Successfully reported this slideshow.
We use your LinkedIn profile and activity data to personalize ads and to show you more relevant ads. You can change your ad preferences anytime.

Apresentação da Linguagem de Programação PHP

Apresentação em slides para o componente Paradigmas de Programação na Uniube.

  • Be the first to comment

Apresentação da Linguagem de Programação PHP

  1. 1. PHP Danilo,Cássio,Guilherme,Lorrana
  2. 2. História ● Sucessor para um produto chamado PHP/FI. ● Criado em 1994 por Rasmus Lerdof, a primeira encarnação do PHP foi um simples conjunto de binários Common Gateway Interface (CGI) escrito em linguagem de programação C. Originalmente usado para acompanhamento de visitas para seu currículo online, ele nomeou o conjunto de scripts de "Personal Home Page Tools" mais frequentemente referenciado como "PHP Tools."
  3. 3. ● Mais tarde, reescreveu o PHP Tools, produzindo uma maior e rica implementação. Onde teve interação com Banco de Dados e fornecia uma estrutura na qual os usuários poderiam desenvolver simples e dinâmicas aplicações web. ● Em junho de 1995, liberou o código fonte do PHP Tools para o público permitindo a correção de bugs. ● Em Setembro do mesmo ano, expandiu o PHP e então realmente caiu o nome “PHP”. A nova implementação incluiu algumas funcionalidades básicas do PHP, tinha variáveis no estilo Perl, interpretação automática de variáveis de formulários, e sintaxe PHP embutida. ● De fato, para embutir o código em um arquivo HTML, desenvolvedores tinham que usar comentários HTML. FI continuou a crescer, porém era considerado como uma ferramenta CGI mas ainda não como uma linguagem.
  4. 4. ● Ainda no ano de 1995, liberou a reescrita do código, trazendo de volta o nome PHP "Personal Home Page Contruction Kit” e foi considerado um avançado na interface scripting. ● Até naquele momento era limitada para sistemas UNIX e sistemas compatíveis com POSIX. ● Em Abril de 1996, introduziu o PHP/FI. A partir disso houve no conjunto de ferramentas para sua própria linguagem de programação. ● Incluido suporte aos bancosDBM, mSQLe Postgres95, cookies, funções de apoio definidas pelo usuário, e muito mais. ● Em Junho, foi dado ao PHP/FI status de versão 2.0, porém ele só foi oficialmente lançado em Novembro de 1997, após perder a maior parte de sua vida em versões betas. Ele foi rapidamente substituído pelos alphas do PHP 3.0.
  5. 5. ● Em 1997 e 1998, PHP/FI iniciou o uso ao redor do mundo. Uma pesquisa indicou que cerca de 60.000 domínios relataram ter cabeçalhos contendo "PHP", indicando que o host server de fato tinha instalado equiparando a 1% dos dominios ● Apesar deste números impressionantes, o amadurecimento do PHP/FI foi condenado a limitações; enquanto havia vários contribuintes menores, ainda era desenvolvido principalmente por um desenvolvedor individual. ● o PHP é uma linguagem de programação livre e gratuita, que busca implementar soluções velozes, simples e eficientes, utilizadas pelos gigantes da tecnologia, como Oracle, IBM, Facebook e Twitter. ● A linguagem foi sendo aperfeiçoada com o passar dos anos, com contribuições essenciais dos fundadores da Zend Technologies, os israelenses Andi Gutmans e Zeev Suraski.
  6. 6. Domínios da aplicação  Seu propósito principal é de implementar soluções web velozes, simples e eficientes . Características:  Velocidade e robustez .  Estruturado e orientação a objetos.  Portabilidade - independência de plataforma - escreva uma vez, rode em qualquer lugar.  Tipagem dinâmica.  Sintaxe similar a C/C++ e o Perl.  Open-source.
  7. 7. Características  Seu propósito principal é de implementar soluções web velozes, simples e eficientes. Características:  Velocidade e robustez .  Estruturado e orientação a objetos.  Portabilidade - independência de plataforma - escreva uma vez, rode em qualquer lugar.  Tipagem dinâmica.  Sintaxe similar a C/C++ e o Perl.  Open-source. Server-side (O cliente manda o pedido e o servidor responde em pagina HTML)
  8. 8. Tipos de dados  O PHP utiliza checagem dinâmica, ou seja pode conter valores diferentes.  Tipos de dados:  Booleanos – boolean -> TRUE (verdadeiro) ou FALSE (falso).  Inteiro – interger -> números inteiros.  Ponto flutuante ou também double) – float -> números reais.  String – string -> uma serie de caracteres alfanuméricos.  Dois do tipo Compostos:  Array – array -> uma lista de valores  Objeto – object -> é inicializado utilizando o comando o NEW para instanciar uma classe para uma variável. E finalmente dois tipos especiais:  Recurso - Resource -> é uma variável especial, que mantém uma referência a um recurso externo  Nulo – Null -> representa que a variável não tem valor.
  9. 9. Estruturas de repetição  Em PHP temos os seguintes tipos de loops:  If  If Else  If Else If  Switch case
  10. 10. If Else
  11. 11. If Else If
  12. 12. Switch Case
  13. 13. Estruturas de Repetição  Em PHP temos os seguintes tipos de loops:  While  Do-while  For  Foreach
  14. 14. While
  15. 15. Do While
  16. 16. For
  17. 17. Foreach
  18. 18. Subprograma  Em PHP, todo subprograma (procedimento ou função) é escrito como função. Uma vez que a checagem de tipos em PHP é dinâmica, o tipo de retorno não necessita ser declarado; com isso, a única diferença na escrita de um procedimento ou função é a presença do comando de retorno - return no corpo da função.  O comando return é utilizado para retornar o valor da função, mas é opcional; se o retirarmos, essa função passa a ser um procedimento  Em PHP, as funções também devem ser declaradas antes de serem chamadas, recebendo parâmetros por valor ou referência
  19. 19. Diferença entre versões 1.0.0 - Criação do PHP 2.0.0 - Considerada a ferramenta mais rápida e dinâmica da Web. 3.0.0 Código aberto e entrada de Zeev Suraski e Andi Guutmans 4.0.0 ~ 4.4.9 = Inserida no motor Zend Engine, Introduzidas variáveis globais e melhorias. 5.0.0 ~ 5.5.0 = Melhorias no Zend II, Inclusão da PDO, suporte Json, correção de pontos flutuados, correções de bugs, correções de vulnerabilidades, servidor interno 6.0.0 = Em testes
  20. 20. Implementação código
  21. 21. Ferramentas de desenvolvimento  Servidor  Aplicação
  22. 22. Avaliações  Legibilidade: Facilidade de leitura e compreensão de programas numa dada linguagem  Redigibilidade: Facilidade de escrita de programas, a qual pode ser contrária à legibilidade Simplicidade e Ortogonalidade Suporte para Abstração (por ex., o uso de subrotinas) Expressividade  Confiabilidade: A linguagem gera programas cuja execução reflete exatamente o que foi especificado Verificação de Tipos Manipulação de Exceções Uso de sinônimos / apelidos
  23. 23.  Custo:  análise do impacto na adoção da linguagem Treinamento de programadores Escrita de programas Compilação destes  Execução destes  ● Infraestrutura necessária  ● Confiabilidade
  24. 24. Referências  http://php.net/manual/pt_BR/history.php.php http://www2.ic.uff.br/~bazilio/cursos/lp/material/Introducao.pdf  http://php.net/manual/pt_BR/  http://www.cin.ufpe.br/~jrpn/arquivos/5%BA%20Periodo/Paradigmas/Aulas/Topico%202%20- %20Linguagens%20de%20Programa%E7%E3o%20Conceitos%20B%E1sicos.pdf

×