Successfully reported this slideshow.
We use your LinkedIn profile and activity data to personalize ads and to show you more relevant ads. You can change your ad preferences anytime.

Taizé 2008

350 views

Published on

Published in: Spiritual
  • Be the first to comment

  • Be the first to like this

Taizé 2008

  1. 1. TaizéPeregrinação8 a 18 /08/2008
  2. 2. TAIZÉGeneralidades
  3. 3. Localização• É uma aldeia em França• Próximo de Lion/ Macôn
  4. 4. TAIZÉOrações
  5. 5. Orações• Aqui está inserida uma comunidade deirmãos, os Irmãos de Taizé• Propõem-se a acolher-nos para quepossamos viver nós também momentosde comunidade
  6. 6. Orações• Os momentos mais altos do dia são as 3Orações, nas quais todos nos reunimospara rezar• Têm uma duração de cerca de 40min
  7. 7. Exemplo de um cântico das oraçõesIl Signore ti ristora, Dio non allontana!Il Signore viene ad incontrarti, Viene ad incontrarti!
  8. 8. TAIZÉViagem
  9. 9. Viagem• Pela beleza daquilo que aprendemoscom os irmãos e com a experiência decomunidade que nos é proporcionada,toma sentido para nós regressar a Taizé!• “Ir à fonte beber da Água Viva”, comodisse o Papa João Paulo II
  10. 10. ViagemPartida Algarve/ Lisboa 8 de Agosto 2008ViagemFuturoscope(Poitiers)9 de AgostoTaizé 10 de AgostoSemana em TaizéViagem 17 de AgostoVisita a uma cidadeChegada Algarve/ Lisboa 18 de Agosto 2008
  11. 11. Viagem8:15 oração da manhã, seguida de pequeno-almoço10:00 reflexão, seguida de um tempo de silêncio12:20 oração do meio-dia; depois, almoço14:00 ensaio de cânticosdurante a tarde: grupos de reflexão ou trabalho prático17:15 lanche17:45 workshops a partir de terça-feira19:00 jantar20:30 oração da noite, seguida de silêncio8:15 oração da manhã, seguida de pequeno-almoço10:00 reflexão, seguida de um tempo de silêncio12:20 oração do meio-dia; depois, almoço14:00 ensaio de cânticosdurante a tarde: grupos de reflexão ou trabalho prático17:15 lanche17:45 workshops a partir de terça-feira19:00 jantar20:30 oração da noite, seguida de silêncio
  12. 12. TAIZÉDespesas
  13. 13. Despesas• Para ser uma viagem acessível a todos,costumamos viajar de autocarro, coma companhia de autocarrosAtalaia,sendo o nosso motorista o Urgel,há já alguns anos.
  14. 14. Despesas
  15. 15. Despesas• Acresce:– Alimentação durante as viagens– Despesas circunstanciais em Taizé (cartõestelefónicos, pilhas, bolachas, água, …)– Prendas/ Recordações da Exposition dosIrmãos de Taizé
  16. 16. Despesas• A inscrição deve ser feita– Até 30 de Junho• O pagamento é feito em cheque
  17. 17. TAIZÉPorquê?
  18. 18. Taizé
  19. 19. TaizéAlargar a nossa amizade a todosNão podemos reter o fogo da reconciliação. Ele ilumina um caminho que nos conduza ser artesãos de paz, perto e longe de nós.Se compreendemos o que Deus realiza por nós, as nossas relações mútuas sãotransformadas. Somos então capazes de uma comunhão autêntica com os outros, deuma partilha de vida na qual damos e recebemos.O Evangelho convida-nos a dar o primeiro passo em direcção ao outro, sem termosantecipadamente a garantia de reciprocidade.Em algumas situações, em particular quando há rupturas nos afectos, a reconciliaçãopode parecer inalcançável. Recordemos então que o desejo de reconciliação já é oseu começo. Cristo toma sobre si próprio o que pensamos não ter saída, e nóspodemos confiar-lhe o que precisa ser curado. Isso prepara-nos para aproveitarmosas ocasiões de dar um passo, por muito pequeno que ele seja, em direcção a umapaziguamento.A reconciliação pode transformar em profundidade as nossas sociedades. O Espíritode Cristo ressuscitado renova a face da terra. Deixemo-nos conduzir por estadinâmica da ressurreição! Não desanimemos perante a complexidade dos problemas!Não esqueçamos que podemos começar com pouco. In http://www.taize.fr/pt_article5565.htmlAlargar a nossa amizade a todosNão podemos reter o fogo da reconciliação. Ele ilumina um caminho que nos conduza ser artesãos de paz, perto e longe de nós.Se compreendemos o que Deus realiza por nós, as nossas relações mútuas sãotransformadas. Somos então capazes de uma comunhão autêntica com os outros, deuma partilha de vida na qual damos e recebemos.O Evangelho convida-nos a dar o primeiro passo em direcção ao outro, sem termosantecipadamente a garantia de reciprocidade.Em algumas situações, em particular quando há rupturas nos afectos, a reconciliaçãopode parecer inalcançável. Recordemos então que o desejo de reconciliação já é oseu começo. Cristo toma sobre si próprio o que pensamos não ter saída, e nóspodemos confiar-lhe o que precisa ser curado. Isso prepara-nos para aproveitarmosas ocasiões de dar um passo, por muito pequeno que ele seja, em direcção a umapaziguamento.A reconciliação pode transformar em profundidade as nossas sociedades. O Espíritode Cristo ressuscitado renova a face da terra. Deixemo-nos conduzir por estadinâmica da ressurreição! Não desanimemos perante a complexidade dos problemas!Não esqueçamos que podemos começar com pouco. In http://www.taize.fr/pt_article5565.html
  20. 20. TAIZÉwww.taize.fr
  21. 21. O site• O site está sempre actualizado• Ouvir músicas– http://www.taize.fr/pt_article4802.html• Vídeo de Taizé– http://www.taize.fr/pt_article4790.html

×