A qualificação da comunicação interna como instrumento de sdt

1,185 views

Published on

Trabalho apresentado no 1º Encontro Regional de Saúde e Segurança do Trabalho, no Campus São Miguel do IFAL.

  • Be the first to comment

  • Be the first to like this

A qualificação da comunicação interna como instrumento de sdt

  1. 1. A Qualificação da Comunicação Interna comoInstrumento de Segurança do TrabalhoPor Geymerson Ramos e Leonel Alves
  2. 2. INTRODUÇÃO Comunicação: ato de tornar comum; Comunicação não é Novas tecnologia de apenas um conjunto deinformação e comunicação técnicas, instrumentos ressignificam o ambiente e procedimentos; organizacional; Comunicação como Comunicação media conceito-chave para nossa relação com as compreensão das representações de transformações mundo – dando-lhe contemporâneas e da sentido e significado; própria realidade;
  3. 3. Transformações nas relações de trabalho Maior necessidade de interagir nos Importância de mudar processos, conhecer rotinas para integrar profundamente o equipes, desenvolver e Colaborador: planejamento e as Empresa: reter metas de seu talentos, valorizar e trabalho, melhorar sua reconhecer as qualificação e sua melhores práticas. qualidade de vida.
  4. 4. • Como os profissionais de SST se inserem nessa transformação?
  5. 5. Qualificação da Comunicação Interna Sistema de mão-dupla, estruturado, dinâmico e proativo capaz de disseminar informações relevantes; Estimular o desenvolvimento da comunicação como competência social; Promover alternativas comunicacionais inovadoras para o desenvolvimento profissional e pessoal dos colaboradores; Articular, formar, informar e sensibilizar os colaboradores; Disseminar objetivos e metas da organização; Impactos negativos de uma rede de comunicação informal: equipes desagregadas e comprometimento dos resultados.
  6. 6. Impactos negativos de uma rede informal decomunicação Disseminação de informações incorretas ou boatos. Comprometimento dos resultados; Equipes desagregadas;
  7. 7. “Rádio-Peão”• A rádio-peão é uma manifestação natural de socialidade que jamais será extinta, pois é um processo humano se comunicar, interagir, comentar, concordar ou discordar de ações, palavras e atitudes.• Existe em qualquer empresa.• Deve ser usada para transformar o ambiente de trabalho o mais agradável possível.• É importante reconhecer quem são os formadores de opinião, quais as "pautas" mais abordadas e como utilizar a ferramenta a seu favor, como sua aliada.
  8. 8. Comunicação para Segurança• Ruídos na comunicação: relações de poder e diferença de status;• Campanhas de comunicação devem enfatizar prevenção;• Uma abordagem legalista pode ser ineficaz em alguns contextos;• A importância da Comunicação Interna na disseminação de normas, procedimentos, percepção de riscos e implementação de programas;• Motivação;• Identificar oportunidades de intervenção;• Diminuição dos riscos;• Comunicação com os colaboradores: rápida e efetiva;• Participação dos colaboradores no processo.• Monitoramento e avaliação;
  9. 9. Comunicação como diferencial• A comunicação colabora na formação de equipes mais coesas e produtivas, ambientes mais harmônicos e seguros;• A comunicação previne ou minimiza desperdício, retrabalho, atos inseguros e conflitos;• Comunicações do cotidiano profissional;• Público, meio e conteúdo;• Seleção de informações relevantes;• Expressar-se corretamente;• Promover um ambiente de livre-expressão;• Monitoramento: os efeitos da comunicação no ambiente de trabalho.
  10. 10. Dicas de comunicação• Adequar sua fala ao universo dos ouvintes. Evite jargões técnicos;• Expressar-se corretamente;• Clareza e coesão em mensagens escritas;• Elaborar apresentações dinâmicas e participativas: dinâmicas de grupos e outros elementos que enriqueçam a apresentação;• Empatia – colocar-se no lugar do outro;• Comunicação é uma troca de saberes. Não subestime a inteligência do seu ouvinte;• Promover o diálogo na resolução de conflitos.
  11. 11. Suportes alternativos de comunicação• Histórias em Quadrinhos
  12. 12. Adaptação de temas atuais ao contexto de segurança
  13. 13. • Teatro-Empresa
  14. 14. • Jornal Mural
  15. 15. Outras ações podem incluir:Programas de Rádio ao vivo, apresentados durante os horários de refeição, norestaurante da empresa (caso a empresa possua sistema de autofalantes) - comparódias, entrevistas, musica e participação direta dos colaboradores, entre outros;Feira de Segurança e Qualidade, com stands e personagens "vendendo"saúde, segurança, proteção ao meio ambiente;Cada ação deve levar em conta a cultura da organização e se adequar ao público-alvo.
  16. 16. Considerações Finais• Novas configurações sociais exigem a transformação da informação em conhecimento;• A força de compartilhar (Share);• Ter trabalhadores como aliados é condição prioritária para a eficácia das ações de Saúde e Segurança do Trabalho ;• Valorizados, bem informados e engajados com os valores e objetivos da empresa, os colaboradores se envolvem e se comprometem;• Estimulados o aperfeiçoamento contínuo através de treinamentos, palestras, da socialização de informações relevantes e do diálogo franco, contribui para a disseminação do conhecimento e o compartilhamento das melhores práticas.

×