Pesquisa em APS<br />Leonardo Cançado Monteiro Savassi<br />Sociedade Brasileira de Medicina de Família e Comunidade<br />...
A falta de limite claro para os gastos em saúde no contexto da Medicina Científica pode torná-la inviável se a esses gasto...
Definição de alguns termos<br />APS: Atenção Primária a Saúde: “Atenção de primeiro contato. Continua, global e coordenada...
Definição de alguns termos<br />PSF:Estratégia que visa a reestruturação da APS do SUS. Equipes com no mínimo médico/ enfe...
Definição de alguns termos<br />Médico de Família e Comunidade:<br />“Especialista Clínico da Integralidade” (SBMFC). <br ...
Por que pesquisar em APS?<br />Necessitamos de evidências voltadas para a nossa prática clínica;<br />Somos questionados a...
Por que pesquisar em APS?<br />“Primary care needs an evidence base<br />(1) Clinical and preventive care must be underpin...
Onde pesquisar em APS?<br />“the only meaningful definition of primary care research is research done in a primary care co...
White etal1961<br />
Green 2001<br />
O que já se pesquisa em APS?<br />
Quatro áreas chave<br />Organização<br />Como os diferentes tipos de Organização da APS se relacionam aos resultados de in...
Quatro áreas chave<br />Self-management(auto-gestão ou auto-cuidado)<br />De relevância estratégica para a gerência de doe...
TheNIHRSchool for PrimaryCareResearch<br />TheSchool’smainaim is to increasetheevidence base for primarycarepractice. Wewi...
Grupos de interesse<br />Aboriginal Health<br />Doctor-Patient Relationship<br />Evidence-based MedicineTeachers Group<br ...
Grupos de interesse<br />New Model of Family Medicine<br />Shared Decision Making in Primary Care<br />Participatory Resea...
Grupos de interesse<br />Advanced Practice Nurses in Primary Care<br />Biobehavioral, Genomic, and Translational Research<...
Center for Primary Care Research http://www.ahrq.gov/about/cpcr/<br />CPCR Areas of Research Interest<br />Integrated care...
O que já se pesquisa em APS?<br />
Diretório dos Grupos de Pesquisa CNPq (2007)<br /><ul><li>Grupos de Pesquisa no Brasil
 Medicina – 337
Atenção Primária – 60
 Atenção básica – 25
 Saúde da Família – 193
Medicina de Família - 18
 Cardiologia – 56
 Pediatria – 51
 Pneumologia – 14</li></ul>Fonte: Base de dados atualizada do Diretório dos Grupos de Pesquisa (Agosto/2007) – Falci e San...
<ul><li>Grupos de Pesquisa no Brasil
 Medicina – 440
Atenção Primária – 89
 Atenção básica – 67
Upcoming SlideShare
Loading in …5
×

Pesquisa em APS

2,230 views

Published on

Conferência durante o I Fórum de Atenção Básica - Medicina de Família e Comunidade: Graduação, Residência Médica e Preceptoria que aconteceu nos dias 24 e 25 de abril, em Uberaba, MG.
Realização: Pró Saúde/ UFTM

0 Comments
2 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

No Downloads
Views
Total views
2,230
On SlideShare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
702
Actions
Shares
0
Downloads
0
Comments
0
Likes
2
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

Pesquisa em APS

  1. 1. Pesquisa em APS<br />Leonardo Cançado Monteiro Savassi<br />Sociedade Brasileira de Medicina de Família e Comunidade<br />Residência em MFC Hospital Regional de Betim<br />
  2. 2. A falta de limite claro para os gastos em saúde no contexto da Medicina Científica pode torná-la inviável se a esses gastos não corresponderem melhorias na saúde de uma determinada população. <br />Aguiar, Raphael 2005<br />
  3. 3. Definição de alguns termos<br />APS: Atenção Primária a Saúde: “Atenção de primeiro contato. Continua, global e coordenada que se proporciona à população sem distinção de gênero, ou enfermidade, ou sistema orgânico” (B. Starfield). “Cuidados que propiciam a manutenção básica de saúde, serviços terapêuticos e a coordenação das necessidades e serviços comunitários” (DeCS)<br />Atenção Básica: “A Atenção Básica é um conjunto de ações, de caráter individual e coletivo, situadas no primeiro nível de atenção dos sistemas de saúde, voltadas para a promoção da saúde, a prevenção de agravos, o tratamento e a reabilitação.” (MS) “interpretação oficial (brasileira) da APS, baseada no Programa Saúde da Família”(Aguiar)<br />
  4. 4. Definição de alguns termos<br />PSF:Estratégia que visa a reestruturação da APS do SUS. Equipes com no mínimo médico/ enfermeiro/ auxiliar de enfermagem/ 4 ACS que devem atender de forma integral a no máximo 800 famílias ou 4.000 pessoas. (MS).<br />“(...) reorganizar a prática da atenção à saúde e substituir o modelo tradicional. <br />(...) ações de prevenção, promoção e recuperação da saúde, de forma integral e contínua. <br />(...)atendimento na unidade básica de saúde ou no domicílio. <br />(...) Assim, esses profissionais e a população acompanhada criam vínculos de co-responsabilidade <br />(DeCS)<br />
  5. 5. Definição de alguns termos<br />Médico de Família e Comunidade:<br />“Especialista Clínico da Integralidade” (SBMFC). <br />“Médico para a vida toda” (SBMFC). <br />“Especialidade médica reconhecida pelo CNRM desde 2001 (desde 1981 como MGC)” (CNRM) <br />“Médicos pessoais, responsáveis pela prestação de cuidados abrangentes e continuados a indivíduos independente da idade, sexo ou afecção. Prestam cuidados a indivíduos no contexto das respectivas famílias, comunidades e culturas, respeitando sua autonomia”. (WONCA)<br />
  6. 6. Por que pesquisar em APS?<br />Necessitamos de evidências voltadas para a nossa prática clínica;<br />Somos questionados acerca de nossa efetividade;<br />Fazemos parte de uma área científica;<br />Estamos inseridos em um contexto volátil.<br />
  7. 7. Por que pesquisar em APS?<br />“Primary care needs an evidence base<br />(1) Clinical and preventive care must be underpinned by research evidence; <br />(2) the bulk of such care in most countries, especially poorer countries, is delivered in primary care;<br />(3) evidence to underpin this care cannot be informed by laboratory and hospital based researchalone<br />David Mant, et al.<br />www.thelancet.com Vol 364 September 11, 2004<br />
  8. 8. Onde pesquisar em APS?<br />“the only meaningful definition of primary care research is research done in a primary care context”<br />Starfield, Barbara. <br />"A framework for primary care research. " Journal of Family Practice.  42.n2 (Feb 1996): 181(5). <br />
  9. 9. White etal1961<br />
  10. 10. Green 2001<br />
  11. 11. O que já se pesquisa em APS?<br />
  12. 12. Quatro áreas chave<br />Organização<br />Como os diferentes tipos de Organização da APS se relacionam aos resultados de interesse público, incluindo efetividade, eficiência, inovação do serviço, responsabilização e opinião pública<br />Como grandes inovações organizacionais e outras alterações contextuais no Sistema de Saúde Nacional impactam na APS<br />A contribuição que diferentes culturas dentro das organizações da APS contribuem para estes resultados<br />Qualidade<br />Desenvolvimento de métodos de medida da qualidade da APS no NHS. <br />Avaliar modos de melhorar a qualidade do cuidado<br />
  13. 13. Quatro áreas chave<br />Self-management(auto-gestão ou auto-cuidado)<br />De relevância estratégica para a gerência de doenças crônicas dentro e fora do pacote de serviços de saúde. <br /> Aspecto chave tanto para Redes de Serviço Nacionais preocupadas em envolver o público e pacientes no cuidado a saúde. <br />O que o serviço de saúde pode fazer para promover e responder ao auto-cuidado?<br />Força de trabalho<br />Como equipes de APS deveriam se configurar para a melhoria da qualidade e custo-efetividade do cuidado. <br />Já que o problema de como melhor se configuram equipes de APS se torna irrelevante se não há profissionais a contratar, outro foco é: Desenvolver estratégias mais efetivas para ampliar a participação da força de trabalho e promover equidade na distribuição. <br />
  14. 14. TheNIHRSchool for PrimaryCareResearch<br />TheSchool’smainaim is to increasetheevidence base for primarycarepractice. Wewillachievethisthrough: <br />5 keyareas<br />Programme 1. Preventionandearlydiagnosisofseriousdisease<br />Programme 2. Monitoringandmanagingpatientswithlongtermconditions<br />Programme 3: Co-morbidityandpatientcentredoutcomes<br />Programme 4. New approaches to thepatient-practitionerinterface<br />Programme 5. Newresearchmethods for primarycare<br />
  15. 15. Grupos de interesse<br />Aboriginal Health<br />Doctor-Patient Relationship<br />Evidence-based MedicineTeachers Group<br />Faculty and Community Research Development<br />Families and Health<br />Generalist Physician Initiative<br />Geographic Information Systems<br />Creating a Graduate Program in Primary Care/Family Medicine<br />Health Disparities<br />International Classification of Primary Care (ICPC)<br />International Health Literacy<br />Legislative Advocacy<br />Longitudinal Research in Family Medicine<br />
  16. 16. Grupos de interesse<br />New Model of Family Medicine<br />Shared Decision Making in Primary Care<br />Participatory Research in Primary Care<br />Patient Safety<br />Prison Research<br />
  17. 17. Grupos de interesse<br />Advanced Practice Nurses in Primary Care<br />Biobehavioral, Genomic, and Translational Research<br />Cancer Research in Primary Care<br />Cardiovascular Disease<br />Complexity Science<br />Diabetes<br />Geriatrics and Gerontology<br />Mental Health Problems in Primary Care<br />Multimorbidity/Comorbidity<br />North American Respiratory Infection Study Group<br />Obstetrics<br />Scholarly Activity<br />Women in Research<br />
  18. 18. Center for Primary Care Research http://www.ahrq.gov/about/cpcr/<br />CPCR Areas of Research Interest<br />Integrated care<br />Quality<br />Accessible Health Care Services<br />Workforce<br />Accountable for Addressing the Full Range of Personal Health Needs<br />Developing Sustained Partnerships with Patients<br />Family and Community<br />
  19. 19. O que já se pesquisa em APS?<br />
  20. 20. Diretório dos Grupos de Pesquisa CNPq (2007)<br /><ul><li>Grupos de Pesquisa no Brasil
  21. 21. Medicina – 337
  22. 22. Atenção Primária – 60
  23. 23. Atenção básica – 25
  24. 24. Saúde da Família – 193
  25. 25. Medicina de Família - 18
  26. 26. Cardiologia – 56
  27. 27. Pediatria – 51
  28. 28. Pneumologia – 14</li></ul>Fonte: Base de dados atualizada do Diretório dos Grupos de Pesquisa (Agosto/2007) – Falci e Santos, 2007<br />
  29. 29. <ul><li>Grupos de Pesquisa no Brasil
  30. 30. Medicina – 440
  31. 31. Atenção Primária – 89
  32. 32. Atenção básica – 67
  33. 33. Saúde da Família – 264
  34. 34. Medicina de Família - 20
  35. 35. Cardiologia – 74
  36. 36. Pediatria – 70
  37. 37. Pneumologia – 19</li></ul>Fonte: Base de dados atualizada do Diretório dos Grupos de Pesquisa (Abril 2010) – Savassi, 2010<br />Diretório dos Grupos de Pesquisa CNPq (2010)<br />
  38. 38. <ul><li>Grupos de Pesquisa em Minas Gerais (2007)
  39. 39. “Atenção Primária” (7)
  40. 40. “Atenção Básica” (4)
  41. 41. “Saúde da Família” (14)
  42. 42. “Medicina de Família” (2)</li></ul>Fonte: Diretório dos grupos de Pesquisa – CNPq (Agosto/07)<br />Fonte: Base de dados atualizada do Diretório dos Grupos de Pesquisa (Agosto/2007) – Falci e Santos, 2007<br />Diretório dos Grupos de Pesquisa CNPq (2007)<br />
  43. 43. Diretório dos Grupos de Pesquisa CNPq (2010)<br /><ul><li>Grupos de Pesquisa em Minas Gerais (2010)
  44. 44. “Atenção Primária” (13)
  45. 45. “Atenção Básica” (7)
  46. 46. “Saúde da Família” (19)
  47. 47. “Medicina de Família” (2)</li></ul>Fonte: Diretório dos grupos de Pesquisa – CNPq (Agosto/07)<br />Fonte: Base de dados atualizada do Diretório dos Grupos de Pesquisa (Abril 2010) – Savassi, 2010<br />
  48. 48. As evidências em Saúde da Família<br />MACINKO, 2009<br />       ESF está associada com menor número de internações por CSAP : De 2000 a 2006, as internações por CSAP caíram 15,8% no país, e o declínio foi maior do que as internações por condições não sensíveis à atenção primária.<br />MACINKO, 2009<br />       ESF está associada com padrões de boa qualidade técnica do cuidado e melhoria da saúde materno-infantil: (a) 40% menos relatos de uso inapropriado de antibióticos em crianças com diarréia; (b) 14% mais gestantes vacinadas contra tétano; (c) 200% mais gestantes com suplementação de vitamina A; (d) 34% menos crianças com baixo peso (até 5 anos).<br />MACINKO, 2006<br />      a cada 10% de aumento da cobertura da Saúde da Família nos estados, corresponde uma redução de 4,6% na mortalidade infantil, impacto mais significativo do que ampliação do acesso à água (2,9%) ou ampliação de leitos hospitalares (1,3%).<br />
  49. 49. As evidências em Saúde da Família<br />AQUINO, 2008<br />      Demonstra que o impacto da Saúde da Família sobre a mortalidade infantil tem efeito mais forte nos municípios com mais baixos índices de desenvolvimento humano e maior cobertura da ESF, ratificando o potencial dessa estratégia para a redução das iniqüidades sociais em saúde no Brasil;<br /> Redução da mortalidade infantil em municípios com altas coberturas da ESF foi quase duas vezes maior do que nos municípios sem ESF ou com coberturas incipientes.<br />MONTEIRO, 2009<br />      Demonstra o papel da Estratégia Saúde da Família entre os fatores relacionados à redução de 50% na prevalência da desnutrição infantil crônica no Brasil, no período de 1996 a 2006/07.<br />HARZHEIM, 2006<br />      Numa análise comparada do desempenho na atenção à criança, as equipes da ESF apresentaram adequação maior às dimensões da Atenção Primária (52%) do que as equipes do modelo tradicional (27%) e, quanto à equidade no acesso, crianças negras apresentaram maiores chances de receber cuidados adequados e similares às brancas nas unidades da ESF.<br />
  50. 50. O que pesquisar em APS?<br />“Since primary care is the point of first contact for all problems, it follows that these problems are potentially and properly the subject of primary care research.”<br />Starfield, Barbara. <br />"A framework for primary care research. " Journal of Family Practice.  42.n2 (Feb 1996): 181(5). <br />
  51. 51. Como pesquisar em APS?<br />Antropologia<br />Epidemiologia<br />EducaçãoemSaúde<br />Triangulação de Métodos<br />
  52. 52. O que pesquisar em APS?<br />Basic research <br />Clinical research <br />Health services research <br />Health systems research<br />Starfield, Barbara. <br />"A framework for primary care research. " Journal of Family Practice.  42.n2 (Feb 1996): 181(5). <br />
  53. 53. O que pesquisar em APS?<br />Características Fundamentais da APS<br />Acessibilidade;<br />Longitudinalidade;<br />Integralidade;<br /> Coordenação<br />Aspectos Derivativos da APS<br />Centrado na Família<br />Competência Cultural<br />Orientado para a Comunidade<br />
  54. 54. O que pesquisar em APS?<br />Ferramentas da APS:<br /><ul><li>Acolhimento
  55. 55. Visita Domiciliar
  56. 56. Abordagem familiar
  57. 57. Grupos Operativos/ Educação em Saúde
  58. 58. Abordagem comunitária
  59. 59. Medicina Centrada na pessoa/ relação médico paciente</li></li></ul><li>Research is to see what everybody else has seen, and to think what nobody else has thought.<br />Albert Szent-Gyorgy<br />
  60. 60. OBRIGADO<br />Leonardo C M Savassi<br />leosavassi@gmail.com<br />sites.google.com/site/leosavassi<br />

×