Successfully reported this slideshow.
We use your LinkedIn profile and activity data to personalize ads and to show you more relevant ads. You can change your ad preferences anytime.

Apresentação para décimo ano de 2017 8, aula 5-6

945 views

Published on

Aula 5-6

Published in: Education
  • Be the first to comment

  • Be the first to like this

Apresentação para décimo ano de 2017 8, aula 5-6

  1. 1. v
  2. 2. Tem a ver com Tem que ver com Tem a haver Tem a receber
  3. 3. Recursos expressivos (= Figuras de estilo ou Recursos estilísticos ou Figuras de retórica) — no manual, pp. 334-335
  4. 4. Deixa para o final as três quadrículas que implicam criares tu exemplos
  5. 5. Figuras de sintaxe
  6. 6. Anáfora «Deus é grande; Deus é pai; Deus é amor; Deus castiga; Deus abençoa; Deus é...» Repetição de palavra ou expressão no início de versos ou frases.
  7. 7. Elipse [Não há propriamente elipse; mas, por brincadeira, assume-se que o silêncio de Manuela Ferreira Leite é uma elipse.] Omissão de uma palavra que se subentende facilmente.
  8. 8. Fulana nasceu em 2002. Ela viveu sempre em Lisboa… Fulana nasceu em 2002. Viveu sempre em Lisboa…
  9. 9. Enumeração Façamos rezas, orações, jejuns, comunhões. Apresentação sucessiva de elementos (em princípio, da mesma classe gramatical).
  10. 10. Hipérbato (cfr. Anástrofe) «Eu a salvação trago para vós, que pecados cometeis; porém, não para os néscios que os mandamentos de Deus não respeitam. Comigo vinde.» Alteração da ordem mais habitual das palavras.
  11. 11. Figuras fónicas
  12. 12. Aliteração «Deus destapa o demónio e dá a doce dádiva do dom divino aos diabéticos da Dalmácia que se depilam junto ao desumidificador, enquanto se divertem com dados. E diz um Dai-li, dai-li, dai- li, dai-li, dai-li, dai-li, dô, papagaio voa.» Repetição de sons consonânticos semelhantes.
  13. 13. Cfr. Assonância Em horas inda louras, lindas Clorindas e Belindas, brandas, Brincam no tempo das berlindas, As vindas vendo das varandas, De onde ouvem vir a rir as vindas Fitam a fio as frias bandas. Repetição de sons vocálicos semelhantes.
  14. 14. Onomatopeia «Eu caminho sobre as águas — chlap-chlap- chlap — e, nisto, passa uma manada de búfalos — catapum, catapum, catapum —, os pecadores choram — chuífe, chuífe.» Sugestão da imagem auditiva de um objeto por meio de um conjunto de sons. (É um termo mais usado no domínio da etimologia. [= história das palavras])
  15. 15. miar catrapus tiquetaque
  16. 16. Figuras de semântica ou de pensamento
  17. 17. Alegoria Parábolas na Bíblia [cfr. Barca do Inferno; Adamastor] Expressão de noções abstratas através de um episódio concreto.
  18. 18. Antítese O céu é o inferno. Combinação de dois elementos ou ideias opostos.
  19. 19. Apóstrofe (ou Invocação) Ó Deus, dize-me... Interpelação a alguém ou a alguma coisa personificada.
  20. 20. Eufemismo [«Seis meses», por ‘sessenta anos’.] Transmissão de uma ideia de forma atenuada (menos desagradável).
  21. 21. Hipálage «Não pode ser a comunicação social a selecionar as notícias que transmite [...]» (no sketch assume-se como hipálage o facto de «comunicação social» não ser a verdadeira entidade responsável, o que não constituirá exatamente uma hipálage). Transferência para um dado objeto da qualidade que se quer atribuir a outrem.
  22. 22. «os olhos dele quiseram ser corajosos» «fumou um cigarro pensativo». «as saias concupiscentes»
  23. 23. Hipérbole «Os pecadores serão castigados e arderão em montanhas de labaredas e milhões de abutres, dos grandes, virão debicar a carne putrefacta dos pecadores, à bruta.» Expressão exagerada.
  24. 24. Ironia «O Diabo é muit[a] porreiro. Confiai no Diabo, confiai, que ides por bom caminho. Não rezeis que não é preciso.» Uso de palavras com significado contrário daquele que se pretende inculcar.
  25. 25. Metáfora «Montanhas de labaredas» Designação de objeto por palavras de outra área lexical (permitindo uma associação por analogia).
  26. 26. Metáfora Montanhas de labaredas As labaredas são montanhas Comparação As labaredas são como montanhas As labaredas parecem montanhas
  27. 27. Metonímia «Só está a contribuir para o combate ao desemprego na Ucrânia e em Cabo Verde.» Designação de uma realidade apenas por uma sua parte.
  28. 28. Perífrase (ou Circunlóquio) [Uso de uma expressão longa que corresponderia afinal a um simples «façam o que eu digo»] Dizer por muitas palavras o que poderia ser dito em poucas.
  29. 29. Tem em conta que as sílabas métricas contam-se até à sílaba tónica da última palavra do verso (se essa palavra for aguda, conta-se tudo; se for grave, não se conta a última sílaba; se for esdrúxula, não se contam as duas últimas sílabas): Não sei por onde é que andei 1 2 3 4 5 6 7 Corri o Alasca, o deserto, 1 2 3 4 5 6 7 8
  30. 30. O poema tem seis estrofes, que, porque têm cinco versos, são {monósticos, dísticos, tercetos, quadras, quintilhas, sextilhas, oitavas, décimas, milionésimas, televisores}.
  31. 31. Todas as estrofes têm dois versos que rimam entre si, sendo um deles sempre o {primeiro, segundo, terceiro, quarto, quinto, trecentésimo} da sua estrofe.
  32. 32. No entanto, há uma estrofe em que há três versos que rimam, que é a {primeira, segunda, terceira, quarta, quinta, sexta, quinquagésima, sexagésima sétima}.
  33. 33. Quanto a tipo de rima, temos, entre os versos 4 e 5 da primeira estrofe, rima {emparelhada, bué fofa, cruzada, interpolada}; e, entre os versos 7 e 10, 12 e 15, 21 e 25, rima {emparelhada, cruzada, interpolada, lindíssima}.
  34. 34. Em termos de rima, os versos 1, 3, 6, 8, 9, 11, 13, 14 são exemplos de versos {brancos, roxos, soltos, com soltura}.
  35. 35. O esquema rimático da primeira estrofe é {ABCBB, ESJGF, AABAA, ABBA, FECML, XYYYZ, SLB, SCP}
  36. 36. viagem A andei B deserto C Brunei B sei B
  37. 37. Quanto a métrica, na quinta estrofe há versos {pentassilábicos, hexassilábicos, heptassilábicos, octossilábicos, eneassilábicos, decassilábicos, hendecassilábicos}
  38. 38. Um livro num passe de mágica 8 Tocou-me com o seu feitiço: 8 Deu-me a paz e deu-me a guerra, 7 Mostrou-me as faces do homem 7 — porque um livro é tudo isso. 7
  39. 39. Um livro num passe de mágica 8 Tocou-me com o seu feitiço: 8 Deu-me a paz e deu-me a guerra, 7 Mostrou-me as faces do homem 7 — porque um livro é tudo isso. 7 octossílabos e heptassílabos (redondilha maior)
  40. 40. a) = 3; b) = 1; c) = 6; d) = 5; e) = 2; f) = 4.
  41. 41. 3. O tema do poema é a riqueza das experiências que advêm da leitura.
  42. 42. Cria os seguintes três textos (tentarás fazer 1 e 2; farás 3 apenas se fores rapidissíssimo):
  43. 43. Tentar que os versos tenham sete ou oito sílabas métricas
  44. 44. Centrem-se na tarefa 1 (em vez de prosseguir logo para a tarefa 2) Pôr ao lado o esquema rimático.
  45. 45. TPC — Relanceia, em Gaveta de Nuvens, ‘Modos literários’ e ‘Figuras de estilo’. Estuda, ou tenta resolver (olhando também as soluções), a ficha 29 do Caderno de Atividades, sobre ‘Recursos expressivos’ (pp. 54-56; soluções na p. 99) — que também reproduzo no blogue, a partir de link no tepecê.

×