Successfully reported this slideshow.

Deploying infrastructure as-a-service with cloudstack

779 views

Published on

  • Be the first to comment

  • Be the first to like this

Deploying infrastructure as-a-service with cloudstack

  1. 1. Deploying Infrastructure-as-a-Service with CloudStack Gustavo Ribeiro @gustavonfr
  2. 2. Historia Originalmente fundada sob o nome de VMOps - 2008 Lançado o projeto open source CloudStack e mudança de nome para Cloud.com – May 2010 Adquirida pela Citrix – July 2011 Último release do Cloudstack: 3.0.2
  3. 3. O que é o CloudStack?Plataforma Open Source de IaaS que suporta múltiploshypervisors, redes complexas, firewall, load balancer,configuração de VPN e alta disponibilidade, num ambienteque chamamos de multi-tenant. Com o CloudStack vocêpode ter sua própria nuvem e oferecer serviço deIaaS( pública ), utilizar somente dentro da sua empresa( privada ) ou utilizar as vantagens da cloud pública eprivada e ter um ambiente híbrido.
  4. 4. O que ele realmente faz ? Provê separação de ambientes variados Alocação de recursos computacionais Expõe pro usuários final a abilidade de provisionar vários serviços computacionais de forma controlada (alocação de VLAN, regras de firewall, load balancer, criação de VM, etc) Gerenciamento de Alta Disponibilidade Massivamente escalável Permite aplicar limites de recursos Medição ao longo do tempo (billing)
  5. 5. Multi-tenant Abstração para o usuário final  Sem interação direta com o hypervisor  Sem conhecimento de detalhes do storage Separação da camada de rede  Conta com uma VLAN dedicada/isolada (Tagged Networking)  Isolamento Layer 3 também conhecido como Security Groups para redes untagged Opção de uso de hardware dedicado
  6. 6. Suporte a múltiplos hypervisors KVM XenServer Xen Cloud Platform / XCP VMware Oracle VM
  7. 7. Deployment
  8. 8. Management Server Interface web para o administrador e o usuário final API Gerencia a aloção de VM para um host particular, aloção de redes públicas e privadas para contas particulares, storage como discos virtuais Gerenciamento de snapshots, templates e ISOs, com a possibilidade de replicar ao longo de diferentes data centers Ponto único de configuração da nuvem.
  9. 9. Cloud Infrastructure Divisão de recursos em níveis no CloudStack  Zonas • Pods – Clusters
  10. 10. Zona Em geral é usado como designar uma localização geográfica específica (datacenter). Cada zona possui seu próprio fornecimento de energia e uplink Compartilha o storage secundário(ISO, templates e snapshots) ao longo de toda zona. São visíves ao usuário final
  11. 11. Pod Em geral é usado para se referir a um rack ou a fileria deles Hosts nos mesmo pod estão na mesma subnet. Não são visíveis ao usuário final
  12. 12. Cluster Normalmente de 8 a 15 máquinas por cluster:  Mesmo hypervisor (e mesma versão)  Mesmos CPUs  Mesma estratégia de networking (i.e. /dev/eth0 está conectada a mesma rede em toda as máquinas) Uso do storage primário(Discos das Vms) Seria um pool no XenServer, set no KVM, Vmware cluster no vCenter. Capaz de fazer live-migration sem interrupção pro usuário
  13. 13. Cloud Infrastructure
  14. 14. Networking CloudStack oferece 2 tipos de cenários de rede:  Basic: Provê uma única rede onde o guest é isolado por um firewall layer 3 conhecido como Security Group(filtragem pelo ip de origem)  Advanced: Múltiplas redes para os guests. Isoladas(VLAN) ou compartilhadas (isoladas via layer 3 security groups). Uso de redes públicas.
  15. 15. Networking Serviços gerenciados pelo CloudStack  DHCP  alocação de VLAN  Firewall  NAT/Port forwarding  Routing  VPN  Load Balancing
  16. 16. Networking CloudStack pode também gerenciar hardwares físicos de rede (ou alternativas virtualizadas)  F5-Big IP  NetScaler  Juniper SRX
  17. 17. Security groups Isolamento tradicional feito por VLAN VLANs isola bem,porém tem alguns problemas de escalabilidade  O padrão tem um limite de 4096 VLANS  Hardware que atualmente suporta até 4096 VLANs é MUITO caro.  Independentemente, pessoas tendem a não gostar de ter limites arbitrários sobre o que eles podem fazer. Amazon e outros usam isolamento layer 3 (Security Groups)
  18. 18. Storage Primário Associado a um cluster para armazenar os discos das Vms Suporte a NFS e iSCSI de acordo com os hosts. Performance de disco
  19. 19. Storage Secundário Utilizado para armazenar templates, ISOs e snapshots Requer: NFS, mínimo de 100 GB, mesma zona dos guests o qual vai servir,
  20. 20. O que o usuário consome Service Offerings, definido pelo administrador CloudStack , provê escolha de CPU speed, número de CPUs, tamanho de RAM Disk Offerings, definido pelo administrador CloudStack, provê a escolha do tamanho do disco no storage primário. Network Offerings, definido pelo administrador CloudStack, descreve como será entregue rede para o usuário, como virtual router ou dispositivos externos.
  21. 21. Dashboard
  22. 22. Referências http://cloudstack.org Docs: http://docs.cloudstack.org IRC: #cloudstack Freenode Twitter: @cloudstack Mailing Lists  https://lists.sourceforge.net/mailman/listinfo/cloudstack-users  https://lists.sourceforge.net/mailman/listinfo/cloudstack-devel Forums
  23. 23. Crash Course in Open Source Cloud Computingby Gustavo Ribeiro is licensed under a Creative Commons Attribution-ShareAlike 3.0 United States License.

×