Successfully reported this slideshow.
We use your LinkedIn profile and activity data to personalize ads and to show you more relevant ads. You can change your ad preferences anytime.
Regulação hormonal do metabolismo Vias metabólicas
Regulação hormonal do metabolismo (cont.) <ul><li>Os diversos processos metabólicos estão sujeitos a regulação. </li></ul>...
Regulação hormonal do metabolismo (cont.) <ul><li>Hormona  é uma substância química específica fabricada pelo sistema endó...
Regulação hormonal do metabolismo (cont.)
Hormonas e metabolismo <ul><li>A manutenção da glicemia depende da acção combinada das hormonas: </li></ul><ul><ul><li>Ins...
Hormonas e metabolismo (cont.) <ul><li>A  insulina  é uma hormona segregada pelas células  β  do pâncreas. A sua segregaçã...
Hormonas e metabolismo (cont.) Após uma refeição a insulina é segregada...
Hormonas e metabolismo (cont.)
Hormonas e metabolismo (cont.) <ul><li>Glucagon </li></ul><ul><ul><li>Peptídeo de 29 aminoácidos segregado pelas células  ...
Hormonas e metabolismo (cont.) Durante o jejum o glucagon entra em cena…
Hormonas e metabolismo (cont.)
Hormonas e metabolismo (cont.) <ul><li>Insulina  e  Glucagon  têm efeitos antagónicos </li></ul>
Hormonas e metabolismo (cont.) <ul><li>A  epinefrina  é segregada pelas glândulas supra-renais. É sintetizada a partir do ...
Hormonas e metabolismo (cont.)
A  Diabetes Mellitus <ul><li>Se ocorrer a destruição das células β do pâncreas numa idade jovem este processo resulta numa...
Metabolismo do etanol <ul><li>O abuso de bebidas alcoólicas, ricas em etanol, provoca diversos distúrbios, tanto ao nível ...
Metabolismo do etanol (cont.) <ul><li>O etanol ingerido é rapidamente absorvido por processos de difusão (transporte passi...
Metabolismo do etanol (cont.) <ul><li>A absorção de etanol é favorecida por um  estômago vazio : </li></ul>
Metabolismo do etanol (cont.) <ul><li>A  natureza, volume e teor alcoólico  da bebida influenciam a absorção: </li></ul>
Metabolismo do etanol (cont.) <ul><li>Outros factores que influenciam a metabolização do etanol: </li></ul><ul><ul><li>Pre...
Metabolismo do etanol (cont.)
Metabolismo do etanol (cont.) <ul><li>Somente 2- 10% absorvido é eliminado inalterado (rins e pulmões). </li></ul><ul><li>...
Metabolismo do etanol (cont.) Degradação do acetaldeído (ocorre no fígado)
Metabolismo do etanol (cont.) <ul><li>EFEITOS METABÓLICOS DO ETANOL </li></ul><ul><ul><li>Consumo abusivo regular: </li></...
Metabolismo do etanol (cont.) <ul><li>SÍNDROMES NEUROLÓGICAS </li></ul><ul><ul><li>Síndrome de Wernicke-Korsakoff (encefal...
Metabolismo do etanol (cont.) <ul><li>Síndrome alcoólica fetal, leva a: </li></ul><ul><ul><li>Desenvolvimento anormal da f...
Upcoming SlideShare
Loading in …5
×
Upcoming SlideShare
Pdf HormôNios Mecanismo RegulaçãO
Next
Download to read offline and view in fullscreen.

1

Share

Download to read offline

Hormonas e metabolismo do etanol

Download to read offline

Hormonas e metabolismo do etanol

  1. 1. Regulação hormonal do metabolismo Vias metabólicas
  2. 2. Regulação hormonal do metabolismo (cont.) <ul><li>Os diversos processos metabólicos estão sujeitos a regulação. </li></ul><ul><li>A informação respeitante a uma alteração (aumento ou diminuição da concentração de glicose, por exemplo) é enviada para o cérebro de forma a contrapor essa alteração e regular a sua concentração. </li></ul><ul><li>O organismo procura manter as condições dentro de intervalos fixos. </li></ul><ul><li>O sistema endócrino produz hormonas que procedem a essa regulação </li></ul>
  3. 3. Regulação hormonal do metabolismo (cont.) <ul><li>Hormona é uma substância química específica fabricada pelo sistema endócrino ou por neurónios altamente especializados. Esta substância é segregada em quantidades muito pequenas na corrente sanguínea ou em outros fluidos corporais. Assim sendo, podem ser produzidas por um órgão ou em determinadas células do mesmo. A sua função é exercer uma acção reguladora (indutora ou inibidora) em outros órgãos ou regiões do corpo. Em geral trabalham devagar e por muito tempo, regulando o crescimento, o desenvolvimento, a reprodução e as funções de muitos tecidos , bem como os processos metabólicos do organismo. </li></ul>
  4. 4. Regulação hormonal do metabolismo (cont.)
  5. 5. Hormonas e metabolismo <ul><li>A manutenção da glicemia depende da acção combinada das hormonas: </li></ul><ul><ul><li>Insulina </li></ul></ul><ul><ul><li>Glucagon </li></ul></ul><ul><ul><li>Epinefrina </li></ul></ul>
  6. 6. Hormonas e metabolismo (cont.) <ul><li>A insulina é uma hormona segregada pelas células β do pâncreas. A sua segregação é estimulada após a ingestão de alimentos , em que a disponibilidade de glucose é maior. </li></ul><ul><li>Esta hormona auxilia no transporte de glucose para os diversos tecidos através do sangue e na síntese de glicogénio e gordura (reservas energéticas). </li></ul>
  7. 7. Hormonas e metabolismo (cont.) Após uma refeição a insulina é segregada...
  8. 8. Hormonas e metabolismo (cont.)
  9. 9. Hormonas e metabolismo (cont.) <ul><li>Glucagon </li></ul><ul><ul><li>Peptídeo de 29 aminoácidos segregado pelas células alfa do pâncreas. </li></ul></ul><ul><ul><li>Os seus efeitos são eminentemente anabólicos, estimulando a exportação de glicose pelo fígado e a lipólise no tecido adiposo. </li></ul></ul><ul><ul><li>Assim, o glucagon: </li></ul></ul><ul><ul><li>Favorece a quebra de glicogénio hepático; </li></ul></ul><ul><ul><li>Diminui a glicólise no fígado e aumenta a gluconeogénese; </li></ul></ul><ul><ul><li>Estimula a lipase de T.A.G. dos adipócitos (produção de Acetil-CoA a partir dos ácidos gordos para utilização no Ciclo de Krebs). </li></ul></ul>
  10. 10. Hormonas e metabolismo (cont.) Durante o jejum o glucagon entra em cena…
  11. 11. Hormonas e metabolismo (cont.)
  12. 12. Hormonas e metabolismo (cont.) <ul><li>Insulina e Glucagon têm efeitos antagónicos </li></ul>
  13. 13. Hormonas e metabolismo (cont.) <ul><li>A epinefrina é segregada pelas glândulas supra-renais. É sintetizada a partir do aminoácido tirosina. </li></ul><ul><li>Em momentos de stress , as supra-renais segregam quantidades abundantes desta hormona que prepara o organismo para grandes esforços físicos, estimula o coração, eleva a tensão arterial, relaxa certos músculos e contrai outros. </li></ul><ul><li>Estimula: </li></ul><ul><ul><li>A quebra de glicogénio muscular e hepático; </li></ul></ul><ul><ul><li>A lipase de T.A.G. dos adipócitos; </li></ul></ul><ul><ul><li>A glicólise no músculo </li></ul></ul>
  14. 14. Hormonas e metabolismo (cont.)
  15. 15. A Diabetes Mellitus <ul><li>Se ocorrer a destruição das células β do pâncreas numa idade jovem este processo resulta numa condição patológica denominada Diabetes Mellitus tipo I . Nestas circunstâncias o pâncreas fica incapaz de produzir insulina, pelo que o paciente se torna dependente da administração externa desta hormona. </li></ul><ul><li>A Diabetes Mellitus tipo II ocorre com o envelhecimento do individuo devido à diminuição da eficiência da insulina como reguladora do metabolismo da glucose. O paciente não é dependente da administração da hormona. </li></ul>
  16. 16. Metabolismo do etanol <ul><li>O abuso de bebidas alcoólicas, ricas em etanol, provoca diversos distúrbios, tanto ao nível físico como psíquico. </li></ul><ul><li>Alterações metabólicas importantes ocorrem, com interferência ao nível de diversas vias e processos. </li></ul><ul><li>O consumo prolongado e exagerado de bebidas alcoólicas provoca dependência física e psicológica, com reflexo óbvio no comportamento e produtividade do indivíduo. </li></ul>
  17. 17. Metabolismo do etanol (cont.) <ul><li>O etanol ingerido é rapidamente absorvido por processos de difusão (transporte passivo, do meio mais concentrado, para o meio menos concentrado). </li></ul><ul><ul><li>No estômago 20%; </li></ul></ul><ul><ul><li>Intestino delgado 80%; </li></ul></ul><ul><ul><li>Absorção máxima: 30 a 90 min após a ingestão. </li></ul></ul>
  18. 18. Metabolismo do etanol (cont.) <ul><li>A absorção de etanol é favorecida por um estômago vazio : </li></ul>
  19. 19. Metabolismo do etanol (cont.) <ul><li>A natureza, volume e teor alcoólico da bebida influenciam a absorção: </li></ul>
  20. 20. Metabolismo do etanol (cont.) <ul><li>Outros factores que influenciam a metabolização do etanol: </li></ul><ul><ul><li>Presença de medicamentos </li></ul></ul><ul><ul><ul><li>Aspirina, por exº., aumenta absorção; </li></ul></ul></ul><ul><ul><ul><li>Benzodiazepinas e outros hipnóticos potenciam o efeito. </li></ul></ul></ul><ul><ul><li>􀂇 Tempo de ingestão/consumo. </li></ul></ul><ul><ul><li>􀂇 Factores fisiopatológicos: </li></ul></ul><ul><ul><ul><li>Sexo </li></ul></ul></ul><ul><ul><ul><li>Peso corporal </li></ul></ul></ul><ul><ul><ul><li>Deficiência proteica grave (absorção extremamente rápida). </li></ul></ul></ul><ul><ul><li>􀂇 Factores genéticos e ambientais </li></ul></ul>
  21. 21. Metabolismo do etanol (cont.)
  22. 22. Metabolismo do etanol (cont.) <ul><li>Somente 2- 10% absorvido é eliminado inalterado (rins e pulmões). </li></ul><ul><li>Entre 90 a 98% é oxidado no organismo, principalmente no fígado. </li></ul><ul><ul><li>1. ÁLCOOL DESIDROGENASE (ADH) ( Citosol, fracção solúvel): </li></ul></ul><ul><ul><li>2. SISTEMA MICROSSOMAL DE OXIDAÇÃO DO ETANOL (SMOE) –Retículo endoplasmático, fracção microssomal: </li></ul></ul><ul><ul><li>3. Catalase (Peroxissomas) </li></ul></ul>
  23. 23. Metabolismo do etanol (cont.) Degradação do acetaldeído (ocorre no fígado)
  24. 24. Metabolismo do etanol (cont.) <ul><li>EFEITOS METABÓLICOS DO ETANOL </li></ul><ul><ul><li>Consumo abusivo regular: </li></ul></ul><ul><ul><ul><li>Geração excessiva de NADH (inibição do Ciclo de Krebs); </li></ul></ul></ul><ul><ul><ul><li>Hipoglicemia (em situações de consumo crónico pode desenvolver hiperglicémia); </li></ul></ul></ul><ul><ul><ul><li>Diminuição da gluconeogénese; </li></ul></ul></ul><ul><ul><ul><li>Alimentação deficiente: depleção de glicogénio, insuficiência de hidratos de carbono; </li></ul></ul></ul><ul><ul><li>Acidose láctica (aumento de lactato aumentado no sangue). </li></ul></ul><ul><ul><li>Rim: lactato interfere na excreção do ácido úrico; </li></ul></ul><ul><ul><li>Hiperuricemia ( exacerba a gota); </li></ul></ul><ul><ul><li>O acetaldeído formado é altamente tóxico, mutagénico e carcinogênico; </li></ul></ul><ul><ul><li>Acumulação de colagénio leva à fibrose e cirrose hepáticas. </li></ul></ul>
  25. 25. Metabolismo do etanol (cont.) <ul><li>SÍNDROMES NEUROLÓGICAS </li></ul><ul><ul><li>Síndrome de Wernicke-Korsakoff (encefalopatia e psicose) </li></ul></ul><ul><ul><li>Degeneração do cerebelo </li></ul></ul><ul><ul><li>“ Demência” alcoólica </li></ul></ul><ul><ul><li>Neuropatia periférica </li></ul></ul><ul><li>Afecta: </li></ul><ul><ul><li>􀂇 Sistema Cardiovascular </li></ul></ul><ul><ul><li>􀂇 Sistema endócrino </li></ul></ul><ul><ul><li>􀂇 Sistema gastrointestinal </li></ul></ul><ul><ul><li>􀂇 Sistema hematológico </li></ul></ul><ul><li>Produz: </li></ul><ul><ul><li>􀂇 Efeitos carcinogénicos </li></ul></ul>
  26. 26. Metabolismo do etanol (cont.) <ul><li>Síndrome alcoólica fetal, leva a: </li></ul><ul><ul><li>Desenvolvimento anormal da face, com olhos afastados, fissuras palpebrais curtas e malares pequenos; </li></ul></ul><ul><ul><li>Redução da circunferência craniana; </li></ul></ul><ul><ul><li>Crescimento retardado; </li></ul></ul><ul><ul><li>Retardamento mental e anormalidades comportamentais que frequentemente assumem a forma de hiperactividade e dificuldade de integração social; </li></ul></ul><ul><ul><li>Outras anormalidades anatómicas que podem ser significativas ou de menor importância (anormalidades cardíacas congénitas, malformação dos olhos e orelhas). </li></ul></ul>
  • ThalaSousa

    Nov. 11, 2019

Views

Total views

4,693

On Slideshare

0

From embeds

0

Number of embeds

2

Actions

Downloads

64

Shares

0

Comments

0

Likes

1

×