Anatomia Renal

26,762 views

Published on

Slide de Anatomia do Sistema Renal

Published in: Education
0 Comments
11 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

No Downloads
Views
Total views
26,762
On SlideShare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
5
Actions
Shares
0
Downloads
362
Comments
0
Likes
11
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

Anatomia Renal

  1. 1. ANATOMIA E FISIOLOGIARENAL
  2. 2. ANATOMIA RENALO SISTEMA URINÁRIO É UMA DAS QUATRO VIAS EXCRETORAS DO CORPO  Constituído por:  dois rins  dois ureteres  bexiga  uretra
  3. 3. ANATOMIA RENALRINSURETERESBEXIGAURETRA
  4. 4. ANATOMIA RENAL LOCALIZAÇÃO DO RIM  atrás do peritoneu parietal  contra os músculos da parede abdominal posterior  em contacto com o diafragma  polo superior ao nível da 12ª vértebra dorsal  polo inferior ao nível da 3ª vértebra lombar  ligeiramente acima da linha da cintura
  5. 5. ANATOMIA RENAL
  6. 6. ANATOMIA RENAL RIM DIREITO em contacto com:  glândula supra-renal  fígado  porção descendente do duodeno  ângulo direito do cólon  parte do intestino delgado
  7. 7. ANATOMIA RENAL RIM ESQUERDO em contacto com:  glândula supra-renal  estômago  baço  pâncreas  cólon descendente  jejuno
  8. 8. ANATOMIA RENAL ANATOMIA MACROSCÓPICA DO RIM  orgão par, vermelho escuro  formato de feijão, com cerca de 10 cm  peso entre 115/155 g (mulher) e 125/170 g (homem)  envolvido por 3 camadas:  cápsula verdadeira  gordura perirrenal  fáscia renal
  9. 9. ANATOMIA RENAL CÁPSULA VERDADEIRA DO RIM  membrana lisa  fibrosa  transparente  aderente à superfície renal  facilmente retirada do orgão
  10. 10. ANATOMIA RENAL GORDURA PERIRRENAL  tecido adiposo  envolve a cápsula verdadeira  encerrada na fáscia renal FÁSCIA RENAL  camada fibrosa  prende o rim às estruturas adjacentes  mantém a posição normal do rim
  11. 11. ANATOMIA RENAL ESTRUTURA EXTERNA:  superfície anterior  superfície posterior  borda lateral convexa  borda lateral côncava:  artéria e veia renais  nervos renais HILO RENAL  vasos linfáticos  pelve renal
  12. 12. ANATOMIA RENAL ESTRUTURA INTERNA: CORTE TRANSVERSAL  MEDULA  área central  8 a 12 pirâmides renais  convergem para as papilas  recebidas em cálices
  13. 13. ANATOMIA RENAL ESTRUTURA INTERNA: CORTE TRANSVERSAL  CÓRTEX  camada + periférica  contínua, ocupa o espaço entre as pirâmides e a cápsula
  14. 14. ANATOMIA RENAL VASCULARIZAÇÃO  débito sanguíneo de 1,2 litros/minuto (1/5 do débito cardíaco)  artérias renais derivam da aorta  veias renais convergem para veia cava inferior
  15. 15. ANATOMIA RENAL artéria renal  arteríolas eferentes artérias intersegmentares  redes capilares artérias interlobares  vasos rectos artérias arqueadas  veias interlobulares artérias interlobulares  veias arqueadas arteríolas aferentes  veias interlobares  veias intersegmentares  veias renais
  16. 16. ANATOMIA RENAL ANATOMIA MICROSCÓPICA  unidade funcional: NEFRÓNIO  glomérulo Corpúsculo de  cápsula glomerular (de Bowman) Malpighi  tubo contornado proximal  ansa de Henle (segmento delgado e segmento espesso)  tubo contornado distal
  17. 17. ANATOMIA RENAL O nefrónio tem funcionamento independente cerca de um milhão em cada rim drenam para os tubos colectores seguindo a urina para os cálices renais e consequentemente para a pelve renal, ureter e bexiga
  18. 18. FISIOLOGIA RENAL O RIM TEM 3 FUNÇÕES BÁSICAS:  FUNÇÃO HOMEOSTÁTICA - manutenção do volume e composição do líquido extra-celular  FUNÇÃO EXCRETORA - eliminação dos produtos finais do metabolismo celular  FUNÇÃO ENDÓCRINA - secreção e modulação metabólica de algumas hormonas
  19. 19. FISIOLOGIA RENAL Mecanismos de formação da urina:  filtração (decorre no corpúsculo de Malpighi, o filtrado passa do glomérulo para a cápsula de Bowman)  reabsorção (passagem de substâncias do lúmen tubular para o sangue)  secreção (passagem de substâncias do sangue para o lúmen tubular)
  20. 20. FISIOLOGIA RENAL FILTRAÇÃO GLOMERULAR  processo passivo  ocorre por diferença de pressões:  pressão hidrostática glomerular - 60 mmHg  pressão coloidosmótica glomerular - 32 mmHg  pressão capsular - 18 mmHg  pressão de filtração efectiva - 10 mmHg  depende também do débito sanguíneo e da permeabilidade e área de filtração
  21. 21. FISIOLOGIA RENAL FILTRAÇÃO GLOMERULAR  aproximadamente 125 ml/min.  filtrado glomerular idêntico ao plasma (sem proteínas plasmáticas)  membrana glomerular com maior permeabilidade e características específicas  mecanismo de controle por feed-back (aparelho justaglomerular)
  22. 22. FISIOLOGIA RENAL FILTRADO GLOMERULAR  ph 7,4  densidade 1,010  glicose - 80 mg/100ml  nitrogénio da ureia - 15 mg/100ml  sódio - 140 mEq/l  cloro - 100 mEq/l  bicarbonato - 27 mEq/l  potássio - 4,5mEq/l
  23. 23. FISIOLOGIA RENAL MEMBRANA GLOMERULAR  TRÊS CAMADAS PRINCIPAIS  células endoteliais (com fenestras)  membrana basal (fibras de colagénio e proteoglicanos)  células epiteliais  ELEVADO GRAU DE SELECTIVIDADE  tamanho dos poros  carga eléctrica negativa dos proteoglicanos
  24. 24. FISIOLOGIA RENAL MECANISMO DE CONTROLE  aparelho justaglomerular  tubo distal  arteríola aferente  arteríola eferente  vasodilatação da arteríola aferente  formação de renina activa  consequentemente formação de angiotensina II  vasoconstrição da arteríola eferente
  25. 25. FISIOLOGIA RENAL REABSORÇÃO E SECREÇÃO  ocorrem no tubo proximal, ansa de Henle, tubo distal e tubo colector  as substâncias passam para a rede capilar peritubular  líquido final (urina) com características muito diferentes do plasma
  26. 26. FISIOLOGIA RENAL REABSORÇÃO E SECREÇÃO  mais reabsorção que secreção  substâncias reabsorvidas:  aproximadamente 99% de água  sódio  glicose  aminoácidos  iões cálcio, fosfato e sulfato  potássio  ureia, etc
  27. 27. FISIOLOGIA RENAL Substâncias sujeitas a secreção:  potássio  medicamentos  iões hidrogénio  iões urato  creatinina
  28. 28. FISIOLOGIA RENAL TUBO PROXIMAL  reabsorve 65% do filtrado glomerular  absorve especificamente:  glicose  aminoácidos  iões hidrogénio  água
  29. 29. FISIOLOGIA RENAL ANSA DE HENLE  SEGMENTO DELGADO  muito permeável à água  moderadamente permeável à ureia, sódio e outros iões  SEGMENTO ESPESSO  reabsorção de iões cloreto e sódio  impermeável à água e ureia  líquido muito diluído à excepção da ureia
  30. 30. FISIOLOGIA RENAL TUBO DISTAL  SEGMENTO DILUIDOR  igual ao segmento espesso da ansa de Henle  absorve avidamente iões  SEGMENTO DISTAL FINAL  impermeável à ureia  troca de iões sódio por iões potássio (controlado pela aldosterona)  secreção de iões hidrogénio  permeabilidade à água depende da presença de ADH
  31. 31. FISIOLOGIA RENAL TUBO COLECTOR  características semelhantes ao tubo distal final  aumento de ADH leva ao aumento da reabsorção da água (menor volume e maior concentração da urina)  secreção de iões hidrogénio contra concentração elevada (equilíbrio ácido- básico dos líquidos corporais)
  32. 32. FISIOLOGIA RENAL DO FILTRADO À URINA  reabsorção de substâncias importantes para o organismo: glicose, vitaminas...  Má reabsorção e secreção de produtos metabólicos  secreção de potássio e hidrogénio  reabsorção de sódio, cloreto e bicarbonato
  33. 33. FISIOLOGIA RENAL REABSORÇÃO DA ÁGUA  tubo proximal - 65%  ansa de Henle - 15%  tubo distal - 10%  tubo colector- 9.3%  apenas 0.7% faz parte da urina
  34. 34. FISIOLOGIA RENAL MECANISMOS REGULADORES  Função da aldosterona:  restabelecimento do volume sanguíneo  Aspectos importantes  Aparelho justaglomerular  Aumento da reabsorção de sódio e água  Resultado  Urina concentrada (excepto em sódio)
  35. 35. FISIOLOGIA RENAL MECANISMOS REGULADORES  Função da ADH  concentração da urina  Aspectos importantes  Osmolaridade elevada do interstício medular  Aumento da permeabilidade à agua principalmente do tubo colector  Resultado  Urina concentrada
  36. 36. FISIOLOGIA RENAL EQUILÍBRIO ÁCIDO-BÁSICO  Sistema tampão - sistema ácido carbónico-bicarbonato de sódio HCl + NaHCO3 = NaCl + H2CO3 H2CO3 = H2O + CO2  Um mol de bicarbonato de sódio é perdido por cada mol de ácido que reage com o sistema tampão
  37. 37. FISIOLOGIA RENAL EQUILÍBRIO ÁCIDO-BÁSICO  As células renais produzem bicarbonato e iões hidrogénio pelo reverso da reacção do sistema tampão CO2 + H2O = H2CO3 = H + HCO3  O hidrogénio é secretado por troca com sódio voltando este e o bicarbonato ao sangue restabelecendo a capacidade tamponante
  38. 38. FISIOLOGIA RENAL Composição da urina:  aprox. 1500 cc/dia com 60 g de solutos  resíduos orgânicos (35 g):  uréia (30 g)  creatinina (1 a 2 g)  amónia (1 a 2 g)  ácido úrico (1 g)  outros (1 g)
  39. 39. FISIOLOGIA RENAL Composição da urina (cont.):  sais inorgânicos:  cloreto*  sódio*  potássio  magnésio  fósforo  sulfato * (o cloreto de sódio é o principal sal na urina)

×