Successfully reported this slideshow.
We use your LinkedIn profile and activity data to personalize ads and to show you more relevant ads. You can change your ad preferences anytime.

Acao Empresarial - encafe ABIC

1,348 views

Published on

Palestra ENCAFÉ

Published in: Business, Technology
  • Be the first to comment

Acao Empresarial - encafe ABIC

  1. 1. O ambiente atual de negócios está em processo de intensa transformação, mudança e turbulência, que leva à vantagem competitiva (sobreviver e crescer) àqueles que sabem capturar dados, transformá-los em informações e tomar decisões
  2. 2. DADOS Informações desestruturadas, geradas por eventos internos e externos à empresa
  3. 3. INFORMAÇÃO Dados estruturados Processo que visa o conhecimento Instrumento de redução da incerteza Instrumento de compreensão dos eventos que impactam os negócios da empresa
  4. 4. IMPORTÂNCIA DA INFORMAÇÃO Compreender melhor as mudanças Minimizar riscos e desafios Otimizar as oportunidades Base para a tomada de decisão e ação empresarial
  5. 5. AMEAÇAS À CATEGORIA CAFÉ Achocolatado é a grande ameaça ao café Captura a criança e o adolescente no principal momento de consumo que é o café da manhã Se este público não se converter ao café, nesta idade, torna-se mais complexa sua conversão quando se torna adulto Ainda mais ameaçador, quando a pesquisa aponta ‘hábito/tradição’ e ‘influência de outras pessoas’ como razões essenciais para passar a consumir café
  6. 6. AMEAÇAS À CATEGORIA CAFÉ Nota-se um certo “envelhecimento” do consumidor de café O ‘heavy-user’ está ficando mais velho Ainda que continuem a querer tomar café, muitos dizem querer diminuir o número de dose diárias
  7. 7. AMEAÇAS À CATEGORIA CAFÉ Percepção que o café é insubstituível caiu sensivelmente A indústria de bebidas tem criado novas categorias e diversificado as já existentes, aumentando e melhorando sua oferta
  8. 8. AMEAÇAS À CATEGORIA CAFÉ As bebidas que substituíram o café têm forte apelo à saudabilidade (leite e suco) Necessidade, portanto, de reforçar ainda mais o programa “Café & Saúde”
  9. 9. OPORTUNIDADES PARA O CAFÉ Programa de Qualidade da ABIC como contraponto ao ocorrido recentemente com o Leite (públicos institucional, mídia, trade supermercadista e suas associações e consumidor final) Café é a única categoria de bem de consumo alimentar que apresenta programa que atesta a qualidade
  10. 10. OPORTUNIDADES PARA A INDÚSTRIA DE CAFÉ Explicar, informar e ensinar o consumidor sobre os diferentes tipos de café (tradicional, superior e gourmet)
  11. 11. OPORTUNIDADES PARA A INDÚSTRIA DE CAFÉ Explorar mais adequadamente alguns segmentos de consumidores, como os da classe C, que aumentou de tamanho, representam o principal grupo agregado de consumidores (fazem volume) e melhorou sua renda
  12. 12. O AUMENTO DO PODER AQUISITIVO DA POPULAÇAO DE BAIXA RENDA Variação de janeiro de 1995 a junho de 2007, em % inflação do período para a Índice de aumento no aumento real do salário população de menor renda salário mínimo mínimo Fontes: DIEESE, LatinPanel, Caged e Banco Central
  13. 13. TAXA DE DESOCUPAÇÃO MENSAL 12,9% 11,5% 10,9% 9,6% 10,0% 9,0% SETEMBRO Fonte: IBGE
  14. 14. RENDIMENTO REAL MÉDIO DO TRABALHADOR em R$ de setembro/2007 1.178 1.063 1.088 1.115 1.024 1.046 SETEMBRO Fonte: IBGE
  15. 15. A EVOLUÇÃO DA RENDA DE 2001 A 2006 A renda dos 50% mais POBRES da população brasileira cresceu 2,4% a.a. A renda dos 50% mais RICOS da população brasileira caiu 1,4% a.a. Fonte: IPEA
  16. 16. O AUMENTO DO PODER AQUISITIVO DA POPULAÇAO DE BAIXA RENDA Novos categorias na cesta de compras Quantidade de categorias de produtos de 2002 a 2006 Fontes: LatinPanel
  17. 17. GASTOS COM BENS NÃO DURÁVEIS classe C - % Fontes: Latin Panel
  18. 18. O EXEMPLO DA CLASSE C Renda média mensal, em 2005, de R$ 1.255 Gasto médio mensal, em 2005, de R$ 1.369 Resultado: “faltou” R$ 114 Solução: financiamento das compras Fonte: LatinPanel
  19. 19. O EXEMPLO DA CLASSE C Em 2005 as famílias brasileiras, em média, gastaram 3% mais do que receberam Nas famílias de classe C, os gastos excederam em 8%
  20. 20. A MELHORA DO RENDIMENTO DOS DOMICÍLIOS participação por classes - % CLASSE 2002 2006 A1 0,75 0,85 A2 3,82 4,18 B1 6,35 8,67 B2 11,41 15,30 C 30,56 39,00 D 34,40 28,40 E 12,72 2,67 Fontes: Target Marketing
  21. 21. OPORTUNIDADES PARA A INDÚSTRIA DE CAFÉ Ao aumento do consumo fora do lar (e também de café de melhor qualidade), abre-se a oportunidade para o desenvolvimento de foco no food service (locais de trabalho, restaurantes, hotéis, hospitais, bares, etc.), em parceria com fabricantes de máquinas Dos formatos alimentares, os que mais crescem atualmente são focados no transformador de alimentos
  22. 22. OPORTUNIDADES PARA A INDÚSTRIA DE CAFÉ A pesquisa oferece pistas generosas para explorar, do ponto de vista de comunicação e de posicionamento, vários atributos importantes percebidos pelo consumidor: esquenta, anima, levante, liga, reúne, aroma agradável ao abrir a embalagem, puro prazer, momento de encontro, etc.)
  23. 23. OPORTUNIDADES PARA A INDÚSTRIA DE CAFÉ Tendo estrutura eficiente voltada para o food service e para o pequeno varejo, a indústria de café candidata-se a ser uma das mais eficientes parceiras de outras indústrias na distribuição de seus produtos Principalmente para alguns bens de consumo alimentar que demandam alta pulverização e elevada distribuição numérica Vantagens: otimiza-se os recursos necessários para a distribuição do café, e minimiza-se os ciclos de alta e baixa do café
  24. 24. OPORTUNIDADES PARA A INDÚSTRIA DE CAFÉ Consumo de diferentes qualidades de café para diferentes momentos de consumo

×