Successfully reported this slideshow.
We use your LinkedIn profile and activity data to personalize ads and to show you more relevant ads. You can change your ad preferences anytime.

R3 ipe blog

461 views

Published on

  • Be the first to comment

  • Be the first to like this

R3 ipe blog

  1. 1. Pensamento Sistêmico para Plano Diretor “Não nos serve mais apenas novos processos ou novas tecnologias. Precisamos de novas habilidades e capacidades. Novas maneiras de perceber, sentir e comunicar o mundo. Precisamos de um conjunto renovado de valores. Aurélio L. Andrade. Pensamento Sistêmico: Caderno de Campo. R3 –Mapa Sistêmico e Modelos Mentais
  2. 2. R’ Data Horas Formato Atividade em Capão Bonito do Sul 1 19/fev 8h Presencial Definição dos Desafios Visionários Apresentação da História por meio de Eventos Identificação dos Fatores-chave 1A 2h À distância Definição das variáveis e organização da coleta de dados Coleta de dados; coleta de conhecimento; desenho de pré-mapas 2 28/fev 8h Presencial Conscientização sobre padrões de comportamento Desenvolvimento do mapa sistêmico 2A 8h À distância Refinamento do mapa sistêmico 3 21/mar 8h Presencial (início 10h) Apresentação e refinamento do mapa sistêmico Identificação dos modelos mentais 3A 4h Presencial ou e/ou distância Refinamento do mapa sistêmico com modelos mentais 4 2/abr 8h Presencial Cenários 4A 4h À distância Refinamento dos cenários 5 16/abr 8h Presencial Desenvolver Visão de Futuro Elaborar Direcionadores Estratégicos 5A 4h Presencial e/ou distância Refinamento da Visão de Futuro e dos Direcionadores Estratégicos Publicação dos resultados 6 07/mai Presencial Apresentação pública dos resultados alcançados
  3. 3. Agenda do dia 10:00 – Posicionamento Metodológico 10:15 – Linguagem sistêmica 10:45 – Montagem do mapa sistêmico 11:30 – Intervalo 11:45 – Montagem do mapa sistêmico 13:00 – Almoço 14:30 – Mapa sistêmico – apresentação 15:00 – Modelos mentais – orientações 15:30 – Intervalo 15:45 – Modelos mentais 18:00 – Momento de presença 18:30 – Fim
  4. 4. Eventos Padrões de Comportamento Estrutura Sistêmica Modelos Mentais
  5. 5. Método Sistêmico 1) Definir um Desafio Visionário 2) Apresentar a História Através de Eventos 3) Identificar os Fatores e Variáveis Chave 4) Traçar os Padrões de Comportamento 5) Desenhar a Estrutura Sistêmica 6) Identificar Modelos Mentais 7) Planejar Cenários 8) Modelar em Computador 9) Desenvolver Visão de Futuro 10) Definir Direcionadores Estratégicos, Políticas e Diretrizes, Reprojetar o Sistema e Planejar Ações
  6. 6. Desafio Visionário Construir um Ipê com desenvolvimento sustentável, organizado e com qualidade de Vida para todos valorizando nossas potencialidades
  7. 7. (último encontro) Padrões de comportamento a maioria dos municípios pequenos está diminuindo de pop. Nós não muitos "filhos da terra" estão saindo apesar deste aumento há uma dificuldade de manter filhos no município o crescimento reflete a imigração aprendizagens nos dias de hj é dificil manter o jovem na cidade, é mais fácil no campo temos que investir mais em Indústria e estimular as que tem é preciso investir na nossa estrutura buscar demanda fora (ex.: turística) 5300,00 5400,00 5500,00 5600,00 5700,00 5800,00 5900,00 6000,00 6100,00 2002 2003 2004 2005 2006 2007 2008 2009 2010 2011 2012 2013 1- População R$5.000.000,00 R$5.500.000,00 R$6.000.000,00 R$6.500.000,00 R$7.000.000,00 R$7.500.000,00 R$8.000.000,00 R$8.500.000,00 R$9.000.000,00 2001 2002 2003 2004 2005 2006 2007 2008 2009 2010 2011 5- VAB Indústria
  8. 8. Método Sistêmico 1) Definir um Desafio Visionário 2) Apresentar a História Através de Eventos 3) Identificar os Fatores e Variáveis Chave 4) Traçar os Padrões de Comportamento 5) Desenhar a Estrutura Sistêmica 6) Identificar Modelos Mentais 7) Planejar Cenários 8) Modelar em Computador 9) Desenvolver Visão de Futuro 10) Definir Direcionadores Estratégicos, Políticas e Diretrizes, Reprojetar o Sistema e Planejar Ações
  9. 9. Dados • Ir para planilha
  10. 10. Variáveis e influências Esforço físico Cansaço Receita Lucro Variável Independente Variável Dependente influencia
  11. 11. Natureza do relacionamento (exemplos) Ingestão alcoólica Sensação de descontração maiorQuanto maior + Núm. Horas dormindo Sono Quanto menor maior _ _ Ingestão alcoólica Grau de lucidez Quanto maior menor Núm. horas dormindo Descanso Quanto menor menor+
  12. 12. Enlaces • São as relações circulares de causa-e-efeito (onde A influencia B ao mesmo tempo que B influencia A) • Também conhecidos como feedback
  13. 13. Capital Juros R ++ Sistema de Aplicação a Juro Composto
  14. 14. Enlace reforçador • Também chamado feedback positivo • Responsáveis pelo crescimento ou colapso exponencial
  15. 15. Sucesso ao bem-sucedido Sucesso Recursos R ++
  16. 16. Problemas Tempo dedicado indivualm. a cada problemaR Qualidade das soluções _ _ Problemas se acumulando (síndrome do apagar incêndio)
  17. 17. Temperatura real Temperatura desejada Diferença Aquecimento B _ Sistema de Aquecimento Controlado por Termostato
  18. 18. Enlace balanceador • Também chamado enlace equilibrador ou feedback negativo • Responsáveis pela limitação do crescimento ou pelo equilíbrio
  19. 19. Qualidade Demanda Tempo disp. por atend.B - Atendimento hospitalar
  20. 20. Notação da linguagem sistêmica Notação da Linguagem Sis A; B: Variáveis Relação de causa-e-efeito A B ou A B+ A B ou A B - R Enlace reforçador B Enlace equilibrador Relação de causa-e-efeito c/ atraso
  21. 21. Produção Primária Produção Industrial Produção Comércio e Serviços Arrecadação Município Empregos Renda População R1 R2 Qualidade Educação Qualidade Lazer R3 Distrib Renda Qualidade Modelo Econômico Organização Comunitária Biodiversidade e Cobertura vegetal Qualidade do ar, água e solo 9 9 8 8 Reconhecimento e valorização das potencialidades Desenv. Social Qualidade Gestão 1 Preocup c/ futuro e conse- quências Qualidade do planejamento Grau de organização 2 2 1 1 3 3 R5 R4
  22. 22. Atividade de Mapa Sistêmico 1. Em dois grupos 2. Obter lista de variáveis a acrescentar ao mapa 3. Acrescentar ao mapa as variáveis e suas respectivas relações 4. Refletir sobre outras variáveis importantes a colocar no mapa 5. Apresentar o mapa ao outro grupo
  23. 23. Eventos Padrões de Comportamento Estrutura Sistêmica Modelos Mentais
  24. 24. Método Sistêmico 1) Definir um Desafio Visionário 2) Apresentar a História Através de Eventos 3) Identificar os Fatores e Variáveis Chave 4) Traçar os Padrões de Comportamento 5) Desenhar a Estrutura Sistêmica 6) Identificar Modelos Mentais 7) Planejar Cenários 8) Modelar em Computador 9) Desenvolver Visão de Futuro 10) Definir Direcionadores Estratégicos, Políticas e Diretrizes, Reprojetar o Sistema e Planejar Ações
  25. 25. O Nível dos Modelos Mentais • Para gerar mudanças profundas na realidade, é preciso identificar como os modelos mentais geram ou influenciam as estruturas em jogo para que seja possível compreendê-las e modificá-las “A melhor maneira de controlar as pessoas é por uma hierarquia firme.” Setor 1 Supervisor Setor 2 Supervisor Setor 3 Supervisor Gerente Geral
  26. 26. A Realidade nos Sistemas Sociais • Em essência, toda sociedade é produto de como suas pessoas pensam e interagem • Assim, os modelos mentais das pessoas e a forma como elas se inter-relacionam criam a realidade social
  27. 27. A Mudança em Organizações • Logo, mudar a realidade social é, em essência, mudar a forma como as pessoas pensam e interagem • Para compreendê-los: 1. identificar os modelos mentais que geram a realidade 2. identificar como estão sistemicamente inter-relacionados
  28. 28. Conceitos • Se trata do grande “caldeirão” de elementos mentais inter-relacionados • São teorias que “mapeiam” a realidade e nos direcionam para a ação nela. Modelos mentais são tudo o que carregamos em nossas mentes. – Crenças – Opiniões – Interesses – Pressupostos – Atitudes – Valores – Regras de comportamento – Teorias a respeito da realidade
  29. 29. Como proceder neste passo? • Identificar os atores chave (interessados ou stakeholders) que colaboram na realidade em questão • Atores chave são conjuntos de indivíduos que possuem características culturais em comum • Ex.: cliente, direção, corpo gerencial, governo federal, produtores rurais, assentados, população, líderes, prefeito, industriais, comerciantes, vereadores, religiosos, ...
  30. 30. Modelos Mentais (exemplo) B Usuário lindeiro Governo Federal Direção Gerência receita tarifa R vantagem tarifária trem demanda lindeiro demanda total _demanda ônibus _ _
  31. 31. Como proceder neste passo? • Identificar os modelos mentais de cada um dos atores que influenciam a realidade em questão • Identificar como os modelos mentais ajudam a construir ou manter a estrutura atual da realidade
  32. 32. “A empresa não tem autonomia para seguir uma política tarifária própria.” “A boa imagem da empresa junto ao governo depende melhorar a relação receita x despesa.” “É preciso aumentar as tarifas para reduzir o desembolso a empresas estatais.” “Se houver uma boa van- tagem na tarifa do trem sobre a do ônibus, eu posso bem caminhar um pouco mais.” “Quanto eu pago p/ cami- nhar menos?” “É preciso aumentar a receita para repor mate- riais de manutenção.” B Usuário lindeiro Governo Federal Direção Gerência receita tarifa R vantagem tarifária trem demanda lindeiro demanda total _demanda ônibus _ _
  33. 33. Atividades de modelos mentais 1. Identificar atores na realidade da cidade 2. Identificar seus principais modelos 1. Alguns são positivos e devem ser estimulados 2. Alguns são negativos e devem ser avaliados
  34. 34. Momento de Presença O que almeja emergir Quem é o meu Eu maior? No que o Todo precisa de mim?
  35. 35. “Talvez, pela primeira vez na história, a humanidade tenha a capacidade de criar muito mais informações do que o homem ode absorver, de gerar uma interdependência muito maior que o homem pode administrar e de acelerar as mudanças com uma velocidade muito maior que o homem pode acompanhar.” Peter Senge Pensamento Sistêmico na Gestão
  36. 36. www.pspcplanodiretorip e.wordpress.com.br
  37. 37. Obrigado!

×