Dops Dip

3,970 views

Published on

Neste trabalho contém informações sobre Dops e Dip

0 Comments
0 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

  • Be the first to like this

No Downloads
Views
Total views
3,970
On SlideShare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
48
Actions
Shares
0
Downloads
37
Comments
0
Likes
0
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

Dops Dip

  1. 1. Dops & Dip Dops : Departamento de ordem política e social. Dip : Departamento de imprensa e propaganda. O Estado Novo(1937-45)foi um regime totalitário. publicar artigos que criticassem o governo. Os DOPS e DIP, eliminavam os direitos políticos e individuais e impunham ao país uma forte repressão. Os orgãos do governo decidiam o que as pessoas podiam falar ou escrever. Censurando que era escrito na impressa. DIP : é o conjunto de normas que regula as relações internas e externas dos atores, músicos, artistas que vivam no Brasil e foram exilados no exterior. Estes artistas são principalmente, os artistas nacionais(brasileiros).
  2. 2. Hoje, o DOPS ainda existe em alguns estados e no âmbito da Polícia Federal. No passado, o DOPS da Polícia Federal tinha dentre outras atribuições a de censurar os meios de comunicação. Hoje, dentre outras, mantém o controle das armas de fogo, munições de propriedade particular de civis. Como a apuração de crimes praticados dentro do Cais do Portos em toda a costa brasileira e a Segurança de Autoridades e representantes de estados, quando em visita oficial ao território brasileiro.
  3. 3. No estado de São Paulo(Brasil), o delegado mais conhecido da época é Sérgio Paranhos Fleury (Niterói, Rio de Janeiro, 1933 - Ilha Bela, SP, 1979),pelos métodos brutais que usava para obter confissões, na época do regime militar no Brasil. Outro notório membro dessa instituição que ficou conhecido historicamente pela violação de direitos humanos, foi o hoje Senador, Romeu Tuma. Este período foi conhecido como os Anos de chumbo da ditadura. Olhar a Era Vargas significava perceber a formação do “estado de Compromisso” no Brasil, apoiado no industrialismo, no nacionalismo e no trabalhismo. Seu objetivo era atender os interesses das novas elites urbanas, preservar certos privilégios dos latifundiários, incorporar os tenentes é estrutura de poder e garantir o apoio de classes operárias. Franco, ajudante Tobias

×