Estudo de Caso: Centro de Reabilitação Motora-Argentina

4,257 views

Published on

Published in: Education
0 Comments
1 Like
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

No Downloads
Views
Total views
4,257
On SlideShare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
1,341
Actions
Shares
0
Downloads
78
Comments
0
Likes
1
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

Estudo de Caso: Centro de Reabilitação Motora-Argentina

  1. 1. Ficha Técnica: Local: Vicente López, Argentina Arquiteto: Claudio Vekstein (1965) Projeto: 2001 Conclusão da obra: 2004 Área do terreno: 1.355 m2 Área construída: 4.000 m2 Fotos Sergio Esmoris. Centro de Reabilitação Motora Argentina
  2. 2. Centro de Reabilitação Motora Argentina Objetivo do Projeto: Qualificar ambientalmente um território municipal caracterizado pelos contrastes sociais e econômicos e pela desordem urbana, característica comum na Grande Buenos Aires, onde moram 9 milhões de pessoas.
  3. 3. Centro de Reabilitação Motora Argentina Na regularidade do reduzido terreno quadrado no meio do quarteirão, e com a simplicidade das funções básicas - em três andares foram organizados, considerando as faixas etárias dos pacientes, os escritórios, os consultórios e os setores de reabilitação. Solução arquitetônica complexa e densa .
  4. 4. Centro de Reabilitação Motora Argentina
  5. 5. Centro de Reabilitação Motora Argentina
  6. 6. Centro de Reabilitação Motora Argentina
  7. 7. Centro de Reabilitação Motora Argentina
  8. 8. Centro de Reabilitação Motora Argentina O outro tema assumido foi o relacionamento do edifício com o contexto urbano. Localizado numa avenida de trânsito intenso, com múltiplas funções e marcada por prédios de baixa qualidade, o centro devia identificar-se com uma imagem expressiva, de forte pregnância estética e simbólica. A solução foi obtida com uma espécie de tela de concreto armado perfurada com as letras IMRVL, que identificam a instituição.
  9. 9. Centro de Reabilitação Motora Argentina Rampas suaves, desenho irregular, tela perfurada de concreto que é ao mesmo tempo brise e marca visual
  10. 10. Centro de Reabilitação Motora Argentina Os princípios diretores do projeto baseiam-se na criação de uma forte imagem urbana, que resgatasse um espaço cotidiano geralmente negado aos pacientes com dificuldades motoras. Ou seja, que esses habitantes de uma cidade adversa e inóspita pudessem encontrar no interior do edifício a qualidade adequada aos equipamentos necessários para seu deslocamento. Daí o esquema de um pátio central definido por sistema de rampas de inclinação leve, como elemento expressivo da idéia de movimentação, que é o fundamento essencial do centro de reabilitação.
  11. 11. Centro de Reabilitação Motora Argentina A tela funciona como um brise que protege a fachada curva de vidro, e as perfurações parecem representar as múltiplas janelas dos prédios da cidade. Iluminada à noite, ela aponta, a distância, a presença do centro de reabilitação.
  12. 12. Centro de Reabilitação Motora Argentina Materiais: O centro foi construído totalmente em concreto armado - e a simplicidade do sistema construtivo compensaram a alta complexidade espacial e formal do prédio.
  13. 13. Centro de Reabilitação Motora Argentina O desejo de configurar espaços rigorosamente adaptados a suas funções e a composição de ambientes psicologicamente adequados aos pacientes de diferentes faixas etárias levaram ao desenho de janelas com formas livres e variadas, o que facilita a visão dos usuários, tanto para o pátio como para a tela, que como um filtro, estabelece um relacionamento com a rua.
  14. 14. Centro de Reabilitação Motora Argentina O pátio, delimitado pelas curvas contínuas das rampas, tem configuração variável, definida pelas dimensões diferenciadas dos volumes dos consultórios e das áreas de fisioterapia.
  15. 15. FIM

×