O primeiro dia de aula até que foi legal. Aquela coisa desempre, sabe: professores que parecem ser hiper-legais,mas que na verdade só estão escondendo suaverdadeira personalidade (até nós descobrirmos comoeles são de fato, daqui a mais ou menos um mês), umaturma que parece ser perfeita (mas aí eu me lembro decomo aquela menina é chata e como aquele garoto
  30. 30. irrita) e, claro, uma aluna novata, que é superbonita eparece ser muito simpática (mas que logo, logo serevelará uma metida como algumas insuportáveis dasala).Desenhos dos livros de Física, Química, Matemática eHistória com a anotação: Começam as aulas!!O bom é que fiquei na sala da Bia. Aproveitei e revi aJuliana, uma amiga nossa que desapareceu nas férias.Conversamos muito, e acabei confessando que fiqueicom o Guilherme. Falando nisso, aquele chato não foi àaula. Dei uma olhada nas outras salas, quando bateu osinal do intervalo, para ver se ele tinha ficado em outraturma. Mas nada. Faltou, mesmo. Folgado, né? Mastudo bem, foi bom porque não tive que me preocuparem como seria quando nos encontrássemos. Pensandobem, isso não é grande coisa, pois vou ter que mepreocupar amanhã.Finalmente vou ter biologia, física e química. Vamos verlogo como são essas matérias tão famosas. Ah, e olhaque fantástico: vou deixar de ter desenho geométrico.Não sabia que essa matéria era só da sétima e da oitavasérie, e fiquei realmente feliz. Eu quase pegueirecuperação no ano passado por causa dela.Ah, o pudim ficou pronto! Minha mãe tá chamando!Um beijão, Débora3308/02 Quarta-feira à tardinhaEstou muito preocupada. Na verdade, estoupreocupadíssima. Eu estava vendo televisão quando acampainha tocou. Era a Lu. Achei estranho ela aparecerde repente, sem avisar nem nada, e já abri o portãopreocupada. Quando ela subiu, confirmei que algumacoisa estava errada: ela estava chorando. Nem acreditei
  31. 31. quando ela me contou. Ela acha que está GRÁVIDA.Disse que a menstruação está muito, muito atrasada eque isso nunca havia acontecido. Quase chorei juntocom ela. Imagina, a Lu grávida?! Ela é só um ano maisvelha do que eu. Deve ser horrível! Ao mesmo tempo,não entendi. A camisinha tinha estourado?- Não, Débora, a gente não usou camisinha.- Mas você tinha falado que...- Pois é. Eu fiquei com vergonha. Mas a verdade é que agente foi sem mesmo.Então a Lu é mais pirada do que eu pensava. Elarealmente pode estar gravidíssima. Fiquei sem ação,não sabia o que falar para que ela se acalmasse.Acabou que eu tomei uma atitude e sugeri que a gentefosse à farmácia, comprar um daqueles testes degravidez e tirar essa dúvida. Fomos. Chegando lá,adivinha? Nem eu nem ela tínhamos dinheiro (culpa domeu pai, que não me deu minha mesada até hoje). Aessa altura, eu também estava desesperada. Elacomeçou a chorar no meio da farmácia e o homem dobalcão desconfiou, disse que nós poderíamos levar oteste e pagar depois. Legal ele, né?Só que ela não quis fazer o teste aqui em casa. Disseque queria ir para a casa dela, se acalmar e se prepararpara saber a verdade. Ela deve ter chegado há poucotempo, já que saiu daqui há mais ou menos meia hora.Eu pedi para ela me telefonar assim que fizer o teste.Tomara que dê tudo certo.09/02 Quinta-feira à noiteTadinha da Lu. O clima na casa dela está péssimo. Elasó me ligou hoje à tarde, quando a situação aliviou umpouco. Provavelmente, ela vai ficar34
  32. 32. sem poder sair por um bom tempo. A boa notícia é queela não está grávida. (que ótimo, não é? Tomara que elacrie juízo agora (nossa, estou falando igualzinho àminha mãe). A má notícia é que a mãe dela sacou tudo.Ela encontrou o teste no armário da Lu, antes mesmode ela fazer, e deu a maior bronca. Perguntou comquem ela tinha transado, onde e como, e quase matou aLu por ela não ter se prevenido. O maior interrogatório.Isso no carro, enquanto a levava para o médico. A Lufalou que não tinha onde enfiar a cara. De vergonha, demedo, de tudo... Não parava de chorar, a coitadinha.Aliás, até agora ela está chorando.O pai dela ficou tão bravo que simplesmente a proibiude falar com o Marcos, seja pessoalmente seja portelefone. Fiquei com dó dela, acho que não precisavatanto. Aliás, se a situação na casa dela continuarhorrível assim, acho que vou dar um pulo lá paraconversar com a mãe dela.Liguei agora para a Bia, e ela já estava sabendo.Combinamos que nós duas iremos juntas conversarcom a mãe dela, caso o clima não melhore. Acho queduas amigas vão ajudar mais do que uma.Bem, agora que o susto já passou, vamos mudar deassunto. O Guilherme está insuportável. Só apareceuno colégio ontem, nem conversou comigo direito. Se mecumprimentou, foi muito. Fiquei com ódio. Se ele querser só meu amigo e ignorar a nossa ficada, problemadele. Mas o menino não precisa ser grosso, né?Praticamente me ignorou. E descobri que vamos ficarna mesma sala, olha que ótimo! Eu mereço!Débora10/02 Sexta-feira, não sei que horaHoje o dia foi até legal. Conversei muito com o Gui na
  33. 33. aula, mas está cada vez mais claro que não vai rolarmais nada entre a gente. Em compensação, estamosmais amigos. Parece que a ficada aproximou nós dois...É bem legal ter um amigo homem. Apesar de ele ser sóamigo, conversar com ele e com outra menina não é amesma coisa. Não é que seja mais ou menos divertido,mas é diferente. Estou adorando isso.Acho que hoje à noite não vou fazer nada. A Lu,obviamente, não está em clima de sair (mesmo porqueela está meio de castigo), a Bia está com diarréia (issomesmo, diarréia), a Samantha disse que só vai sairamanhã e a Juliana não está em casa. Quem sabe eupoderia chamar o Guilherme?35Afinal, somos amigos. Mas, pensando bem, é melhornão. A mamãe vai encher o saco se eu arrumar umprograma agora, já está anoitecendo. Vou ficar em casamesmo, jogando alguma coisa no computador com aBárbara. Além disso, tenho que dar uma estudada. Aprofessora de matemática já passou um quilo de dever.Ai, que preguiiiiiça...Débora12/02 Domingo depois do almoçoNovidades! Novidades! Novidades!Você se lembra do Astroldo? Aquele que de feio só tem onome? Amigo do Gui, que eu vi no clube, na última vezque eu fui lá, lembra? Então. Eu estava conversandocom o Gui no telefone, ontem, há mais ou menos umahora, quando ele tocou no assunto Astroldo. Como é umnome muito feio, chamemos o garoto de A. Pois é. O Guime contou que, naquele dia no clube, o A disse a eleque me acha simplesmente LINDA e que está bem a fimde mim. Fiquei empolgada e concordei quando o Gui
  34. 34. sugeriu que ele dissesse para o A, sutilmente, que eutambém estou meio a fim. Ele vai falar com o garotohoje mesmo e me dá retorno na aula.Mudando de assunto, ontem à noite fui ao teatro com aSamantha, e depois nós fomos a uma pizzaria, que ficaao lado do teatro. Adivinha uma coisa? Ela me contouque agora é modelo. Eu quase ri, mas ela jurou que éverdade. Não é estranho? Eu sempre me achei maisbonita do que ela. Quer dizer, ela tem um cabelo lindo,as sobrancelhas naturalmente perfeitas e os olhosamendoados, mas é muito magra, não tem nada depeito nem de bunda. Ei, vai ver que é por isso que elavirou modelo.Desenho de Samantha sem seios e perna finaDesenho de Débora com uma coroa na cabeça com aanotação Isso é que é top!! (Euzinha!!!!)Eu sei que pode parecer inveja, mas não é nada isso. Aquestão é que eu sou muito mais eu do que ela,entende? Sei lá, ela é tão sem sal. O.k., eu tenhocelulite, mas pelo menos uso sutiã 42, enquanto ela nãousa nada, com certeza. Mas tudo bem. O que eu acho éque queria36ganhar meu próprio dinheiro, fazendo alguma coisa deque eu goste. Aí, quem sabe, eu finalmente viajaria paraa Disney!Ela vive de mesada, como eu, mas agora pode contarcom o dinheiro das fotos. Ela disse que a agênciaarranjou uma seleção para o encarte de uma marca e,se for escolhida, vai embolsar trezentos reais. Jápensou? Tudo o que ela vai ter que fazer é ficar posandopor algumas horas, com umas roupas bem legais, alémde ser maquiada e penteada por profissionais e sair em
  35. 35. uma revista que todo mundo lê, vai ganhar trezentosreais.Tudo bem, eu estou com inveja. E tudo bem, ela é maisbonita do que eu. Tudo bem, tudo bem, MUITO maisbonita! Que droga! Eu sei que não se deve mentir paraum diário, mas o que mais eu tenho que admitir?Débora14/02 Terça-feira, cinco e meia da tardeOi! Só estou escrevendo hoje porque o Guilherme só medeu o retorno do A hoje de manhã, na aula. Quer saberpor quê? Porque ontem estava impossível conversarcom ele. Claro, a Carol deu em cima dele a aulainteirinha, e ele ficou todo convencido, andando com elapara lá e para cá. Ai, eu acho a Carol muuuito chata.Ela é completamente oferecida, já ficou com todos osmeninos da sala, inclusive com o Guilherme.Tudo bem, vamos às novidades! O Gui deu o meutelefone para o A, e ele disse que vai me telefonaramanhã. Ótimo, né? Contei para a Bia e para a Ju, eelas também ficaram superansiosas. Tomara queamanhã chegue logo. Legal ter amigos homens, né? Elesapresentam homens para você.Semana que vem vai ter aula só na quinta e na sexta,por causa do carnaval. Ótimo, né? Só que eu não vouviajar nem nada, porque quero ficar aqui bemquietinha, esperando o A ligar. Além disso, estoucompletamente sem dinheiro. Se der para eu pular emalgum lugar, bem, se não der, amém.Ah, quase me esqueço de contar uma coisa! Hoje naaula, a Patrícia, professora de história, me pegouescrevendo umas fórmulas de física na carteira. Comcompasso, ainda por cima, e não com a grafite, mascom a ponta seca dele! Resultado: bilhete de suspensão.
  36. 36. Conversei, insisti, expliquei, e ela rasgou o bilhete. Eusó fiz isso porque fiquei muito desesperada quandosoube que ia ter um exercício de física. valendo ponto,no próximo horário.37Quer dizer, era um exercício-surpresa, mas estava todomundo meio desconfiado, já que a outra turma teve oexercício e contou para a gente na hora do intervalo.Acabou que não teve nada, e a queimação de filme foitotal. Mas tudo bem.Beijinho, Débora15/02 Quarta-feira, 19h57"Se amar é viver entre nuvens, eu quero morar nosubterrâneo."DéboraP.S.: Não sei de quem é essa frase, mas não é minha.16/02 Quarta-feira à tardinhaOOOOiiiii!!!! O A me ligou agora há pouco, e foi ótimo.Eu havia esperado a ligação dele durante a quarta-feirainteirinha (daí aquela frase deprimente). Daí o meninome liga hoje à tarde, quando eu estava sozinha em casae já tinha perdido as esperanças.O A é assim: tem dezoito anos, cabelos e olhoscastanhos. É, simplesmente, um GATO. Usa óculos,tem um corpo de tirar o fôlego de qualquer mortal... eum olhar carente, mas também muito sedutor.Conversamos durante uma hora e meia. Ele estáfazendo cursinho, vai prestar vestibular este ano paraodontologia. E olha que legal: ele toca violão. Já pensou,ele compondo músicas para mim? Ia ser muito lindo.NÃO CONSIGO PARAR DE PENSAR NO A!
  37. 37. Mas não estou apaixonada porque prometi para mimmesma que não me apaixonarei até julho.Débora3818/02 Sábado de manhãOntem à tardinha, liguei para o A. Ele não estava lá eeu fiquei p. da vida. À noite, mesma coisa: liguei, elenão estava. Fiquei tão triste, mas tão triste, que penseiem desistir dele.Daí, quem me ligou hoje, e me acordou? O A.AAAAhhhh, que bom que ele ligou. De um orelhão, porsinal, porque ele estava no centro. Conversamos porvinte unidades e combinamos ir ao cinema amanhã.Olha que bom, ele odeia carnaval! Não que eu odeie,mas fiquei feliz porque, se ele gostasse, provavelmenteestaria viajando. A sortuda da Samantha foi paraTiradentes com duas amigas. No começo eu até queriair e cheguei a pedir para minha mãe (que disse "não") etudo, mas depois eu desisti. Quero sair com o A noferiado inteirinho!Falando nele... Nossa, eu penso no A o dia inteiro. Eugosto muito mais dele do que do Pedro, nem secompara. O Pedro era uma preocupação, o A é umalívio.Estou totalmente grudada no Gui. Ontem a genteconversou no colégio e ainda se falou pelo telefone ànoite por um tempão. Eu liguei e:- Alô.- Oi, Gui!- Oi, Deby!- Eu estava com saudade, resolvi ligar.Eu odeio quando ele me chama de Deby, mas é a vida.Ultimamente ele anda com uns problemas com a
  38. 38. família, e, então, eu tento acalmá-lo e fico conversandocom ele.Beijo, DéboraP.S.: Hoje à noite vai ser ótimo. Logo depois do A, a Luligou e disse que já pode sair. Não sabemos o quevamos fazer ainda, mas vai ser ótimo.19/02 Domingo de madrugadaEstou aqui na casa do meu pai, acabei de chegar. Anoitada foi bem39light, em uma cafeteria nova que abriu no lugar daquelebarzinho que faliu (nossa, que triste! Pelo menos,rimou). Eu e a Lu conversamos tanto, mas tanto, quenem deu muito tempo de olhar para os lados e ver setinha muito menino gato.Ah, mas aconteceu uma coisa: dois meninossimplesmente patéticos chegaram na gente. Além defeios, eles só sabiam falar "pois é". Desanimador, eu sei,mas mesmo assim eu vou reproduzir o diálogo.- Oooii, meniiinas... eu e o meu amigo podemos nossentar aqui? Fizemos uma cara de não, mas eles sesentaram.- Seu nome?- Débora.- Luciana.- O meu é Paulo, o dele é Lucas.Foi aí que começou o desastre. O tal de Lucas disse:- Pois é, né?E o Paulo:- Pois é.E o Lucas:- É a primeira vez que vocês vêm aqui?
  39. 39. Eu:- É.O Lucas:- Pois é, gente.E o Paulo:- Pois é.Eu entrei no clima:- Sabia que você é muito bonita?- Pois é.- Pois é, né...Aaaaarrrghh!!! Acabou que a Lu me puxou, e nós fomosao banheiro. Quando a gente voltou, eles tinhamsumido, que bom! Ninguém mais incomodou e a gentepôde falar bastante sobre o A e o Marcos. Elescontinuam namorando, olha que fofo! Estão meio queescondidos, eu achei tão bonitinho... e tambémcombinaram que, depois daquele problema, só vãotransar de novo daqui a algum tempo.Nossa, estou morrendo de ansiedade para meu encontrocom o A... É por isso que ainda não fui para a cama,não estou conseguindo dormir. Meu pai é que vai melevar ao cinema amanhã. Eu não disse que vou com40um menino, lógico, senão ele ia me encher o saco. Amamãe implicou um pouco, perguntou quem era esseA, e tal, mas tudo bem. Contei tudo sobre ele, menos onome, é claro. Aliás, a Lu me pediu a noite inteira pararevelar a "identidade secreta" dele. Não, não e não!Bom, deixa eu ir para a cama logo, senão vou acordarcheia de olheiras e ele não vai me achar mais linda. Poisé, né?Beijos, Débora20/02 Segunda de manhã
  40. 40. Já é quase meio-dia e eu acabei de acordar. Isso é que éferiado! Ainda não inventaram nada melhor do quedormir até tarde!O A é um verdadeiro gentleman. Acredita que ele nãome deixou pagar nada? Pagou o cinema, me deu pipoca,pagou o lanche no McDonalds... Segurou meu casaco,abriu as portas para mim e me trouxe de carro até aquina casa do meu pai (essa parte nem mamãe nem papaipodem saber! Eu disse que voltei de ônibus). Éestranho, nunca conheci um menino assim. Acho que éporque ele é mais velho. Vou ficar mais com meninosmais velhos.Bem, no balanço geral, foi ótimo. Mas é claro que tinhaque ter uma parte ruim: o beijo. Eu não queria admitir,mas a verdade é que ele beija pessimamente. Eu nãoacreditei que um garoto tão mais velho pudesse beijartão mal. Para começar, procurei, procurei, e não achei alíngua dele. Ela roçou levemente na minha, mas não aponto que eu pudesse senti-la de fato. Sem contar queele não tem a menor noção de ritmo. Tinha hora que elebeijava super-rápido, e eu nem conseguia acompanhar,e, sem mais nem menos, ele diminuía o ritmo. Será queeu fui a primeira menina com quem ele ficou? Tomaraque não.Mas o pior mesmo foi o mico que eu paguei assim que agente se encontrou. Ele já estava lá quando eu cheguei,e adivinhe qual foi a primeira frase que eu disse...- Oi,A!!!- A?!Fui tentar corrigir, mas de tanto chamar o menino de A,esqueci aquele nome horroroso dele.- Posso te chamar de A? É bonitinho.41
  41. 41. - Pode... é bom, assim você não precisa ficar dizendo omeu nome feio.- Que é isso!!! Seu nome não é feio. Mas A é tão fofinho!Ah, até que colou, né? Hoje, antes de começar aescrever no diário, folheei as páginas para ver o nomedele. Já vi. É horrível mesmo.Bem, então os dois problemas básicos dele são esses: onome e o fato de ele não saber beijar. Mas, para nãodizer que eu não sou boazinha, vou dar uma segundachance a ele. Afinal, tirando o beijo, tudo foi ótimo, mediverti muito e fui muito mimada. Mas o beijo é umaparte fundamental, né? Assunto resolvido: segundachance e só.Débora22/02 Quarta-feira à noiteO A me ligou hoje, acredita? Achei meio grudento.Conversamos um pouco e eu disse que tinha quedesligar. Parece maldade, mas eu tinha mesmo. Estoucheia de dever de física para fazer. Fiquei a tarde todafazendo e ainda não consegui terminar. Eusimplesmente odeio física! Eu já odiava matemática, ecomo posso gostar de uma matéria que precisa damatemática? Que saco. Além disso, só um professor quetem problemas é capaz de dar dever para fazer nocarnaval. Mas agora parei para descansar um pouco.A Bia também ligou, perguntando se a gente pode iramanhã ao shopping, para comprar o presente da Lu. Oaniversário dela vai ser no sábado, adorei. Quem estámeio sumido é o Gui. Faz um tempão que ele não meliga, e a gente não tem muito tempo para conversar naaula. Quer dizer, a gente conversa, mas sempre commais gente, nunca ficamos só nós dois.Aposto que o A ainda vai me ligar esta semana
  42. 42. querendo marcar outro encontro. Sei lá. Eu sei que iadar uma segunda chance, mas desanimei, sabe? Étriste sair com alguém e não sentir tesão quando sebeija. Falando abertamente: não senti nada, tesãonenhum, aquele beijo só me irritou. Acho meio difícil obeijo dele ficar bom de repente.Débora4223/02 Quinta-feira à noiteVou escrever rápido, estou morrendo de sono.O A ligou de novo, e combinamos sair sábado, noaniversário da Lu. Provavelmente, vai ser em umaboate. Ele disse que não gosta muito de boates, mas eudisse que eu ia de qualquer jeito, porque era aniversáriode uma amiga minha. Aí ele disse:- Ah, então tá... qualquer lugar em que você estivercomigo vai ser ótimo.Grudento, né? Mas, já que eu resolvi dar uma segundachance mesmo, vamos nessa.Fui ao shopping com a Bia e compramos o presente.Cada uma ia dar o seu, mas vimos uma blusinha linda,que é a cara da Lu, mas carésima, então dividimos.Compramos também só um cartão, e nós duasescrevemos nele. Ela vai amar.Tchau! Débora25/02 Sábado depois do almoçoTô aqui na casa do meu pai. Acabei de chegar do clube.O Gui me ligou ontem, me chamando para ir ao clubedomingo, mas eu disse que não ia rolar acordar cedodepois de uma noitada. Então fomos hoje. Graças aDeus, não vi o A (já basta ter que encontrar com ele ànoite, né?) e pude me divertir só com o Gui. Nemadianta perguntar se rolou alguma coisa... somos só
  43. 43. amigos MESMO. Eu sei disso, ele sabe disso. Querdizer, ficamos fazendo brincadeiras carinhosas, comopassar a mão no cabelo um do outro, elogiar o corpo dooutro, já que eu estava de biquíni e ele, de sunga... massó. Coisa de amigo mesmo. E foi ótimo, me divertimuito, muito, muito.Bem, vou indo. Não sei ainda como vou fazer à noite: oA quer passar aqui para me pegar, mas, se eu for comele, vou ter que mentir para o papai. Eu poderia pedirpara a mãe da Bia passar aqui, mas vai dar trabalhopara ela, né? Ela nem me ofereceu, nem nada. O Aofereceu. E, acho que vou com ele.Débora4326/02 Domingo à tardinhaNossa, eu estava tããão linda, ontem! Até eu me acheilinda. Fui com uma saia preta que a Bárbara meemprestou e uma blusinha vermelha muito fofa. Ficoulindo com a sandália de salto alto que o meu pai medeu.Foi assim: lá pelas nove da noite, o A buzinou (eu pedipara ele não tocar a campainha). Dei um beijinho nopapai, falei que a mãe da Bia tinha chegado e desci. OA, claro, estava superlindo, e foi logo me elogiando.Quando a gente chegou à boate, levei um sustão: a Luestava com o cabelo pretinho! Ficou muito bonito, masficou estranho. Acho que tenho que me acostumar. ABia já estava lá, elas foram juntas e a Bia acabou dandoo presente na casa dela. Não gostei muito, mas pareceque a Lu entendeu bem que eu também tinha dado opresente, porque foi logo me agradecendo. Eu queria terdado junto com a Bia, mas realmente ia ficar difícilentregar o embrulho na boate.
  44. 44. Bom, aí a gente foi dançar. Tinha muita gente na nossamesa (eu só conhecia a Bia, o A e uma prima da Lu). OA estava meio deslocado, não tinha homem nenhum. Aía gente dançou muito, e a essa altura eu já tinha mearrependido completamente de ter ido acompanhada:quando o A foi ao banheiro, vários meninos lindoschegaram em mim, e eu não pude ficar com nenhumpor causa dele. Sem contar o fato de eu não terconversado com minhas amigas o tanto que eu queria,porque o A toda hora ficava me puxando.Desenhos da Bia sentada sozinha à mesa com cara detriste, Débora sentada próxima fugindo do beijo de umrapaz que deve ser A e no fundo dois rapazes olhando,com a anotação GatosMas, agora, vamos à parte triste da coisa: o beijo delenão melhorou nada. Nosso primeiro beijo rolou longedas meninas, quando nós dois saímos da pista e fomostomar alguma coisa. Quando finalmente ele me beijou,foi horrível. Sem língua, sem tesão, sem ritmo, semnada.44Resultado: acabou. Desisti completamente. Não faleiisso para ele ainda, prefiro falar por telefone. Ele émuito sem sal, sem atitude, sem nada, credo! E sabe oque é pior? Parece que ele está apaixonado por mim.- Você é diferente, Débora. Você é doce, meiga, e aomesmo tempo esperta, inteligente. Isso sem contar queé linda. Quando a gente tá longe, eu fico pensando emvocê o tempo inteiro. Queria ter conhecido você antes.- Você também é ótimo, A.Como eu não agüentava mais a cara dele, perguntei àBia se podia voltar com ela. Ela disse que podia e,quando eu contei para o A que não ia voltar com ele, ele
  45. 45. ficou todo triste. Bem-feito. Ele me irrita!Mudando de assunto, acredita que o professor de físicadeu outro dever gigante? Vou fazer tudo malfeito. Tômorrendo de preguiça.Débora28/02 Terça-feira, 14h46Socorro! Não estou entendendo nada da matéria novade física. Não estou exagerando. É grego para mim. E opior é que parece que a sala inteira entende grego. Eu,não. Sou normal.O pior é que vai ter prova de física na semana que vem.Doze pontos! Horrível. Estou desesperada. A Juliana meacalmou um pouco hoje na aula, ela é ótima em física ese ofereceu para me ajudar. Vamos estudar amanhã nabiblioteca. A Bia vai também, ela não está entendendodireito, mas está melhor do que eu.Desenho de uma Débora horrível parece uma bruxa,com uma espinha gigante!!! E prova de físicaAaaahaaaaa!!!!O dia hoje está horrível mesmo. Além do problema defísica, apareceu um ponto vermelho exatamente naponta do meu nariz. Tomara que não vire uma espinha,que seja só um cravo. Já pensou? Uma espinha bemamarela na ponta do meu nariz? Não tem lugar pior.Não quero nem pensar. O resto da minha pele está bom.Mas, se esse negócio virar uma espinha, ninguém vaireparar no resto.Débora4528/02 Ainda terça-feira, 20h32Passei a tarde inteira sem olhar no espelho, mas olheiagora. Realmente é uma espinha. Já está amarela, enão só está horrível como também está dolorida. Não
  46. 46. quero nem ver amanhã. Só não vou espremê-la por doismotivos básicos:1) Se eu espremer, minha mãe vai encher minhapaciência. Vai vir com aquele discurso: não podeespremer, senão inflama, pode marcar sua pele parasempre, e você pode até pegar uma infecção e morrer,blá-blá-blá.2) Esse negócio de morrer eu não sei, mas que marca,marca. Ainda tenho a marca no queixo da última queeu espremi. Acho que vai sumir, mas é chato porqueestá aí há um tempão.Conclusão: não vou ter que ouvir bronca da minha mãe,não vou ficar com marca, mas vou desfilar por aí comessa coisa ridícula e amarela no nariz por alguns dias.29/02Hoje o dia foi péssimo. Eu só dei vexame. Estou mesentindo mal até agora. E estou com ódio daquelenojento chamado Guilherme! Mas tudo bem, a culpa foium pouco minha. Eu tinha que ir à aula de band-aid?Burra, mil vezes burra.Foi assim: levantei às seis, como sempre, fui aobanheiro e lá estava ela. Amarela, reluzente, imensa eexatamente na ponta do meu nariz. Infinitamente maiordo que estava ontem. Quase chorei. Estava cogitandoespremê-la, quando dei de cara com uma caixinha deband-aid dentro do armarinho. Aí a pamonha aquicolou um bem em cima da maldita e saiu.A mamãe, no carro, já comentou que eu devia tiraraquele troço. Eu ouvi? Não. Cheguei no colégio.Primeira pessoa que encontro: Guilherme.- Que é isso, Débora?- Isso o quê?- Esse negócio no seu nariz.
  47. 47. 46-Ah, machuquei, Guilherme. Tchau.- Machucou a ponta do nariz? Ah, Débora, você pensaque eu sou idiota, menina? Debaixo desse band-aid temuma espinha bem nojenta, aposto.- E se for, hein, seu chato? Tchau.- Tira isso, Débora. Assim tá pior. Espinha é normal."Espinha é normal"! Que ódio! Ele pensa o quê? Quetem trinta anos e passa as horas vagas acalmandoadolescentes espinhentas? Ele devia olhar mais para orosto dele. Além disso, ele é muito grosso. Não davapara ignorar o curativo? Mas não, ele tem quecomentar.Fiquei me sentindo a menina mais horrorosa da face daTerra. Muita gente comentou, inclusive a Bia. Fiqueitriste e irritada e acabei tirando o band-aid no intervalo.Aí tive que ouvir pérolas como:- Nossa, Débora, que espinhosa, hein? Coitada!- Ué, não era machucado?- Ah, eu preferia com o band-aid.Não importa o que minha mãe disser: me recuso a ir àaula amanhã e depois de amanhã. Essa espinha devesumir só lá para domingo e, até lá, eu simplesmentenão saio mais de casa. É bom porque aí eu ficoestudando física. Aliás, acabou que eu convenci a Bia ea Ju a estudarem comigo aqui em casa, em vez de nabiblioteca. Não agüentava mais sair em público dessejeito. E essa porcaria só cresce.Ah, por falar em física, continuo sem entender muito amatéria, e qualquer nota acima de zero na prova vai serbom. Estou me sentindo completamente estúpida. Tudoo que a Ju explicava precisava repetir umas três vezespara eu entender. Na hora eu acabei entendendo, mas,
  48. 48. depois que elas foram embora, fui tentar resolver osexercícios sozinha e não consegui. Fiquei com tantaraiva da espinha, da física, de tudo, que arremessei ocaderno e comecei a chorar.Nossa, hoje o dia foi realmente péssimo. Meus pêsamespara mim.Débora47MARÇODesenho de Débora de biquíni e óculos escuros no sol.01/03 Quinta-feira, 18h10O A acabou de me ligar e, finalmente, eu pus um pontofinal na nossa história. Imagina que o coitado estavapensando que a gente estava namorando! Que viagem!Bem que eu desconfiei. Ele é certinho demais para ficarcom alguém sem compromisso nem nada. Aí eu falei:-A , deixa eu perguntar uma coisa. O que você acha quea gente é? Tipo, o que a gente é um do outro?- Ué, é... namorado.- Sabe o que é, A? É que nesse exato momento daminha vida, eu não tô a fim de namorar. Posso sair comvocê algumas vezes, ficar de vez em quando.- (Suspiro) Entendi.- Não fica assim não, tá? Agente continua amigo.Perfeito, não é? Eu acho que vou escrever um livro, o"mil maneiras de uma garota dar um fora". Fui educadae rígida na medida certa, ele entendeu a mensagem eninguém brigou. Muito bom.Agora, sabe o que eu quero? Passar um tempo sozinha,sem ficar com ninguém. Essa fase começou hoje, depoisdo telefonema do A e eu estou. sinceramente, adorando.Descompromisso, coração aberto, amigos, tevê, livros,enfim, uma cuca mais fresca, sem pensar em meus
  49. 49. rolos. Preciso estudar mais também, não quero ir malna prova de física. Ah! Chega de confusão! Quero casa etranqüilidade. Chega de homem para infernizar minhavida.DéboraP.S.: Para a minha felicidade, a espinha chegou ao seuápice hoje de manhã e agora parece que estádiminuindo. Matei aula hoje, mas amanhã acho que jádá para ir.03/03 Sábado, 14h18Ei! Nossa, ontem foi muuuito bizarro. Mas foi ótimo.Sabe aquela fase que eu estava falando na quinta-feira?Então. Ela acabou. Assim como a vontade de estudarfísica. Fiquei com o Guilherme de novo.50Eu sei, eu sei que a gente é só amigo. Mas tenteentender... ele é lindo, sexy, gostoso, divertido... euestava carente, ele também... foi só por isso que rolou.A gente até se definiu como "amigos que ficam".Combinamos ficar nas fases carentes, semcompromisso. Só uns beijos, amassos e tchau, somosamigos de novo.Mas deixa eu contar como foi. Na sexta à tardinha, euestava quietinha no meu canto, estudando física (euainda estava naquela fase). Aí, o telefone toca. Era ele.Conversamos um tempão e comentamos o fato de nãoter nada para fazer à noite. Eu, porque ia estudar. Ele,porque estava cansado por causa do futebol. Aí a gentechegou à conclusão de que estávamos parecidos comdois velhinhos, em casa numa sexta à noite, selamentando.Conseqüência imediata: combinamos sair. Nada de
  50. 50. mais, só um cineminha. Mas aí nos lembramos de umaboate que - olha que coincidência - nem eu nem eleíamos há um tempão. Combinamos nos encontrar nafrente do banheiro feminino da boate, às dez.Mamãe me levou, meio a contragosto. Disse que euprecisava estudar e coisa e tal, mas eu garanti a ela queestudaria no sábado e no domingo.Assim que entrei lá, vi o Guilherme. Claro que meucoração estava batendo fortão. Afinal, a situação eraestranha, eu meio que sabia que a gente ia ficar. Afinal,dois amigos, às dez da noite, numa boate? Ele estavamuito lindo, todo de preto, meio bad boy, nossa... Aliás,é isso que ele é. Mas tudo bem. Dançamos muito eacabamos dando um beijo maravilhoso... não tem lugarmelhor para beijar do que uma pista de dança. Éfantástico, parece que a música vai envolvendo,deixando a gente tão empolgada, tão sem pensar... sódá para sentir uma coisa boa, que não tem muitaexplicação. Beijar nesse clima é mágico...Depois fomos para o bar, lá na boate mesmo e tivemosaquela conversa sobre "amigos que ficam". Tambémconversamos muito sobre a vida um do outro, contamossegredos... por exemplo, eu não sabia que ele já tinhasido apaixonado pela Carol. Ele me contou que, no anopassado, ficouDesenhos Pista de dança + Guilherme + beijo perfeito =simplesmente TUDO!!!51completamente de quatro por ela. Chorou por ela etudo. Mas o lance deles acabou e ele disse que não quersaber de uma coisa mais séria com ninguém, agora.Achei tão legal, porque eu também não estou querendonada sério.
  51. 51. Lá pelas três horas a gente foi embora. Pegamos umtáxi e ele me deixou aqui, antes de ir para a casa dele.Bom, acho que essa foi a melhor ficada do ano. Foiprofunda, cheia de conversas interessantes e com beijosmaravilhosos... bem legal. O Guilherme é uma pessoatão legal, eu espero que a gente seja sempre amigo.Quero ficar velhinha e ainda ser amiga dele, queroapresentá-lo ao meu marido, quero conhecer a esposadele... bem, acho que eu tô começando a viajar umpouco, né? Mas tudo bem.Beijinho, Débora05/03 Segunda-feira depois do almoçoTenho que escrever rápido. Aprova é amanhã e eu aindanão terminei a matéria, apesar de ter passado o sábadoe o domingo estudando. Não pus um pé fora de casa.Mesmo assim, acho que hoje eu vou ter que dormir bemtarde, para terminar.Fiquei triste, porque a Bia foi tomar sorvete com a Judepois da aula e eu tive que voltar para casa, paraestudar. Fiquei morrendo de vontade. Mas tudo bem,amanhã eu finalmente faço essa bendita prova e possovoltar à vida.Beijo, Débora06/03 Terça-feira, 18hNossa, ontem eu disse "voltar à vida"? Só se viver fordormir. Eu cheguei da aula tão cansada, mas tãocansada, que nem almocei. Fui direto para a cama, e sóacordei agora. Mas olha só que boa notícia: acho que fuibem na prova! Vale doze pontos e acho que vou tirar nomínimo dez.Acho que mais tarde vou ligar para o Gui. Deu saudade,afinal, ele é meu melhor amigo. Quer dizer, melhoramigo homem. Acho que hoje eu vou dormir tarde, para
  52. 52. ficar na internet. Dormi a tarde inteira mesmo. Tem52um tempão que não fico na internet, porque não gostode dormir tarde e acordar cedo para a aula, e no fim desemana eu saio... e, se eu conecto antes da meia-noite,mamãe enche o saco.Bom, acho que vou indo. Estou sem nada interessantepara contar, porque desde sábado eu só estudo!Débora07/03 Quarta, 15h45Novidade! Novidade! Novidade! Aconteceu uma coisasensacional ontem, eu tenho que contar.Depois que eu terminei de escrever, fiquei vendotelevisão com a Bárbara até meia-noite e aí fui para ainternet. Adivinha? Conheci um menino lindo... querdizer, não sei se ele é lindo (a gente não trocou foto),mas ele é tão legal, parece ser tão fofo. Nósconversamos simplesmente até três da manhã. Hoje,para acordar para o colégio, foi um custo... mas valeumuito a pena, nossa.O nick dele é Gui, mas o nome é Mateus. Pensei que elese chamasse Guilherme, mas não. Ele usa esse nickporque o cachorrinho dele se chama Gui. Não é lindoele ter um cachorrinho? Ele tem 17 anos. Amei a idade,não é nem muito mais velho, nem mais novo (se elefosse mais novo do que eu, estaria fora de cogitação).Gostei tanto de conversar com ele... ele é tão sensível,nós falamos de vários assuntos profundos. Ele acha quefidelidade é tudo, assim como eu acho. Ele quer gostarde alguém de verdade, nunca namorou sério porque nãoachou a menina certa ainda... e disse que estáprocurando. Olha que fofo! Amei.Contei para a Bia, na aula, e ela ficou toda empolgada.
  53. 53. Disse que eu devia marcar um encontro. Mas eu vouesperar mais, sabe? Tá uma delícia conhecer ele assim,aos pouquinhos. Mais tarde vou mandar um e-mailpara ele, porque acho que hoje não vai dar para meconectar depois de meia-noite. Tô morrendo de sono...pensando bem, vou fazer diferente: vou dormir agora ecolocar o despertador para mais tarde. Aí eu possoconversar com ele um tempão, igual a ontem!Beijo, Débora5308/03 Quinta-feira depois do almoçoAi, ontem foi óóótimo!!! Eu e o Mateus conversamos umtempão. Foi ainda melhor que anteontem. Fui dormir àsquatro da manhã, mas tudo bem. Eu tinha dormido atarde inteirinha. Mamãe não gostou nada. Ela disse queesse meu horário maluco vai acabar com o meuorganismo. A Bárbara gostou menos ainda: custou adormir, coitada, porque eu não parava de digitar. Masfoi ótimo. A gente conversou só nós dois, porqueficamos no ICQ. Fiquei invisível para todo mundo, paraconversar só com ele...Ah, quase que me esqueço de contar o mais legal. Hoje,na aula, eu comentei com o Gui sobre o Mateus e eleficou morrendo de ciúme.- Ah, Débora, conhecer alguém pela internet? Quebobeira.- Ele é tão perfeito, Gui. Acho até que estou meapaixonando...- Ele deve ser gay, isso sim. Por que não vai arrumarmulher ao vivo?Incrível, né? Qualquer coisa é desculpa para ummenino falar que o outro é gay. Ele se veste bem? É gay.É educado? Gay. Que saco! Menino é muito invejoso,
  54. 54. credo. Nenhuma menina sai por aí falando que aBritney Spears é lésbica, que a Sandy é sapatão. Agora,praticamente todos os meninos dizem que o Tom Cruisee o Brad Pitt são gays. Que coisa!Beijo, Débora08/03 Ainda quinta, 19h32Olha que legal: a Ju acabou de me ligar, me chamandopara ir ao sítio dela no fim de semana. ótimo, né? Jápedi à mamãe e ela deixou. Vai a família da Ju, a Ju(lógico), eu, a Bia e mais duas meninas da sala que a Juchamou. Patrícia e Leila. Amei muito! Nós vamossábado de manhã, de ônibus. Os pais dela vão deixar agente na rodoviária e vão de carro, e ai pegam a gentequando chegarmos lá. Vai ser tããão legal! O únicoproblema é que eu vou passar o final de semana inteirosem falar com o Mateus, mas tudo bem.Vou pedir ao papai um biquíni novo amanhã. Vou voltarde lá moreninha... aposto que o Gui vai ficar todociumento, de novo!Débora5412/03 Segunda-feira, 16hOi! Nossa, tudo muito complexo. O fim de semana foibom e ruim, nem dá para saber o que predominou.O lado bom: piscina, claro, conversar com as amigas,churrasco, jogar vôlei... agora, o lado ruim: a Carol foi.Dá para acreditar? Fiquei com ódio. Ela foi de últimahora, porque a Patrícia não pôde ir. Eu já achava elachata antes, agora acho insuportável.Para começar, a menina é uma perua. Fez o maiorescândalo no ônibus, cantou, mexeu com uns meninosque estavam lá... um mico. E chegou no sítio como sefosse a dona do lugar. Sem contar as roupas dela! No
  55. 55. sábado, ela colocou uma blusa que tinha um decote tãogrande que eu me assustava cada vez que via. Como éque alguém pode ter coragem de usar um troçodaqueles? E o assunto preferido dela foi o Guilherme,claro. Perguntou se a gente estava ficando.- Não, Carol. A gente é só amigo.- Mas vocês já ficaram, não é?- É, já ficamos duas vezes (adorei falar isso).- Aqui, Débora, não é por nada não, mas ele é meu, tábom? A gente está passando por uma fase, entende....mas ele sempre vai ser meu.Ai, que ÓDIO!!!!! Quem ela pensa que é? Está escrito onome do Guilherme na testa dela, por acaso? Aquelamenina é muito metida. Eu quero é que ela se dane. Elapensa que ele adora ela, que fica pensando nela o tempotodo, coitada. Ele nãoDesenhos com a anotação enquanto isso, no sítio... Ju,Bia duas amigas da Ju e Leila jogavam vôlei e Eu(Débora) e Carol se alfinetavam.55está pensando em ninguém, ele não quer ninguém, masela não entende isso. É muito irritante passar mais doque cinco minutos com ela.Bom, tirando esse clima que ficou entre nós duas, oresto do fim de semana foi ótimo. Os pais da Ju fizeramum churrasco divino, e eu comi até. Agora estou maisgorda, mas olha que bom: voltei moreninha, do jeito queeu queria. Passei filtro solar, mas deu para pegar umacor bem bonita.E hoje, na aula, foi bem normal. O Gui não foi, e euachei péssimo, porque eu queria mostrar para a Carolcomo a gente é amigo. Mas tudo bem. Aquela metidaainda vai ver o que é bom.
  56. 56. O Mateus já não me empolga tanto, mas vou ver se hojedá para a gente conversar. Acho que eu queria marcarum encontro logo, logo. Não que se conhecer pelainternet seja ruim... mas é porque eu não estou maisagüentando dormir tarde e ainda receber bronca damamãe e reclamação da Bá.Tchauzinho... Débora14/03 Quarta-feira, 17h28Recebi a nota da prova de física! Tirei onze, valendodoze, olha que bom! Fiquei superfeliz. Liguei para amamãe depois da aula e falei que eu ia almoçar noshopping com as meninas para comemorar. Fomos eu,a Bia e a Ju. Eu liguei para a Lu, chamando, porque elaestá meio sumida... mas ela disse que não dava, porqueestava cheia de coisas para fazer, e que me ligava maistarde. Não ligou até agora. Ela está tão estranha, seráque aconteceu alguma coisa?O shopping foi superdivertido. Encontramos com o Guilá, mas ele nem deu muita bola para mim. Falou queestava com pressa e só. Ai, eu tenho um ódio doGuilherme às vezes! Estava todo apressado, com caraamarrada. Vai entender!Combinei com as meninas sair no sábado. Não estoumuito a fim de ir para boate, mas até sábado tudo podemudar. Tem um lugar muito legal. aonde nunca fui, quetem vários ambientes. Tem bar, boate, sofazinho e atésinuca e pingue-pongue! Ele se chama Bunny e eu vouligar para lá, para ver se menor de idade entra.Débora5616/03 Sexta-feira depois do almoçoDepressão total. O Gui e a Carol voltaram a namorar.Ele me ligou agora, todo feliz, contando.
  57. 57. - Não é ótimo, Débora? Lembra quando eu disse quegostava muito dela?- É, mas eu pensei que você já tivesse esquecido...- Ah, a gente nunca se esquece de quem gosta deverdade, né? Tô tão feliz, cara!Triste, né? Eu disse que estava feliz, mas achei umsaco. Não é ciúme nem nada, eu só não gosto dela nemum pouco. Pensando bem, talvez seja ciúme sim, masciúme de amigo. Afinal, quero o melhor para ele. AquelaCarol não é boa namorada para ninguém. Ela é umachata, metida, perua...Bom, mas o Guilherme que cuide da vida dele. Afinal, jáestá bem grandinho. O problema é dele. Daqui a pouco,vem chorar no meu ombro, aposto. Tomara que, quandoele vier, eu esteja bem feliz, namorando alguém bemlegal. E aí, ele que vá chorar no ombro de outra pessoa!Débora17/03 Sábado à tardeDaqui a pouco vou me arrumar. Não estou nem umpouco a fim de sair, mas eu já tinha combinado com aJu e a Bia. Ah, a gente vai a um barzinho, mesmo. NaBunny, só maior de dezoito.A Lu me ligou hoje, finalmente. Ela está toda triste,porque ela e o Marcos estão brigando muito. Péssimo,né? Ela disse que eles estão se falando por telefone diasim, dia não, e que em quase todos os telefonemasestão brigando. Perguntei se ela queria sair com a gentehoje, mas ela disse que está bem desanimada e não iarolar.Eu também estou bem desanimada. Agora vou ter quever o casal de Pombinhos todo dia no colégio. Que saco,o Gui tinha que voltar para a Carol? Eu JURO que nãoé ciúme. Se fosse outra menina, eu nem ligava. O
  58. 58. problema é que agora ela está completamenteconvencida, se achando a57tal. E o pior é que ela está se achando superior a mim,aposto. Ela disse que ele era dela, e sabe o que parece?Que eu abaixei a cabeça, disse "tá bom, Carol", e aceiteia volta dos dois. Como se eu tivesse perdido, entende?Só que eu nem queria ele. Essa é que é a verdade.Bom, vou sair hoje, me distrair. Não falo com o Mateusdesde quarta. Ele me mandou um cartão lindo, e estálouco para a gente se conhecer. Eu quero muito veruma foto dele, mas fico meio sem graça de pedir. Ah,acabei de ter uma ótima idéia: vou mandar uma fotominha para ele, sem pedir nada. Ele vai me entender, eaí manda a dele. Esperta, né?Tchau-tchau! Débora19/03 Segunda-feira à tardeNossa, o sábado foi péssimo... nem tive ânimo paraescrever domingo. Foi ruim, mesmo. Eu quase chorei.Me deu uma coisa, sabe? Uma tristeza... estou tãoconfusa. Não sei de mais nada.Encontrei o Gui no barzinho. Ele estava sozinho, e nósconversamos muito. Foi ótimo, meu dia melhorou milpor cento depois que nos vimos. Conversamos sobre avida, sobre relacionamentos, sobre tudo. Ele disse quesimplesmente me adora, que nunca conheceu ninguémigual a mim. Pensei que ele estava se declarando, masaí ele veio com esta:- Você é minha melhor amiga, sabia?Fiquei acabada. Não adianta mais tentar me enganar:eu estou gostando dele. Gostando muito, de verdade.Nunca gostei de alguém assim. Eu amo o Guilherme,amo com todas as minhas forças. Como eu não percebi
  59. 59. isso antes? Não consigo parar de pensar nele, queroestar com ele o tempo todo... até agora não estouacreditando que ele está com a Carol. E quer saber?Não importa que seja a Carol. Se fosse qualquer outra,eu odiaria, simplesmente porque sou eu quem tem queestar com o Gui, e mais ninguém!Não sei quando isso começou. Eu sei que, um dia, eurealmente estava feliz sendo só amiga dele. Não seiquando as coisas mudaram. Estou tão confusa! Eagora, como vai ser? Não quero o Mateus, não queroninguém. Só quero o Gui. Eu fico com os olhosmolhados só de pensar nele beijando a Carol, eu nãoquero que ele beije ninguém...Estou realmente chateada. O resto da noite foi péssimo,porque a Carol chegou e eles foram, só os dois, parauma mesa isolada. Eu não tinha58mais clima para conversar com a Bia. Acabei meabrindo com ela, e tive que me segurar para não chorarem público... a Bia disse que não acredita que eu estougostando dele, que eu não posso fazer isso. Ela disseque ele é um cachorro, que fica com todo mundo, quedá esperança para toda menina... doeu demais ela terfalado isso. Eu sei que ele não é assim. Ele seria onamorado mais perfeito do mundo se encontrasse amenina certa. E EU sou essa menina, tenho certeza. Sófalta ele saber.Ai, Gui, Gui... por que a gente não pode ficar junto? Porque você não percebe que eu te amo?Débora20/03 Terça-feira 18h30Estou me sentindo muito mal. Nunca gostei de alguémcomo estou gostando do Gui. É horrível! Só penso nele,
  60. 60. só falo dele. Ele é o menino mais lindo, mais meigo,mais tudo de bom que existe.Hoje, conversamos muito na aula. A Carol não foi aocolégio, e a gente passou o intervalo juntinho,papeando. Naquela hora, eu não estava do jeito queestou agora. Eu estava feliz, sorridente, tagarela. Estarcom ele é a melhor coisa do mundo, e eu só estouadmitindo isso para mim agora. Fiquei me lembrandodaquele dia na boate... foi tão bom...Agora que ele está superbem com a Carol, não está comum pingo de ciúme do Mateus. Eu até tentei provocar,falando que as nossas conversas estão cada vez maispicantes... falei até que a gente fez sexo on-line! Tudomentira. E o pior é que não adiantou nada, porque,quanto mais eu falava do Mateus, mais ele falava daCarol. Péssimo... e para ele está tudo muito bem, eleestá feliz com ela e me tem como amiga.Que droga! O que eu faço? Débora21/03 Quarta-feira. Hora de dormirHoje eu abri meu coração para o Mateus. Mandei um e-mail pedindo para ele se conectar às oito, porque euestaria lá, e ele se conectou. Fiquei59umas duas horas conversando com ele. Sorte que amamãe tinha ido para a casa da minha vó. Ah, euprecisava, né? Queria desabafar com um homem, pediruma opinião masculina.Sabe o que ele disse? Que não pode opinar, porque estáapaixonado por mim. Que coisa, né? Ele apaixonado pormim, e eu apaixonada pelo Gui. Se bem que eu acheium pouco estranho ele sentir uma coisa tão forte, jáque nós nem nos conhecemos pessoalmente ainda.Falando em pessoalmente, ele recebeu minha foto e
  61. 61. disse que me achou superlinda. O problema é que elenão tem câmera digital nem scanner.Desenho de Débora com cara de assustada sentada afrente do computador e na tela tem escrito ICQ Mateus:Eu te amo Débora!Ah, mas agora eu tenho certeza de que quero o Mateussó como amigo. Fui sincera com ele, afinal, não queroficar enganando ninguém. Mas ele disse que prefere sermeu amigo do que não ser nada meu, e que, por ele,podemos continuar conversando pela internet. Eu disseque tudo bem. Afinal, conversando com ele, quem sabeeu até esqueça o Gui mais rápido... se bem que:1) Eu acho que não vou esquecê-lo nunca.2) Eu nem sei se quero esquecer.Rápida explicação do item número 2: e se ele tambémquiser ficar comigo? E se fosse melhor eu ficar umtempo dando em cima dele até ele se tocar? Ou, quemsabe, eu posso até me declarar? Não sei ainda.Enquanto não sei, vou continuar amiga dele, é claro...ele pode contar comigo para qualquer coisa, seja paraconversar, seja para se abrir, para contar osproblemas... para beijar, para namorar, para ficar juntopara sempre...Ai, ai! Débora25/03 Domingo de manhãNão fiz nada o fim de semana inteiro. Fiquei só em casa,conversando com o Mateus e vendo tevê. Estoudeprimida. Não consigo parar de pensar no Gui. E opior é que, quando penso nele, penso nela também.Penso em60como os dois estão felizes. E em como eu estou aqui,sobrando. A vida é tão triste.
  62. 62. Todo mundo sumiu neste fim de semana. Ninguém meligou, nem nada. Só o Mateus está me dando atenção.Ele conversa comigo, diz que a vida é assim mesmo, falasobre a ex-namorada dele, que ele custou a esquecer...aí eu...Voltei! O telefone estava tocando! Adivinhe quem era... oGui!!! Ai, ele é tão fofo! Disse que está morrendo desaudades, que eu sumi, que eu não telefono mais paraele... não é uma gracinha? Só que aí veio a parte ruim:chamei ele para ir ao cinema, e ele disse NÃO. Querdizer, ele disse supereducadamente, mas foi péssimo.Disse que só ligou para matar a saudade mesmo,porque ele estava saindo para ir até a casa da Carol.Ai, não tem jeito. Eu amo esse menino!Débora26/03 Segunda-feira, 17h40Hoje foi normal. Na aula, não deu para conversar muitocom o Gui, para variar. Ele só ficou com aquela chata.Sabe qual é o problema? Se a Carol sai para ir aobanheiro, para comprar lanche ou para qualquer outracoisa, ele vem conversar comigo e me trata superbem.Comenta como eu estou bonita, diz que me adora,enfim, as coisas de sempre. O problema é que é só aCarol voltar e ele me ignora completamente. Eu sei queeles são namorados e que, teoricamente, ele precisa daratenção a ela, mas não precisa me ignorar, né? Queódio.Depois da aula, fui almoçar na casa da Bia. Ela disseque eu preciso ficar esperta, porque o Gui é muitogalinha e fica me usando, me dando esperanças só paraeu ficar apaixonada por ele. Defendi o Gui na hora.Afinal, por que ele faria isso? Eu sei que sou umapessoa muito importante na vida dele, que ele gosta de
  63. 63. ser meu amigo, de conversar comigo. Eu sei que nãosou qualquer menina para ele. Mas a Bia não entendeisso.Bem, mas até que ela disse uma coisa boa: sugeriu queeu marcasse um encontro com o Mateus, só para ver noque dá. Na hora eu não dei muita atenção, porqueestava concentrada, pensando no Gui, mas agora atéque estou cogitando a hipótese. Afinal, mal não vaifazer, né?Bom, mas eu vou pensar mais. Talvez eu possa até usaro Mateus um61pouco, para o Gui ficar com ciúme... nossa, eu escreviisso? Claro que eu não vou fazer isso. Seria horrível daminha parte.Vou pensar no caso. Conhecer o Mateus ao vivo até quepode ser legal. E é bom que eu tiro um pouco o Gui dacabeça. Agora eu tenho que ir, vou ver se estudo umpouco. Eu devia pensar menos nos meus rolos eestudar mais, estou cheia de matéria acumulada!Beijo, Débora27/03 Terça-feira depois do almoçoCombinei um encontro com o Mateus no sábado!!! Agente vai ao cinema, no shopping. Achei melhor esseprograma do que sair à noite com ele, afinal, eu nemconheço o garoto ainda... além disso, vai que ele é feio echato? Conversar com ele pela internet é ótimo, mas aovivo, tudo pode mudar!Contei para a mamãe e ela não gostou nada, nada.Disse que esse menino pode ser um ladrão, um tarado...disse até que pode ter o triplo da minha idade. Eu:- Bom, mãe, se isso acontecer, eu saio correndo, né?- Nada disso, mocinha. Ele pode te seguir. Se acontecer
  64. 64. qualquer coisa, você telefona aqui para casa, ouviu?Pensando bem, eu vou ficar no carro. Quando vocêencontrar com ele, liga para o meu celular para dizer seestá tudo bem.Que esquema de segurança, hein? Que paranóia, issosim. Mas tudo bem, eu sei que mãe é mãe (apesar de euachar que pai também é pai, vó é vó, etc.).Falando no meu pai, tem um tempão que eu não vou lá!O Gui parou de ir ao clube porque aquela enjoada não ésócia, e aí eu desanimei também. Além do mais, possoencontrar com aquele chato do A... Já imaginou, ficarcom o A no clube?- Quer refrigerante, Débora? Quer nadar? Quer jogarsinuca? Você fica tão linda jogando sinuca... E umbeijinho, você quer?Credo!Beijinho, Débora6229/03 Quinta-feira, 16h30Ódio total. Ontem eu quis fazer ciúme no Gui, contandodo Mateus, mas ele matou aula, para variar. Aí eudeixei para contar hoje. Mostrei como eu estavatransbordando de felicidade por ter marcado umencontro com ele. Aí sabe o que aquele nojento doGuilherme disse?- Que legal, Débora, vai nessa! É tão bom gostar dealguém, né?Que raiva!!! E ele ainda emendou:- Mas cuidado, tá? Vai que o cara é um estúpido...Estúpido é ele! Além de não sentir o mínimo ciúme, ficaquerendo cuidar de mim. Mas tudo bem. Não possodescartar a hipótese de o encontro ser mesmo legal e deeu ficar a fim do Mateus realmente. Tomara que isso

×