MFC no mundo: Graduação e Pós-graduação em Minas Gerais

1,576 views

Published on


Mesa: MFC no mundo: Graduação e Pós-graduação

0 Comments
0 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

  • Be the first to like this

No Downloads
Views
Total views
1,576
On SlideShare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
726
Actions
Shares
0
Downloads
2
Comments
0
Likes
0
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

MFC no mundo: Graduação e Pós-graduação em Minas Gerais

  1. 1. MFC no mundo: Graduação e Pós-graduação <ul><li>Leonardo Cançado Monteiro Savassi </li></ul><ul><ul><ul><li>Coordenador do PRM MFC HPRB </li></ul></ul></ul><ul><ul><ul><li>Docente da Universidade Federal de Ouro Preto </li></ul></ul></ul><ul><ul><ul><li>Editor da RBMFC </li></ul></ul></ul>
  2. 2. O Objetivo de hoje é apresentar: <ul><li>Experiências de Graduação em MFC; </li></ul><ul><li>Experiências de pós-graduação em MFC: </li></ul><ul><ul><li>Cursos de Especialização ; </li></ul></ul><ul><ul><li>Residência Médica; </li></ul></ul><ul><li>Discutir limites e possibilidades </li></ul>
  3. 3. MFC na Graduação
  4. 4. Inserção da MFC na Graduação <ul><li>CÓDIGO DISCIPLINAS OBRIGATÓRIAS - CR CHS PER </li></ul><ul><li>MED109 Prática em Serviços de Saúde I - 1 45 1º </li></ul><ul><li>MED111 Prática em Serviços de Saúde II - 3 60 2º </li></ul><ul><li>MED102 Mod. Expl. Proc. Saúde Doença - 2 30 4º </li></ul><ul><li>MED104 Epidemiologia Serviços de Saúde - 2 45 5º </li></ul><ul><li>MED106 Políticas, Planejam. Gestão Saúde - 3 60 6º </li></ul><ul><li>MED107 Vigilância em Saúde - 2 45 7º </li></ul><ul><li>MED210 Atenção Primária à Saúde - 6 180 9º </li></ul><ul><li>MED396 Internato em Saúde Coletiva - 9 432 12º </li></ul>
  5. 5. Inserção da MFC na Graduação   UFMG CÓDIGO DENOMINAÇÃO CR TOT CHT CHP CATEGORIA 1º MPS003 CSAS 04 060 030 030 OB 2º   CARGA OPTATIVA-GRUPOS 03 045     GR 3º   CARGA OPTATIVA 04 060     OP 4º   CARGA OPTATIVA 12 180     OP 5º   CARGA OPTATIVA 04 060     OP 6º   CARGA OPTATIVA - GRUPOS 02 030     GR 7º   CARGA ELETIVA 04 060     EL 8º   CARGA ELETIVA 04 060     EL 9º   CARGA OPTATIVA - GRUPOS 25 375     GR 10º               11º MPS023 ESTÁGIO SAUDE COLETIVA 22 330 080 250 OB 12º              
  6. 6. Inserção da MFC na Graduação UFMG
  7. 7. Inserção da MFC na Graduação UFJF Disciplina Conteúdo 1º Introdução à Prática Médica SBV, Conhecimento do sistema de saúde Sistemas de Saúde Funcionam. E diretrizes do SUS, prática APS 2º Atenção Primária à Saúde Entendimento completo da APS 3º     4º     5º Antropologia Médica Comportamento humano e práticas culturais nos processos de saúde-doença. 6º Vigilância à Saúde Interconexão dos campos VE, VAmb VISA. Vigilância em Saúde Pública. Saúde Ambiental Parte dependente da Saúde Pública. 7º     8º     9º     10º Estágio de Aplicação em Medicina Comunitária Local 11º /12º Estágio de Aplicação em Medicina Comunitária Regional
  8. 8. Inserção da MFC na Graduação
  9. 9. Inserção da MFC na Graduação Unimontes Conteúdos Curriculares de Natureza Científico-Cultural  CH 1° INTERAÇÃO-APRENDIZAGEM-PESQUISA-SERVIÇO-COMUNIDADE* I 72 2º AÇÕES EM SAÚDE 152 INTERAÇÃO-APRENDIZAGEM-PESQUISA-SERVIÇO-COMUNIDADE* II 72 3º INTERAÇÃO-APRENDIZAGEM-PESQUISA-SERVIÇO-COMUNIDADE* III 72 4º ELETIVAS 76 INTERAÇÃO-APRENDIZAGEM-PESQUISA-SERVIÇO-COMUNIDADE* IV 72 5º INTERAÇÃO-APRENDIZAGEM-PESQUISA-SERVIÇO-COMUNIDADE* V 72 6º ELETIVAS 76 INTERAÇÃO-APRENDIZAGEM-PESQUISA-SERVIÇO-COMUNIDADE* VI 72 7º INTERAÇÃO-APRENDIZAGEM-PESQUISA-SERVIÇO-COMUNIDADE* VII 144 8º     9º ao 12º INTERAÇÃO-APRENDIZAGEM-PESQUISA-SERVIÇO-COMUNIDADE* IX 176
  10. 10. <ul><li>ANTROPOLOGIA SOCIAL 60 - 60 </li></ul><ul><li>PRÁTICAS EM SAÚDE COLETIVA I 20 60 80 </li></ul><ul><li>MEDICINA PREVENTIVA I 60 - 60 </li></ul><ul><li>PRÁTICAS EM SAÚDE COLETIVA II 20 60 80 </li></ul><ul><li>MEDICINA PREVENTIVA II 60 - 60 </li></ul><ul><li>PRÁTICAS EM SAÚDE COLETIVA III 20 60 80 </li></ul><ul><li>INTERNATO DE SAÚDE COLETIVA 360 - 360 </li></ul><ul><li>MEDICINA PREVENTIVA III 60 - 60 </li></ul>Inserção da MFC na Graduação 1o 2o 3o 4o 5o 6o FCMMG
  11. 11. Organização curricular Inserção da MFC na Graduação <ul><li>Ano 1 </li></ul>Sistemas Regulatórios <ul><li>Ano 2 </li></ul>Ciclos de Vida <ul><li>Anos 3 e 4 </li></ul>Síndromes Clínicas <ul><li>Anos 5 e 6 </li></ul>Internatos Supervisionados
  12. 12. MFC na Pós-Graduação Especialização
  13. 13. Especialização em MFC <ul><li>Não Existe </li></ul>“ Próximo Slide ” (Abre parênteses)
  14. 14. <ul><li>Cursos de especialização: </li></ul><ul><ul><li>Foco na Saúde Pública/ Saúde Coletiva, com caráter multiprofissional. </li></ul></ul><ul><ul><ul><li>O MFC não é uma fusão das áreas básicas (pediatria, gineco-obstetrícia, medicina interna, cirurgia e psiquiatria). </li></ul></ul></ul><ul><ul><ul><li>Habilidades, postura, competências. </li></ul></ul></ul>Especialização em MFC
  15. 15. MFC na Pós-Graduação Residência Médica
  16. 16. Residência em MFC <ul><li>A formação em MFC pressupõe integração entre os profissionais e capacitação para ensino norteado pelos princípios de: </li></ul><ul><li>Acessibilidade e Primeiro Contato </li></ul><ul><li>Integralidade </li></ul><ul><li>Coordenação do Cuidado </li></ul><ul><li>Longitudinalidade/ atenção ao longo do tempo </li></ul><ul><li>Centrado na família </li></ul><ul><li>Competência cultural </li></ul><ul><li>Orientado para a comunidade </li></ul><ul><li>... que definem a prática em Atenção Primária. </li></ul>
  17. 17. Os Programas de Residência Médica têm características bem definidas: • Treinamento em serviço; • Preceptoria (modelo/ exemplo); • Tutoria individual e contínua; • Inserção em Serviços e Práticas; • Imersão em um modelo de aprendizado com carga horária densa; • Modelo caracterizado pela Certificação pelo próprio serviço, e como tal sem a necessidade do aparelho formador acadêmico para certificação . Residência em MFC
  18. 18. Padrão de funcionamento da RMMFC de Betim 1. O residente será designado, de acordo com a necessidade do Serviço do HPRB/MPMB e preceptoria disponível, a comparecer ao plantão em algum dia da semana a noite OU no fim de semana (sábado ou domingo). 2. O horário fora da Unidade Básica de Saúde (UBS) dependerá de acordos entre o profissional, a rede, e os campos de estágio. 3. Os horários da semana são variáveis de acordo com a agenda da equipe já estabelecida. Na dependência de algum estágio ter mudanças de horário, a agenda é remanejada. 4. Está previsto para o R2, o acompanhamento dos pacientes no Hospital, ainda a definir, devido as especificidades do campo da prática. 5. No horário de 17:00-19:00 horas: Planejamento/programação, Casos Clínicos, Artigos, Pesquisa APS. Residência em MFC Dia Horário Segunda Terça Quarta Quinta Sexta Sábado/Domingo 8:00-12:00h Acolhimento/ Atendimento Acolhimento/ Atendimento Acolhimento/ Atendimento Acolhimento/ Atendimento Acolhimento/ Atendimento Plantão 1 13:00-18:00 h Estágio 2 V. Domiciliar Gr. Operativo Puericultura Pré-natal Aulas teóricas Plantão 1 19:00-7:00 h Plantão 1 Plantão 1 Oficinas Teóricas 5 Plantão 1
  19. 19. <ul><li>Padrão de funcionamento da RMMFC HC UFMG </li></ul>Residência em MFC Segunda Terça Quarta Quinta Sexta Sábado UBS UBS UBS UBS Serviço de referência Plantão UBS UBS UBS UBS Seminário Temático Plantão Aula Teorica Plantão Plantão Plantão Plantão
  20. 20. Residência em MFC Padrão de funcionamento da RMMFC Uniube SEGUNDA TERÇA QUARTA QUINTA SEXTA SABADO MANHÃ [Ambulatório ] [UBS] [UBS] [Ambulatório] [UBS] [plantão] TARDE [UBS] [Atividades Comunidade] [UBS] [UBS] [discussão e pesquisa] [plantão] NOITE [seminário] [atividades administrativo-gerenciais] TOTAL HORAS [9h] [11h] [11h] [9h] [8h] [12]
  21. 21. Residência em MFC Padrão de funcionamento da RMMFC UFTM SEGUNDA TERÇA QUARTA QUINTA SEXTA SABADO MANHÃ [USF – 4h] [USF – 4h] [Amb – 4h] [Amb – 4h] [USF – 4h] [grupos promoção de saúde – 2h] [plantão - enfermaria] TARDE [Atividades na comunidade – 3h] [Atividades na Comunidade – 3h] [USF – 4h] [Atividades administrativo-gerenciais – 2h] [USF – 4h] [USF – 4h] [plantão] NOITE [teórica – 2h] [teórica -2h] [teórica – 2h] TOTAL HORAS [9h] [9h] [10h] [10h] [10h] [12h]
  22. 22. Residência em APS/ “ESF” <ul><li>Isso Existe </li></ul>Residência Multiprofissional em Saúde da Família
  23. 23. Conclusões
  24. 24. Obrigado! Leonardo C M Savassi [email_address] http://sites.google.com/site/leosavassi /leosavassi @leosavassi

×