Successfully reported this slideshow.
We use your LinkedIn profile and activity data to personalize ads and to show you more relevant ads. You can change your ad preferences anytime.

Deploying infrastructure as-a-service with cloudstack

783 views

Published on

  • Be the first to comment

  • Be the first to like this

Deploying infrastructure as-a-service with cloudstack

  1. 1. Deploying Infrastructure-as-a-Service with CloudStack Gustavo Ribeiro @gustavonfr
  2. 2. Historia Originalmente fundada sob o nome de VMOps - 2008 Lançado o projeto open source CloudStack e mudança de nome para Cloud.com – May 2010 Adquirida pela Citrix – July 2011 Último release do Cloudstack: 3.0.2
  3. 3. O que é o CloudStack?Plataforma Open Source de IaaS que suporta múltiploshypervisors, redes complexas, firewall, load balancer,configuração de VPN e alta disponibilidade, num ambienteque chamamos de multi-tenant. Com o CloudStack vocêpode ter sua própria nuvem e oferecer serviço deIaaS( pública ), utilizar somente dentro da sua empresa( privada ) ou utilizar as vantagens da cloud pública eprivada e ter um ambiente híbrido.
  4. 4. O que ele realmente faz ? Provê separação de ambientes variados Alocação de recursos computacionais Expõe pro usuários final a abilidade de provisionar vários serviços computacionais de forma controlada (alocação de VLAN, regras de firewall, load balancer, criação de VM, etc) Gerenciamento de Alta Disponibilidade Massivamente escalável Permite aplicar limites de recursos Medição ao longo do tempo (billing)
  5. 5. Multi-tenant Abstração para o usuário final  Sem interação direta com o hypervisor  Sem conhecimento de detalhes do storage Separação da camada de rede  Conta com uma VLAN dedicada/isolada (Tagged Networking)  Isolamento Layer 3 também conhecido como Security Groups para redes untagged Opção de uso de hardware dedicado
  6. 6. Suporte a múltiplos hypervisors KVM XenServer Xen Cloud Platform / XCP VMware Oracle VM
  7. 7. Deployment
  8. 8. Management Server Interface web para o administrador e o usuário final API Gerencia a aloção de VM para um host particular, aloção de redes públicas e privadas para contas particulares, storage como discos virtuais Gerenciamento de snapshots, templates e ISOs, com a possibilidade de replicar ao longo de diferentes data centers Ponto único de configuração da nuvem.
  9. 9. Cloud Infrastructure Divisão de recursos em níveis no CloudStack  Zonas • Pods – Clusters
  10. 10. Zona Em geral é usado como designar uma localização geográfica específica (datacenter). Cada zona possui seu próprio fornecimento de energia e uplink Compartilha o storage secundário(ISO, templates e snapshots) ao longo de toda zona. São visíves ao usuário final
  11. 11. Pod Em geral é usado para se referir a um rack ou a fileria deles Hosts nos mesmo pod estão na mesma subnet. Não são visíveis ao usuário final
  12. 12. Cluster Normalmente de 8 a 15 máquinas por cluster:  Mesmo hypervisor (e mesma versão)  Mesmos CPUs  Mesma estratégia de networking (i.e. /dev/eth0 está conectada a mesma rede em toda as máquinas) Uso do storage primário(Discos das Vms) Seria um pool no XenServer, set no KVM, Vmware cluster no vCenter. Capaz de fazer live-migration sem interrupção pro usuário
  13. 13. Cloud Infrastructure
  14. 14. Networking CloudStack oferece 2 tipos de cenários de rede:  Basic: Provê uma única rede onde o guest é isolado por um firewall layer 3 conhecido como Security Group(filtragem pelo ip de origem)  Advanced: Múltiplas redes para os guests. Isoladas(VLAN) ou compartilhadas (isoladas via layer 3 security groups). Uso de redes públicas.
  15. 15. Networking Serviços gerenciados pelo CloudStack  DHCP  alocação de VLAN  Firewall  NAT/Port forwarding  Routing  VPN  Load Balancing
  16. 16. Networking CloudStack pode também gerenciar hardwares físicos de rede (ou alternativas virtualizadas)  F5-Big IP  NetScaler  Juniper SRX
  17. 17. Security groups Isolamento tradicional feito por VLAN VLANs isola bem,porém tem alguns problemas de escalabilidade  O padrão tem um limite de 4096 VLANS  Hardware que atualmente suporta até 4096 VLANs é MUITO caro.  Independentemente, pessoas tendem a não gostar de ter limites arbitrários sobre o que eles podem fazer. Amazon e outros usam isolamento layer 3 (Security Groups)
  18. 18. Storage Primário Associado a um cluster para armazenar os discos das Vms Suporte a NFS e iSCSI de acordo com os hosts. Performance de disco
  19. 19. Storage Secundário Utilizado para armazenar templates, ISOs e snapshots Requer: NFS, mínimo de 100 GB, mesma zona dos guests o qual vai servir,
  20. 20. O que o usuário consome Service Offerings, definido pelo administrador CloudStack , provê escolha de CPU speed, número de CPUs, tamanho de RAM Disk Offerings, definido pelo administrador CloudStack, provê a escolha do tamanho do disco no storage primário. Network Offerings, definido pelo administrador CloudStack, descreve como será entregue rede para o usuário, como virtual router ou dispositivos externos.
  21. 21. Dashboard
  22. 22. Referências http://cloudstack.org Docs: http://docs.cloudstack.org IRC: #cloudstack Freenode Twitter: @cloudstack Mailing Lists  https://lists.sourceforge.net/mailman/listinfo/cloudstack-users  https://lists.sourceforge.net/mailman/listinfo/cloudstack-devel Forums
  23. 23. Crash Course in Open Source Cloud Computingby Gustavo Ribeiro is licensed under a Creative Commons Attribution-ShareAlike 3.0 United States License.

×