Em busca do prazer de pesquisar: Reflexões psicopedagógicas  a partir de uma experiência pedagógica Monografia apresentada...
Ponto de Partida <ul><li>Aprendizagem: </li></ul><ul><ul><li>uma forma de interação ativa de um sujeito com o meio que o c...
Questões <ul><li>Como a construção do conhecimento envolve e é promovida pela constituição da subjetividade? </li></ul><ul...
Experiência pedagógica <ul><li>Projeto: </li></ul><ul><ul><li>uma possibilidade de vivência em que a  pergunta  fosse o mo...
Organização dos grupos 2 o  ano 3 o  ano Grupo I 4 o  ano 5 o  ano Grupo II
Etapas <ul><li>2008: </li></ul><ul><ul><li>Primeiros passos: </li></ul></ul><ul><ul><ul><li>como elaborar uma  pergunta. <...
Referencial teórico:   Alicia Fernández O aprender ocorre no seio do vínculo humano. A aprendizagem é, ao mesmo tempo, pro...
Referencial teórico:   Alicia Fernández É a relação particular entre organismo, corpo, inteligência e desejo, transversali...
Referencial teórico:   Alicia Fernández Quem ensina transmite sinais do conhecimento àquele que aprende; este os transform...
Referencial teórico:   Alicia Fernández O sujeito da psicopedagogia é este sujeito-ensinante-aprendente, o sujeito da auto...
Referencial teórico:   Alicia Fernández Mais importante do que o conteúdo ensinado, é o molde relacional, a modalidade de ...
Reflexão psicopedagógica <ul><li>Iniciação à Pesquisa </li></ul><ul><ul><li>identificar o próprio não-saber </li></ul></ul...
O processo <ul><li>identificar as questões </li></ul><ul><li>suportar o vazio momentâneo da ausência de respostas </li></u...
O processo <ul><li>compreender o conteúdo </li></ul><ul><ul><li>refletir e discutir com o outro </li></ul></ul><ul><ul><li...
Os resultados <ul><li>O mais importante não é o conteúdo do conhecimento, mas a transformação </li></ul><ul><ul><li>desenv...
Os resultados <ul><li>pensar  ->  autorização para a criatividade e para a ética  ->  autoria e responsabilidade  ->  reco...
Os resultados <ul><li>reconhecer-se como autor </li></ul><ul><li>desfrutar o que tem para dar </li></ul><ul><li>descobrir ...
Habilidades e competências <ul><li>formular boas indagações </li></ul><ul><ul><li>análise </li></ul></ul><ul><ul><li>inter...
Habilidades e competências <ul><li>metodologias de pesquisa </li></ul><ul><ul><li>organização de materiais </li></ul></ul>...
Transformações <ul><li>organismo / corpo /  inteligência / desejo : </li></ul><ul><ul><li>desenvolveram-se; </li></ul></ul...
Considerações finais <ul><li>promover experiências prazerosas, que favoreçam a pergunta, as escolhas, a diferença – a auto...
 
Upcoming SlideShare
Loading in …5
×

Monografia PUC: Em busca do prazer de pesquisar - Reflexões psicopedagógicas a partir de uma experiência pedagógica

2,807 views

Published on

O trabalho aqui apresentado destina-se a lançar um olhar psicopedagógico sobre uma proposta diferenciada: a disciplina de Iniciação à Pesquisa, elaborada para alunos do Ensino Fundamental I. O projeto surgiu na busca de se contrapor a postura apática e desinteressada de muitas crianças frente ao conhecimento. Propunha-se a promover uma possibilidade de vivência em que a pergunta fosse o motor da aprendizagem. A partir da pergunta, da identificação do que não se sabe, desenrola-se a busca pelo saber, que então abre espaço ao encontro com o prazer do aprender.
Depois de um ano de atividades, os resultados me instigaram a uma nova busca: aprofundar meus conhecimentos para compreender melhor a riqueza da proposta em desenvolvimento. Como referencial teórico para esta reflexão, escolhi Alicia Fernández, autora de destaque na Psicopedagogia, que enfoca a constituição do sujeito congnitivo-simbólico-autor. Com ela, aprendi que tal processo de constituição passa pela abertura ao pensar. Este, por sua vez, implica em autorização para a criatividade e a ética, que conduz à transformação do sujeito. Ficou mais claro então como, ao longo das atividades, os pequenos pesquisadores desenvolveram-se, articularam-se e diferenciaram-se. Despontaram como condutores da própria aprendizagem. Reconheceram-se como únicos entre seus semelhantes.

Published in: Education
0 Comments
3 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

No Downloads
Views
Total views
2,807
On SlideShare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
154
Actions
Shares
0
Downloads
27
Comments
0
Likes
3
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

Monografia PUC: Em busca do prazer de pesquisar - Reflexões psicopedagógicas a partir de uma experiência pedagógica

  1. 1. Em busca do prazer de pesquisar: Reflexões psicopedagógicas a partir de uma experiência pedagógica Monografia apresentada como exigência parcial para a obtenção do Certificado de Especialização em Psicopedagogia Curso de Pós-Graduação “Lato Sensu” da PUC-SP–Cogeae Orientadora: Profa Dra. Maria Lúcia de Almeida Melo
  2. 2. Ponto de Partida <ul><li>Aprendizagem: </li></ul><ul><ul><li>uma forma de interação ativa de um sujeito com o meio que o cerca; que por sua vez resulta em transformações no próprio sujeito </li></ul></ul>
  3. 3. Questões <ul><li>Como a construção do conhecimento envolve e é promovida pela constituição da subjetividade? </li></ul><ul><li>De que maneira estes processos construtivos se relacionam à constituição do sujeito como integrante de um grupo social? </li></ul><ul><li>Se o prazer de aprender tem papel essencial em toda esta construção-constituição, o que nutre este prazer? Onde ele é gerado? </li></ul><ul><ul><li>Quais são as ferramentas utilizadas pelo sujeito para conhecer o mundo ? </li></ul></ul>
  4. 4. Experiência pedagógica <ul><li>Projeto: </li></ul><ul><ul><li>uma possibilidade de vivência em que a pergunta fosse o motor da aprendizagem </li></ul></ul><ul><ul><ul><li>Iniciação à Pesquisa </li></ul></ul></ul>
  5. 5. Organização dos grupos 2 o ano 3 o ano Grupo I 4 o ano 5 o ano Grupo II
  6. 6. Etapas <ul><li>2008: </li></ul><ul><ul><li>Primeiros passos: </li></ul></ul><ul><ul><ul><li>como elaborar uma pergunta. </li></ul></ul></ul><ul><ul><ul><ul><li>Marcelo, marmelo, martelo </li></ul></ul></ul></ul><ul><ul><ul><ul><li>Matheus Alexandre dos Santos Paiva </li></ul></ul></ul></ul><ul><ul><li>Continuação: </li></ul></ul><ul><ul><ul><li>construção das perguntas </li></ul></ul></ul><ul><ul><ul><li>seleção </li></ul></ul></ul><ul><ul><ul><li>projetos </li></ul></ul></ul><ul><li>2009-2010 </li></ul>
  7. 7. Referencial teórico: Alicia Fernández O aprender ocorre no seio do vínculo humano. A aprendizagem é, ao mesmo tempo, processo e função, na medida em que viabiliza a constituição do sujeito como humano, ou seja, sua inserção na cultura. Desde estas primeiras aprendizagens, portanto, colocam-se em jogo: o organismo individual herdado do bebê; seu corpo, construído especularmente; a inteligência, autoconstruída nas interações; e a arquitetura do desejo
  8. 8. Referencial teórico: Alicia Fernández É a relação particular entre organismo, corpo, inteligência e desejo, transversalizados pela situação vincular/social da criança, que lhe possibilitam aprender. As estruturas cognitiva (inteligência) e simbólica (desejo) de um indivíduo iniciam-se indiferenciadas, no bebê; e vão se diferenciando no sentido de uma melhor articulação. Aprender é incorporar o conhecimento a partir de uma elaboração objetivante e subjetivante.
  9. 9. Referencial teórico: Alicia Fernández Quem ensina transmite sinais do conhecimento àquele que aprende; este os transforma e reconstrói o conhecimento. Os movimentos ensinante e aprendente podem ser simultâneos e estão presentes em todo vínculo. Somente quem se posiciona como ensinante pode aprender; e apenas quem se posiciona como aprendente pode ensinar.
  10. 10. Referencial teórico: Alicia Fernández O sujeito da psicopedagogia é este sujeito-ensinante-aprendente, o sujeito da autoria de pensamento. Em seu entendimento, conta com: ● o sujeito epistêmico ● o sujeito desejante ● os sujeitos da antropologia, da linguística, da história, ... O aprender é condição humana que permite a originalidade, a diferença, o posicionamento como autor da própria história – o que se dá a partir da mobilidade entre os posicionamentos ensinantes e aprendentes de cada sujeito.
  11. 11. Referencial teórico: Alicia Fernández Mais importante do que o conteúdo ensinado, é o molde relacional, a modalidade de aprendizagem que vai se imprimindo na subjetividade do aprendente. Na situação de aprendizagem, constrói-se, entre o ensinante e o aprendente, um campo de diferenças, que nutre o prazer de aprender. O conhecimento guardado-mostrado pelo ensinante propõe um desafio ao aprendente, que o impele a tomá-lo e reconstruí-lo em aprendizagem, a partir de seu próprio saber e de seu contato com a ignorância. O trabalho da inteligência, a atividade de pensar, nutre-se do desejo de conhecer, da insatisfação. Nesse sentido é que se diz que o aprender é possibilitador de autonomia. Ao mesmo tempo em que se aprende, se constrói o próprio sujeito.
  12. 12. Reflexão psicopedagógica <ul><li>Iniciação à Pesquisa </li></ul><ul><ul><li>identificar o próprio não-saber </li></ul></ul><ul><ul><li>buscar o saber </li></ul></ul><ul><ul><li>(re)encontrar-(re)descobrir o prazer de aprender </li></ul></ul><ul><li>É a distância entre o que se supõe conhecer e o conhecimento em si, que abre a possibilidade de simbolizar, dando espaço à atitude investigadora. </li></ul>
  13. 13. O processo <ul><li>identificar as questões </li></ul><ul><li>suportar o vazio momentâneo da ausência de respostas </li></ul><ul><li>levantar hipóteses </li></ul><ul><ul><li>assimilar as informações disponíveis </li></ul></ul><ul><ul><li>avaliar as possibilidades de acomodação </li></ul></ul><ul><li>realizar os testes </li></ul><ul><li>analisar os resultados </li></ul><ul><ul><li>assimilar as novas informações disponíveis </li></ul></ul><ul><ul><li>avaliar as possibilidades de acomodação </li></ul></ul>
  14. 14. O processo <ul><li>compreender o conteúdo </li></ul><ul><ul><li>refletir e discutir com o outro </li></ul></ul><ul><ul><li>confrontar seu pensamento com o do outro </li></ul></ul><ul><li>construir explicações, sem cair na aparente facilidade de respostas rápidas </li></ul><ul><li>constituir o conhecimento </li></ul>
  15. 15. Os resultados <ul><li>O mais importante não é o conteúdo do conhecimento, mas a transformação </li></ul><ul><ul><li>desenvolve os movimentos aprendente e ensinante do sujeito </li></ul></ul><ul><ul><li>potencializa-o como sujeito-autor. </li></ul></ul>
  16. 16. Os resultados <ul><li>pensar -> autorização para a criatividade e para a ética -> autoria e responsabilidade -> reconhecimento da própria originalidade </li></ul>
  17. 17. Os resultados <ul><li>reconhecer-se como autor </li></ul><ul><li>desfrutar o que tem para dar </li></ul><ul><li>descobrir o que pensa </li></ul><ul><li>sentir a alegria de aprender </li></ul><ul><li>não há nada mais enriquecedor e agradável para o aluno do que descobrir que tem algo a ensinar aos outros </li></ul>
  18. 18. Habilidades e competências <ul><li>formular boas indagações </li></ul><ul><ul><li>análise </li></ul></ul><ul><ul><li>interpretação </li></ul></ul><ul><ul><li>comparação </li></ul></ul><ul><ul><li>levantamento de hipóteses </li></ul></ul><ul><li>selecionar as informações necessárias </li></ul><ul><ul><li>apropriação </li></ul></ul><ul><ul><li>organização </li></ul></ul><ul><ul><li>construção de relações </li></ul></ul><ul><ul><li>senso crítico </li></ul></ul><ul><ul><li>argumentação </li></ul></ul>
  19. 19. Habilidades e competências <ul><li>metodologias de pesquisa </li></ul><ul><ul><li>organização de materiais </li></ul></ul><ul><ul><li>desenvolvimento de atitudes </li></ul></ul><ul><ul><li>sistematização de processos </li></ul></ul><ul><ul><li>disciplina </li></ul></ul><ul><ul><li>foco em relação à atividade proposta </li></ul></ul>
  20. 20. Transformações <ul><li>organismo / corpo / inteligência / desejo : </li></ul><ul><ul><li>desenvolveram-se; </li></ul></ul><ul><ul><li>diferenciaram-se; </li></ul></ul><ul><ul><li>articularam-se. </li></ul></ul><ul><ul><ul><li>aprender um novo modo de aprender; aprender um novo modo de ser </li></ul></ul></ul>
  21. 21. Considerações finais <ul><li>promover experiências prazerosas, que favoreçam a pergunta, as escolhas, a diferença – a autoria e a autonomia </li></ul><ul><li>pensar -> entendimento mútuo </li></ul><ul><li>-> desejo de diferenciação do outro </li></ul><ul><li>-> desejo de aceitação, pelo outro, como semelhante </li></ul>

×