Successfully reported this slideshow.
We use your LinkedIn profile and activity data to personalize ads and to show you more relevant ads. You can change your ad preferences anytime.

Os diferentes usos do “mock up” na odontologia atual

790 views

Published on

Resumos sobre os diferentes usos da técnica de mock up

Published in: Health & Medicine
  • Be the first to comment

Os diferentes usos do “mock up” na odontologia atual

  1. 1. Lorem Krsna de Morais Sousa Estágio VI – OSCE teórico, dentística OS DIFERENTES USOS DO “MOCK UP” NA ODONTOLOGIA ATUAL INTRODUÇÃO O termo “mock up” provém da língua inglesa, e sua tradução se refere à “modelo” ou “maquete”. Quando empregado na odontologia, mock up trata-se de um ensaio restaurador. Este ensaio permite uma visualização prévia do resultado final estético, com a finalidade tanto como um guia ao cirurgião-dentista dos possíveis resultados, como permite ao paciente visualizar o que se espera do tratamento. As funções do mock up, no entanto, não se limitam apenas a permitir uma previsibilidade do tratamento a ser realizado. Dependendo da situação ao qual se refere, através desse ensaio poderá surgir um guia intra-oral, fabricação de provisórios e até mesmo guias em plásticas gengivais. Abaixo seguem os diferentes usos do mock up na odontologia atual, com suas funções e diferenças em técnica: REANATOMIZAÇÃO E FACETAS Em casos em que há a necessidade a alterações de forma e volume, posição no arco dental e facetas, o mock up pode servir como um ensaio restaurador transitório, proporcionando ao paciente os possíveis resultados do tratamento, e possibilitando ao profissional avaliar o resultado no enceramento diagnóstico em integração com as referências estéticas da face do paciente. Nestas situações mock up pode ser realizado por meio do uso de resina acrílica da cor dentes, e então retido mecanicamente sob os mesmos em justaposição. Inicialmente se obtém o modelo de estudo da arcada. Em casos em que se necessita os modelos de ambas as arcadas, os mesmos são devidamente analisados no articulador semi-ajustável, principalmente nos casos da necessidade de facetas a nível incisal. Após a análise, será realizado o enceramento diagnóstico. O modelo encerado é moldado com silicone de adição, gerando uma matriz de silicone. Essa matriz é então preenchida com resina acrílica ou bis-acrílica da cor dos dentes. Os dentes são vaselinados e a matriz posta em posição por um tempo aproximado de 3 minutos. A matriz é removida, e o mock up fica em posição. Remove-se os excessos, e se necessários poderão ser feito ajustes. Dessa forma,mostra-se ao paciente o que pode ser esperado do resultado final, assim como o profissional tem uma visão que permite previsibilidade do resultado do tratamento em conjunto com as referências estéticas da face do paciente. Como a acrílico provisório não adere ao dente, após esta análise este pode ser facilmente removido.
  2. 2. Lorem Krsna de Morais Sousa Estágio VI – OSCE teórico, dentística FRATURAS, PREPAROS CLASSE IV E DIASTEMAS Em casos de fraturas dentais ou preparos com rompimento do ângulo dental e a necessidade de fechamento de diastemas, o mock up pode atuar como uma guia para a restauração direta, garantindo uma melhor precisão ao tratamento restaurador. Semelhante a técnica anterior, se obtém os modelos de estudo da arcada a ser trabalhada e realizado o enceramento diagnóstico. Através de silicone de adição, esse modelo encerado é moldado, gerando uma matriz de transferência da região palatina. Essa matriz é então utilizada como guia para a restauração de dois modos. Primeiro, pode-se colocar a resina composta diretamente sobre a matriz e levá-la a boca - após o preparo adequado do dente, com ácido e adesivo –, removendo os excessos e fotopolimerizando, realizando a face palatina, que guiará a anatomia da restauração. Outro modo e manter a matriz em contato com o dente e colocar os incrementos de resina, recriando a face palatina do elemento. Nas situações em que se faz necessário o fechamento de diastemas, essa matriz é especialmente importante na sensibilidade da criação do ponto de contato, devendo-se estar atento a isso durante a colocação dos incrementos sob a matriz. RESTAURAÇÕES INDIRETAS POSTERIORES. Uma das funções do mock up na realização de restaurações indiretas posteriores – onlay e inlay – é a fabricação de provisórios. Após a moldagem e obtenção do modelo, realiza-se o enceramento diagnóstico, e este é duplicado através de uma nova moldagem com silicone de adição e a fabricação da guia de silicone. Esta guia pode ser preenchida com resina acrílica, e adaptada como uma restauração provisória ao elemento dental. Outra função que se refere a técnica de mock up em restaurações posteriores indiretas é a possibilidade da verificação dos pontos de contato oclusais e a Dimensão Vertical de Oclusão do paciente com montagem do modelo em articulador. PLÁSTICA GENGIVAL, IMPLANTODONTIA E OUTRAS FUNÇÕES Em casos em que se faz necessário um aumento de coroa clínica, o mock up pode atuar tanto como método de avaliação do resultado final como também guia cirúrgico no momento da cirurgia periodontal, garantindo uma maior previsibilidade do tratamento. O mock up também pode atuar em implantodontia, onde se faz necessário o uso do planejamento reverso, apresentando ao paciente uma previsibilidade do que pode esperar da prótese final.
  3. 3. Lorem Krsna de Morais Sousa Estágio VI – OSCE teórico, dentística Há também casos na literatura que relatam o ensaio restaurador utilizado como guia de desgaste entre as etapas da reabilitação com facetas cerâmicas, permitindo a redução seletiva do esmalte, e posteriormente como auxiliar na confecção de coroas provisórias. CONCLUSÃO O mock up apresenta diversas funções de acordo com o caso em que será empregado. Pode agir como enceramento de modelo de estudos para análise de casos, restauração diagnóstica de resina – ou ensaio restaurador, guia transitória de silicone e guia cirúrgica. A escolha correta dessa técnica pode agir como uma ferramenta preciosa ao cirurgiã-dentista, devendo-se ser avaliada de acordo com o desafio clínico apresentado. REFERÊNCIAS FARIAS-NETO, A; BANDEIRA, AS; MIRANDA, BFS; SÁNCHEZ-AYALA, A. O emprego do mock-up na Odontologia: trabalhando com previsibilidade. Full Dent.Sci. 2015; 6(22):256-260. MAGINI, R. S.; BENFATTI,C. A. M.; SOUZA, J. C. M. Noções de implantodontia cirúrgica. São Paulo: Artes Médicas, 2016. (Série Abeno: Odontologia Essencial - Parte Clínica). SCHMIDSEDER, J. Odontologia estética. 2. ed. Porto Alegre: Artmed, 2011. 376p. (Coleção Artmed de Atlas Coloridos de Odontologia). M VAZ,M; C VAZ, E; ALVES, C B. C; LAWDER, J. C; LENZA, M. A; SOUZA, J. B; LOPES, L. G. Utilização do ensaio restaurador como guia de desgaste em reabilitação estética com sistema IPS e.max: caso clínico. Rev Odontol Bras Central 2015;24(68) RESHAD M, CASCIONE D,MAGNE P. Diagnostic mock-ups as an objective tool for predictable outcomes with porcelain laminate veneers in esthetically demanding patients: a clinical report. J Prosthet Dent 2008; 99: 333-9.

×