Motivação ecomportamento sexual -   Impulso -   Resposta -   Orientação -   Comportamento -   Atitude -   Problemas.
Motivação Sexual.• Motivação sexual e o estimulo sexual  são quase o mesmo.• A motivação sexual é a disponibilidade  para ...
Natureza do impulso sexual.• Os psicólogos costumam falar mais de  impulso sexual do que de motivação  sexual, porque o mo...
Natureza do impulso sexual• O impulso sexual geralmente é definido  em termos da freqüencia com que  homens e mulheres pra...
Natureza do impulso sexual• O impulso sexual é complexo; os incentivos  desempenham um papel fundamental• O que pensamos e...
Bases fisiológicas do impulso               sexual• Depende em parte da herança física• Na concepção o sexo genético do  e...
Bases fisiológicas do impulso                sexual• O padrão cromossômico “xx” estrutura o  desenvolvimento dos ovário; o...
Bases fisiológicas do impulso                  sexualMulher genética                       Homem genético      XX         ...
Bases fisiológicas do impulso                 sexual• Formadas as gônadas, elas começam a produzir hormônios  sexuais.    ...
Bases fisiológicas do impulso               sexual• Homens e mulheres produzem hormônios  “femininos”, incluindo estrogeno...
Bases fisiológicas do impulso              sexual   Em um estudo, Anke Ehrhardt e Suzan Baker (1974)observaram crianças vi...
Bases fisiológicas do impulso              sexual    O estudo Ehrhardt-Baker e outrossemelhantes não podem ser interpretad...
O que é “normal” em sexualidade?• Não podemos confundir o que não é  normal com doença.   “Normal” = devemos substituir po...
Aspiração sexual estatisticamente                normal.•   Indivíduos humanos.•   Indivíduos vivos.•   Pessoas livremente...
-----------------------------------------------                       -• “ Costumo dizer que sexo sadio é aquele  que sati...
-----------------------------------------------                       -• “ A quantidade qualidade e característica  da ati...
Psychology Student        Luciano Souzalucianosouza77@hotmail.co.uk          June 2012
Upcoming SlideShare
Loading in …5
×

Motivação e comportamento sexual

4,696 views

Published on

  • Be the first to comment

Motivação e comportamento sexual

  1. 1. Motivação ecomportamento sexual - Impulso - Resposta - Orientação - Comportamento - Atitude - Problemas.
  2. 2. Motivação Sexual.• Motivação sexual e o estimulo sexual são quase o mesmo.• A motivação sexual é a disponibilidade para o sexo. ( com o que, como, quando e onde.)• Decidir com quem fazer esse sexo é o papel do estímulo sexual.
  3. 3. Natureza do impulso sexual.• Os psicólogos costumam falar mais de impulso sexual do que de motivação sexual, porque o motivo está radicado na biologia.( união do óvulo com o esperma ).
  4. 4. Natureza do impulso sexual• O impulso sexual geralmente é definido em termos da freqüencia com que homens e mulheres praticam o ato sexual ou outros comportamentos sexuais.
  5. 5. Natureza do impulso sexual• O impulso sexual é complexo; os incentivos desempenham um papel fundamental• O que pensamos e sentimos também é crucial.
  6. 6. Bases fisiológicas do impulso sexual• Depende em parte da herança física• Na concepção o sexo genético do embrião é determinado por um único par de cromossomos.
  7. 7. Bases fisiológicas do impulso sexual• O padrão cromossômico “xx” estrutura o desenvolvimento dos ovário; o padrão cromossômico “xy” o desenvolvimento dos testículos.
  8. 8. Bases fisiológicas do impulso sexualMulher genética Homem genético XX XY Desenvolve os ovários Desenvolve os testículos Os ovários secretam Os testículos secretam estrógenos e progestinas andrógenosO cérebro Desenvolve os O cérebro Desenvolve ospermanece órgãos reprodutivos é órgãos reprodutivos feminino femininos masculinizado masculinos
  9. 9. Bases fisiológicas do impulso sexual• Formadas as gônadas, elas começam a produzir hormônios sexuais. 3 fazes importante: - Após a concepção - Nascimento - Maturidade ou puberdade.* Glândula Supra-renal.
  10. 10. Bases fisiológicas do impulso sexual• Homens e mulheres produzem hormônios “femininos”, incluindo estrogenos e progestinas.• Da mesma forma ambos produzem hormônios masculinos.• Na ausência de andrógenos, o feto desenvolve genitália feminina, inibindo a masculina.
  11. 11. Bases fisiológicas do impulso sexual Em um estudo, Anke Ehrhardt e Suzan Baker (1974)observaram crianças vitimas da Sindrome Adrenogenital(SAG). Distúrbio genético onde o córtex adrenal produzquantidade excessiva de andrógeno durante o períodopré-natal. No nascimento o genital das meninas (SAG)parecem masculinos; detectado o problema as criançaspassam por cirurgia corretiva, e fazem um tratamentocom cortisona durante a vida inteira. Quando a (SAG) ocorre em homens, há somente umprocedimento médico padrão: a criança toma cortisonapara previnir o desenvolvimento sexual prematuro.
  12. 12. Bases fisiológicas do impulso sexual O estudo Ehrhardt-Baker e outrossemelhantes não podem ser interpretados comoevidência conclusiva de que as mudançasorganizacionais no tecido cerebral humano,modeladas pelos hormônios sexuais antes donascimento, sejam a base da conduta sexual( Feder, 1984). A criação pode ser uma influência muitomais poderosa do que os efeitos organizadoresdos hormônios sexuais.
  13. 13. O que é “normal” em sexualidade?• Não podemos confundir o que não é normal com doença. “Normal” = devemos substituir por “sadio”“Anormal” = por “não-normal” ou “incomum”
  14. 14. Aspiração sexual estatisticamente normal.• Indivíduos humanos.• Indivíduos vivos.• Pessoas livremente concordantes.• Pessoas livremente receptivas.• Pessoas de faixa etária relativamente compatível.• Parentes de grau próximo e de primeiro grau.• Locais adequados em circunstâncias propícias.• Pessoas disponíveis civilmente.• Outra pessoa.• Pessoas do sexo oposto.
  15. 15. ----------------------------------------------- -• “ Costumo dizer que sexo sadio é aquele que satisfaz todos que dele participam e, normal, é o sexo que não causa sofrimento.” Dr. Nelson Vitiello.
  16. 16. ----------------------------------------------- -• “ A quantidade qualidade e característica da atividade sexual deve ser considerada sadia quando satisfaz quem dela pratica, e deve ser objeto de atenção terapêutica quando proporciona insatisfação, sofrimento ou frustração no momento do ato, antes e depois.” Dr. Nelson Vitiello.
  17. 17. Psychology Student Luciano Souzalucianosouza77@hotmail.co.uk June 2012

×