Successfully reported this slideshow.
We use your LinkedIn profile and activity data to personalize ads and to show you more relevant ads. You can change your ad preferences anytime.
Upcoming SlideShare
taykitPPT
Next
Download to read offline and view in fullscreen.

0

Share

Download to read offline

Planejamento expresso final

Download to read offline

Trabalho de Planejamento para o Jornal Expresso feito em grupo no curso PORTFOLIO 21 da ESPM - RJ

Related Audiobooks

Free with a 30 day trial from Scribd

See all
  • Be the first to like this

Planejamento expresso final

  1. 2. <ul><li>Jornal compacto, formato tabloide </li></ul><ul><li>Direcionado à classe C e D </li></ul><ul><li>Faz parte do Grupo Infoglobo </li></ul><ul><li>Circula desde 2006 e abrange o Estado do Rio de Janeiro </li></ul><ul><li>Criado para ser lido no trajeto entre a casa e o trabalho, em meios de transporte coletivo </li></ul><ul><li>Portátil </li></ul><ul><li>Linguagem simples e direta </li></ul><ul><li>Matérias curtas </li></ul><ul><li>Fácil leitura e assimilação </li></ul>O PRODUTO
  2. 3. <ul><li>Assuntos que fazem parte do universo e do dia-a-dia do leitor </li></ul><ul><li>Classificados de empregos e veículos </li></ul><ul><li>Sessões especiais como &quot;Segredinhos da Zica&quot; </li></ul><ul><li>Cupons recortáveis - brindes e ingresos para eventos </li></ul><ul><li>Promo ç ões pontuais que estimulam fideliza ç ão por recompensa </li></ul><ul><li>Exemplo da assadeira </li></ul>O PRODUTO
  3. 4. <ul><li>Anúncios de: </li></ul><ul><li>Planos de saúde e clínicas médias </li></ul><ul><li>Serviços jurídicos </li></ul><ul><li>Agências de turismo </li></ul><ul><li>Financiamento </li></ul><ul><li>Lojas de varejo </li></ul>O PRODUTO
  4. 5. <ul><li>Preço: R$0,50 </li></ul><ul><li>Bancas de jornal, livrarias e ambulantes </li></ul><ul><li>Total adequação: é encontrado facilmente e vendido a um preço bastante acessível. </li></ul>PREÇO E DISTRIBUIÇÃO Produto altamente perecível. Informações perdem relevância de um dia para o outro. Compra de baixo envolvimento Pode tornar-se habitual e quase automática
  5. 6. PONTO DE VENDA
  6. 7. PONTO DE VENDA
  7. 8. <ul><li>Propaganda </li></ul><ul><li>Metalinguagem </li></ul><ul><li>PDV </li></ul>COMUNICAÇÃO
  8. 9. CONCORRÊNCIA - MEIA HORA <ul><li>Tablóide popular ligado ao Grupo O Dia (Set/2005) </li></ul><ul><li>Um dos cinco jornais mais vendidos do Brasil e um dos três mais vendidos em bancas (IVC – JAN/2008) </li></ul><ul><li>Público-alvo: classe C e D </li></ul><ul><li>Promove atualização imediata dos fatos. </li></ul><ul><li>Notícias sobre sexo, cidades, policia, esportes, utilidades Públicas, oportunidades e entretenimento </li></ul>
  9. 10. CONCORRÊNCIA - MEIA HORA <ul><li>Distribuição/Circulação </li></ul><ul><li>Comunicação: </li></ul><ul><li>“ Nunca foi tão fácil ler jornal” </li></ul><ul><ul><li>“ Informação que vale ouro. Preço que vale troco” ; </li></ul></ul><ul><ul><li>“ Fácil de ler, fácil de carregar, fácil de comprar” ; </li></ul></ul><ul><ul><li>“ Leitura tão leve que não pesa nem no bolso” ; </li></ul></ul><ul><ul><li>“ Já que tempo é dinheiro, meia hora é só 50 centavos”. </li></ul></ul>
  10. 11. CONCORRÊNCIA
  11. 12. CONCORRÊNCIA
  12. 13. CONCORRÊNCIA
  13. 14. CONCORRÊNCIA
  14. 15. CONCORRÊNCIA
  15. 16. PÚBLICO <ul><li>Qual é o perfil da classe C e D? </li></ul><ul><li>Um público que NÃO pode errar em suas escolhas </li></ul><ul><li>Questionador, desconfiado </li></ul><ul><li>Não quer o barato pelo barato. </li></ul><ul><li>Ele precisa entender e tangibilizar o benefício </li></ul><ul><li>Gosta de objetividade, clareza e didática </li></ul>As pessoas da classe CD gostam de receber bem e querem ser percebidas.
  16. 17. Fonte: Marplan Consolidado - RJ ZONA NORTE 2006 PÚBLICO <ul><li>Com quem estamos falando? </li></ul><ul><li>43% Costumam andar e caminhar </li></ul><ul><li>50% costumam comprar em lojas de departamentos </li></ul><ul><li>52% costumam comprar em shoppings centers </li></ul><ul><li>(Norte Shopping 60%) </li></ul><ul><li>20% tem TV por assinatura a menos de 1 ano </li></ul>
  17. 18. PÚBLICO <ul><li>Ao falar com este público, temos que considerar: </li></ul><ul><li>O grande número de jovens </li></ul><ul><li>A centralidade da família </li></ul><ul><li>A sensação de inclusão e “possibilidade” </li></ul><ul><li>A idéia de fartura </li></ul><ul><li>É um consumidor conservador </li></ul><ul><li>A questão da desconfiança </li></ul><ul><li>Relativize a lógica do “aspiracional” </li></ul><ul><li>As redes de sociabilidade. </li></ul>
  18. 19. PÚBLICO <ul><li>É o mundo do: </li></ul><ul><li>Carnê, do consórcio, do SPC. </li></ul><ul><li>Moto taxi, do buzão, da lotação, do semi-novo zerado. </li></ul><ul><li>Vale-refeição, do PF e da marmita. </li></ul><ul><li>Supletivo, da escola de cabeleireiro e do curso de computação. </li></ul><ul><li>Celular pré-pago, da megasena, das LAN Houses </li></ul><ul><li>Trabalho informal, da pensão do INSS, do despertador pras 5h e da mobilidade social. </li></ul><ul><li>Ratinho, Reginaldo Rossi, Daniel, do funk, Calypso e do Mastruz com Leite. </li></ul><ul><li>Geram nostalgia e saudosismo: Raça Negra, Art Popular, Os Morenos, Karametade, Molejo, Katinguelê, Soweto, Claudinho & Bochecha, Mc Marcinho, Rap do Pirão </li></ul><ul><li>Supermercado com a família, da cervejinha gelada no boteco e de ferro enferrujada, da macarronada com frango e do finaciamento da caixa. </li></ul>
  19. 20. SEGMENTAÇÃO <ul><li>Identificar grupos de clientes com perfis parecidos. Bases: </li></ul><ul><li>Psicográfica (estilo de vida) </li></ul><ul><li>Comportamental (ocasião da compra, benefícios procurados) </li></ul><ul><li>Demográfica (ciclo de vida da família, nível de instrução, idade) </li></ul><ul><li>O mesmo leitor pode fazer parte de mais de um segmento, dependendo do momento em que se encontra. </li></ul>
  20. 21. SEGMENTAÇÃO <ul><li>Antenados </li></ul><ul><li>Preocupados </li></ul><ul><li>Noveleiros </li></ul><ul><li>Torcedores </li></ul><ul><li>Quero Ser </li></ul><ul><li>Masculino </li></ul>
  21. 22. ANÁLISE DE AMBIENTES <ul><li>Alto índice de analfabetismo </li></ul><ul><li>Pessoas que lêem o essencial </li></ul><ul><li>Abrir as páginas de um jornal diariamente pode ser um desafio. </li></ul><ul><li>Diminuição de leitores e dos investimentos de verbas publicitárias </li></ul><ul><li>devido à velocidade do mercado no cotidiano e a preferência pela </li></ul><ul><li>internet. </li></ul><ul><li>  </li></ul>
  22. 23. ANÁLISE DE AMBIENTES <ul><li>Para alcançar leitores das classes C e D, a Editora O Dia S.A. </li></ul><ul><li>apresentou ao mercado o jornal Meia Hora </li></ul><ul><li>Jornal com notícias rápidas, de vocabulário simples, preço </li></ul><ul><li>acessível e leve que caiu no gosto popular. </li></ul><ul><li>Objetivos: Alcançar e fidelizar uma demanda reprimida, </li></ul><ul><li>Democratizar a informação às classes C e D que aumentaram seu </li></ul><ul><li>poder aquisitivo após o Plano Real. </li></ul><ul><li>Análises e pesquisas qualitativas e quantitativas foram realizadas e o Meia Hora foi concebido a partir do conceito de preço, design e </li></ul><ul><li>quantidade/qualidade da informação. </li></ul>
  23. 24. OBJETIVOS DE COMUNICAÇÃO <ul><li>Tornar o produto mais conhecido pelo trade </li></ul><ul><li>Gerar experimentação </li></ul><ul><li>Aumentar o share of mind </li></ul>
  24. 25. DIAGNÓSTICO <ul><li>Posicionamento: </li></ul><ul><li>O Expresso é o jornal de quem fica muito tempo fora de casa e em trânsito, nos transportes públicos, que quer se manter </li></ul><ul><li>informado sobre o que acontece na sua comunidade e </li></ul><ul><li>entreter-se durante o trajeto. </li></ul><ul><li>É o passa-tempo informativo. </li></ul>
  25. 26. DESAFIOS 1- Tornar o expresso mais atraente para o leitor. 2- Estimular a degustação – o que fazer para que o expresso seja mais conhecido? 3- Aumentar a circulação, atingindo uma média mensal de 100 mil exemplares (conquistar leitores do meia hora) 4- Cuidado: preservar os leitores do extra.
  26. 27. RECOMENDAÇÕES ESTRATÉGICAS E TÁTICAS <ul><li>Posicionamento: </li></ul><ul><li>O Expresso é o jornal de quem fica muito tempo fora de casa e em trânsito, nos transportes públicos, que quer se manter </li></ul><ul><li>informado sobre o que acontece na sua comunidade e </li></ul><ul><li>entreter-se durante o trajeto. </li></ul><ul><li>É o passa-tempo informativo. </li></ul>
  27. 28. RECOMENDAÇÕES ESTRATÉGICAS E TÁTICAS <ul><li>Estratégias: </li></ul><ul><li>Desenvolver ações para estreitar o relacionamento com o trade, criando maior proximidade parceria e cooperação. </li></ul><ul><li>Tática A: Criar cartilha para jornaleiros, com dicas de exposição. O Expresso quer crescer e prosperar junto com o jornaleiro. </li></ul><ul><li>Tática B: Criar premiação para os jornaleiros que venderem mais. </li></ul>
  28. 29. RECOMENDAÇÕES ESTRATÉGICAS E TÁTICAS Estratégias: 2. Fazer com que o produto chame mais atenção no ponto de venda. Tática A: Oferecer expositores que façam presença na banca de jornal e que sejam funcionais para o trade.
  29. 30. RECOMENDAÇÕES ESTRATÉGICAS E TÁTICAS Estratégias: 3. Estimular a compra por impulso. Tática A: Expositores móveis > filas de banco, ingressos para jogos de futebol e shows. Essa é uma maneira de direcionar a exposição do produto de acordo com objetivo do Expresso para cada segmento de público. Tática B: Potencializar promoções, levando em conta a segmentação do público para oferecer prêmios e recompensas que realmente tenham valor para cada tipo de leitor. .
  30. 31. RECOMENDAÇÕES ESTRATÉGICAS E TÁTICAS Estratégias: 3. Estimular a compra por impulso. Tática C: Desenvolver display com espaço para colocação de cartaz promocional, que trará uma chamada, comunicando a promoção do dia ou da semana. .
  31. 32. RECOMENDAÇÕES ESTRATÉGICAS E TÁTICAS Estratégias: 4. Desenvolver ações para estreitar o relacionamento com o anunciante, criando maior proximidade parceria e cooperação. Tática A: Enviar mala-direta/ e-mail marketing com informações detalhadas sobre o público e comportamento da classe C e D, seguidas de propostas comerciais.
  32. 33. RECOMENDAÇÕES ESTRATÉGICAS E TÁTICAS Estratégias: 5. Aproveitar o crescimento da presença do público na internet para reforçar os valores da marca, promover maior interação, reconhecimento e valorização do público. Formar uma comunidade em torno do produto. Tática A: Lançar o site, fazer presença nos sites de relacionamento (Orkut) levantando enquetes, respondendo dúvidas, abrindo espaço e ouvindo sugestões do próprio público, e ao mesmo tempo conhecendo seu gosto e o cenário em volta dele.
  33. 34. OBRIGADO

Trabalho de Planejamento para o Jornal Expresso feito em grupo no curso PORTFOLIO 21 da ESPM - RJ

Views

Total views

846

On Slideshare

0

From embeds

0

Number of embeds

12

Actions

Downloads

5

Shares

0

Comments

0

Likes

0

×