Design Driven Innovation

26,085 views

Published on

Design driven innovation presentation (Master Degree: Strategic Design - Unisinos - Brazil)
Apresentação sobre Design Driven Innovation / (Mestrado em Design Estratégico - Escola de Design Unisinos - Brasil). Esta apresentação foi baseada nos textos de Verganti sobre Design Driven Innovation.

1 Comment
9 Likes
Statistics
Notes
  • It´s impossible to download this one - you will get another file with the same name.
       Reply 
    Are you sure you want to  Yes  No
    Your message goes here
No Downloads
Views
Total views
26,085
On SlideShare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
22,435
Actions
Shares
0
Downloads
261
Comments
1
Likes
9
Embeds 0
No embeds

No notes for slide



















































  • Design Driven Innovation

    1. 1. Luciana Cattony Paulo Bittencourt
    2. 2. Roberto Verganti Professor de Gestão da Inovação no Politecnico di Milano. Professor visitante na Harvard Business School e do Design Management na Copenhagen Business School. Fundador e presidente PROject Science. Consultor de empresas como Ferrari, Volvo, Ducati, Whirlpool, Indesit Company, Xerox, Kodak, Samsung, Hewlett-Packard, B & B Italia, Snaidero, Masco, B Ticino, Barilla, Kraft, Nestlé, Unilever, Reckitt- Rackitt, STMicroelectronics, Intuit, Microsoft, Ericsson, Solvay Solexis, Corning, Bausch & Lomb, Pirelli, Astra Zeneca, Pharmacia Upjohn, Tetrapak, Sandvik, Sandvik Coromant, Vodafone. Premiado com o Compasso d'Oro.
    3. 3. Como criar produtos e serviços que não são esperados, mas que quando apresentados passam a ser desejados por todos?
    4. 4. “Not another beautiful lamp, but a light that makes you feel better. It had radically changed its meaning”
    5. 5. “a light that makes you feel better”
    6. 6. “a light that makes you feel better”
    7. 7. Design-Driven Innovation As pessoas não compram produtos, e sim significados.
    8. 8. User-Centered Design Foco nas necessidades e comportamento dos consumidores.
    9. 9. “Niguém questiona a importância do User-Centered Design, mas ele é apenas uma peça do quebra- cabeças”. Verganti
    10. 10. Design-Driven Innovation Inovação Radical de Significado
    11. 11. Inovação Radical É uma das maiores fontes de vantagem competitiva. Para muitos autores, significa inovação tecnológica radical.
    12. 12. Estratégia de Design-driven innovation Mudança Technology push radical Tecnologia Design-driven Mudança Market pull incremental (user-centered) Mudança Mudança incremental radical Significado
    13. 13. Design-driven innovation gera produtos, serviços e soluções com margens de lucro significantes e sustentáveis, valor para a marca e que promovem o crescimento das empresas.
    14. 14. As empresas orientadas para o design-driven innovation estudam o contexto que os consumidores estão envolvidos, em termos socioculturais e tecnológicos. Qual o significado dos produtos nesse contexto?
    15. 15. As empresas descobrem, então, que não estão sozinhas. Outros envolvidos também têm interesse nesta resposta. Eles são os Intérpretes
    16. 16. Intérpretes Organizações culturais Sociólogos, Antropólogos, Artistas Profissionais de marketing Instituições educacionais Mídia e de pesquisa Empresa Fornecedores Pessoas de tecnologia Empresas de Projetistas comércio e distribuição Empresas de Designes outros setores
    17. 17. Intérpretes têm a habilidade para entender e influenciar como as pessoas atribuem significados aos produtos.
    18. 18. “You might be surprised to learn how much time we spend studying people. (…) People are great source of our inspiration for design, but also they guide us to design the right thing.“
    19. 19. User-Centered Design X Design-Driven Innovation Intérprete Empresa Usuário Empresa Usuário User-Centered Design-Driven Design Innovation
    20. 20. O processo de Design-driven innovation prevê o relacionamento com os intérpretes (design discourse) a partir de 3 ações: Ouvir Interpretar Contar
    21. 21. Design-driven innovation trata, não de ser o mais criativo, mas de como estabelecer relações (capital relacional). O que é bem mais difícil de ser copiado.
    22. 22. Relógio como uma segunda pele.
    23. 23. Relógio como “Mais essencial uma segunda que a própria pele. roupa”
    24. 24. Relógio como “Mais essencial uma segunda que a própria pele. roupa” “Apelo sensual: Objeto de desejo”
    25. 25. Produtos descartáveis Diferenciação / exclusividade Expressão do “EU” Acesso rápido e simples
    26. 26. Redes Sociais home do site Swatch Orkut: 122 Comunidades Facebook: Comunidade Oficial Blog Swatch Camboriú
    27. 27. [IN THE ILLUSTRATION Alessi’s Kettle 9093.]
    28. 28. [IN THE ILLUSTRATION On the wall: Kartell’s Bookworm bookshelf. The computer on the small table runs Intuit QuickBooks.]
    29. 29. [IN THE ILLUSTRATION In the woman’s hand: Alessi’s “Anna G.” corkscrew from the Family Follows Fiction product family.]
    30. 30. Luciana Cattony Paulo Bittencourt

    ×