Successfully reported this slideshow.
We use your LinkedIn profile and activity data to personalize ads and to show you more relevant ads. You can change your ad preferences anytime.

Teatro - Formação de Arte para RMD's - 18/09/2013

2,190 views

Published on

Slides e exercícios vivenciados na última formação, sobre teatro.

Published in: Education
  • Be the first to comment

Teatro - Formação de Arte para RMD's - 18/09/2013

  1. 1. Teatro na Escola Já nascemos fazendo teatro.
  2. 2. Tipos de representações teatrais: • Comédia • Drama • Farsa • Ópera • Musical • Revista • Stand-up comedy • Tragédia • Tragicomédia • Teatro infantil • Teatro de bonecos • Teatro de sombras • Teatro do Oprimido • Commedia Dell’Arte
  3. 3. A origem da palavra Teatro vem do grego théatron: é uma forma de Arte em que um ator ou conjunto de atores, interpreta uma história ou atividades para o público em um determinado lugar. Com o auxílio de uma equipe técnica e artística, o espetáculo tem como objetivo apresentar uma situação e despertar sentimentos no público. O primeiro ator da história chamava-se Tespis.
  4. 4. Ator ou atriz é a pessoa que cria, interpreta e representa uma ação dramática baseando-se em textos, estímulos visuais, sonoros e outros, previamente concebidos por um autor ou criados através de improvisações individuais ou coletivas;
  5. 5. Vestido de Noiva Nelson Rodrigues Atriz: Liliam Lemertz Link para um trecho da peça http://www.youtube.com/watch?v=yweLdagIpK4
  6. 6. Diretor: Responsável por supervisionar e dirigir a montagem de uma peça de teatro. Link para Boal dirigindo atores: http://www.youtube.com/watch?v=sI58oav8MgA&feature=c4- overview&list=UU0AjzNC8X214uVq4qW_v6WA
  7. 7. Autor: É a pessoa que criou o texto que será usado na peça de teatro. O autor é uma das três entidades da história, sendo as outras o ator e o público. É função do autor criar um mundo alternativo, com personagens e cenários e eventos que formem a história.
  8. 8. Cenário: é o espaço, real ou virtual, onde a história se passa.
  9. 9. Figurino: é o traje usado por um personagem de uma produção artística (cinema, teatro ou vídeo) e o figurinista é o profissional que idealiza ou cria o figurino. É necessário que o figurinista conheça a fundo a história a ser tratada no trabalho, pois o figurino tem que revelar muito dos personagens.
  10. 10. Adereço: É todo objeto usado como enfeite: anéis, pulseiras, brincos, colares, cintos, chapéus ou adornos de cabeça. É todo objeto necessário ao uso do ator para composição da imagem, suporte da ação ou figurino de época num determinado momento e contexto.
  11. 11. Personagem: É qualquer ser vivo de uma história ou obra. Pode ser um humano, um animal, um ser fictício, um objeto ou qualquer coisa que o autor inventar. Pode ter nome ou não, e qualquer tipo de personalidade. É encontrado em obras de literatura, cinema, teatro, televisão, desenho, videogames, etc. No cinema, teatro e televisão é representado por um ator.
  12. 12. Sonoplastia: É a comunicação pelo som. Envolvendo todas as formas sonoras - música, ruídos e fala, e recorrendo à manipulação de registros de som, a sonoplastia estabelece uma linguagem através de signos e significados.
  13. 13. Link para o vídeo: http://www.youtube.com/watch?v=- Avj8XmOq2c&feature=c4- overview&list=UU0AjzNC8X214uVq4qW_v6WA
  14. 14. Iluminação: É o sistema de luzes que desempenha, no palco, diversas funções de efeito artístico. São instrumentos luminosos usados não apenas no teatro, mas em espetáculos diversos como balés, óperas, shows musicais, etc
  15. 15. Camarim: É uma sala onde os artistas e apresentadores se preparam antes de se apresentarem no palco. Coxia ou bastidores: É o lugar situado dentro da caixa teatral - mas fora de cena - no palco italiano, em que o elenco aguarda sua deixa para entrar em cena em uma peça teatral. Por analogia, é qualquer espaço situado fora de cena, em que os atores aguardam sua entrada na cena.
  16. 16. Camarim Coxia
  17. 17. Palco: É o local para a apresentação de artistas em peças de teatro, dança, grupos musicais e outros. Em nossos dias os palcos são construídos com três tipos básicos: palco italiano, palco de semi-arena e palco de arena:  Palco italiano: onde os espectadores ficam apenas de frente. Geralmente situa-se mais distante da platéia.
  18. 18.  Palco de semi-arena: constituído de uma plataforma que avança pela plateia, ficando esta disposta em semicírculo ao seu redor. Ele aproxima mais os espectadores do ator.
  19. 19.  Palco de arena: área circular situada no meio da platéia. O público senta-se em uma arquibancada a seu redor. Geralmente, os teatros de arena são muito grandes, de modo que os atores e o público mantêm uma relação mais estreita.
  20. 20.  Palco elizabetano: Tem a característica de um palco misto. O público o circunda por três lados: retangular, circular ou misto.
  21. 21. “Creio que o teatro deve trazer felicidade, deve ajudar-nos a conhecermos melhor a nós mesmos e ao nosso tempo. O nosso desejo é o de melhor conhecer o mundo que habitamos, para que possamos transformá-lo da melhor maneira. O teatro é uma forma de conhecimento e deve ser também um meio de transformar a sociedade. Pode nos ajudar a construir o futuro, em vez de mansamente esperarmos por ele”. Augusto Boal
  22. 22. Link para o vídeo sobre Augusto Boal – Teatro do Oprimido http://www.youtube.com/watch?v=n3-Cf9hczNI
  23. 23. JOGOS TEATRAIS 1. Aquecimento: Com a música “Aeróbica Tropical”, todos aquecem as articulações, percebendo seu corpo como um todo. 2. Exercícios vocais:  Soprar uma vela sem que ela apague.  Fazer mmoooommmm como se tivesse um ovo na boca.  Fazer trrrrrrr, projetando a voz no topo da cabeça.  Fazer brrrrr suavemente.  Com o brrr, fazer a melodia de uma música.  Com a mão no diafragma, dizer ssss, fuuu, chiii. .
  24. 24. 3. Jogos de acordo com cada ano, podendo ser adaptados as todos os anos. 1º ano: Caminhada no espaço: com a música “2001, Uma Odisséia no Espaço “ os alunos caminham pela sala, com a mediação do professor. Instrução para o professor: “Caminhe por aí e sinta o espaço a sua volta! Sinta o espaço com as costas! Com o pescoço. Sinta o espaço dentro da boca. Na parte exterior de seu corpo. Sinta a forma de seu corpo quando se move pelo espaço. Agora deixe que o espaço sinta você. O seu rosto, os seus braços. O seu corpo todo! Mantenha os olhos abertos. Espere, não force. Você atravessa o espaço e deixa que o espaço atravesse você. Enquanto você caminha, sinta os seus ombros. Sinta sua coluna. Perceba o que seu corpo está sentindo. Agora encontre o amigo e interaja com ele. Continue andando pela sala e encontre outro amigo. Abrace-o. 2º ano: Futebol imaginário: (ou outro jogo: vôlei, caçador, qualquer jogo com bola) Duas equipes sem utilizar bola, disputam uma partida como se a tivesse jogando. O professor deve observar se o movimento imaginário da bola coincide com os movimentos reais das pessoas quando jogam futebol. 3º ano: Jogo das fotos. Divide-se em grupos de 4 ou 5 alunos. A partir de fotos escolhidas de revistas ou jornais, cada grupo irá representar a foto. Ao sinal do professor, o grupo continua a cena proposta. Propor aos alunos que usem a imaginação
  25. 25. 4º ano: Blablação: Em duplas ou trios, os jogadores escolhem ou aceitam um assunto para conversar. Quando a conversa se tornar fluente em português , dê a ins trução os jogadores devem mudar para a blablação até que sejam ins truídos a retornar a conversa em português. A conversa deve fluir normalmente e avançar no que se refere ao sentido: Blablação! Português! Blablação! Português! (e assim por diante). Verificar se a conversa flui e tem continuidade , e se a comunicação é sempre mantida. Sugestão de temas : escola, histórias infantis , piadas, família. 5º ano: Teatro Fórum: Compor uma cena a partir de uma situação de conflito, próxima dos alunos. A cena deve ter começo, meio e fim. A cena não deve ter um desfecho satisfatório. Ela deverá ser repetida e alguém da plateia deverá intervir e resolver a situação. Ex: professor que não consegue dar aula, aluno que não consegue entender a matéria, aluno que sofre bullying por ser obeso. Deixar um tempo de 10 minutos para os alunos criarem a situação e fazer a mediação na hora que eles se apresentam. Se ninguém quiser intervir, propor a solução do problema, mediando o conflito.

×