Successfully reported this slideshow.
We use your LinkedIn profile and activity data to personalize ads and to show you more relevant ads. You can change your ad preferences anytime.

Constituição de 1976

841 views

Published on

  • Be the first to comment

  • Be the first to like this

Constituição de 1976

  1. 1. Constituição de 1976A Revolução do 25 de Abril de 1974, desencadeada pelo Movimento dasForças Armadas (MFA), pôs fim a 48 anos de ditadura em Portugal epossibilitou uma nova ordem jurídica, com a instauração do regimedemocrático, abrindo o país a uma nova etapa na política europeia e mundial.Esta nova ordem possibilitou a convocação de uma Assembleia Constituinte,em 1975, que aprovou a nova lei fundamental a 2 de Abril de 1976, lei estaque consagrava a Constituição da terceira República. Esta Constituiçãoestabeleceu as linhas principais do novo regime, consagrou os direitosfundamentais, definiu e programou as transformações da nova organizaçãoeconómica e social, assegurou a coexistência entre os órgãosrepresentativos eleitos por sufrágio do povo e o Conselho da Revolução e asforças armadas, estas últimas ainda autónomas em relação ao poder civil eintervindo na vida política. Para além disso, a Constituição de 1976 adoptoumedidas típicas de um período pós-revolucionário, ao sanear a função públicae ao limitar os direitos políticos dos antigos responsáveis pelo regimeditatorial. Além disto, o compromisso estabelecido entre os partidospolíticos, durante o processo constituinte, reflectiu-se na rejeição domodelo institucional imposto pelo Estado democrático, na existência devários partidos, nas eleições livres, na garantia da alternância política e nadescentralização política e administrativa. Porém, a inexistência deconsenso no que diz respeito à constituição económica e aos princípiosfundamentais levou a que se difundissem ideias que diminuíam a importânciada Constituição de 1976, descobrindo as suas lacunas, que culminariam, maistarde, com a revisão constitucional.
  2. 2. Assim, durante a vigência da Constituição de 1976 podem estabelecer-sequatro fases distintas: a primeira fase (1974-1976) corresponde ao períodoque decorreu entre a ruptura com o regime totalitarista e a aprovação, pelaAssembleia Constituinte, da Lei Fundamental que aprovou a novaConstituição; na segunda fase (1976-1982), entra em vigor o textoconstitucional, com as suas orientações de um socialismo embrionário,assistindo-se a uma separação dos poderes militares e civis e ao desejo deuma revisão constitucional; a terceira fase (1982-1986) é marcada pelaprimeira revisão constitucional, pela subordinação das forças armadas aopoder civil democrático e pela entrada de Portugal na ComunidadeEconómica Europeia; finalmente, a quarta fase (1986-1994) é caracterizadapela abertura económica de Portugal à Europa, pelas revisõesconstitucionais de 1989 e de 1992, pelo reinício das privatizações dasempresas nacionalizadas em 1975 e pela ratificação do Tratado deMaastricht.Como referenciar este artigo:Constituição de 1976. In Infopédia [Em linha]. Porto: Porto Editora,2003-2010. [Consult. 2010-11-12]. Disponível na www: <URL:http://www.infopedia.pt/$constituicao-de-1976>.

×