Apresentação 4 t11 e 2011 port final

719 views

Published on

Published in: Education
0 Comments
0 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

  • Be the first to like this

No Downloads
Views
Total views
719
On SlideShare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
396
Actions
Shares
0
Downloads
2
Comments
0
Likes
0
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

Apresentação 4 t11 e 2011 port final

  1. 1. Localiza Rent a Car S.A. Resultados 4T11 e 2011 R$ milhões, IFRS 106 de fevereiro de 2012
  2. 2. DestaquesInvestment grade pela Moody’s e FitchEntrada no Índice Bovespa a partir de 02/01/2012Eleitos melhores CEO, CFO e RI do transportation sectorem ranking elaborado pela Institutional Investor 2
  3. 3. Destaques Receita líquida consolidada EBITDA consolidado 2.918,1 2.497,2 16,9% % 821,3 1. 4 6 8 , 1 649,5 26,5 R$ milhões R$ milhões 1. 3 2 1, 9 1. 17 5 , 3 23,4% 1. 4 5 0 , 0 2 0 10 2 0 11 2010 2011 Aluguéis Seminovos Lucro líquido consolidado Frota de final de período 96.317 9,4% quantidade 291,6 88.060 250,5 31.629 16,4% 26.615R$ milhões 61.445 64.688 2010 2011 2010 2011 Aluguel de carros Aluguel de frotas 3
  4. 4. Divisão de Aluguel de Carros # diárias (mil) 24,6 % 12.794 CAGR: 10.734 7.940 8.062 5.793 1 0 ,3 % 3.411 4.668 19 ,2% 3.015 3.324 2005 2006 2007 2008 2009 2010 2011 4T10 4T11 Receita líquida (R$ milhões) 24,9% C AGR: 980,7 802,2 565,2 585,2 % 428,0 13,1 346,1 3% 22,258,6 266,5 235,72005 2006 2007 2008 2009 2010 2011 4T10 4T11 A receita da Divisão de Aluguel de Carros cresceu 3,8x em seis anos. 4
  5. 5. Divisão de Aluguel de Frotas # diárias (mil) 19 ,2% CAGR: 9.603 8.044 7.099 6.437 4.188 5.144 1 5 ,4 % %3.351 19,4 2.182 2.5172005 2006 2007 2008 2009 2010 2011 4T10 4T11 Receita líquida (R$ milhões) : 21 ,4 % 455,0 CAGR 361,1 303,2 268,4 % 184,0 219,8 21,0 0%142,0 26, 100,8 122,02005 2006 2007 2008 2009 2010 2011 4T10 4T11 A receita da Divisão de Aluguel de Frotas cresceu 3,2x em seis anos. 5
  6. 6. Investimento líquido Aumento da frota * (quantidade) 18.649 9.178 9.930 8.642 65.934 10.346 7.957 59.950 7.342 47.285 12.528 44.211 50.772 8.712 43.161 38.050 34.519 33.520 34.281 30.093 25.32726.105 23.174 18.763 21.790 12.799 13.078 2005 2006 2007 2008 2009 2010 2011 4T10 4T11 Comprados Vendidos * Não considera os carros roubados / sinistrados. Investimento líquido (R$ milhões) 588,5 308,4 354,5 1.910,4 281,8 1.776,5 341,5 210,4 337,7 1.468,1 276,5 243,5 1.335,3 1.321,9 1.204,2 1.060,9 980,8 930,3 850,5 922,4 690,0 720,0 656,7 588,8 446,5 382,3 380,2 2005 2006 2007 2008 2009 2010 2011 4T10 4T11 Compras (inclui acessórios) Receita líquida de venda Em 2011 foram adicionados 9.178 carros à frota, com investimento de R$308,4 milhões. 6
  7. 7. Taxa de utilização e idade média Divisão de Aluguel de Carros Efeito eleições 9 0 , % 0 69,9% 74,1% 69,7% 66,2% 66,3% 68,2% 68,9% 68,9% 8 0 , % 0 7 0 , % 0 7,3 7,3 6,5 6 0 , % 0 6,9 6,6 6,3 6,3 5 0 , % 0 4 0 , % 0 5,5 3 0 , % 0 2 0 , % 0 1 0 , % 0 0 , % 0 1T10 2T10 3T10 4T10 1T11 2T11 3T11 4T11Idade média carros 18,7 15,3 13,3 13,4 13,6 13,5 13,5 14,2vendidos (meses) Taxa de utilização Idade média da frota operacional No 4T11, a taxa de utilização apresentou crescimento de 2.6p.p em comparação ao 4T10. 7
  8. 8. Distribuição # de agências no Brasil +34 449 415 381 346 312254 2792005 2006 2007 2008 2009 2010 2011 # de lojas de Seminovos +11 66 55 49 32 35 26 132005 2006 2007 2008 2009 2010 2011 A Companhia continua ampliando sua rede de distribuição. 8
  9. 9. Frota de final de período Quantidade ,9% CAGR: 17 9,4% 96.317 88.060 70.295 31.629 62.515 26.615 53.476 22.778 46.003 23.40335.865 17.790 14.63011.762 61.445 64.688 39.112 47.517 31.373 35.68624.1032005 2006 2007 2008 2009 2010 2011 Aluguel de carros Aluguel de frotas A frota total cresceu 2,7x em seis anos. 9
  10. 10. Receita líquida consolidada R$ milhões : 22,7% 2.918,1 CAGR 2.497,2 16,9 % 1.823,7 1.820,9 1.468,1 1.505,5 1.321,9 1.126,2 980,8 922,4 772,7854,9 850,5 722,2 7,0% 588,8 %1.450,0446,5 1.175,3 23,4 382,3 380,2 842,9 898,5 15,5% 392,5408,4 537,4 655,0 339,92005 2006 2007 2008 2009 2010 2011 4T10 4T11 Aluguéis Seminovos A receita líquida cresceu 3,4x em seis anos. 10
  11. 11. EBITDA consolidado R$ milhões 9,8% CAGR: 1 821,3 649,5 504,1 % 15,9 469,7 403,5 311,3 277,9 2 6 ,5 % 188,3 218,3 2005 2006 2007 2008 2009 2010 2011 4T10 4T11Divisões 2005 2006 2007 2008 2009 2010 2011 4T10 4T11Aluguel de carros 47,5% 43,4% 46,0% 45,9% 41,9% 45,3% 46,9% 43,7% 47,1%Aluguel de frotas 65,5% 71,4% 71,3% 69,1% 68,7% 68,0% 68,6% 69,6% 67,8%Aluguel Consolidado 53,6% 52,9% 54,5% 53,3% 51,1% 52,3% 53,8% 51,5% 53,6%Seminovos 13,2% 4,6% 5,5% 5,6% 1,1% 2,6% 2,8% 3,5% 2,1% O EBITDA cresceu 26,5% versus 23,4% de crescimento nas receitas de aluguéis, em 2011. 11
  12. 12. Depreciação média por carro – aluguel de carros R$ - por ano Reflexo da crise financeira Mercado de carros usados aquecido 2.546,0 2.577,0 1.536,0 1.683,9 939,1 492,3 332,9 2005 2006 2007 2008 2009 2010 2011 R$ - por trimestre 1.942,5 1.993,2 1.986,0 1.580,5 1.318,0 1.492,3 1.251,9 1.331,0 1T10* 1T11* 2T10* 2T11* 3T10* 3T11* 4T10* 4T11* * AnualizadoO aumento da depreciação decorreu do incremento nas despesas de venda, no 4T11. 12
  13. 13. Depreciação média por carro – aluguel de frotas R$ - por ano 5.083,1 4.371,7 4.133,0 3.509,7 2.981,3 2.383,3 2.395,8 2005 2006 2007 2008 2009 2010 2011 R$ - por trimestre 4.241,8 3.693,9 3.990,6 4.020,8 4.049,3 4.277,2 3.254,4 2.989,4 1T10* 1T11* 2T10* 2T11* 3T10* 3T11* 4T10* 4T11* * AnualizadoO aumento da depreciação reflete as condições de mercado para carros de maior valor. 13
  14. 14. Lucro líquido consolidado R$ milhões % 16,4 291,6 250,5 190,2 138,2 127,4 106,5 116,3 13,4% 69,4 78,7 2005 2006 2007 2008 2009 2010 2011 4T10 4T11Reconciliação EBITDA x lucro líquido 2007 2008 2009 2010 2011 Var. R$ Var. % 4T10 4T11 Var. R$ Var. %EBITDA de aluguéis e franchising 357,1 449,6 459,1 615,1 779,9 164,8 26,8% 175,1 210,3 35,2 20,1%EBITDA de seminovos 46,4 54,5 10,6 34,4 41,4 7,0 20,3% 13,2 8,0 (5,2) -39,4%EBITDA Consolidado 403,5 504,1 469,7 649,5 821,3 171,8 26,5% 188,3 218,3 30,0 15,9%Depreciação de carros (43,1) (178,5) (172,3) (146,3) (201,5) (55,2) 37,7% (42,0) (57,9) (15,9) 37,9%Depreciação de outros imobilizados (14,4) (18,3) (21,0) (21,1) (24,1) (3,0) 14,2% (5,8) (6,8) (1,0) 17,2%Despesas financeiras, líquidas (74,4) (133,3) (112,9) (130,1) (179,0) (48,9) 37,6% (41,3) (41,2) 0,1 -0,2%Imposto de renda e contribuição social (81,4) (46,6) (47,2) (101,5) (125,1) (23,6) 23,3% (29,8) (33,7) (3,9) 13,1%Lucro líquido do período 190,2 127,4 116,3 250,5 291,6 41,1 16,4% 69,4 78,7 9,3 13,4% O aumento da taxa de juros básicos e da depreciação impactaram o lucro líquido de 2011. 14
  15. 15. Free cash flowFluxo de Caixa Livre - R$ milhões 2005 2006 2007 2008 2009 2010 2011EBITDA 277,9 311,3 403,5 504,1 469,7 649,5 821,3 Receita líquida na venda dos carros (446,5) (588,8) (850,5) (980,8) (922,4) (1.321,9) (1.468,1) Custo depreciado dos carros vendidos (*) 361,2 530,4 760,0 874,5 855,1 1.203,2 1.328,6 (-) Imposto de Renda e Contribuição Social (32,7) (42,7) (63,4) (52,8) (49,0) (57,8) (83,0) Variação do capital de giro (24,2) (4,8) 13,3 (44,8) (11,5) 54,5 (83,9)Caixa gerado antes do capex 135,7 205,4 262,9 300,2 341,9 527,5 514,9 Receita líquida na venda dos carros 446,5 588,8 850,5 980,8 922,4 1.321,9 1.468,1Capex de carros para renovação (496,0) (643,3) (839,0) (1.035,4) (947,9) (1.370,1) (1.504,5) Capex líquido para renovação (49,5) (54,5) 11,5 (54,6) (25,5) (48,2) (36,4)Capex outros imobilizados (28,0) (32,7) (23,7) (39,9) (21,0) (51,1) (63,0)Fluxo de caixa livre antes do crescimento e de juros 58,2 118,2 250,7 205,7 295,4 428,2 415,5Capex de carros para crescimento (194,0) (287,0) (221,9) (299,9) (241,1) (540,3) (272,0) Variação na conta de fornecedores de carros (capex) (25,5) 222,0 (51,0) (188,9) 241,1 111,3 32,7Fluxo de Caixa Livre depois do crescimento e antes de juros (161,3) 53,2 (22,2) (283,1) 295,4 (0,8) 176,2Aumento da frota - quantidade 7.342 10.346 7.957 9.930 8.642 18.649 9.178 Free cash flow antes de juros positivo em 2011, mesmo com o aumento de 9.178 carros na frota. (*) sem a dedução dos descontos técnicos 15
  16. 16. Movimentação do caixa e evolução da dívida R$ milhões FCL antes do crescimento 415,5 Variação na conta de fornecedores – montadorasDívida líquida 32,7 Dívida líquida 31/12/2010 31/12/2011 -1.281,1 - 1.363,4 (79,5) (179,0) Dividendos e JCP (272,0) Juros Investimento no incorridos crescimento da frota 65,5% do caixa gerado foi investido no aumento de 9.178 carros da frota. 16
  17. 17. Dívida – perfil R$ milhões 562,0 432,0 312,8 303,4 232,5 94,8 52,0 26,0 2011 2012 2013 2014 2015 2016 2017 2018 2019Caixa711,0 Melhoria do duration de 3,8 anos em 2011 para 4,3 anos em 2012. Fortalecimento do caixa para eventual cenário adverso. 17
  18. 18. Dívida – ratios R$ milhões Dívida líquida x valor da frota 2.681,7 2.446,7 1.907,8 1.752,6 1.492,9 1.363,4 1.247,7 1.254,5 1.281,1 1.078,6 900,2 765,1 535,8 440,4 2005 2006 2007 2008 2009 2010 2011 Dívida líquida Valor da frotaSALDOS EM FINAL DE PERÍODO 2005 2006 2007 2008 2009 2010 2011Dívida líquida / Valor da frota 60% 36% 51% 72% 57% 52% 51%Dívida líquida / EBITDA 1,9x 1,4x 1,9x 2,5x 2,3x 2,0x 1,7xDívida líquida / Patrimônio líquido 1,4x 0,7x 1,3x 2,0x 1,5x 1,4x 1,2xEBITDA / Despesas financeiras líquidas 3,3x 4,8x 5,4x 3,8x 4,2x 5,0x 4,6x A Companhia continua apresentando ratios conservadores de endividamento. 18
  19. 19. Spread Spread 24,8% 21,3% 18,7% 17,0% 16,9% 17,1% 11,2p.p. 7,8p.p. 12,9p.p. 11,5% 8,2p.p. 9,6p.p. 8,5p.p. 13,6% 4,0p.p. 10,9% 8,4% 8,8% 7,6% 8,6% 7,3% 2005 2006 2007 2008 2009 2010 2011 Juros da dívida após impostos ROIC 2005 2006 2007 2008 2009 2010 2011Investimento médio de capital - R$ milhões 606,3 986,2 1.137,5 1.642,3 1.702,3 1.984,6 2.445,3Margem NOPAT (sobre receita líquida de aluguel) 37,0% 34,5% 36,9% 32,1% 21,9% 28,6% 28,9%Giro do investimento médio de capital(sobre receita líquida de aluguel) 0,67x 0,55x 0,58x 0,53x 0,53x 0,59x 0,59xROIC 24,8% 18,7% 21,3% 17,0% 11,5% 16,9% 17,1%Juros da dívida após impostos 13,6% 10,9% 8,4% 8,8% 7,6% 7,3% 8,6%Spread (ROIC – Juros após impostos) - p.p. 11,2 7,8 12,9 8,2 4,0 9,6 8,5O ROIC reflete a estratégia de precificação adotada pela Companhia objetivando a consolidação. 19
  20. 20. Cenário macroeconômico 2012 Expectativa de evolução do PIB Variação acumulada 4 trimestres 3,70% 3,40% 3,00% 2,90% 2,60% 2,50% 1T 12 2T 12 3T 12 4T 12 1T 13 4T 11 Expectativa de evolução da taxa de juros 11,00% 10,00% 10,00% 9,75% 9,50% 9,50% 1T 12 2T 12 3T 12 4T 12 1T 13 4T 11 20Fonte: Bacen - Sistema de expectativas de mercado em 20/01/2012 e Boletim Focus
  21. 21. Obrigado! www.localiza.com/ri Email: ri@localiza.com Telefone: 55 31 3247-7024 Aviso - Informações e projeçõesO material que se segue é uma apresentação de informações gerais de antecedentes da LOCALIZA na data da apresentação. Trata-se de informação resumida sem intenções de serem completas, que não devem serconsideradas por investidores potenciais como recomendação. Esta apresentação é estritamente confidencial e não pode ser divulgada a nenhuma outra pessoa. Não fazemos nenhuma declaração nem damos nenhuma garantiaquanto à correção, adequação ou abrangência das informações aqui apresentadas, que não devem ser usadas como base para decisões de investimento.Esta apresentação contém declarações e informações prospectivas nos termos da Cláusula 27Aª da Securities Act of 1933 e Cláusula 21E do Securities Exchange Act of 1934. Tais declarações e informações prospectivas sãounicamente previsões e não garantias do desempenho futuro. Advertimos os investidores de que as referidas declarações e informações prospectivas estão e estarão, conforme o caso, sujeitas a muitos riscos, incertezas efatores relativos às operações e aos ambientes de negócios da LOCALIZA e suas controladas, em virtude dos quais os resultados reais das empresas podem diferir de maneira relevante de resultados futuros expressos ouimplícitos nas declarações e informações prospectivas.Embora a LOCALIZA acredite que as expectativas e premissas contidas nas declarações e informações prospectivas sejam razoáveis e baseadas em dados atualmente disponíveis à sua administração, a LOCALIZA não podegarantir resultados ou acontecimentos futuros. A LOCALIZA isenta-se expressamente do dever de atualizar qualquer uma das declarações e informações prospectivas.Não é permitido oferecer ou vender nos Estados Unidos valores mobiliários que não tenham sido registrados ou estejam isentos de registro conforme a Securities Act of 1933. Qualquer oferta de valores mobiliários a ser feita nosEstados Unidos deverá sê-lo por meio de um memorando de oferta que pode ser obtido com os underwriters. O memorando de oferta deverá conter ou incorporar por referência informações detalhadas sobre a LOCALIZA e seusnegócios e resultados financeiros, além de suas demonstrações financeiras.Esta apresentação não constitui oferta, convite ou solicitação de oferta de subscrição ou compra de quaisquer valores mobiliários. Nem esta apresentação nem qualquer coisa aqui contida constituem a base deum contrato ou compromisso de qualquer espécie. 21

×