Successfully reported this slideshow.
We use your LinkedIn profile and activity data to personalize ads and to show you more relevant ads. You can change your ad preferences anytime.

UFU 2013: Anjo negro

4,451 views

Published on

  • DOWNLOAD THAT BOOKS INTO AVAILABLE FORMAT (2019 Update) ......................................................................................................................... ......................................................................................................................... Download Full PDF EBOOK here { https://urlzs.com/UABbn } ......................................................................................................................... Download Full EPUB Ebook here { https://urlzs.com/UABbn } ......................................................................................................................... Download Full doc Ebook here { https://urlzs.com/UABbn } ......................................................................................................................... Download PDF EBOOK here { https://urlzs.com/UABbn } ......................................................................................................................... Download EPUB Ebook here { https://urlzs.com/UABbn } ......................................................................................................................... Download doc Ebook here { https://urlzs.com/UABbn } ......................................................................................................................... ......................................................................................................................... ................................................................................................................................... eBook is an electronic version of a traditional print book that can be read by using a personal computer or by using an eBook reader. (An eBook reader can be a software application for use on a computer such as Microsoft's free Reader application, or a book-sized computer that is used solely as a reading device such as Nuvomedia's Rocket eBook.) Users can purchase an eBook on diskette or CD, but the most popular method of getting an eBook is to purchase a downloadable file of the eBook (or other reading material) from a Web site (such as Barnes and Noble) to be read from the user's computer or reading device. Generally, an eBook can be downloaded in five minutes or less ......................................................................................................................... .............. Browse by Genre Available eBooks .............................................................................................................................. Art, Biography, Business, Chick Lit, Children's, Christian, Classics, Comics, Contemporary, Cookbooks, Manga, Memoir, Music, Mystery, Non Fiction, Paranormal, Philosophy, Poetry, Psychology, Religion, Romance, Science, Science Fiction, Self Help, Suspense, Spirituality, Sports, Thriller, Travel, Young Adult, Crime, Ebooks, Fantasy, Fiction, Graphic Novels, Historical Fiction, History, Horror, Humor And Comedy, ......................................................................................................................... ......................................................................................................................... .....BEST SELLER FOR EBOOK RECOMMEND............................................................. ......................................................................................................................... Blowout: Corrupted Democracy, Rogue State Russia, and the Richest, Most Destructive Industry on Earth,-- The Ride of a Lifetime: Lessons Learned from 15 Years as CEO of the Walt Disney Company,-- Call Sign Chaos: Learning to Lead,-- StrengthsFinder 2.0,-- Stillness Is the Key,-- She Said: Breaking the Sexual Harassment Story That Helped Ignite a Movement,-- Atomic Habits: An Easy & Proven Way to Build Good Habits & Break Bad Ones,-- Everything Is Figureoutable,-- What It Takes: Lessons in the Pursuit of Excellence,-- Rich Dad Poor Dad: What the Rich Teach Their Kids About Money That the Poor and Middle Class Do Not!,-- The Total Money Makeover: Classic Edition: A Proven Plan for Financial Fitness,-- Shut Up and Listen!: Hard Business Truths that Will Help You Succeed, ......................................................................................................................... .........................................................................................................................
       Reply 
    Are you sure you want to  Yes  No
    Your message goes here
  • muito obrigada !
       Reply 
    Are you sure you want to  Yes  No
    Your message goes here

UFU 2013: Anjo negro

  1. 1. Nelson Rodrigues Professor JOSÉ RICARDO LIMA www.literaturaeshow.com.br
  2. 2. www.literaturaeshow.com.br O AUTOR Nelson Rodrigues “Sou um menino que vê o amor pelo buraco da fechadura. Nunca fui outra coisa. Nasci meni- no, hei de morrer meni- no. E o buraco da fecha- dura é, realmente, a mi- nha ótica de ficcionista. 23 de agosto de 1912 Sou (e sempre fui) um - anjo pornográfico.”21 de dezembro de 1980
  3. 3. www.literaturaeshow.com.br GÊNERO LITERÁRIO“... pertencerá à Lírica todo poema de extensão menor, namedida em que se não cristalizem personagens nítidos e emque, ao contrário, uma voz central — quase sempre um“Eu” — nele exprimir seu próprio estado de alma. Faráparte da Épica toda obra — poema ou não — de extensãomaior, em que um narrador apresentar personagensenvolvidos em situações e eventos. Pertencerá àDramática toda obra dialogada em que atuarem ospróprios personagens sem serem, em geral, apresentadospor um narrador”. (ROSENFELD, Anatol. O teatro épico)
  4. 4. www.literaturaeshow.com.br NELSON RODRIGUES E O TEATRO “Somente a partir de 1943 é que se pode falar da existência deuma dramaturgia moderna do país, com a encenação deVestido de noiva, de Nelson Rodrigues. Construindo umuniverso dramático absolutamente original e irrepetível, coubea ele apontar caminhos de vanguarda para o teatro brasileiro.Com efeito, as peças de Nelson Rodrigues são uma verdadeirasuma de novidades: elas mostram brutalmente a realidadefamiliar, seja sob a forma naturalista, seja sob a formaexpressionista, desvendam de forma quase psicanalítica ainterioridade mais profunda dos personagens, apresentam osenredos mediante sofisticados jogos temporais e possibilitamencenações de grande ousadia”.
  5. 5. www.literaturaeshow.com.br ELEMENTOS INDICATIVOS DO GÊNERO(Estende agora as duas mãos para o cego, numa espécie deapelo. Logo, porém, interrompe o gesto.)ELIAS - Desde que você entrou, eu soube que era linda.VIRGÍNIA - (acariciando-se a si mesma) — Poucas mulheres são tão bonitas como eu. Se você enxergasse, veria que não minto.ELIAS - (doce) — Imagino.RUBRICA: Indicação escrita de como deve ser executado um trecho musical, umamudança de cenário, um movimento cênico, uma fala, um gesto do ator, etc.
  6. 6. www.literaturaeshow.com.br TEMPO E ESPAÇOSegundo o próprio autor (em indicação textual) emAnjo Negro, “a ação se passa em qualquer tempo, emqualquer lugar”. Caráter universal do teatro rodriguiano
  7. 7. www.literaturaeshow.com.br PERSONAGENSISMAEL VIRGÍNIA ELIAS ANA MARIA TIA PRIMASCORAL DAS PRETAS DESCALÇAS COVEIROS-CARREGADORES CRIADA HOMEM DE SEIS DEDOS
  8. 8. www.literaturaeshow.com.br PERSONAGENS ISMAEL: o texto teatral apresenta, através de umarubrica, Ismael como “o grande negro”. Médico, temverdadeiro horror pelo fato de ser negro. Ismael temuma personalidade absurdamente doentia, pois semostra capaz de qualquer coisa para se tornar branco.Dominador, manipulador, um verdadeiro canalha. Onome nos lembra a personagem bíblica, filho deAbraão com a escrava Agar. É o filho expulso de casa,que vai passar fome no deserto em companhia damãe.
  9. 9. www.literaturaeshow.com.br PERSONAGENS VIRGÍNIA: também com uma psique bastanteconturbada. É submissa ao marido. Dissimulada,mostra-se uma pessoa escorregadia, mudando váriasvezes de opinião sobre o marido. Pode serconsiderada louca, principalmente pelo fato de termatado os filhos negros que teve com Ismael. Temverdadeiro pavor do marido no início da história, mastermina com ele, trancando a filha Ana Maria nomausoléu de vidro. Virgínia, em latim, quer dizervirgem, casta, pura. E esse significado contrasta com a
  10. 10. www.literaturaeshow.com.br PERSONAGENS ELIAS: o irmão branco de Ismael. O texto o descrevealgumas vezes como portador de traços “quasefemininos”. É cego, provavelmente em consequência doódio que Ismael nutria por ele, pelo fato de Elias serbranco. Procura o irmão para levar a maldição da mãe aquem Ismael havia abandonado. Foi o primeiro e únicohomem que Virgínia viu depois de se casar com Ismael epor isso, ela deseja ter um filho com ele, um filho branco.Tem o nome de um profeta bíblico e sua figura noslembra um outro profeta, o também cego Tirésias,
  11. 11. www.literaturaeshow.com.br PERSONAGENS TIA: viúva, criou Virgínia, órfã, juntamente comsuas cinco filhas, até a sobrinha ter um caso com onoivo de uma das primas. Esse fato desencadeia umasérie de desgraças na família: a noiva se mata, asoutras quatro são como que “amaldiçoadas”, nãoconseguindo se casar e uma delas fica louca. Comovingança a Tia pede que Ismael violente Virgínia e secase com ela. No presente, vai visitar a sobrinha paraver se dessa vez ela está sofrendo pela morte de maisum filho. Vê Elias saindo do quarto de Virgínia edelata a filha para Ismael, desejando que ele a mate.
  12. 12. www.literaturaeshow.com.br PERSONAGENS CORAL DAS PRETAS DESCALÇAS ECARREGADORES: Nessa história hermética [...] arealidade é simples pretexto. As figuras das senhorasnegras descalças, e dos carregadores-coveiros sãomeros elementos corais a pontuar, a poetizar, digamos,a ação. Na tragédia grega, o coro tinha a função de seruma reflexão moral, espécie de espectador idealclarificando o drama, conduzindo o ‘ato particular paraseu sentido universal’. Aqui é música em surdina,melopéias mesmo, contribuindo para criar a atmosferasolene e sacralizada, com leves toques do quotidiano ecom uma ou outra nota de prosaísmo.
  13. 13. www.literaturaeshow.com.br PERSONAGENS PRIMAS: “amaldiçoadas”, agarram-se à saia damãe. Há, no texto, um pequeno destaque para alouca.CRIADA: também chamada de PRETA no texto.Seu verdadeiro nome é Hortênsia. É a única pessoacom quem Virgínia se relaciona nos oito primeirosanos de seu casamento com Ismael. Sempre foisubmissa ao patrão, mas acaba colaborando comVirgínia quando esta quer conhecer o cunhadocego.
  14. 14. Primeiro quadro
  15. 15. www.literaturaeshow.com.br CENÁRIO Cenário sem nenhum caráter realista. No andartérreo, um velório. O pequeno caixão “de anjo” — deseda branca — com os quatro círios, bem finos elongos acesos; sentadas em semicírculo, dez senhoraspretas, cuja função é, por vezes, profética; têm sempretristíssimos presságios. Rezam muito, rezam sempre,sobretudo ave-marias, padre-nossos. De pé, rígido,velando, está Ismael, o Grande Negro. Durante toda arepresenta ele usará um terno branco, de panamá,engomadíssimo, sapatos de verniz.
  16. 16. www.literaturaeshow.com.br CENÁRIOEm cima, de costas para a plateia, Virgínia, a esposabranca, muito alva; veste luto fechado. Duas camas,uma das quais de aspecto normal. A outra, quebrada,metade do lençol para fora, travesseiro no chão. Umaescada longa e estilizada. A casa não tem teto para quea noite possa entrar e possuir os moradores. Ao fundo,grandes muros que crescem à medida que aumenta asolidão do negro.
  17. 17. www.literaturaeshow.com.br CENÁRIO
  18. 18. www.literaturaeshow.com.br 1º ATO, 1º QUADRO O cenário, como vimos, é divido em dois andares.No andar térreo acontece o velório, do qualparticipam apenas o pai e as velhas pretas. Em cima,no quarto, está Virgínia , de costas para a plateia,justamente para que o público não veja seu semblantesereno, que contrasta com o luto do vestido negro. A cena é aberta pelo CORAL DAS PRETASDESCALÇAS que vão aos poucos, jogando o leitor-expectador no ambiente dramático, no tom demistério.
  19. 19. www.literaturaeshow.com.br 1º ATO, 1º QUADROSENHORA (doce) – Um menino tão forte e tão lindo!SENHORA (patética) – De repente morreu!SENHORA (doce) – Moreninho, moreninho!SENHORA – Moreno, não. Não era moreno!SENHORA – Mulatinho disfarçado!SENHORA (polêmica) – Preto!SENHORA (polêmica) – Moreno!SENHORA (polêmica) – Mulato!SENHORA (em pânico) – Meu Deus do céu, tenho medo de preto! Tenho medo, tenho medo! [...]
  20. 20. www.literaturaeshow.com.br 1º ATO, 1º QUADRO O canto, em forma de jogral, termina com uma frase ditapor todas que, de certa forma, resume todo o enredo dapeça: “TODAS — Maldita seja a vida, maldito seja o amor” Em seguida, a rubrica dá o tom: (Cessam todas as vozes.lsmael vem olhar o rosto do filho. Em cima, no quarto,Virgínia se ajoelha. Na parte de fora aparece um jovemvagabundo; caminha, indeciso, com um bordão. Logo seque é um cego, cabelos claros e anelados; seu rosto exprimeuma doçura quase feminina. Surgem, em seguida, quatronegros, que se espantam com a presença do cego. Negrosseminus, chapéu de palha. fumando charuto.)
  21. 21. www.literaturaeshow.com.br 1º ATO, 1º QUADRO Através do diálogo entre o CEGO e um PRETO(coveiro-carregador), vamos aos poucos sendoapresentados ao “mistério” de Ismael. Um dos QUATRO coveiros-carregadores conta aocego sobre o MURO que Ismael erguera para isolarVirgínia do resto do mundo. Existem aí algunssímbolos. Vejamos:
  22. 22. www.literaturaeshow.com.br 1º ATO, 1º QUADROO NÚMERO QUATRO: pode ser relacionado com aplenitude, com a totalidade. Segundo CHEVALIER &GHEERBRANT , o cruzamento de um meridiano e deum paralelo divide a terra em quatro setores. Em todosos continentes, chefes e reis são chamados: Senhoresdos quatro mares... dos quatro sóis... as quatro partesdo mundo... etc.: o que pode significar, ao mesmotempo, a extensão da superfície de seu poder e atotalidade desse poder sobre os atos de seus súditos. Onúmero quatro simboliza, ainda, as coisas terrenas emcontraponto ao três que representaria as coisascelestiais.
  23. 23. www.literaturaeshow.com.br 1º ATO, 1º QUADRO O NÚMERO QUATRO:PRETO (sem ouvir) – Chamar quatro homens, quando um sozinho podia carregar o caixão. [...] Não é, companheiro? Para que quatro segurando nas alças, se o defunto é desse tamainho? Pesa nada!Ao contratar QUATRO negros para carregar o filho morto, Ismael, de certa forma,quer se mostrar SENHOR de todos os “pretos”, de todos os “pretos” da Terra.
  24. 24. www.literaturaeshow.com.br 1º ATO, 1º QUADRO Uma interessante fala de um dos coveiros-carregadores nos dá ideia da beleza de Virgínia eserve como índice para algo que ela revelará apenasno final da peça: o dia em que, no Morte, seencontrou com quatro pretos carregadores de piano esentiu desejo por eles:CEGO — Vai ver a mulher é de cor. Ou me enga- no?PRETO — Se engana! Branca e daquelas! Eu co- nheci solteira, de meia curta. Depois não vi nunca mais.
  25. 25. www.literaturaeshow.com.br 1º ATO, 1º QUADROOutra fala interessante do CEGO: ao se aproximar dacasa, estranha o silêncio que paira sobre eles:CEGO — Tem morto na casa e nem parece. Não estou ouvindo choro, nem grito nenhum. Liga-se menos à morte de criança.
  26. 26. www.literaturaeshow.com.br 1º ATO, 1º QUADRO A partir do momento em que revela sua identidade aIsmael, o texto para de se referir ao personagem comoCEGO, utilizando o seu nome, ELIAS.ISMAEL — Queres dinheiro?CEGO (meio suplicante) — Me reconheces ao menos como teu irmão? Diz “Você é meu irmão, Elias.ISMAEL (pétreo) — Quanto, para partir imediata- mente, para não voltar nunca?ELIAS — Então deixa que eu beije teu filho.ISMAEL — Não!
  27. 27. www.literaturaeshow.com.br 1º ATO, 1º QUADROLogo em seguida, Ismael conta sobre a morte do filho aElias:ISMAEL (caindo em abstração) — Deus marcou mi- nha vida, eu sei que é Ele, só pode ser Ele. Nin- guém sabe como foi: Virgínia se distraiu um momento, um segundo, e o menino desapa- receu. (com excitação) Não estava em lugar nenhum. (com espanto) Então eu me lem- brei: o tanque! Fui correndo - ele estava pou- sado no fundo do tanque, muito quieto – e morto. Mas a água é tão rasa, bate nacintura de uma criança. Ele não podia ter-seafogado ali!
  28. 28. www.literaturaeshow.com.br 1º ATO, 1º QUADRO A relação entre Ismael e Elias na infância:ISMAEL - Preferes que eu te expulse Que te leve de ras- tos? Ou já perdeste o medo?ELIAS - Tive medo quando era menino. Na tempo, você me batia porque eu não era filho de sua mãe, porque era filho de uma mulher branca com homem branco. Mas hoje, não. Talvez amanhã o medo volte.
  29. 29. www.literaturaeshow.com.br 1º ATO, 1º QUADRO O enigma da cama quebrada:VIRGÍNIA (com espanto) - Esperava você! Só posso esperar você, sempre. Só você chega, sóvocê parte. O mundo está reduzido a nós dois — eu e você. Agora que TEU filho morreu.ISMAEL (com certa veemência) - Mas não foi isso que você quis? Quando aconteceu AQUILO, aí do lado (indica o leito próximo) que foi que você disse?VIRGÍNIA - Não sei, não me lembro, nem quero.
  30. 30. www.literaturaeshow.com.br 1º ATO, 1º QUADRO Um mundo cercado de muros:ISMAEL - Era isso que eu queria, também, E quero esse lugar, essa vida. Por isso criei todos esses mu- ros, para que ninguém entrasse. Muros de pe- dra e altos.VIRGÍNIA (com espanto, virando-se para o marido) O mundo reduzido a mim e a você, e um filho no meio um filho que sempre morre.ISMAEL Sempre.
  31. 31. www.literaturaeshow.com.br 1º ATO, 1º QUADRO Nem mesmo Cristo:VIRGÍNIA - Ismael, quero que você me arranje um qua- dro de Jesus! Jesus não tem o teurosto, não tem os teus olhos - não tem, Ismael!ISMAEL - Não — aqui não entra ninguém.VIRGÍNIA - Mas, é um quadro, Ismael, um retrato, uma estampa eu ponho ali, na parede . Não é bom lugar? Aqui, Ismael! Se você quiser, nem olho, é bastante para mim saber quehá na casa um novo rosto. Sim, Ismael?
  32. 32. www.literaturaeshow.com.br 1º ATO, 1º QUADRO Nem mesmo Cristo:ISMAEL (segurando-a) Não quero, não deixo! [...] Eu fiz tudo isso para que só existisse eu. Compreende agora? Não existe rosto ne- nhum, nenhum rosto branco! só o meu, que é preto... Cristo não pode, porque Cristo é branco...
  33. 33. www.literaturaeshow.com.br 1º ATO, 1º QUADRO O fim do 1º quadro:VIRGÍNIA - Por que me olhas assim? (com voz baixa) Leio nos teus olhos o desejo. Mas não con- seguirás nada de mim — não hoje — nem que eu me mate; e me matarei na tua frente, Ismael!(Cai de joelhos, mergulhando o rosto entre as mãos. Osquatro negros , que estão lá fora, [...] carregam ocaixão e abandonam a casa, com Ismael a frente.Então, numa espécie de frenesi, Virgínia apanha umpequeno sino e agita-o, freneticamente).
  34. 34. Segundo quadro
  35. 35. www.literaturaeshow.com.br 1º ATO, 2º QUADRO O segundo quadro é aberto com a imagem deVirgínia na mesma posição e com o mesmo gesto. O CORAL DAS PRETAS DESCALÇAS se posicionaagora no quarto de Virgínia, que não as percebe.portanto, realmente havia algo “mágico” em relação aelas. Uma voz coletiva, que não contracenava com asoutras personagens. As senhoras negras profetizam sobre a beleza docego Elias. Virgínia chama pela criada, pedindo a esta que adeixe sair, já que Ismael voltaria apenas à noite doenterro.
  36. 36. www.literaturaeshow.com.br 1º ATO, 2º QUADRO A criada não permite que ela saia, alegando que sãoordens do patrão. Porém, deixa passar a informaçãode que um irmão cego de Ismael estava presente nacasa. Virgínia faz chantagem emocional com ela,lembrando-a de que quando a criada precisou,Virgínia havia a ajudado no passado, dando dinheiropara tirar uma filha de Hortênsia da prostituição. Depois de muito insistir, Virgínia consegue ver ocego.
  37. 37. www.literaturaeshow.com.br 1º ATO, 2º QUADRO O encontro de Virgínia com Elias:VIRGÍNIA (com sofrimento) - Se você soubesse a sau- dade que eu tinha de outro rosto que não fosse o dele? E branco?!... Graças a Deus, não sou cega, posso ficar assim, olhando, até me fartar; e acho que não me fartaria nunca! (súplice) Deixa eu passar a mãopelo seu rosto? É um capricho meu. (passa a mão no rosto) Estou tateando você, como se eu é que fosse cega! Seus traços sãofinos!
  38. 38. www.literaturaeshow.com.br 1º ATO, 2º QUADRO Ismael provocou a cegueira de Elias:ELIAS (num lamento) - Foi uma fatalidade; eu estava doente dos olhos e Ismael, que me tratava, trocou os remédios. Em vez de um, pôs outro... Perdi as duas vistas... Mesmo depois de cego ele me atormentava.
  39. 39. www.literaturaeshow.com.br 1º ATO, 2º QUADRO A história de Virgínia:VIRGÍNIA (dolorosa) - Eu lhe conto -se vocêsoubesse! Foi aqui mesmo, esta casa era da tia,que me criava. Meus pais tinham morrido.Titia era viúva, e tão fria e má que nem sei como pode existir mulher assim. Tinha cinco fi- lhas, todas solteironas, menos uma, acaçu- la, que ia se casar. Era a única que um dia deixaria de ser virgem.
  40. 40. www.literaturaeshow.com.br 1º ATO, 2º QUADRO Virgínia acaba se apaixonando pelo noivo da prima. Ele nota essa paixão e num momento em que elesestão sozinhos, ele a beija. Os dois são flagrados pela tia e pelas primas. Aprima traída se mata, enforcando-se. Como vingança, a tia pede a Ismael, que era médicoda família, que subisse ao quarto de Virgínia, aviolentasse e, depois se casasse com ela. Ele vai e estupra Virgínia. Mesmo tendo se passadooito anos, a cama no quarto dela ainda está quebrada.
  41. 41. www.literaturaeshow.com.br 1º ATO, 2º QUADRO Elias se compadece de Virgínia, dizendo que fariatudo para ajudá-la e lhe propõe uma fuga.VIRGÍNIA - Não posso. Se eu fugisse, a transpiração dele não me largaria; está entranhada na minha carne, na minha alma. Nunca pode- rei me libertar! Nem a morte seria uma fuga!
  42. 42. www.literaturaeshow.com.br 1º ATO, 2º QUADRO Virgínia chega à conclusão de que a única forma queElias poderia ajudá-la seria fazendo nela um filhobranco, para que ela não tivesse que matá-lo. O cego, seduzido pela extrema beleza (mesmo nãovendo o corpo da cunhada) acaba aceitando com umbeijo.
  43. 43. www.literaturaeshow.com.br 1º ATO, 2º QUADRO O fim do segundo quadro:VIRGÍNIA - E não se esqueça de que sou bonita,linda! Aqui é a escada! Lá em cima, bem emfren- te, há uma porta... Está só encostada.(Virgínia sobe a escada e vai reaparecer no quarto.Logo depois sobe Elias. Os dois encontram-se eabraçam-se e beijam-se. Cai o pano quando a tia e asprimas contornam a casa.)
  44. 44. www.literaturaeshow.com.br 2º ATO As primas e a tia se aproximam da casa onde Elias teve relações sexuais com Virgínia; No quarto, após o sexo, os dois conversam sobre Ismael, Virgínia continua a contar sua história ao cunhado; Os dois se declaram um ao outro, demonstrando uma espécie de “amor” que seria impossível para duas pessoas que acabam de se conhecer; o andar de baixo, primas e tia esperam por Virgínia, sempre falando mal da jovem;
  45. 45. www.literaturaeshow.com.br 2º ATO No andar de cima, Elias afirma que seria ideal se Virgínia morresse, pois nenhum outro homem a tocaria. Ele seria o último. Ele afirma se ela morresse, ele não a enterraria; Elias se despede dizendo que esperaria Virgínia em seu quarto. (Elias desce a escada, no momento em que a tia aparece na sala do meio. Ela pára um momento, assombrada. Depois que o cego sai, sobe a escada e entra quando Virgínia está apanhando o travesseiro. Virgínia deixa o travesseiro no chão. As duas olham-se em silêncio.)
  46. 46. www.literaturaeshow.com.br 2º ATO Para manter o suspense, a cena desloca-se para a parte de baixo da casa, onde as primas estão conversando. Uma afirma: “Eu não queria um marido preto”. Com exceção da “louca”, as primas sobem para o quarto de Virgínia; A tia afirma que viu um homem descendo a escada e Virgínia diz que se tratava de seu cunhado, cego. Virgínia jura pelo seu filho que está endo enterrado que não tinha nada com Elias, mas a tia não acredita;
  47. 47. www.literaturaeshow.com.br 2º ATO Virgínia e seu amante: VIRGÍNIA —(apaixonadamente) Isso não é amante! Foi só uma vez, um momento, uma coisa rápida. Quase não demorou. E nunca mais ele tocará em mim, isso eu dou minha palavra de honra - Deus é testemunha! (muda de tom, meiga, suplicante) Se a senhora soubesse por que me entreguei, se soubesse o motivo que eu tenho - um grande motivo!... Deus que lê no meu coração, que lê na minha carne, sabe que não foi desejo ...TIA – Foi desejo, só desejo! Desde pequena que você é
  48. 48. www.literaturaeshow.com.br 2º ATO A tia afirma que vai entregar Virgínia para Ismael para vingar a filha morta; As primas afirmam que Virgínia não sente a morte dos filhos; A “CASTRAÇÃO” FEMININA DAS PRIMAS; Após mais acusações, a tia sai do quarto, ameaçando Virgínia.
  49. 49. www.literaturaeshow.com.br 2º ATO FALA DAS PRIMAS:PRIMA - Virgínia tem um amante!PRIMA - Um amante.PRIMA - Quando o marido souber!PRIMA - Será que ele mata?PRIMA - Claro!(Chegam na sala; para a prima desequilibrada.)PRIMAS (em conjunto)-Virgínia tem um amante!PRIMA - Eu disse primeiro!PRIMA - Fui eu!PRIMA - Eu.PRIMA - Não fui eu, mamãe?TIA - Tenham modos!PRIMA (desequilibrada) - Eu me lembro daquela noite. Como Virgínia gritou!
  50. 50. www.literaturaeshow.com.br 2º ATO Ismael volta do enterro e vai direto para o quarto da mulher. Questiona sobre a porta aberta e afirma que seu irmão está ali; Virgínia, que havia convidado o marido para passearem do lado de fora da casa, acaba achando melhor ficarem por ali mesmo, para conversarem;VIRGÍNIA - Então, vamos ficar aqui. É melhor mesmo. A gente pode conversar.ISMAEL - Estou achando você diferente.VIRGÍNIA - Eu?ISMAEL - Quase amorosa.VIRGÍNIA (numa espécie de euforia) - Estou, não estou?ISMAEL - Há oito anos que estamos casados. E você não teve nunca uma palavra de amor, um gesto, uma carícia...
  51. 51. www.literaturaeshow.com.br 2º ATO Virgínia começa a declarar seu “amor” pelo marido. É uma forma de neutralizar a possível delação da tia; Ismael acusa Virgínia de matar os seus filhos. E pior: afirma que sempre soube e que viu o momento em que ela afogou o último menino no poço e deu veneno aos outros dois;
  52. 52. www.literaturaeshow.com.br 2º ATO Unidos pelo crime:ISMAEL (com voz mais grave, mais carregada) - Não impedi porque teus crimes nos uniam ainda mais; e porque meu desejo é maior depois que te sei assassina - três vezes assassina. Ouviste? (com uma dor maior) Assassina na carne dos meus filhos...VIRGÍNIA (selvagem) - Eu queria livrar minha casa de meninos pretos. Destruir, um por um, até o último. Não queria acariciar um filho preto... (estranha) Ismael, é preciso destruí-los, todos...
  53. 53. www.literaturaeshow.com.br 2º ATO Virgínia diz a Ismael que deseja um outro filho, que é uma nova mulher, e pede que em hipótese alguma o marido fale com a sua tia. Que a expulse imediatamente de sua casa.; A tia sobe ao quarto e acusa Virgínia de ser amante de Elias;
  54. 54. www.literaturaeshow.com.br 2º ATO Ódio ao negro:ISMAEL (fazendo abstração de tudo e de todos, e falando para si mesmo) - É castigo... Sempre tive ódio de ser negro. Desprezei, e não devia, o meu suor de preto... Só desejei o ventre das mulheres brancas... Odiei minha mãe, porque nasci de cor... Invejei Elias porque tinha o peito claro... Agora estou pagando... Um Cristo preto marcou minha carne... Tudo porque desprezei o meu suor...
  55. 55. www.literaturaeshow.com.br 2º ATO Ismael expulsa a tia da casa. Ela sai, com as filhas, comentando o fato de que Virgínia tem um amante; Coral das senhoras pretas (p. 56); O casal arquiteta a morte de Elias; Virgínia vai de encontro a Elias com o intuito de levá-lo para o quarto, pois ali Ismael o mataria; No quarto,Elias e Virgínia falam sobreo filho, enquanto Ismael, em silêncio, observa os dois; Virgínia se afasta e friamente Ismael arranca um revólver e mata o irmão, com um tiro no ROSTO.
  56. 56. NOTA: a partir de agora, os dois quadros quecompõem o 3º ato serão sintetizados.
  57. 57. www.literaturaeshow.com.br SÍNTESE DO 3º ATO 3º ATO, 1º QUADRO ANA MARIA:(Mesmo ambiente dos atos anteriores: casa de Ismael. Passaram-se 16 anos e nunca mais fez sol. Não há dia para Ismael e sua família. Pesa sobre a casa uma noite incessante. Parece uma maldição. Em vez do filho homem, nascera uma filha, Ana Maria, que já completou 15 anos. Muito linda, parece viver num sereno deslumbramento. Virgínia está um pouco envelhecida, é ainda uma formosa mulher. Ismael mais taciturno do que antes, sempre no seu terno branco engomadíssimo e nos seus sapatos de verniz. Transfigura-se, porém, ao falar com Ana Maria. As senhoras pretas continuam em cena, comentando fatos, sentimentos e pessoas.) (Abre-se o pano e surge Ana Maria - adolescente linda - tateando as coisas do seu quarto. É evidentemente cega. Ana Maria não tarda a
  58. 58. www.literaturaeshow.com.br SÍNTESE DO 3º ATO 3º ATO, 1º QUADRO Virgínia engravida e dá à luz uma menina branca, Ana Maria; Ismael, durante meses, se debruça sobre o berço para que a menina não esqueça sua cor e, completando seu plano, um dia pinga ácido nos olhos dela, cegando-a. Assim, Ana Maria jamais saberia que o pai é negro; Pai e filha desenvolvem uma paixão desmedida. Ela acredita que o pai é branco e que todos os outros homens são negros e perversos;
  59. 59. www.literaturaeshow.com.br SÍNTESE DO 3º ATO Ismael constrói um mausoléu para viver com a filha, onde nenhum desejo de branco pudesse alcançá-la, mas Virgínia enlouquece vendo-se substituída pela filha e consegue convencer Ismael a abandonar Ana Maria sozinha no túmulo de vidro. Juntos continuam, Virgínia e Ismael, a gerar filhos negros que serão mortos. Os três infanticídios, os dois cegamentos, o assassinato, a impressão de Virgínia de estar sendo violentada ao ter relações sexuais com o marido, além do confinamento de Ana Maria num mausoléu – engendrado por Virgínia e Ismael ao final da peça – delineiam a
  60. 60. ANJO NEGRONelson Rodrigues
  61. 61. www.literaturaeshow.com.br CENÁRIO

×