Successfully reported this slideshow.
We use your LinkedIn profile and activity data to personalize ads and to show you more relevant ads. You can change your ad preferences anytime.
APRENDIZAGEM MEDIADA POR TECNOLOGIAS MÓVEIS: NOVOS DESAFIOS PARA AS PRÁTICAS PEDAGÓGICAS<br />Adelina Moura<br />adelina8@...
<ul><li> A revolução móvel já cá está. Para onde quer que se olhe há provas da penetração de dispositivos móveis: telemóve...
 Estas tecnologias parecem suprimir as limitações da aprendizagem confinada à sala de aula, oferecendo acesso a materiais ...
 Com a evolução das tecnologias móveis está-se a configurar um novo “paradigma” educacional denominado mobile learning ou ...
 A diversidade e robustez de dispositivos móveis disponíveis no mercado, bem como o aumento do número de trabalhadores móv...
 O telemóvel é como a extensão do próprio corpo (Oksman & Rautiainen, 2003) e os seus proprietários já não podem viver sem...
Prensky (2001) foi um dos primeiros a propor o uso do telemóvel na sala de aula;
 A emergência de novos cenários educativos levou-nos a tentar compreender os desafios e oportunidades da integração de dis...
Referencial Teórico para Integração de Tecnologias Móveis no Ensino (RTITME)<br />
Domínios Tecnológico e Pedagógico<br />
Tipo de estudo<br />M<br />E<br />T<br />O<br />D<br />O<br />L<br />O<br />G<br />I<br />A<br />Abordagem metodológica qu...
Caracterização dos participantes<br />PARTICIPANTES<br />
<ul><li>O projecto Geração Móvel surgiu com a intenção de explorar contextos de mobile learning e utilização do telemóvel ...
Tentando inverter esta situação, propusemos aos alunos a exploração de diferentes serviços e funcionalidades, presentes na...
Quadro síntese<br />das actividades do<br />estudo<br />
Upcoming SlideShare
Loading in …5
×

Challenges 2011

1,511 views

Published on

Research in mobile learning area

Published in: Education, Technology
  • Be the first to comment

Challenges 2011

  1. 1. APRENDIZAGEM MEDIADA POR TECNOLOGIAS MÓVEIS: NOVOS DESAFIOS PARA AS PRÁTICAS PEDAGÓGICAS<br />Adelina Moura<br />adelina8@gmail.com<br />Escola Secundária Carlos Amarante<br />Ana Amélia Carvalho<br />aac@ie.uminho.pt<br />Instituto de Educação, Universidade do Minho<br />
  2. 2. <ul><li> A revolução móvel já cá está. Para onde quer que se olhe há provas da penetração de dispositivos móveis: telemóveis, PDAs, leitores de MP3, tablets e notebooks. Ninguém é imune a este fenómeno. De crianças a idosos, as pessoas estão cada vez mais conectadas e comunicam digitalmente umas com as outras de formas que teria sido impossível apenas há alguns anos antes (Wagner, 2005).
  3. 3. Estas tecnologias parecem suprimir as limitações da aprendizagem confinada à sala de aula, oferecendo acesso a materiais de ensino e de aprendizagem em qualquer lugar e tempo;
  4. 4. Com a evolução das tecnologias móveis está-se a configurar um novo “paradigma” educacional denominado mobile learning ou m-learning (Kukulska-Hulme & Traxler, 2005);
  5. 5. A diversidade e robustez de dispositivos móveis disponíveis no mercado, bem como o aumento do número de trabalhadores móveis leva a que a questão da aprendizagem suportada por tecnologias móveis venha sendo estudada (Vavoulaet al., 2009);
  6. 6. O telemóvel é como a extensão do próprio corpo (Oksman & Rautiainen, 2003) e os seus proprietários já não podem viver sem ele.
  7. 7. Prensky (2001) foi um dos primeiros a propor o uso do telemóvel na sala de aula;
  8. 8. A emergência de novos cenários educativos levou-nos a tentar compreender os desafios e oportunidades da integração de dispositivos móveis, como o telemóvel, no processo de ensino e aprendizagem. </li></ul>C<br />O<br />N<br />T<br />E<br />X<br />T<br />U<br />A<br />L<br />I<br />Z<br />A<br />Ç<br />Ã<br />O<br />
  9. 9. Referencial Teórico para Integração de Tecnologias Móveis no Ensino (RTITME)<br />
  10. 10. Domínios Tecnológico e Pedagógico<br />
  11. 11. Tipo de estudo<br />M<br />E<br />T<br />O<br />D<br />O<br />L<br />O<br />G<br />I<br />A<br />Abordagem metodológica qualitativa, com preferência pelo estudo de múltiplos casos (Bogdan & Biklen, 1994, Yin, 2005)<br />Recolha de dados e instrumentos<br />Inquérito por Questionário: <br /> I) Caracterização; <br /> II) O Podcast como recurso de aprendizagem; <br /> III) Aprendizagem por SMS;<br /> IV) O telemóvel como ferramenta de aprendizagem; <br />Entrevistas individuais; <br />Focusgroup;<br />Observações participante (com notas de campo); <br />Produções dos alunos.<br />
  12. 12. Caracterização dos participantes<br />PARTICIPANTES<br />
  13. 13. <ul><li>O projecto Geração Móvel surgiu com a intenção de explorar contextos de mobile learning e utilização do telemóvel como recurso educativo. Trata-se de uma tecnologia que os alunos possuem, altamente personalizável e intensamente usada em contextos informais, mas interdita na sala de aula.
  14. 14. Tentando inverter esta situação, propusemos aos alunos a exploração de diferentes serviços e funcionalidades, presentes na maioria dos telemóveis (texto, imagem, áudio, vídeo), para apoio ao estudo e aprendizagem.</li></ul>ESTUDO<br />
  15. 15. Quadro síntese<br />das actividades do<br />estudo<br />
  16. 16. Produtos dos alunos<br />
  17. 17. Produtos dos alunos<br />Expansão Textual<br />
  18. 18. Frequência da utilização do telemóvel nas actividades<br />RESULTADOS<br />N=68<br />
  19. 19. O telemóvel como ferramenta de aprendizagem<br />O grau de concordância com a afirmação “O telemóvel é uma ferramenta de aprendizagem” é superior a 84% em todas as turmas, o que revela o reconhecimento de um novo papel do telemóvel como ferramenta de suporte à aprendizagem.<br />
  20. 20. <ul><li>Os alunos beneficiaram dos diferentes serviços dos seus telemóveis: gravação, áudio, fotos, vídeos, texto tornando-se produtores de conteúdos;
  21. 21. As limitações dos telemóveis exigem o desenho de conteúdos adequados e adaptados às características dos dispositivos;
  22. 22. Os SMS e os Podcasts parecem adequar-se a algumas restrições dos dispositivos;
  23. 23. As baixas frequências de utilização do telemóvel em algumas actividades pelos sujeitos da turma A podem relacionar-se com a falta de interesse dos participantes, as limitações dos modelos de telemóvel mais antigos (capacidade de armazenamento, funcionalidades multimédia e interoperabilidade para transferência de informação);
  24. 24. Este projecto apresentou algumas estratégias pedagógicas possíveis para integração do telemóvel nas práticas educacionais;
  25. 25. Futura investigação é precisa para explorar a integração de tecnologias móveis em todos os aspectos das experiências educacionais dos alunos. </li></ul>CONCLUSÕES<br />
  26. 26. Obrigada pela vossa presença.<br />Comentários?<br /> Adelina Moura<br /> adelina8@gmail.com<br />
  27. 27. Encontro sobre Jogos e Mobile Learning <br />26 de Outubro de 2012<br />Braga, Universidade do Minho<br />http://webs.ie.uminho.pt/encontro.jml/<br />

×